25.08
2010

The Royal Edinburgh Military Tattoo

Ontem à noite fomos assistir um dos eventos que mais tem atraído turistas aqui em Edimburgo no últimos anos, The Royal Edinburgh Military Tattoo!!

Acontece sempre no mês de agosto, esse ano, por exemplo, teve inicio no dia 06 e a ultima apresentação foi em 29 de agosto.

Então, quem vem pra Edimburgo nessa época, é bom começar a se programar com meses de antecedência. Normalmente os ingressos são colocados a venda no final de março ou inicio de abril, e num piscar de olhos os ingressos esgotam.

Alguns pontos que podem gerar dúvidas:

- é possível (e redomendadíssimo) comprar os ingressos ainda no Brasil, pois na hora, muitas vezes não tem mais;

- os ingressos podem ser enviados para o endereço do Brasil, se ainda houver tempo habil para a entrega. É aconselhavel, na hora da compra, selecionar a opção para retirar o ingresso o Box Office do Millitary Tattoo, pode confiar, o ingresso vai estar prontinho para ser retirado quando chegamos lá com o voucher;

- todos os dias são feitas as mesmas apresentações;

- sexta-feira e sábado são os dias mais disputados e os ingressos esgotam rapidamente, em questão de horas;

- no final de cada apresentação nos sábados há uma queima de fogos de artificio;

- cada apresentação tem a duração de 90 minutos;

- acontecem 2 apresentações por noite, a primeira as 19:00 e a segunda, as 21:00;

- não é possível levar guarda-chuvas, então, se o tempo não tiver bom (o que é muito frequente), é bom investir e comprar um capa de chuva ainda fora da Esplanada, pq lá dentro o preço pode ser um pouco mais caro que o normal (é claro);

- fotos e videos são permitidos;

- é possível alugar uma almofadinha por 1,00 libra, e na saida devolver, pois as cadeiras são de metal.

O que é exatamente o Edinburgh Military Tattoo? É um evento, que faz parte do Festival de Verão de Edimburgo, onde acontecem apresentações de bandas militares de várias partes do mundo. O destaque, com toda a certeza, fica por conta da Banda Militar Escocesa, todos vestidos de kilt e com seus tambores e gaitas de foles.

A próxima pergunta que fiquei me fazendo: Pq raios o evento tem a palavra “tattoo” no seu nome?? Pesquisando pela internet, antigamente a palavra “tattoo” era ” tap toe” que quer dizer “fechar as torneiras”. Ok, mas o que isso tem a ver com o evento? Tudo!!! O termo foi usado pela primeira vez pelo Exercito Britanico durante uma ocupação em terras holandesas.

Após cumprirem suas obrigações, os soldados se reuniam para o jantar e ao som de tambores, flautas, gaitas de foles, unica forma de entretenimento naquela época, começavam. Quando os donos das Tavernas queriam fechar os seus estabelecimentos e mandar todo mundo embora, uma maneira elegante era gritar “tap toe” ou “fechem as torneiras” (nesse caso, dos barris de cerveja). Interessante, não?!?!

Em março, iniciam-se os trabalhos de montagem das arquibancadas, pois o evento acontece na Esplanada do Castelo de Edimburgo.

O Military Tattoo teve inicio em 1950, e nessa época apenas bandas militares de todas as partes do país se apresentavam. Com o passar dos anos, uma forma de fazer com o que o Festival ficasse mais atrativo, foram aparecendo “convidados especiais”, como Bandas Militares de outros países, principalmente de paises que fazem parte do Commonwealth.

Conforme a audiencia e procura foram crescendo, várias Bandas Militares de outros países foram convidadas a se apresentar, e os destaques desses ano foram: a Banda Militar da Polônia, uma apresentação feita por soldados das Forças Armadas da Jordânia, liderada pelo Rei Abdullah II e os animadíssimos musicos da banda do Exército da Nova Zelândia!

As luzes na Esplanada se apagaram, uma “voz” comanda todo o evento, um jogo de luzes coloridas são projetadas no Castelo a cada nova apresentação.

Estão todos acomodados em suas cadeiras.. lá de longe os tambores e as gaitas de foles começam a tocar. O colorido dos Kilts invade o palco… o show vai começar!

Além das apresentações das bandas militares…

Acontecem apresentações de danças típicas escocesas, Ceilith…

Malabarismo…

Exibicionismo com motos e motocicletas…

Um dos pontos alto da apresentação, é quando os hinos, tanto o oficial do Reino Unido, God Save the Queen, como o não oficial da Escócia, Flower of Scotland e pra terminar, Auld Lang Syne, musica-poema do poeta escoces, Robert Burns, são tocados. Todo mundo vai ao delirio cantando junto… É de arrepiar!!!

E pra terminar o show, o Lone Piper, do alto do Castelo de Edimburgo, toca a sua gaita de fole sozinho… Espetacular!! E logo na sequência uma pequena queima de fogos de artifícios (estranho, pq nem era sábado)..

A apresentação do Military Tattoo em 2010, teve duplo sentido para ser considerada uma das melhores de todos os tempos, pois justamente nesse ano, acontecia a comemoração do seu 60º anos desde a sua primeira realização, e…

O outro motivo é um pouco mais nobre, o evento que antes era chamado apenas de Edinburgh Militarry Tattoo, passou a ser chamado de Royal Edinburgh Military Tattoo, quando a Rainha Elizabeth concedeu o status Real ao evento como forma de prestigiar, manter e promover a cultura Escocesa.

O Tattoo Office e a lojinha de souvernirs ficam na 32 Market Street, Edinburgh, Scotland EH1 1QB (na mesma quadra onde está localizada a Waverley Station, dobrando a esquina, onde fica o escritorio da Lothian Buses, um pouco mais a frente).

Postado em Edimburgo, Escócia, Reino Unido, Royal Edinburgh Military Tattoo