22.01
2011

Brasília, Patrimônio Cultural da Humanidade – Parte 1

Chegamos num sábado a Brasília, meio tarde, por volta das 22 horas e seguimos direto pro hotel que ficava no Setor Hoteleiro Norte.

No domingo, a maioria das coisas estão abertas para visitação do público no Eixo Monumental. Então, descemos a pé pra caminhar por ali e ir conhecendo com calma.

A Primeira parada foi na Biblioteca Nacional que tem uma coleção de mais de 300 mil itens. Mais a frente fica o Museu Nacional Honestino Guimarães, onde estava acontecendo a II Bienal Brasileira de Design, com exposições de objetos e até 2 protótipos de carros da Fiat. Juntos, a Biblioteca e o Museu Nacional formam o Complexo Cultural da República João Herculino.

Biblioteca Nacional

Museu Nacional Honestino Guimarães

Seguimos para Catedral de Brasília que é uma obra de Oscar Niemeyer. Foi inaugurada em maio de 1970. Em frente há quatro estátuas de bronze enooormes, na direita está São João, e na esquerda estão São Mateus, São Lucas e São Marcos. Queria ter visto a réplica da Pietà de Michelangelo, mas como estava tendo uma missa, não podemos circular por lá. A escultura chegou ao Brasil em dezembro de 1989, foi feita pelo Museu do Vaticano e autorizada e abençoada pelo Papa João Paulo II. 

Catedral de Brasília

Caminhamos um tempão, já era quase meio dia, mas mesmo assim fomos até o Congresso Nacional pq as visitas no final de semana só vão até as 14 horas. O Congresso Nacional também foi projetado por Oscar Niemeyer. Conseguimos pegar a penúltima visita, depois de deixar nossos nomes para visita, recebemos um Cartão Postal com a foto da Câmara dos Deputados que poderiam ser enviados para qualquer lugar do Brasil de graça (que milagre, alguma coisa de graça hehe). Enquanto aguardávamos a visita guiada que sai de uma em uma hora, fomos ver a exposição sobre os 20 anos da última Constituição Brasileira (foi promulgada no dia 5 de outubro de 1988). O grupo tinha umas 20 pessoas e seguimos para Câmara dos Deputados, que fica a direita, tem o carpete verde musgo e tem a sua cúpula branca virada para cima. E depois seguimos para o Senado que fica a esquerda, o seu carpete é azul escuro e a sua cúpula branca está virada para baixo (detalhes que ajudam na identificação).

Congresso Nacional

Congresso Nacional

Na sequência fomos até o Palácio do Planalto, onde fica o gabinete do Presidente da República. Tinha pesquisado na internet e falava que não seria possível visita interna, somente com agendamento antecipado e blá blá blá.. quando chegamos lá, havia uma pequena fila e resolvemos ver se dava pra fazer o tour. O número máximo de pessoas já estava preenchido, mas como estávamos em quatro pessoas, tentamos convencer o guardinha a liberar a nossa visita… ele concordou!! Oba!! São três andares (se não for contado o térreo, digo isso, pq aqui em SC não temos o costume de contar, como já vi isso em outros estados), no primeiro estão as salas nobres de audiências e salões para coquetéis, no segundo andar fica o gabinete do Presidente que só pode ser visto através de uma porta de vidro e no terceiro andar ficam os gabinetes civis e militares. A troca da guarda é feita a cada duas horas.

Gabinete do Presidente da República

A Guarda no Palácio do Planalto

Terminado o tour no Palácio do Planalto, seguimos para a Praça dos Três Poderes, que fica logo em frente, e que tem esse nome, pois ali encontram-se os três podres da República: o Palácio do Planalto, Supremos Tribunal Federal e Congresso Nacional. É nessa praça que estão as famosas esculturas Os Guerreiros ou mais popularmente conhecido com “Os Candangos”, de Bruno Giorgi, o Marco Brasília por ter sido considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a escultura A Justiça de Alfredo Ceschiatti que fica bem em frente ao Superior Tribunal Federal (que não estava aberto a visitação na hora em que fomos) e o Mastro da Bandeira, com 100 metros e tem a fama de ser a maior bandeira hasteada do mundo, segundo o Guiness Book. Nesta praça também fica o Espaço Lúcio Costa , este espaço é subterrâneo e lá tem uma maquete gigaaaante da cidade de Brasília, beeeem legal!!

Os Candangos, na Praça dos Três Poderes

Maquete de Brasília no Espaço Lúcio Costa

Na volta, pelo lado oposto, seguimos para o Palácio da Justiça, mas só tiramos umas fotos na frente, pois não estava aberto para visitas (pra falar bem a verdade, nem sei se é possível conhecer).

Pegamos um táxi e fomos ao Park Shopping assistir um filme qualquer, pq nossos pés estavam detonados. E acabamos jantamos por lá mesmo, e o restaurante escolhido foi o Outback que fica no térreo desse shopping.

Sempre quis ir num Outback pra ver qual era.. gostei bastante (tirando um drink de vodka + suco de tomate, que pessoas teimosas da minha familia quiseram experimentar.. tente imaginar ketchup com vodka, tá bom, deixa pra lá… é pedir demais, pq não dá pra imaginar hehe).

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Brasil, Brasília, Distrito Federal
Booking.com
  1. […] parte 2 | LINK 139. @contandoashoras | brasília patrimônio cultural da humanidade – parte 1 | LINK 140. @blogoutrosares | blog outros ares representa o nordeste no #mtur | LINK 141. @blogoutrosares […]

Deixe o seu comentário...