28.06
2011

Islândia – Conhecendo o país

Para chegar na Islândia, os meios de transporte são: navio (através de um cruzeiro) ou avião. O país tem duas empresas aéreas: a Icelandair e a Iceland Express (empresa de baixo custo).. eu não tive muita escolha, e como já contei, fui com a Iceland Express.

Tirando os destinos suuuper tradicionais como Copenhagen, Berlim, Nova York, Toronto e Londres.. geralmente só é possível visitar o país durante o verão europeu, pois é quando essas companhias operam voos diretos para lá com “maior” frequência.

Mas antes de qualquer outra informação, devo dizer que a Islandia é membro do Acordo de Schengen, mas não faz parte da União Européia.. e os brasileiros podem entrar lá SEM visto.

Solfar, em Reykjavík

Tanto o porto quanto o aeroporto na Islândia são minusculos.. mas tudo é muito organizado e o idioma islandes (que é praticamente um pesadelo, pois é impossível de entender) não se torna um empecilho.. pois pra tudo, pra tudo mesmo há tradução para o inglês e quando não há tradução também para o dinamarques e alemão.

Como eu fui para lá de avião, de Edimburgo para Reykjavík o tempo de voo é de aproximadamente 2 horas!! E em 99% dos casos, o desembarque é feito no Aeroporto Internacional de Keflavík ou Keflavíkurflugvöllur (IATA: KEF) e esse é o  maior aeroporto do país.

O aeroporto fica meio longe do centro de Reykjavík.. a uns 48 km aproximadamente. O aeroporto tem apenas um terminal, o Leifur Eiríksson Air Terminal ou Flugstöð Leifs Eiríkssonar.. então, é muito fácil se locomover.

O free shop é relativamente grande e bem variado. A parte de eletrônicos não é muito grande.. porém a de bebidas e cosméticos são bem grandinhas! Tem uma loja dos produtos da Blue Lagoon e da 66º North (que é uma marca que vende roupas para o frio, beeeeem popular por lá).

As opções pra ir do aeroporto até o centro de Reykjavik são: táxi (aproximadamente 8.000 ISK) e o Flybus. O tempo até o centro é de aproximadamente 45 minutos e nesse trajeto já da pra ter uma idéia de como é o país.. sem árvores e com uma paisagem única.

Se a escolha for o Flybus, a primeira parada em Reykjavík vai ser na BSÍ – Bus Terminal e lá, e necessário trocar de ônibus, se o bilhete escolhido for o que para na porta do hotel/hostel/apartamento em que estiver hospedado. Na hora de comprar o bilhete, que pode ser feito no guichê ou em máquinas que estão perto do portão principal, é possível pagar tanto em coroa islandesa como em euro.

Para quem quiser se aventurar pelo país de carro… Bom, no momento como estou morando na Escócia, e como todos sabem que o trem é um meio de transporte muito utilizado por aqui, o mesmo já não acontece na Islândia!!! E foi justamente esse fato que me chamou muito a atenção. Lógico que não faria o menor sentido eles gastarem uma fortuna para montar uma rede ferroviária, pois o país está localizado numa área de intensa atividade vulcânica e onde terremotos acontecem com uma certa frequência.

A principal estrada do país!!

Então, eles utilizam o sistema chamado de Anel Rodoviário ou Ring Road da Islândia ou em islandês Þjóðvegur 1 ou Hringvegur. E esse anel é a principal estrada do país, e ela circunda toda a região habitada da ilha conecta todas as suas partes (o interior da ilha é desabitado). Essa estrada é looooonga, tem 1.337 km e tem uma pista em cada sentido, exceto perto de Reykjavík e do Tunel Hvalfjörour, onde tem 3 ou 4 faixas. As estradas são bem conservadas e muito bem sinalizadas.. com muitas placas indicando direções, pontos turisticos, dizendo se é possível e/ou perigoso visitar determinada região…

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Islândia, Reykjavík
Booking.com
  1. silvana piccoli 25/03/2012 | 09:46

    Adorei o seu blog. Estou pretendendo ir à ISLÂNDIA em julho 2012. Como compro a passagem voo, acomodação e passeios. É mais vantagem comprar por conta?
    Obrigada.

    • Bruna 25/03/2012 | 15:26

      Oi Silvana!!
      Obrigada!! =)
      Olha, a passagem vai depender de qual cidade vc vai partir, só assim poderemos saber qual empresa oferece voo até lá ou não (são poucas).
      A acomodação, depende muito do que vc vai ficar, em albergue, hotel ou apartamento, mas existem sites que podem te auxiliar a fazer uma busca melhor dependendo de qual for a forma escolhida. E os passeios, vc compra diretamente com a agencia pela internet mesmo. Vc pode enviar um email, se sentir mais segurança, e reserva o passeio e faz o pagamento lá. Ou compra pelo site da empresa e ja faz o pagamento na hora da reserva. Essas empresas que eu viajei, pode comprar tranquilamente pela internet, comigo funcionou tudo super bem.
      Vantagem sempre é, mais exige um pouco mais de organização. Mas se vc quiser gastar um pouco mais e não se incomodar, as prórpias cias aereas da Islandia oferecem pacotes com hotel/voo/passeios.
      Vc pode ver o que compensa mais!

  2. Margarida cardoso 10/08/2016 | 04:25

    ola:) estou a pensar ir para a islandia entre os dias 11 de março a 18 de março. irei alugar um carro, talvez o mais barato e dar a volta a ilha. o que acha é uma boa altura? os dias sao poucos? pode me dar algumas orientaçoes sff. obrigada

    • Contando as Horas 10/08/2016 | 17:17

      Oi, Margarida

      Eu estive na Islândia durante o verão, e gostei bastante. Vc pensa em ir em março, acredito que nessa época ainda haja vestígios do inverno. Seria legal pesquisar sobre a quantidade de luz nessa época, hora que o sol nasce e o por do sol, pra vc saber quantas horas de “dia” vc realmente vai ter. Seria bom também olhar como é a condição das estradas nessa época, se ainda tem presença de neve ou não, pq se tiver neve, vc vai precisar saber usar correntes nas rodas. Mas fora isso, acho que deve ser tudo mais ou menos igual, pq mesmo indo no verão, era muito frio e tinha muito vento.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

Deixe o seu comentário...