09.07
2011

Hallgrímskirkja, em Reykjavík

Depois do tour pela South Coast, voltei pra Reykjavík. Aproveitando que nessa época não fica totalmente escuro, fui passear pela cidade.

A primeira parada foi na  Hallgrímskirkja ou também conhecida por Igreja Luterana de Hallgrímur, que é uma das principais igrejas da cidade e um dos principais cartões postais de Reykjavík. A igreja recebeu esse nome em homenagem ao poeta islandês Hallgrímur Pétursson.

O estilo da igreja é totalmente diferente das igrejas que estou acostumada a ver aqui na Escócia e em toda a Europa. É uma das contruções mais alta da Islândia, com 73 metros de altura.

Além dela ser totalmente branca, com formato que lembra as formações de lava ou até mesmo as colunas de basalto que estão espalhados pelo país, ela é toda feita de concreto. A sua construção também não foi tão simples de ser executada, demorou mais de 30 anos pra ficar pronta.

É possível visitar a igreja de graça, somente para ir até a torre de observação é necessário pagar. O valor é símbolo, 500 ISK, comparado com as outras atrações.

Para chegar lá, diferente da maioria das igrejas da Escócia e da Inglaterra, tem um elevador, que falicita muito a subida e ainda tem como fundo musical musica típica islandesa.

A igreja por dentro é bem simples, isso comparando com Igrejas da Escócia e da Inglaterra, como por exemplo.. não tem nenhum vitral, os vidros são todos simples.

Em frente a Igreja fica a estátua de Leif Erikson, filho de Erik o Vermelho.. os islandeses o consideram como o primeiro europeu a descobrir a América. Tanto ele, como seu pai deram inicio a serie de sagas islandesas que se tornaram super famosas em todo o mundo.

Essa estátua foi presente dos Estados Unidos em 1930, em comemoração ao milésimo aniversário do parlamento islandês, o Þingvellir, que data do ano de 930.

A igreja e a torre de observação abrem todos os dias das 09:00 as 20:00, assim é possível visitar logo depois de fazer um tour pelo país, já que fica aberta até mais tarde.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Islândia, Reykjavík
Booking.com
  1. Ariane 12/07/2011 | 16:52

    Oi, Bruna
    Sexta é a minha vez, estou literalmente contando as hrs. Sp – Berlim – Rekjavík. Adorei saber q dá p/ ir até o topo dessa Igreja, com certeza ela traduz um pouco do país e não deixa duvidas de que é um destino super exotico. Valeu pelas dicas, Ariane

Deixe o seu comentário...