23.09
2011

Edimburgo: Museu Nacional da Escócia

Após 3 anos fechado para reformas e onde mais de 47 milhões de libras foram gastas… No dia 29 de julho de 2011, as 09:15 da manhã, o National Museum of Scotland reabriu suas portas.

Resolvi esperar uns dias pra ir visitar o museu, pois em Agosto, como era o mês dos Festivais, a cidade estava lo-ta-da e consequentemente o museu também.

Royal Museum, recém reinaugurado

Assim, aproveitando que essa semana o tempo estava horrível (mais do que o normal) aqui em Edimburgo, com muito vento (por volta de 40 a 50 km/h) e chuva.. achei que seria a semana perfeita pra conhecer o “novo” museu.

Passei duas tardes quase que inteiras e só vi o primeiro andar.. e confesso que falta duas alas ainda pra terminar de ver. hehehe

Então, depois do British Museum em Londres, o National Museums of Scotland é o segundo mais importante do Reino Unido. Está localizado na Old Town, bem perto do Elephant House, o Coffee Shop onde J.K Rowling deu vida a série de livros e filmes do Harry Potter!!

Museum of Scotland

Basicamente o National Museums of Scotland é formado por dois museus, o Museum of Scotland e o Royal Museum, ambos ficam na mesma rua, lado a lado e são interligados internamente, não é preciso sair de um museu pra entrar no outro.

O Museum of Scotland tem coleçoes relacionadas a Escócia, a cultura e a história do país, fica no edificio redondo da esquina e tem estilo super moderno, pois foi inaugurado em 1998.

Já o Royal Museum é esse museum na qual me refiro que foi reinaugurado. Nele estão coleçoes sobre tecnologia, história natural, mostra as diferentes culturas ao redor do mundo e muito mais. O museu fica num edifício antigo, de estilo Victoriano, e foi inaugurado ainda no século XIX, mais especificamente em 1888, mas sofreu ampliações, a primeira em 1990 e essa ultima, que foi reinaugurada em 2011. O projeto do edificio é de autoria de Francis Fowke, o mesmo que projetou o Royal Albert Hall em Londres.

O Grand Gallery com suas arcadas e vidros caracteristicos..

O que mudou com as reformas:

– foram colocados a mostra mais de 8 mil objetos que estão sendo exibidos pela primeira vez;

– quem já conhece o Museum of Scotland, pode entrar direto no Royal Museum, pois foi adicionada uma nova entrada;

– foram adicionadas 16 novas galerias, entre elas um espaço para exibições internacionais;

– 3 galerias especialmente para crianças;

– a Grand Gallery foi totalmente reitegrada ao Museum.. e foi adicionado: The Windonw on the World!!!

Conforme for visitando o museu, vou atualizando aqui as “novidades”..

O primeiro andar, além da Grand Gallery, é basicamente formado por mais 7 galerias, sendo elas:

– Earth in Space, estão em exibição alguns telescopios, lunetas, tem um video que conta como o Universo foi formado, explicando a Teoria do Big Bang e é onde está em exibição a primeira bandeira da Escócia que foi a Lua.

– Animal World com certeza é a uma das partes mais legais do Museu. O grande destaque fica por conta do esqueleto de um Tiranossauro Rex, além de vários animais em exibição contando curiosidades sobre eles. O que achei mais interessante foi o Camelo (siiiim, tem um camelo enorme no meio do museu) que tem cilios gigantes e tem um mecanimos que fecha totalmente o seu nariz qdo acontecem tempestades no deserto, assim, ele fica protegido da areia!! Além do Camelo, tem ursos, raposas, lhama, elefante, leão.. e por ai vai, todos com alguma “curiosidade”.

– Living Lands mostra um pouco da cultura dos aborigenes na Austrália, da cultura religiosa no Tibet, sobre os Povos Inuits no Canada, Alasca e Groelândia (e está em exibição as roupas usadas pelos Esquimos e os trenos tbm, desde um treno antigo até um super moderno);

– Patterns of Life, a parte mais interessante fica no video que mostra como acontecem casamentos pelo mundo, eu fiquei lá um tempinho e pude ver como são os casamentos na India, em Botswana e no México. Além de contar um pouco da cultura relacionada de cada continente e mostrar objetos feitos nesses países.

– Discoveries, os quatro destaques dessa seção ficam por conta do Millennium Clock que é um relogio enooorme, cheio de enfeites e animais (macacos) pendurados e que a cada hora cheia toca uma musiquinha; tem uma tv, o primeiro modelo de uma tv colorida e essa é a unica que ainda resta no mundo; tem um exemplar do livro A Origem das Espécies de Charles Darwin e Sarcífago de uma Rainha do Egito Antigo, com o modelo de como seria o rosto dessa Rainha.

– Art and Industry estão em exibição objetos que vão desde o seculo 19 até hoje em dia. Tem também uma parte dedicada ao arquiteto escoces Mackintosh. Mas o que mais me chamou a atenção foi a parte dos computadores e jogos de video game, onde tinha um modelo de PS que foi assinado pelo Rubens Barrichello. Tinha também uma parte com modelos mostrando a evolução dos telefones (inclusive com uma cabine vermelha dos famosos telefones britânicos), televisões e maquinas fotográficas! Ahh, e sem esquecer dos dois modelos de carros antigos e um piano bem no meio do salão!!

– Science and Technology, é onde está em exposição a ovelha Dolly, que foi o primeiro mamífero a ser clonado na história, ela nasceu depois de 277 tentativas de clonar o embrião, ela viveu por aproximadamente 7 anos e com certeza é a parte mais movimentada do museu.

Dolly

Além da Dolly, tem um carro de formula 1, onde é possível dirigir e simular como se vc estivesse numa pista de corrida. Tem a parte da frente de um trem e mostra como funciona um trem e muito mais.

Dolly

No terceiro andar tem uma cafeteria e mais 5 galerias, sendo elas:

– Comunicate tem uma exposição grandinha até sobre vitrolas e aparelhos musicais. Tem também uma parte dedicada ao esporte, com trofeus, medalhas, folhetos de vários esportes como futebol, criquete, rugby.. além de fotos, é claro!! Mais a parte que mais gostei, foi a que mostra a evolução de barcos ao longo dos anos e com modelos vindos de diversas partes do mundo. Tem também uma parte que mostra a evolução dos aparelhos de comunicação, como os telefones, fax e algumas formas primitivas de comunicação usadas por tribos ou por países como Papua Nova Guiné, onde é dificil conseguir utilizar celular, pois as areas de mata fechada, não permitem uma boa qualidade de sinal.

– Ancient Egypt uma boa parte do terceiro andar é dedicada ao Egito Antigo e os achados arqueologicos. Estão em exposição desde papiros com escritas que datam mais de 1500 anos a.C, vaaarios shabtis (que são miniaturas de figuras funerárias dos sarcofagos das mumias egipcias) e objetos que foram encontrados junto com alguns sarcófagos como joias, vasos, copos, enfim, tudo que os Egipcios achavam que seria necessário levar para a “outra vida”. Além disso tudo, é nessa galeria onde fica a Coffin of na Egyptian Queen. Em 1908 o túmulo dessa Rainha foi descoberto por acaso e segundo pesquisas o ano aproximado em que ela viveu foi 1550 a.C. Dentro tinha uma mulher, seu corpo estava em perfeitas condições e provavelmente era uma Rainha, pela forma como ela estava vestida, os adornos  e jóias e as pinturas em seu sarcófago. Depois de ver essa parte do museu, me deu vontade de ver tudo isso de perto, no seu lugar de origem.. preciso ir pro Egito urgenteee!!! =)

– Facing the sea achei essa parte do museu uma das mais legais, não sei se é pq eu adoro tudo que é relacionado com o Oceano Pacífico e qdo vi que tinha uma parte falando sobre a Ilha de Páscoa, meus olhos brilharam!!! Essa parte do museu é inteiramente dedicada as váááárias ilhas que ficam no Oceano Pacífico. Estavam em exibição desde objetos típicos, trajes, curiosidades e muito mais. Mas sem duvida o destaque fica por conta de uma Canoa, que está pendurada bem no meio dessa parte do museu, e foi feita pelos Indios Maori (da Nova Zelândia), a Waka, a canoa foi feita em 1820 e está em perfeito estado de conservação!

– Performance and lives também achei essa parte bem interessante, conta sobre como são os rituais sagrados e os instrumentos sagrados usados em países Africanos como Gana, Nigéria e em alguns lugares da Ásia, como no Nepal, Tibet…

– Animal senses conta as curiosidades sobre os cinco sentidos, tato, olfato, audição, visão e paladar, tanto de mamiferos, insetos, animais aquáticos, algumas plantas e por ai vai. Uma coisa que achei bem interessante, que eu não fazia ideia, é que as Corujas tem ouvidos em alturas diferentes, e isso ajuda elas a capturar alimento, mesmo na escuridão! Achei legal também a parte dos animais que tem o poder de se camuflar.

– Restless Earth, noooossa, achei essa parte do museu suuper interessante. Tem um video que mostram imagens de transformações ocorridas na natureza, como por exemplo, quando um vulcão entra em erupção e a lava corre encontrando com o mar e o resfriamento sofrido também pode alterar e criar novas formas. Mas o grande destaque fica com uma pedra enooorme de Quartzo, vinda do Brasil, do Rio Grande do Sul (e ainda tem mais duas outras pedras semi-preciosas que vieram da Terrinha). Pedras dos mais variados formatos e cores, vi umas pedras vindas da Rússia com cores de verde e azul, lindissimas! Além de uma pedra super estranha que veio da Australia, que lembra os cachorrinhos Dalmatas =)

O quinto andar:

– Tradition in Sculpture, que fica na Grand Gallery, com váááárias esculturas dos Deuses Indianos, esculturas em mármore retratando Imperadores Romanos, Bustos de Personalidades Escocesas, como John Baird (que inventou a Televisão).

– outro destaque é a European Style onde fica o Meissen Lion que é um dos 5 leões produzidos entre 1731 e 1735 por Augustus The Strong, ele queria criar um museu de animais feitos de cerâmica em Dresden, na Alemanha;

– Suvival onde fica o Panda Ching Ching, que junto com a sua parceira Chia Chia foram presente do Governo Chines ao Reino Unido ainda em 1974. Eles viveram no Zoológico de Londres até a morte em 1985.

Os Museus ficam na Chambers Street, EH1 1JF, em Edimburgo. A entrada é gratuita!!

Ahhh!! É possível bater foto de tudo!!

** Precisando de hotel em Edimburgo? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre as Highlands

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Atrações turísticas, Edimburgo, Escócia
Booking.com
Deixe o seu comentário...