29.02
2012

Papai Noel existe, e ele mora na Lapônia!

Um dos lugares que eu mais estava esperando para conhecer era a Vila do Papai Noel, na Lapônia (para entender o drama, clique aqui).

E pra quem já tinha ido tão longe, uns 8 km a mais para o norte não fariam a menor diferença. 

A possibilidade de voltar no tempo e se tornar criança novamente, nem que fosse por apenas algumas horas, já vale a experiência!

Lá de longe, ainda dentro do ônibus, já dá pra ver todo o complexo,  com sua arquitetura única, que  já impressiona. Com relação ao tamanho, a Vila é até grandinha, mas tá muito longe de ser uma Disneylandia por exemplo, então dá pra conhecer tudo tranquilamente em um único dia.

Nos meses de inverno, como a luz do dia é minima, aproximadamente 4 horas, não dá pra desperdiçar um minuto sequer, e assim, eu fui conhecer primeiro tudo que ficava ao ar livre.

Pela Vila estão espalhados vários restaurantes, lojinhas de souvernis, alguns museus e um hotel novinho e exclusivo.

Pelo caminho há muitas tendinhas típicas dos Samis, o povo da Lapônia…

… que é rodeada de mata nativa, com muitos pinheiros…

… e ainda tem a linha do Circulo Polar Ártico atravessando a Vila do Papai Noel…

Existe também uma infraestrutura boa de hospedagem, com um Hotel dentro da própria Vila (e já dá pra imaginar o preço)…

Na verdade não é exatamente o que se espera de um hotel convencional, este, é formado por várias cabanas individuais, que fez com que a idéia ficasse super original e de muito bom gosto!!

(na foto acima, ao fundo fica a Vila do Papai Noel)

E ainda tem mais… o Christmas exhibition, mostra um pouco das tradições, decorações raras e hábitos do Natal nos quatro cantos do mundo…

Tem ainda a Sede Principal do Correio Oficial do Papai Noel, que mais parece um mundo mágico com muitos Elfos e Duendes do que um Posto de Correio…

Ao lado, fica a Cabana/Museu em homenagem a Eleanor Roosevelt, esposa do presidente americano Franklin Roosevelt. Ela foi a primeira turista a visitar a região ainda quando a cidade estava sendo fundada, a mais de 50 anos atrás.

A visita de Eleanor mais os boatos que surgiram depois de uma reportagem em um programa de rádio da região sobre a existencia do Papai Noel, fizeram essa arte da Finlândia prosperar e esses “eventos” juntos, são considerados os precursores do turismo na Lapônia!

Com a construção da Vila, em questão de 3 a 4 anos, o número de visitantes aumentou consideravelmente, passando de centenas a milhares de visitantes por ano!

E por ultimo, quando já estava escuro (tipo, 14:30 da tarde), me dirigi ao edificio principal da Vila, onde pude encontrar o Bom Velhinho, na Casa do Papai Noel.

A primeira impressão, muitas crianças na fila para entrar na Casa (ou seria Sala) do Papai Noel. Fiquei me enrolando um pouco (traduzindo, criando coragem) pra ficar na fila junto com a criançada heeheheheh

Enquanto isso, fui conhecer a Loja Swarovski, com produtos exclusivos e tudo o que se possa imaginar que esteja relacionado com o tema Natal, é claro!

Ainda há uma loja de souvenirs, não muito grande, mas com uma boa variedade de produtos exclusivos do Papai Noel e de sua Vila!

Para conseguir entrar na Sala onde fica o Papai Noel, é preciso pagar! Sim, essa parte da visita não é gratuita, infelizmente! E ao comprar o direito de colocar os pés por alguns minutos nessa salinha, esqueça a camera e aproveite o momento. Não é possível nos mesmos batermos as nossas próprias fotos. A equipe que acompanha o Papai Noel, os seus ajudantes, registram todos os momentos, e no final escolhemos algumas fotos que são agrupadas com outras fotos que já estão pré-selecionadas e assim é montado um CD. Ou ainda, dá pra comprar uma unica foto impressa. E essa é a única recordação que recebemos!

Mas e afinal, depois desse dia todo andando na Vila, todo mundo me pergunta… Papai Noel realmente existe?

Segundo diz a lenda (que nem é tão lenda assim) tudo começou a muito tempo atrás, por volta do século 14, na Turquia. Baseado em uma história verdadeira, São Nicolau, um bispo de barbas brancas looongas, muito preocupado com o bem estar de todos ao seu redor, tornou-se uma pessoa extremamente caridosa e generosa. Mas fazia isso de forma secreta, e com isso, conseguia ajudar cada vez mais pessoas… Logo, esse bispo acabou recebendo o apelido de ‘Papai Noel’. Então, Papai Noel realmente existe e a mais de meio século ele está por aí alegrando a criançada!

E hoje em dia a lenda fica por conta das renas voadoras que percorrem o mundo, levando o Papai Noel e seu enorme saco de presentes a todas as crianças e o mais incrivel, em apenas um único dia!

E pra continuar no clima, e já que Papai Noel  realmente existe, como diriam os finlandeses… Hyvää joulua!! (ou.. Feliz Natal!!!)

Ah, antes que eu esqueça… Para chegar até lá, partindo de Rovaniemi, existem duas opções: contratar um tour privado (com tempo de visita pré-definido) ou ir de ônibus de linha. Eu fui de ônibus, com o Santa’s Express, que parte de uma em uma hora, da frente da Estação de ônibus da cidade. O ônibus é o número 8 e para na porta de entrada da Vila do Papai Noel. O trajeto é bem curto, uns 20 minutos, no máximo.

Obs. 1: bem perto da Vila do Papai Noel existe ainda o Santa Park e o Santa’s Ice Park que ficam bem próximos a Vila do Papai Noel, dá pra ir caminhando. Eu não fui, mas fica a dica, principalmente que estiver viajando com crianças!

Obs. 2: A entrada na Vila é gratuita, somente para entrar em alguns museus ou parques é preciso pagar!

Obs. 3: Foto do Papai Noel foi retirada do material que eu comprei, quem sabe um dia eu coloco a minha por aqui! =)

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Finlândia, Lapônia
Booking.com
  1. Jane 01/03/2012 | 11:32

    Belíssimo lugar!!!
    Adorei conhecer através do seu blog, quem sabe um dia ainda me aventuro por essas terras gélidas. Bjos

  2. Karen Rodrigues 01/03/2012 | 14:51

    Lindo post! Realmente voltamos por alguns minutos a ser crinaça. Moro em Berlin já fazem 10 anos. Acerdita que nunca pensei em ir para a Escandinávia? Em minhas próximas férias pretendo conhecer a Rússia e adorei a excelente dica, inicio de 2013 usaremos suas dicas!

  3. Gilson 06/12/2014 | 15:29

    Oi, Bruna.
    Parabéns pelas postagens acerca da Lapônia.
    Estou pensando em ir para uma viagem pela Escandinávia em Fevereiro (sei que é mto frio, mas é o que quero). A lapônia finlandesa não pode ficar de fora. Na verdade, é a minha maior expectativa.
    Vi alguns pacotes que incluem as cidades de Kemi e Rovaniemi. De atividade no pacote que vi inclui um passeio em um navio quebra-gelo pelas águas do mar ártico e a Vila do Papai Noel. Não costumo gostar de pacotes, prefiro sempre fazer por conta própria. Então gostaria de saber:
    1) Pelo o que eu vi, a visita à vila do papai noel é totalmente possível de se fazer sozinho, sem grupo, né?
    2) Sabe algo sobre esse barco quebra-gelo? Talvez seja algo normal por lá também e talvez dê para eu comprar um passeio nele sem precisa comprar um passeio em grupo.
    3) Você viu a aurora boreal? Essa é uma experiência que eu quero demais ter!! É fácil ver a partir de Rovaniemi ou de Kemi? Sei que é algo que depende da natureza, mas li que em fevereiro a probabilidade é enorme. Como são esses passeios? Tem que ir a algum lugar específico ou só de olhar pro céu nessas cidades bem ao norte já podemos ver?
    4) Por fim, ouvi dizer que existe um hotel que tem iglus de vidro. Sabe se é em Rovaniemi? E se é possível visitá-los (ou só para quem se hospeda)?

    Desde já mto obrigado.

    Abraços.

    • Contando as Horas 07/12/2014 | 19:33

      Oi, Gilson

      1) Sim, dá pra fazer a visita sozinho na Vila do Papai Noel, foi o que fiz e deu tudo certo. Importante chegar cedo pois começa a escurecer por volta das 14:30.
      2) Ouvi falar desse passeio, mas não cheguei a cogitar de fazer. Acredito que vc consiga reservar por conta sim, mas pra isso vc precisaria pesquisar melhor qual empresa oferece. Infelizmente não sei te dizer.
      3) Siiiim, era uma das coisas que mais queria ver, mas o tempo não colaborou comigo. Eu até tinha reservado um passeio pra ver a Aurora, mas devido ao tempo, a agencia cancelou e me devolveu o dinheiro. Existe diversas empresas que oferecem esses passeios de caça a Aurora Boreal, inclusive eles tem uma boa estrutura pra isso, com lugar coberto e comida. É um pouco caro, é bem verdade, mas imagino que deve valer muito a pena. No comentário de algum dos posts sobre a Lapônia eu lembro que compartilhei o link com uma lista com diversas agencias, vc chegou a ver esse link? La vc deve encontrar as opções e preços.
      4) Não fica em Rovaniemi, deve ficar em alguma outra região mais isolada. Não cheguei a cogitar me hospedar num desses, pq é um pouco caro. Mas se isso for um sonho seu, acho que vale o empenho. Nunca soube de ninguém que tenha ido até lá só pra visitar, mas é questão de entrar em contato com o hotel e ver a possibilidade.

      Obrigada pela visita aqui no blog! Não sei se consegui te ajudar em alguma coisa, mas em 2011 quando fui, o turismo por lá tava começando a ficar popular, imagino que hoje em dia as informações e as opções de passeios e de agencias sejam enormes.

      Vasculhe o site oficial de turismo da cidade, acho que ele pode te ajudar bastante. Foi por ele que pesquisei boa parte de tudo o que fiz lá. http://www.visitrovaniemi.fi/

  4. Paula 04/01/2015 | 15:57

    *____*

    • Contando as Horas 06/01/2015 | 18:54

      Oi, Paula

      Obrigada pela visita aqui no blog =D

      • Paula 10/01/2015 | 14:30

        Bruna, mandei uma msg com mais assuntos do que o emoticon. Rs. Vc recebeu? Achei estranho ir só isso! Pedi algumas sugestões pq pretendo ir no fim do ano. Vc recebeu? :(

        • Contando as Horas 12/01/2015 | 00:28

          Oi, Paula

          Não recebi a mensagem. Só veio isso que aparece ai. Até achei meio estranho, mas de toda a forma, aceitei o comentário.

Deixe o seu comentário...