25.04
2012

Oslo

O nosso primeiro dia em Oslo começou cedo, como a maioria das atrações ainda não estavam abertas, seguimos caminhando pela Karl Johans Gate, que é a principal rua da cidade, uma espécie de Champs Élysées de Oslo. Em uma das suas extremidades fica a Estação Central de Trem e na outra, o Palácio Real.

A caminhada até o Palácio Real foi curta. Ele fica no alto de uma pequena colina e assim que nós chegamos lá pertinho, pra minha surpresa, assim como em Copenhagen, não tem grades cercando o lugar. Logicamente que os Guardas Reais estavam ali presentes para observar o movimento dos turistas e evitar que algum engraçadinho fosse mais além. 

Durante o século 19, o Rei Karl Johans III da Noruega e Suécia mandou construir o palácio, como residencia alternativa para a realeza. Com a separação do Reino da Noruega da Suécia em 1905, o palácio passou a ser a residencia oficial da Familia Real Norueguesa. Quando o atual Rei Harald V resolveu reformar o palácio, que ainda guardava algumas marcas da época que os alemães ocuparam o lugar, foi fortemente criticado por causa dos enormes gastos com as obras. Nem tinha cabimento a monarquia do país viver num Palácio caindo aos pedaços, né?!?! O exterior do Palácio apesar de simples e sem nenhuma ostentação, na minha opinião, está muito bem cuidado!

Como era final de setembro, infelizmente os Apartamentos Reais não estavam mais abertos ao público, então só fomos caminhar pelos jardins do Palácio que ainda estavam abertos para visita.

O jardim não é muito grande não, mas em compesação estava impecavel, super bem cuidado mesmo. Ao caminhar pelos jardins, temos acesso a circular pela parte dos fundos do Palácio, ou seja, podemos dar a volta completa no Palácio e acompanhar a movimentação dos empregados reais.

Voltando a caminhar pela Karl Johans Gate, passamos pelo ao Parlamento Noruegues, com seu estilo super bonitinho e original. Gostei bastante da arquitetura exterior, dando até a impressão de ser um pequeno palácio.

Pelas ruas, muitas lojas de grife, bares, restaurantes e lojinhas de souvernirs. Engraçado como eles procuram manter muito viva e presente as lendas e histórias do país.

As calçadas da Karl Johans Gate são assim… Não tenho a menor idéia do que isso signifique, mas achei bem bonitinho!

Na frente de quase todas as lojinhas de souvenirs que passei tinha pelo menos um (as vezes mais) daqueles criaturas horriveis dos contos e crendices populares norueguesas e eu até paguei o mico e bati uma foto com os famosos trolls (que eu não vou colocar aqui no blog, lógico)…

Incrivel como a cidade é super bem organizada e muito bem planejada. Todas as principais atrações ficam bem perto uma das outras e caminhando até a beira do fiorde de Oslo, acabamos de achando a Operahuset, a Opera de Oslo.

A construção é incrível, toda feita de mármore branco, com janelões de vidro e ainda, sem falar da localização, a beira de um fiorde, com vista para toda a cidade. Adorei!

Por dentro, a decoração segue o mesmo estilo, bem moderno e com muita coisa madeira e detalhes em prata. Muito elegante, vale a visita, com certeza!

Não sei pq a maioria das pessoas acham o prédio da Prefeitura feio, eu achei super bonito!

Na volta, seguimos caminhando pela beira do fiorde, até chegar na Prefeitura de Oslo.

Impossível não reconhecer de cara o edificio, ele tem um estilo cubista que até distoa um pouco da paisagem e acaba chamando atenção por ser totalmente diferente das demais construções da cidade. É possível visitar e o melhor de tudo, a entrada é gratuita.

A Prefeitura de Oslo oferece todos os anos, no inicio do mês de dezembro, o banquete e a cerimonia de entrega do Prêmio Nobel da Paz. A premiação existe a mais de 1 século e além de ser muito tradicional, o evento segue a risca  a ideia do seu criador, Alfred Nobel, que era de dar destaque a pessoas que tivessem contribuido para a manutenção da paz no mundo.

E pra mostrar que a escolha e consequentemente a premiação é levada super a sério o premiado é escolhido por membros do Comite Nobel da Noruega e estes por sua vez, são nomeados pelo Parlamento do país. A entrega do prêmio foi pré-definida e sempre é feita pelo atual Primeiro-Ministro da Noruega.

E pra terminar as nossas visitas do dia, atravessamos a pracinha em frente a prefeitura e fomos conhecer também o Nobel Peace Centre. A entrada também é gratuita, e como não chegamos a tempo de pegar o ultimo tour em inglês, tivemos que visitar por conta própria.

No primeiro andar, estão em exibição quadros, paineis e obras voltadas as diferenças, os preconceitos, as guerras e as lutas para que a paz venha a existir em todo o mundo.

Também tem uma ala que conta um pouco sobre a premiação e tem em exibição a medalha que é entregue ao vencedor de cada ano.

No ano que a gente visitou, a exibição era uma homenagem ao ultimo ganhador, que era nada mais nada menos que Barack Obama, o atual presidente dos Estados Unidos.

Tem uma exibição permanente, bem interessante com todos os vencedores do Prêmio Nobel da Paz, desde a sua criação em 1901.

E ainda, pra terminar, vimos uma exposição fotografica sobre a importância de Nelson Mandela, uma dos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz em 1993,  e toda a sua luta em favor da paz, liberdade e democracia.

Como a Chay nunca tinha ido num bar de gelo, depois da janta resolvi acompanhar ela até lá, mas sabe que depois que a gente vai em um, os outros são iguaizinhos, mesmos procedimentos e pra falar bem a verdade, perde até um pouco a graça.

A decoração como sempre é diferente dos outros bares de gelo que tem espalhos pelo mundo. Mas esse de Oslo, era o mais simples de todos em que eu já tive a oportunidade de conhecer. O lugar também não é muito grande, mas estava lotado.

E junto ao Icebar, tem um barzinho bem legal, e que no dia em que fomos tava até movimentadinho, sentamos lá um pouco pra conversar e voltar a temperatura ambiente (a gente sai de la de dentro literalmente congelados, com o corpo tremendo mesmo, apesar das roupas de proteção oferecidas).

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Noruega, Oslo - , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
4 comentários em "Oslo"
  1. Ivone   14/05/12 • 10h41

    Excelente post, Bruna. Estou indo para a Europa mês que vem e o nosso roteiro ficou parecido com o samba do criolo doido. Meu marido escolheu Amsterdã, meu filho escolheu Alemanha (Berlim, Hamburgo e Colônia) e a minha escolha foi Copenhague e Oslo. Minha pergunta é bem simples, porém não achei resposta em outros sites. Sabe me dizer se aceitam normalmente euro na Dinamarca e na Noruega? Vi que eles tem a sua própria moeda, as coroas, aqui no Rio de Janeiro não consigo trocar reais por essas moedas, estou um pouco preocupada com isso. Podendo me esclarecer, agradeço muito. Um grande abraço, Ivone

  2. Bruna   15/05/12 • 01h14

    Oi Ivone!

    Na Noruega a moeda oficial é a Coroa norueguesa e na Dinamarca a Coroa dinamarquesa como vc mesmo disse.

    Olha, muito dificil eles aceitarem euro, e quando aceitam, a taxa de conversão não é muito favoravel. Eu aconselho trocar um pouco de dinheiro pra as primeiras necessidades, como pegar um táxi ou comprar o ticket do trem até o centro da cidade. E o restante, vc troca lá no centro mesmo.

    Em Oslo, eu lembro que uma casa de cambio relativamente popular era a Forex (fachada amarelona, impossível nao ver).. Nos trocamos os nossos euros lá.

    Acredito que em Copenhagen também tenha uma Forex, normalmente o que tem em um país nórdico, tem nos demais.

  3. Ivone   19/05/12 • 08h27

    Oi, Bruna, li seus relatos sobre Estocolmo, que cidade linda! Já me arrependi de não incluí-la em meu roteiro. Obrigada por gentilmente me responder, vou seguir seu conselho e levarei somente euros. Chegando no aeroporto troco pelas coroas. Grande abraço, Ivone

    • Bruna   19/05/12 • 18h53

      Oi Ivone,

      Olha, eu sou suspeita pra falar dos países nórdicos, gostei muuuito de todos. Não esquenta, assim vcs tem um motivo para voltar!

      Aproveitem!! =)

Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Nesse mesmo dia, mas em 2010, eu desembarcava em Edimburgo, na Escócia para iniciar meu intercâmbio. 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿💙
.
Além de aprender inglês em um país sensacional, foi muito bom aproveitar aquele momento para descobrir um “mundo muito maior” que Chapecó/Curitiba.
.
Mesmo faltando conhecer alguns outros continentes aindaaa, todas as culturas e paises que conheci e tudo que aprendi com meus colegas de todas as partes do mundo, com toda a certeza, tornaram essa experiência muito mais interessante.
.
Melhor experiência de vida!
.
🌎 Banchory, Escócia 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿
.
#escocia #scotland #castletrail #visitabdn #visitaberdeenshire #uk #intercambio #intercambionaescocia #intercambiofotos #visitscotland #ciintercambio #eurotrip #uktrip #essemundoenosso #travelgirl #viajantesolo #solotrip #agenciadeviagem #scotlandisnow #englishtips #missaovt #revistaviajar #saudade #helloescocia #cahnaescocia
Um outro jeito de viajar pela Europa: fazendo um cruzeiro fluvial.
.
Quem quiser saber mais detalhes, estou falando mais sobre isso no stories.
.
Se quiser saber os roteiros, datas e valores, meu email para contato esta no perfil!
.
🌏Em algum lugar no rio Danubio, Leste Europeu
.
#lesteeuropeu #europa #cruzeirofluvial #rivercruise #riodanubio #danuberiver #uniworld #exploreuniworld #essemundoenosso #viajoteca #revistaadv #meusroteirosdeviagem #travelgirl #amoviajar #missaovt #eurotrip #europa #followyourdream #picoftheday #hotelinspectors #sourbbv #viajar #missãovt #revistaviajar #riverduchess #qualitours #rivercruising #summer #veraoeuropeu #eurotrip2018
Chegando em Budapeste!🇭🇺 Esse é o Monte Gellért passando pela janelinha da minha cabine!
.
No ultimo verão europeu eu fiz um cruzeiro fluvial pelo rio Danúbio (segundo maior rio da Europa).
.
Meu cruzeiro começou na Romênia, passou pela Bulgária, Sérvia, Croácia e terminou na Hungria.
.
Foram 7 dias a bordo do navio River Duchess, da empresa @uniworldcruises ! Uma experiência sensacional (ainda quero repetir, fazendo uma das rotas que passam pelos mercadinhos de Natal)!!
.
🌏Budapeste, Hungria
.
#budapeste #budapest #hungria #hungary #cruzeirofluvial #rivercruise #riodanubio #danuberiver #uniworld #exploreuniworld #essemundoenosso #revistaadv #meusroteirosdeviagem #travelgirl #amoviajar #missaovt #eurotrip #europa #followyourdream #picoftheday #hotelinspectors #sourbbv #viajar #missãovt #revistaviajar #riverduchess #qualitours #rivercruising #summer #veraoeuropeu
Kremlin de Moscou 🇷🇺🇷🇺
.
Antigamente essa fortaleza servia de proteção para a cidade, mas hoje em dia é a sede do governo e residencia oficial do Presidente da Rússia.
.
Ele é formado por vários palácios, catedrais, museus, um jardim, as torres e a muralha.
.
Quem estiver em Moscou pode incluir uma visita ao Kremlin no roteiro.
.
É possível conhecer algumas atrações, como: o Palácio do Arsenal, local onde está o Museu do Arsenal e o Complexo das Catedrais (formado por 4 igrejas). Todas todos os demais edifícios podem ser fotografados apenas por fora.
.
⚠️O Kremlin não abre as quintas-feiras. Para visitar o Museu (700 rublos) e o Complexo das catedrais (800 rublos) o valor total é de 1500 rublos (95,00 reais).
.
🌏Moscou, Rússia
.
#praçavermelha #redsquare #redsquaremoscow #kremlin #kremlindemoscou #moscou #moscow #russia #copadomundo2018 #missãovt #sourbbv #instaviagem #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #eurotrip2018 #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #brasilnacopa #visitrussia
Existem diversas formas de entrar na Praça Vermelha, em Moscou, mas sem duvida alguma, a mais bonita é atravessando o Portão da Ressurreição, localizado literalmente entre a Prefeitura de Moscou (lado esquerdo) e o Museu Estatal de História Nacional (essa construção a direita).
.
Nessa foto também da pra ver a Capela Ibérica e o Marco Zero da Russia.
.
🌏Moscou, Rússia
.
#praçavermelha #redsquare #redsquaremoscow #moscou  #moscow #russia #copadomundo2018 #kempinski #missãovt #sourbbv #instaviagem #hotelinspectors #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #visitrussia #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #jogosdobrasilnacopa2018 #brasilnacopa
Parque da Vitoria é onde está localizado o Museu da Grande Guerra Patriótica, que é como os russos chamam a Segunda Guerra Mundial. Obviamente, esse museu conta toooooda a historia dessa guerra (com muitas fotos, documentos, objetos, entre outros - tem legendas em inglês).
.
Além disso, também destaco: O Hall dos Heróis (foto 3) que presta uma bela homenagem a todos os russos que morreram nessa guerra, mais de 20 milhões de pessoas, o Hall das Lagrimas (foto 4) que simboliza as lagrimas de quem perdeu filhos, pais, irmãos e maridos durante essa guerra e por fim, os Dioramas de Guerra (foto 5), esses paines gigantes que retratam algumas cenas de momentos importantes dessa guerra.
.
O parque é gigante e o Museu é enorme, portanto, vá com muito tempo (tempo minimo de 3 - 4 horas).
.
Dica: Para chegar aqui, o acesso é feito pela estaçao de metro Парк Победы, aquela que tem as escadas rolantes mais profundas de todas as estações de metro de Moscou, sao quase 3 minutos andando nessa escada. 😱
.
🌏Moscou, Rússia
.
#parquedavitoria #moscou #moscow #russia #copadomundo2018 #missãovt #sourbbv #instaviagem #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #queroviajarmais #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #visitrussia #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #jogosdobrasilnacopa2018 #brasilnacopa
Contando as Horas