04.05
2012

Tour pela costa da Irlanda do Norte!

Um outro tour que eu não poderia deixar de fazer na Irlanda do Norte é o que passa pela Causeway Coast, ou seja, pela costa norte do país.

DSC02356

Como eu não pretendia me aventurar a dirigir em mão inglesa, o jeito mesmo foi contratar um tour. Eu não conhecia nenhuma empresa, conversei com umas colegas de aula que já tinham ido pra lá e elas acabaram me indicando a Paddywagon

Essa empresa tem muuuitas opções de tours que vão pra praticamente todos os lugares dessa ilha, inclusive existem tours de 1, 2, 3, 4, 5 ou 10 dias. Eu optei pelo tour de apenas um dia, chamado de 1 Day Giants Causeway & Derry Tour, com partida de Belfast.

DSC02401

Na hora de reservar o tour, temos que decidir entre 3 opções qual lugar pra eles nos pegar é melhor, e como eu não sabia onde ficam exatamente os outros dois lugares, acabei optando por sair em frente ao City Hall.

O ônibus era daqueles micro-ônibus, que estava lotado, nenhum lugar sobrando. Sentei ao lado de uma guria do Canadá e fomos conversando durante todo o passeio. Lá pelas tantas, conversando com ela, descobri que esse tour parte as 06:00 da manhã de Dublin, até chegar em Belfast, que segue até a Costa Norte. Nossa, que empenho!

DSC02408

O tour sai de Belfast as 09:30 da manhã e voltamos as 18:00. O valor do tour era de 18,00 libras na época, não sei se ainda continua o mesmo valor. Os ingressos para visitar os lugares não estão incluídos nesse valor, é claro!

O tour é bem animado, e enquanto vamos seguindo o trajeto o guia conta um pouco sobre a história do lugar e algumas curiosidades. E enquanto ele não está contando nada, são colocadas músicas tradicionais do país, super legal! Eu gostei de várias musiquinhas, inclusive acho que eles deveriam vender um cd no final do passeio.

DSC02406

Basicamente o nosso roteiro foi:

Primeira parada: Carrick-a-Rede Rope Bridge

O tempo que nós tínhamos para ficar ali era de 1 hora e 30 minutos, informou o guia antes que todos saíssem do micro-ônibus. Depois de caminhar um pouco, uns 3 minutos, achei onde ficava o lugar para comprar o ticket. Pra visitar a ponte e atravessá-lá, temos que pagar. O valor é de 5,40 libras por pessoa.

DSC02352

DSC02349

Até chegar de fato na ponte, temos que andar por uma trilha de uns 20 minutos. A vista é lindíssima, os penhascos da costa da Irlanda do Norte são incríveis!!

DSC02363

DSC02360

Ao chegar na ponte, tem um rapaz que fiscaliza o ticket e nos deixa atravessar. Tem uma escada que dá acesso a ponte, inclusive o rapaz do ticket já avisa pra atravessar 2 ou 3 pessoas por vez. A travessia em si é bem rapidinha, a ponte não é muito comprida (20 metros de comprimento), e pra falar bem a verdade, dá até um medinho na hora de passar pro outro lado (30 metros de altura!!!). Aquele dia tinha um ventinho, que fazia com que a ponte balançasse bastante até.

DSC02368

DSC02369

DSC02372

DSC02391

Ao chegar do outro lado, na minuscula ilha de Carrick, podemos ver a ilha de Rathlin e até a costa oeste da Escócia. Demais!!! Nessa ilha em si não tem nada em especial pra fazer, o legal de ir até lá é justamente pra ver os cliffs da costa da Irlanda, e ainda de brinde, a cor da água do mar é um verde-azulado lindíssimo!

DSC02388

DSC02378

DSC02377

Na volta, fizemos o trajeto um pouco diferente, subimos por uma escada que ia até uma parte mais alta, que rendeu ótimas fotos.

Antes de entrar no ônibus, ainda tivemos tempo de comprar uma água e ir ao banheiro. Enquanto esperava o pessoal retornar, comecei a ler o folhetinho que recebemos junto com o ingresso e acabei descobrindo algumas coisinhas… A ponte é inteiramente feita com cordas. Acredita-se que essa ponte tenha sido construída para que pescadores da região pudessem criar salmões, a mais de 350 anos atrás. A criação de salmão ainda existe, porém em menor quantidade.

DSC02395

DSC02399

As informações são até interessantes, mas confesso que o que mais me surpreendeu foi que eu atravessei duas vezes aquela ponte. Dá um medão, mas deu tudo certo!!

Parada Extra: Dunluce Castle

No caminho, entre a ponte e as Giant’s Causeway passamos pelo Dunluce Castle, mas a gente não tinha tempo pra visitar. Foi só uma parada pra tirar fotos. Na verdade, o castelo está em ruínas e o legal de parar pra ver ele, é que ele fica bem na pontinha de um penhasco com colunas de basalto, impressionante!

DSC02470

Segunda parada: Giants Causeway

A Giant’s Causeway, patrimônio da humanidade, é um dos lugares mais bonitos e conhecidos do Reino Unido, inclusive já foi até capa de um CD do Led Zeppelin, alguém lembra??

DSC02413

DSC02415

Mas o que seria exatamente a Giant’s Causeway? Esse “monte de pedras” existem a milhões e milhões de anos e o que mais desperta curiosidade são as suas formas.

DSC02467

Como o próprio nome sugere, é uma calçada formada por mais de 40 mil pedras gigantes de basalto de origem vulcânica. Algumas partes são mais achatadas e algumas em forma de colunas. E realmente é impressionante! Fiquei me perguntando como aquilo ficou daquele jeito, pq por mais explicações que existam, parece que nenhuma faz muito sentido.

DSC02419

DSC02420

O guia nos deu tempo suficiente para caminhar tranquilamente por quase todo o lugar.

Caminhamos na beira dos penhascos..

DSC02423

DSC02429

Tinha até uma criação de ovelhas pelo caminho..

DSC02431

Tem algumas placas pelo caminho mostrando onde exatamente estamos…

DSC02434

Vimos algumas outras formações de origem vulcânica..

DSC02436

DSC02447

Passamos por uma pequena praia..

DSC02448

E por fim, chegamos na calçada..

DSC02450

Enquanto lia sobre o assunto antes da viagem, vi que algumas pessoas já se machucaram ao caminhar pela tal “calçada”, desde virar o pé, até quebrar o pé ou a mão. Então, como venta muito por aquelas bandas, o que pode ser um fator em potencial para o desequilíbrio, todo o cuidado é pouco nessa hora.

DSC02455

DSC02454

Pra quem tiver preguiça de caminhar, existe um ônibus que faz o trajetinho e te larga na frente da calçada. Eu só descobri isso, quando cheguei nas lojinhas de souvenirs, mas tbm não ia fazer diferença alguma se tivesse descoberto antes, pq eu queria mesmo era caminhar por ali e bater muuuitas fotos.

DSC02466

Terceira (e última) parada: Londonderry

Os britânicos conhecem por Londonderry, mas a cidade tem um apelido, Derry, mais usado pelos irlandeses.

DSC02474

Londonderry é a segunda maior cidade da Irlanda do Norte e mesmo ocupando essa posição, a cidade com os seus um pouco mais de 100 mil habitantes, parece uma cidadezinha de interior. É a unica cidade do Reino Unido totalmente cercada por uma muralha e foi ali que aconteceu um dos capítulos mais tristes da história do país.

DSC02483

DSC02477

Até aqui, o tour estava indo super bem.. mas adivinhe? Quando coloquei meus pés em Derry começou a chover e como se não bastasse a chuva pra atrapalhar a minha vida, eu não tinha levado guarda-chuva, chovia muito forte.

DSC02482

Nosso tempo por lá era de 1 hora e meia e nós tinhamos duas opções: percorrer a cidade a pé sozinhos ou com um guia (pago, 4,00 libras). Eu preferi pegar o tour com o guia. E fiz certo!

DSC02481

Basicamente o tour foi assim: caminhamos uma boa extensão das muralhas, que diga-se de passagem estão em perfeitas condições, muito bem conservadas.

DSC02495

Derry, assim como Belfast, também tem os seus murais de carater político espalhados pela cidade. A Batalha de Bogside é considerado o primeiro grande conflito que deu origem aos chamados “Troubles”. Os católicos irlandeses, maioria na região, estavam sempre fazendo manifestações reprovando as ultimas decisões do governo britânico, e até que um belo dia, entraram em confronto direto com a policiais britânicos.

DSC02490

Esse confronto tomou uma enorme proporção, quando houveram rumores que os britânicos iriam atacar a Igreja católica de St. Eugene. Pra que né? O circo começou a pegar fogo e foram 3 dias infernais em Derry. E o resultado final disso tudo?

O policiamento foi obrigado a recuar, muitas pessoas ficaram feridas e foi criada a área autônoma Free Derry. Free Derry era nada mais nada menos que dois dos bairros massivamente habitado por católicos, que foram “isolados” do restante da cidade.

DSC02496

E pra terminar, chegamos no memorial que presta uma homenagem as pessoas que morreram durante a tragédia do Domingo Sangrento. O Bloody Sunday já foi até tema de uma música do U2, e retrata justamente mais um dos lamentáveis conflitos entre católicos e o exército britânico.

DSC02498

E o que mais chocou nesse massacre foi que 14 pessoas, que não estavam armadas, perderam suas vidas de forma covarde. O exército britânico chegou atirando pra todos os lados e causando mais dor e sofrimento entre as famílias dos católicos irlandeses.

DSC02500

Na volta para Belfast, cortamos caminho pelo interior do país, passando pelas maravilhosas paisagens que formam a cadeia de montanhas Sperrin.

** Precisando de hotel na Irlanda do Norte? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Irlanda do Norte

Todos os posts sobre Belfast

Todos os posts sobre Giant’s Caseway

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Giant's Causeway, Irlanda do Norte
Booking.com
  1. Raul Bartolamei 14/05/2012 | 16:15

    Para quem quiser saber mais.. fica a dica do filme… muito bom por sinal…

    http://www.adorocinema.com/filmes/filme-42572/

    • Bruna 15/05/2012 | 01:16

      Opaaa, deixa baixado ai em casa, guarda pra mim, eu quero ver!!

Deixe o seu comentário...