26.07
2012

Andando de táxi em Edimburgo

Esses dias atrás eu tava conversando com o pessoal aqui em casa sobre algumas facilidades que encontramos pelo Reino Unido e pela Europa e acabei lembrando que nunca tinha escrito nada sobre o assunto táxi aqui no blog.

Na verdade, o que vou escrever aqui nesse post não se aplica somente a Edimburgo ou a Escócia, as regras são praticamente as mesmas em todo o Reino Unido e as facilidades também.

Pra começo de conversa, é bom saber que os famosos táxis pretos – um dos maiores símbolos do país – são cheios de coisinhas para entender, como por exemplo:

– Os táxis são divididos em duas categorias: os Black Cabs e os Minicabs. 

Os Black Cabs são os tradicionais táxis pretos que estamos acostumados a ver por ai. Apesar do nome sugerir que eles devem ser pretos, na prática não é bem assim, eles podem ser de qualquer cor (normalmente são cheios de propagandas). Quem pensa que vai ver eles circulando só em Londres, pode comemorar, em Edimburgo e na Escócia (aliás, em todos os lugares do país), existem vários também! No geral, pra corrida de táxi ser confortável, é recomendado que a quantidade máxima de pessoas em um carro não ultrapasse 5 pessoas, isso pq, além do banco na parte de trás, ainda existem dois banquinhos extras. Esses carros tem um modelo exclusivo, que se tornaram famosos em todo o mundo, e mesmo hoje em dia, eles ainda são produzidos da mesma forma, ou seja, o modelo continua exatamente o mesmo. Os motoristas são treinados (fazem cursos e provas pra ser habilitado a dirigir esses táxis no país). Esses táxis podem ser agendados ou podemos pegar em qualquer parte da cidade, no meio da rua ou ainda, quando eles estão parados em frente a algum mercado ou estação de trem.

Já os Minicabs podem ser qualquer tipo (modelo ou cor) de carro. Normalmente, o que vemos com grande frequencia pelas ruas são carros com um visual mais moderno (meio quadradão) e maiores. Uma coisa que é interessante saber é que, esse tipo de táxi nos só podemos usar se agendarmos com antecedência ou se pegarmos em pontos especificos na cidade. Ao pegar um minicab que estiver simplesmente passando na rua, sem agendamento prévio, certamente esse taxista vai estar trabalhando de forma ilegal. Nenhum dos Minicabs tem taximetro, o preço final da corrida já é informado na hora da reserva.

– Independente de qual for o tipo de táxi escolhido, Black Cab ou Minicab, todos eles são regulamentados. As tarifas são padrão dentro de cada categoria, então não tem muito com o que se preocupar;

– Ao pegar um Black Cab na rua, o ideal é, antes de entrar no táxi, conversar com o motorista primeiro e dizer qual é o destino da corrida, sem esquecer também que é importante já combinar um valor aproximado;

– As tarifas cobras pelos Minicabs são muito mais baratas do que as cobradas pelos Black Cabs. Uma outra grande vantagem dos Minicabs é que, como precisamos agendar com antecedência, as tarifas já são pré-determinadas, então se tiver engarrafamento, desvio de rota ou o que for, o valor não altera. Já nos Black Cabs, o valor da corrida é aproximado, mas o taximetro é quem vai dizer o valor final.

Sendo assim, as vezes me perguntam: Quando é vantagem usar Táxi? No trajeto do centro da cidade até o aeroporto (ou vice-versa) quando for um grupo de 4 ou 5 pessoas ou em situações onde fica inviável pegar transporte público. Um bom exemplo foi quando eu estava voltando da Escócia para o Brasil no final do ano passado. Eu tava com 3 malas gigantes e mesmo com a parada do Airlink ficando a 4 quadras de onde eu morava, não tinha condições de eu ir até lá arrastando todas as minhas malas pelas ruas. Nesse caso, tanto o Black Cab como o Minicab seriam uma ótima opção.

Quanto as facilidades na qual eu me referi no inicio deste post, foi justamente o motivo que me fez escrever sobre esse assunto. Explico:

Imagine que eu resolvi marcar a minha volta da Escócia para o Brasil (com uma paradinha estratégica de alguns dias em Lisboa) no dia 25 de dezembro. Eu sei que nesse dia (que é um dos poucos feriados onde literalmente tudo fecha ou para de funcionar em todo o Reino Unido) o aeroporto opera com pouquíssimos voos e que o Airlink já tinha avisado que não iria funcionar, mas mesmo assim resolvi arriscar, pois se eu ficasse em Edimburgo, seria um “dia perdido”.

Bom, eu tive que me virar pra achar uma empresa de táxi que trabalhasse nesse dia. Foi ai que eu acabei descobrindo a existência da empresa ComCab-Edinburgh.

A ComCab é uma empresa de Black Cabs, que trabalha com ponto fixo em frente ao Usher Hall, Waverley Station e Haymarket Station (e deve ter mais alguns outros espalhados pela cidade) e com atendimento via telefone ou internet. Internet? Siiiim! Imagine eu, que sai do interior de Santa Catarina, quando vi no site que era possível reservar o táxi pela internet, achei o mááááximo!!!

Fiz uma simulação no site pra ver como era o esquema da reserva antecipada e uns dois ou três dias depois liguei lá pra saber se realmente eles iriam trabalhar no dia 25 e principalmente, se eu resolvesse reservar pela intenret, se eu podia confiar! Imagine o rapaz me respondendo: “Yes, yes and yes, of course!” E fim de conversa! heheehhe Ok, pensei eu! Vamos confiar!

Só pra garantir e não ter nenhum problema, resolvi agendar o táxi com bastante antecedência, pq se caso acontecesse algum problema ou se ninguém aparecesse pra me pegar, eu ao menos teria tempo suficiente para sair atrás de outra opção.

E dito e feito, eu não precisei me preocupar. Na hora marcada (pra ser mais exata, 2 minutos antes da hora marcada) o taxista estava ali na porta do prédio me esperando! Nossa, fiquei muito aliviada!

Ahh, mas a “facilidade” não para por ai não! Imagine que, além de reservar pela internet, também é possivel já deixar tudo pago! Siiiim! Fiquei boba de ver tamanha evolução! Reservei meu táxi, paguei tudo pela internet e não me preocupei com mais nada (quer dizer, me preocupei somente com o fato de que alguém iria ou nao aparecer na hora marcada pra me pegar)!

taxi_1200x847

Pra reservar o táxi pela internet é muuuuito fácil. No meu caso, tive que digitar o endereço (em Edimburgo temos que digitar a primeira parte do codigo postal, que corresponde ao bairro, que vai ser algo como EH + número, por exemplo EH3) de onde o táxi viria me pegar (onde eu morava) e o endereço de destino (aeroporto). Em poucos segundos já aparece a tarifa pra esse trajeto que, nesse caso, foi de 18,00 libras. Como o pagamento antecipado tinha que ser feito via cartão de credito (também dá pra pagar diretamente no táxi – mas só descobri isso depois), eu acabei pagando uma taxa de 5%. Mas ok, também não foi nenhum absurdo!

Obs.: a versão Minicab da ComCab é a Onward travel.

Obs. 2: outra empresa de Minicab beeem popular em Edimburgo é a Edinburgh City Private Hire.

** Precisando de hotel em Edimburgo? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre as Highlands

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Edimburgo, Escócia, Transporte público
Booking.com
  1. Nick 27/07/2012 | 10:01

    Oi Bruna, aqui vai meu relato. Quando saí de Edimburgo para pegar o trem, minhas malas ainda estavam leves (rsrsrs), por isso fui caminhando do meu hotel para a estação. Mas em Londres para ir até Heatrow, já estava com uma mala a mais, daí ponderei em ir com o trem Heatrow Express, que me parece que custa algo em torno de 18 libras, mais o deslocamento até a estação de onde ele sai. Como em Londres eu estava em um apartamento algudado, meu anfitrião gentilmente reservou um minicab pela internet, e pagamos 36 libras. O carro chegou com uns 15 minutos de antecedência da hora marcada e chegamos no aeroporto com a maior comodidade, e gastando menos do que o trem, pois eu estava com um amigo e o valor foi dividido em dois.

    • Bruna 29/07/2012 | 16:39

      Oi Nick!
      Os minicabs tem preços bem mais vantajosos mesmo.. E qdo estamos em mais pessoas, como no seu caso, ele se torna uma das melhores opções mesmo e bem mais barato! :)

  2. Junia 09/10/2013 | 02:47

    Amei seu topico.. ajudou muito!
    Vou estar em Edimburgo semana que vem, e meu voo de voltar para Amsterda é as 7 da manha! Tenho que pegar um taxi e nao fazia ideia de como…

    muito obrigada!!!!

    • Contando as Horas 09/10/2013 | 13:22

      Oi, Junia

      Além do táxi, vc também tem a opção de pegar os ônibus noturno (night bus) N22, se não quiser gastar tanto. Esse ônibus vai direto até o aeroporto. A linha dele sai do Ocean Terminal, passa pelo centro da cidade e segue até o aeroporto. Mas se for andar de táxi em Edimburgo, é bem tranquilo também.
      http://lothianbuses.com/services/night-buses

      Ah, e obrigada pela visita aqui no blog!!

  3. TANIA CARVALHO MENEZES 11/01/2017 | 23:25

    Li seu relato mas não visualizei o valor do táxi, do Aeroporto para o Centro da Cidade ( Premier INN Edinburg Royal Mille ), domingo, em torno de meia noite;
    Você pode informar onde posso conseguir este valor ??

    Grata, Tania Menezes

  4. Raquel 19/02/2017 | 20:35

    Olá Bruna muito obrigada pelas dicas.
    Tenho lido o teu blog e tem sido uma grande ajuda.
    No momento as minhas dúvidas são mais na base do regresso (Edimburgo para Portugal) pois o voo é as 7:00 da manhã.
    Estou a ver o autocarro N22 mas estou com receio de não encontrar a paragem, é facilmente visível?
    Outra coisa é que estou também com alguma dificuldade a encontrar os horarios.
    Quanto tempo demora do centro ao aeroporto? É suficiente apanhar o autocarro as 4:00 da manhã? Se comprar o bilhete para o airlink 100 o retorno consigo usar o mesmo bilhete?
    Muito obrigada pela ajuda
    Raquel

    • Contando as Horas 19/02/2017 | 21:46

      Oi, Raquel

      Sim, é facilmente visível. Se vc for pegar na Princes Street, um dia antes vc ou quando vc tiver um tempinho, vai passando pelas paradas de ônibus e vê as placas. Onde tiver o N22, vc anota e no dia que tiver que pegar o ônibus, é só ir ali no horário de preferencia. Bem simples.

      O tempo médio de viagem é de uns 45 a 50 minutos, mais ou menos. Calcula mais ou menos 1 hora, que vc teoricamente não terá problemas.

      Não lembro se dá pra usar o mesmo bilhete, mas vc pode pedir no guiche ou ao motorista quando for comprar. Qualquer coisa compra só o de ida. O ticket da volta vc compra dentro do ônibus N22 (tenha o dinheiro certo, pq eles não devolvem troco).

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  5. Tassia 17/03/2017 | 14:56

    Oi Bruna
    Muito bom seu blog, está me ajudando bastante a programar uma road trip pelo norte da inglaterra, escócia e irlandas agora em maio.
    sobre esse post do agendamento de taxi pela internet.. é por isso que au adoro o Uber ;)

    • Contando as Horas 21/03/2017 | 12:19

      Oi, Tassia

      Legal! :D

      Naquela época não existia Uber. Agora o Uber pode ser uma ótima ideia!

Deixe o seu comentário...