15.10
2012

Edimburgo: Um tour pela Royal Mile

Por definição, a Royal Mile é a principal rua da Old Town de Edimburgo. Ela liga o Castelo de Edimburgo até o Hollyrood Palace, que é a residência oficial da Rainha Elizabeth II, quando ela e os demais membros da familia real britânica estão na Escócia. Essa rua é composta por 4 partes chamadas de Castle Hill, Lawnmarket, High Street e Canongate.

Todo mundo que visita Edimburgo com toda a certeza vai passar boa parte da viagem nessa rua, até pq é justamente ali onde estão as duas maiores atrações da cidade.

E eu já digo, o ideal é reservar um dia inteirinho só pra bater perna por essa rua, tenho certeza que ninguém vai se arrepender.

Pra começar, todo o roteiro deve incluir uma visita ao Castelo de Edimburgo, o mais símbolo do país. Os dois principais destaques do castelo são: a Pedra do Destino que era onde os Reis e Rainhas da Escócia eram coroados e as jóias da coroa escocesa. Imperdível! Sem falar que, no Castle View, uma area aberta dentro do patio do castelo, oferece uma das melhores vistas sobre a cidade toda e o Firth of Forth.

Depois de visitar o Castelo, quem se interessar pela cultura escocesa em geral, existem dois excelentes lugares pra visitar:  o Tartan Weaving Mill e o Scotch Whisky Experience. O Tartan Weaving Mill é uma especie de museu-loja, onde é possível descobrir um pouco mais sobre os Kilts, os Tartans e os Clãs Escoceses. Já o Scoth Whisky Experience, como o próprio nome já sugere, é considerado o único “museu” do país a tratar do principal produtos escoces, o whisky. O tour é bem legal, inclusive dá pra fazer uma degustação dos dois principais tipos de whisky, o blended e o single malt, e tudo isso com a explicação de um especialista no assunto.

Seguindo o passeio, a próxima atração será o The Hub. Hoje em dia, esse lugar que já foi uma igreja é o principal local para comprar ingressos para os festivais que acontecem na cidade, sejam eles os festivais de verão ou de inverno. Por dentro, não tem nada em especial pra visitar, mas é a sua arquitetura exterior que mais chama atenção.

Próximo ao The Hub vai estar a maior concentração de lojinhas de souvenirs da Royal Mile, uma do lado da outra. Tem bastante coisa legal. Os shortbreads, umas bolachinhas de manteiga da marca Walkers são a que mais fazem sucesso de vendas por ali, isso sem esquecer das camisetas, dos ursinhos de pelucia, sejam eles os Highland Bulls (as vaquinhas cabeludas da Escócia) ou a Nessie (o monstro do Lago Ness), ainda tem uma infinidade de imãs de geladeira, cartões postais, camisetas com estampas super legais…

Nessa região da Royal Mile também estão diversas lojas especializadas em vender outro produto bem popular na Escócia, o cashmere. Tudo o que se imagina de roupas como casacos, blusas, toucas, cachecois podem ser encontrados ali. Isso sem falar do meu sonho de consumo: uma manta feita totalmente de puro cashmere. Um dia eu ainda vou comprar!

A próxima atração da Royal Mile é a Catedral de St Giles, a igreja mais visitada de Edimburgo. Repare que a torre mais alta da igreja tem um formato diferente do que estamos acostumados a ver por ai. Esse tipo de torre é bem comum nas catedrais escoceses é recebeu o nome de “crown steeple” por ter a forma de uma coroa.

Na praça em frente a Igreja fica o Heart of Midlothian, um coraçao feito de pedras que “enfeita” a calçada. Não se assunte ao passar por ali, vai ser beeeem frenquente ver pessoas cuspindo nesse local. Diz que antingamente nesse local fica uma prisao e exatemante onde esta localizado esse coraçao eram onde aconteciam as principais excuções públicas da cidade, então como forma de repudio a esse tipo de coisa, todo mundo que passa por ali faz isso. Eu nunca fiz.. mas já vi muita gente fazendo. Coisa mais nojenta essa tradição, eu hein!

Nessa parte próxima da Catedral de St Giles, vamos encontrar algumas lojas de Whisky. Como eu já disse em alguns posts aqui no blog, essas lojas são as mais recomendadas pra compar garrafas de whisky a preço justo, pq as garrafas vendidas na lojinha do Scotch Whisky Experience custam muito mais caro.

Logo em frente a Catedral de St Giles vai estar a Edinburgh City Chambers. O local tem atraido bastante turistas pq ali fica a “mini calçada da fama escocesa”, que está sendo formada aos poucos. Desde 2007, a calçada é atualizada com as mãos dos ganhadores do Edinburgh Awards. Então, pra quem é fã de Harry Potter e da J.K Rowling fica mais um lugar pra conhecer!

Antes de chegar na Tron Kirk, repare que ao caminhar pela Royal Mile vai ser possível ver vários Closes e o principal deles é o Mary King`s Close. Nessa regiao, em frente a Tron Kirk ficam vários paineis de agencias que promovem ghost tours pela cidade. Pra quem gosta desse tipo de tour, ali é o lugar ideal pra procurar um tour desse tipo.

Nos arredores da Tron Kirk ficam algumas lojas especializadas em Kilt. Vale o passeio, só pra dar uma olhada nos trajes. São varias lojas, uma do lado da outra. Bem interessante!

Duas atrações ficam nessa parte da cidade: o Museum of Childhood e o John Knox House. Pra quem estiver com crianças visitando Edimburgo, o Museu da Infância tem uma ampla coleção de bonecas e brinquedos em geral. Já o John Knox House era a casa onde John Knox morou e hoje em dia é um museu que mostra um pouco da sua história, já que ele foi um dos principais personagens da Reforma Escocesa, que formou um dos principais movimentos chamado de Reforma Protestante que aconteceu em vários países europeus durante o século 16.

Também nessa área da Royal Mile ficam algumas empresas que fazem tours pelo país, principalmente para as Highlands.

Seguindo o trajeto, a próxima parada indicada é a Fudge House, um local bem popular na cidade, já que é onde são vendidos os fudges, um doce bem famoso da Escócia. Vale a pena provar!

As duas próximas atrações da Royal Mile são: Canongate Kirk e o Museum of Edinburgh que ficam praticamente um em frente ao outro. A Canongate Kirk é a igreja onde acontecem os casamentos reais em Edimburgo. Ano passado quando eu tava lá, teve o casamento da neta da Rainha Elizabeth, Zara Phillips e o jogador inglês de rugby Mike Tindall e toda a realeza britanica estava na cidade, inclusive o Principe Willian e a Duquesa Kate. Lembro que a Royal Mile literalmente parou naquele dia, todo mundo querendo ver a familia real entrar e sair da igreja. Já o Museum of Edinburgh conta um pouco da história da cidade através de objetos arqueológicos encontrados  e documentos importantes. Bem interessante e o melhor, a entrada é gratuita!

museu edi 1_1200x837

museu edi 2_1183x900

E o tour pela Royal Mile já esta quase chegando ao fim, uma das ultimas atrações dessa parte da cidade é o Parlamento Escoces. Impossível não ver de longe a arquitetura super moderna e diferente, fazendo até um grande contraste com as demais atraçoes e edificios de arquitetura tão clássica. O Parlamento pode ser visitado. A visita é bem rapidinha, não dura mais do que 30 minutos. Esse é outro lugar que também vale a pena dar uma olhadinha!

E pra fechar o tour, o Palácio de Holyroodhouse, que como eu já disse no incio do post é onde a Rainha Elizabeth II e demais membros da familia real ficam quando estão na cidade. Normalmente o Palácio está aberto a visitação o ano todo, exceto quando tem algum membro da realeza na cidade. É sempre bom checar no site do Palácio como anda essa questão pra não ter surpresas.

Junto ao Palácio, ainda é possivel visitar a Queen`s Galery onde estão em exposição quadros, objetos e mobiliario que pertence a familia Real Britanica. Também podemos ver as ruinas da Holyrood Abbey, a Abadia do Palácio que era onde aconteciam as nascimentos e coroações dos Reis e Rainhas da Escócia.

E ainda, na rua que fica pro lado esquerdo de onde está o Palácio fica o Queen Mary`s Bath House, ou seja, o banheiro privado onde dizem que a monarca mais famosa da Escócia costumava tomar seu banho em uma banheira quase transbordando de vinho branco, isso mesmo! Um tanto quanto estranho, não?!?!

A Royal Mile por si só pode ser considerada uma grande atração de Edimburgo. Eu não disse que dava pra passar um dia inteirinho somente nessa rua?!?!

** Precisando de hotel em Edimburgo? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre as Highlands

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me

Últimos posts por Bruna Bartolamei (exibir todos)

Postado em Atrações turísticas, Edimburgo, Escócia
Booking.com
  1. Juliana 15/10/2012 | 08:44

    Oi Bruna,
    Ótimo o seu post! Acho que vou fazer meu roteiro exatamente nesta ordem que você falou!!

    • Bruna 16/10/2012 | 01:48

      Oi Juliana,
      É uma boa opção, pq as duas atrações mais demoradas de visitar são o Castelo e o Palácio, de resto, é beeem tranquilinho!

  2. Luciana 13/10/2013 | 14:20

    Oi Bruna! fiquei feliz em encontrar seu Blog!
    Estou indo para Edimburgo em dezembro e vou passar o Ano Novo lá. Preciso muito de sua ajuda pois eu estou querendo muito assistir o Candlelit Concert na St. Giles’ Cathedral. Vou ficar hospedada no Old Waverley Hotel. Aí eu queria te perguntar se tem como ir a pé do hotel para a igreja. Queria saber tb se quando eu sair do Candlelit Concert, no dia 31, vou poder ter acesso à Princes St., porq parece que eles fecham essa rua no dia 31 para aquela festa de rua do reveillon, e é justamente a rua do meu hotel. Vai dar p eu sair da igreja, cruzar a Princes St. e ir para o hotel, antes de eu ir participar da outra festa na rua??
    Desde já te agradeço.
    Luciana.

    • Contando as Horas 13/10/2013 | 16:07

      Oi, Luciana

      Ah, é??? Que legal!!!! Eu passei duas vezes o Hogmanay lá, é bem animado.

      Eu não sei como é esse hotel, mas ele deve proporcionar uma vista completa das comemorações do Hogmanay na Princes Street.

      Sim, vc pode ir sim de a pé, alias, vai ser a única opção pra vc ir até lá. É super perto.

      Puxa, agora vc me pegou nessa tua pergunta. Eu não sei como funciona o esquema de acesso pra quem está hospedado ali. Mas vc vai participar do Hogmanay? Me refiro.. Vai comprar o ingresso? Se sim, não vejo problema. Agora se vc não vai comprar o ingresso, pq vai assistir tudo de camarote do hotel, infelizmente eu não sei te dizer. Vc já tentou enviar um email pro pessoal do teu hotel questionando isso? Desculpe eu não poder te ajudar.

  3. Aline Mehedin 15/09/2014 | 08:16

    Ai como amo essa Royal Mile. Parabéns pelo post, ficou super legal.

    • Contando as Horas 17/09/2014 | 19:34

      Oi, Aline

      Verdade, tbm gosto de caminhar ali. Nesses últimos dias ela anda meio tumultuada, mas sempre tem muita coisa pra ver e fotografar. Quando eu voltar de viagem vou atualizar o post com algumas infos e fotos.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  4. […] pela Royal Mile, vire a direita na George IV Bridge (que não é uma ponte). Tem um lugar muito especial para fazer […]

  5. Adriana Real 02/10/2016 | 00:21

    Estou indo para a Escócia na primeira semana de Março. Consigo sobreviver ao frio? Consigo andar ao ar livre e aproveitar?

  6. Adriana Real 02/10/2016 | 00:22

    Irei para a Escócia na primeira semana de Março. Consigo aproveitar bem apesar do frio?Vale a pena?

    • Contando as Horas 02/10/2016 | 22:03

      Oi, Adriana

      Sim, o pior do inverno ja passou. Em março ainda é frio, mas é bem mais tranquilo do que se vc fosse em janeiro, por exemplo.

  7. Francisco 21/02/2017 | 19:58

    Oi Oi.. Super adorando o site. Me ajudando muito!!
    Pergunta, se fizer o roteiro inverso, começar pelo Holyroodhouse Palace e terminar no Castelo de Edinburgo funciona também né? Fiquei só pensando nos horários de funcionamento.
    Obrigado!!

    • Contando as Horas 21/02/2017 | 21:46

      Oi, Francisco

      Legal! :D
      Então, funciona sim. Só confere certinho os horarios de funcionamento das atrações que te interessam e controla o tempo pra que de tempo de fazer tudo.

  8. Francisco 21/02/2017 | 21:27

    Oi Oi, mais uma pergunta. É fácil se deslocar com transporte publico em Edimburgo?
    Onibus, Taxi, etc…
    Nós chegaremos em 3 pessoas de trêm. Estamos próximos do hotel (900m), mas não sei se o ideal é ir andando.

    • Contando as Horas 21/02/2017 | 21:50

      Oi, Francisco

      Siiim, pode ir a pé, caso seja tranquilo andar pelas ruas da cidade. Com o hotel a essa distancia da estação de trem (é a Waverley?) provavelmente vc só conseguirá táxi pra ir até lá, caso não vá a pé.

      Tem post sobre os meios de transporte (e varios outros assuntos) de Edimburgo. Esses posts estão todos aqui: http://contandoashoras.com/edimburgo

  9. Francisco 21/02/2017 | 21:34

    Há, só mais uma pergunta. Esse passeio de domingo, é legal?

    • Contando as Horas 21/02/2017 | 21:52

      Francisco,

      Pode ser feito no domingo sim, mas confirma se as atrações que vc faz questão de visitar estarão abertas. A maioria funciona normalmente, mas é sempre bom confirmar.

Deixe o seu comentário...