04.11
2012

Roteiro de 8 dias em Paris

Em Dezembro de 2011 foi anunciada a turne do Black Sabbath, um show que fazia horas que eu tava de olho esperando ansioso que viesse a acontecer. Entre as opções estava Paris. Como lá em casa eu era o único que ainda não havia estado na cidade, acabei optando por aliar o útil ao agradável: um show em Paris + minhas férias. E junto comigo ainda estavam a minha namorada e mais um casal de amigos.

Com as passagens compradas e o hotel reservado com uma certa antecedência, no inicio desse ano, fomos pegos de surpresa com a noticia de que o show estava cancelado por motivo de doença de um dos integrantes da banda. Mas a nossa viagem permaneceu e ficou assim:

A passagem foi comprada pela TAP entre São Paulo – Lisboa – Paris e a volta entre Paris – Lisboa – São Paulo em classe economia. O voo também foi com a TAP entre Lisboa – Paris e tinha como destino final o aeroporto de Orly.

O aeroporto de Orly é o segundo aeroporto mais movimentado do país, perdendo apenas para o aeroporto Charles de Gaulle. Fica muito mais próximo ao centro da cidade e são apenas 14 km de distância.

Para ir do aeroporto de Orly até o centro de Paris existem muitas opções, como: metro, ônibus, RER, Shuttle e Táxi. Nós acabamos optando por pegar o trem OrlyVal. Os Tickets podem ser comprados no Centro de Informação do Aeroporto. Uma pequena observação, o valor deste ticket é um pouco mais caro do que se fosse usar o ticket normal de metro. Dentro do aeroporto existe 2 terminais, cada um com a sua estação. O trem parte do terminal Orly Sud, fazendo uma parada no terminal Orly Ouest e de lá segue para o centro de Paris. A frequencia de saida do trem acontece a cada 5 minutos e o trajeto todo não leva mais do que 10 minutos. A parada final é na estação de Antony, onde descemos e tivemos que passar por uma catraca. Com o mesmo ticket, nos dirigimos para a plataforma do RER-B para ir até a estação mais próxima do nosso hotel.

O hotel escolhido foi o mesmo que a minha irmã tinha se hospedado por duas vezes em Paris, o Hotel Agora St Germain. Esse hotel é super bem localizado, a duas quadras da Catedral de Notre Dame.

O nosso roteiro basicamente ficou assim:

– Primeiro dia: visitamos o Pantheon, a Sorbone, a Saint Sulpice, o Jardim de Luxemburgo e pra encerrar o dia, uma visita rápida a luxuosa loja de departamento Le Bon Marché;

– Segundo dia: subimos na Torre Eiffel, fizemos o passeio nos arredores da Torre, Les Invalides, Museu Rodin e no final da tarde fizemos um passeio de Bateau-Mouche;

Vista do bairro de La Défense do topo do Arco do Triunfo

– Terceiro dia: visitamos o Museu L’Orangerie, caminhamos pelas margens do rio Sena, passamos pela ponte Alexandre III, seguimos caminhando pela Champs Élysées até chegar no Arco do Triunfo. Pra terminar o dia, fomos a um show na Lido.

– Quarto dia: o dia começou com uma visita ao Museu de Orsay, seguindo para a Igreja de Madeleine, Museu de cera Grévin, Place les Vosges, Galeria Lafayette. E a noite assistimos uma ópera na Ópera Bastille;

Igreja de La Madeleine

– Quinto dia: caminhada delas margens do rio Sena até chegar na Pont Neuf, visitamos a Catedral de Notre Dame e a Sainte Chapelle. Caminhamos pela Île de St Louis. A tarde visitamos o estádio do Paris St Germain;

– Sexto dia: dia em Versailles e a noite fomos assitir um ballet na Ópera Garnier;

– Sétimo dia: reservamos para conhecer o Museu do Louvre, Jardin des Tuileries, com uma rapida caminhada até a Placê de la Concorde e Placê Vendôme;

– Oitavo dia: no ultimo dia, visitamos o cemitério Père Lachaise, e depois fomos ao bairro de Montmartre para conhecer a Basílica de Sacre Coeur. E aproveitando que já estavamos por ali, a noite vimos um show no Moulin Rouge.

O nosso roteiro foi montado levando em consideração a proximidade das atrações. Sendo assim, nos optamos por fazer o maior deslocamento usando metro, ou seja, o trajeto entre o hotel e a região visitada em cada dia e chegando lá, o restante do passeio do dia era feito todo a pé.

Para usar o metro em Paris, existem vários tickets e passes. No nosso caso, achamos que seria mais vantagem comprar o “Carnet 10 Tickets”. Esse carnê funciona da seguinte forma: ao comprar um bilhete único, o valor dele sai por 1,70 euros, porém, ao comprar 10 Tickets de uma só vez o valor fica em 12,70 euros. A economia é de 27%, o que nesse caso ficou em 4,30 euros. Não é uma graaande economia, mas já ajuda!

Essa viagem aconteceu em junho de 2012, portanto o dia era longo, só escurecia por volta das 22:00 horas. Mais pra frente vem mais alguns posts sobre os shows e algumas atrações em específico.

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em França, Paris
Booking.com
  1. João 12/07/2013 | 11:25

    Que beleza de viagem!!! Depois dessas dicas de lugares só falta eu ir!!! haha Parece que 5 dias em Paris é pouco né?!

    • Bruna Bartolamei 12/07/2013 | 15:59

      Oi, João

      Realmente, ficou um roteiro muito bom. Paris e Londres parecem que qualquer tempo não é suficiente, tem muuuuita coisa pra fazer nesses dois lugares!

      Tomara que vc consiga ir logo, Paris é uma das cidades mais bonitas que conheci até hoje. Nem tinha como ser diferente!

      =D

Deixe o seu comentário...