28.11
2012

Edimburgo: Arthur’s Seat e as trilhas no Holyrood Park

Um parque enooorme bem no meio de Edimburgo formado por um vulcão extinto, três lagos, uma capela em ruínas, algumas fontes naturais de água potável e com várias trilhas, esse é o Holyrood Park.

Chegando no Holyrood Park

A localização não poderia ser melhor, no final da Royal Mile, e na vizinhança ainda estão outras atrações importantes da cidade como: Palácio de Holyrood (residência oficial da Monarquia Britânica) e o Parlamento Escocês.

Normalmente, dependendo do ritmo de cada um, esse três lugares dão um ótimo roteiro e preenchem completamente um dia em Edimburgo.

O Holyrood Park foi fundado a muitos séculos atrás pelo Rei James V. Naquela época, o local não passava de um amplo campo de caça para a realeza britânica. Com o tempo, o parque passou a ser publico e hoje em dia está aberto 24 horas por dia.

O Historic Scotland é quem é responsavel pela manutenção e segurança do parque. Inclusive, toda a sinalização, as trilhas e tudo o que está relacionado ao parque é administrado por eles.

Basicamente existem 3 trilhas que são sugeridas pelo Historic Scotland para que o turistas aproveitem bem a visita ao local, mas eu dei uma pequena adaptada e assim, acabei dividindo tudo em 4 trilhas, que na minha opinião ficariam melhor distribuidas assim:

→ Primeira Trilha: Radical Road – Salisbury Crags

Normalmente quem visita o parque acaba começando a visita em frente a lateral direita do Palácio de Holyrood, onde fica o estacionamento do Parque, o Holyrood Car Park. Atravessando a rua, vai ter uma placa indicando tudo o que é possivel ver por ali. Eu sugiro começar a trilha pela escadinha que leva até o inicio da trilha, seguindo no sentido Old Town (lado direito). A trilha é toda de chão batido e é só ir subindo (ela é um pouco inclinada). Lá no ponto máximo (antes de começar a descer a trilha) é onde fica o melhor lugar para fotografar toda a Old Town e o Calton Hill. Ainda dá pra ver o Firth of Forth (aquele pedaço do mar do Norte que “invade” as terras escocesas.  Continuando a trilha, conforme vamos descendo podemos ver as colunas de basalto que fazem parte do Salisbury Crags. Essa trilha termina na parte mais baixa do trajeto, chamada de The Hawse. Tempo do trajeto: 1 hora (incluindo as paradas para bater milhões de fotos).

Começando a trilha

Castelo de Edimburgo

Palácio de Holyrood

Parlamento Escocês e o Our Dynamic Earth

Calton Hill

Ah, pra quem ainda tiver interesse em ver uma das duas fontes de água natural do parque, antes de começar a primeira trilha, é só caminhar um pouco pela estradinha asfaltada para ciclistas pro lado esquerdo, ali vai estar a St Margaret’s Well.

→ Segunda Trilha: The Hawse – Volunteer’s Walk – Hunter’s Bog – St Antony’s Chapel – St Margaret’s Loch

Chegando no ponto chamado The Hawse (ali não vai ter nenhuma placa dizendo que a trilha terminou ou qqer coisa do tipo, a unica indicação que temos é que vão existir outros trajetos a serem seguidos) é só seguir caminhando pela trilha mais a esquerda. Vamos caminhar pelo Volunteer’s Walk e logo em frente fica um pequeno lago, o Hunter’s Bog. Seguindo por essa trilha, logo vamos chegar na St Antony’s Well, uma fonte de água natural. Continuando por ali, a próxima parada vai ser a St Antony’s Chapel, uma capela em ruinas que foi construida durante o seculo 15. Sofreu alguns danos ao longo do tempo e hoje o que vemos ali é somente a parede de pedra da parte norte da Capela. Ali do alto se tem uma boa vista do “interior” do Arthur’s Seat assim como do lago, o St Margaret’s Loch. Duração da caminhada: 1 hora (incluindo o tempo para as fotos).

→ Terceira Trilha: Queen’s Drive – Dunsapie Loch – Arthur’s Seat

Chegando no St Margaret’s Loch, ali vão existir muitos e muitos patos, gansos e cisnes. Normalmente sempre vão ter algumas crianças brincando e jogando comida pra eles. Bonito de ver, mas é sempre bom ficar ligado na trilha pra não escorregar, o trajeto por é um pouco lamacento. Chegando na outra extremidade do lago, vão ter duas ruas, a Duke’s Walk (que é a principal rua do parque, por onde vão estar passando muuitos carros) e uma outra rua mais tranquila pro lado direito, mesmo o acesso a essa rua sendo bloqueado com aquelas barras de segurança pra que os carros não entrem, os pedestres podem caminhar por ali. Esse trajeto é feito pela Queen’s Drive e vai nos levar até outro lago, o Dunsapie Crag. Seguindo o trajeto, logo chegamos ao topo do Arthur’s Seat, o ponto mais alto de todo o parque, 251 metros de altura. Trajeto pode ser feito em 2 horas (incluindo o tempo para as fotos).

Dunsapie Loch

Arthur’s Seat – O ponto mais alto (251 metros de altura) do Holyrood Park

→ Quarta Trilha Arthur’s Seat – Duddingston Village

Essa é uma das trilhas mais bonitas (depois da Primeira Trilha), principalmente se for feita em um dia de outono, onde todos os tons de amarelo, vermelho e marrom vão estar presentes. A paisagem vai ficar muito, mas muito mais bonita, pode ter certeza! Essa trilha nos leva a Duddingston Village e Duddingston Loch, que na minha opinião merecem um post especial (próximo post).

Será que tava frio nesse dia?!?!

Quem olha o mapa do Parque tem a impressão de que vai ser o empenho caminhar tudo, mas todas as trilhas, no geral, são bem suaves, ou seja, não é necessário muito esforço pra subir e descer. A trilha mais puxada é a que vai até o topo do Arthur’s Seat e só é recomendado ir até o ponto mais alto se não houver muito vento, Eu nunca consegui chegar até o topo do Arthur’s Seat, pq todas as vezes que fui caminhar por lá o vento era beeem forte e fiquei com medo e acabei desistindo no meio do caminho. Então, pra quem quiser arriscar, o trajeto é por sua conta e risco, claro!

Arthur’s Seat (direita)

Obs.: como dá pra perceber, as fotos foram tiradas em dias diferentes!

Posts relacionados:

Lista com todos os posts que eu já escrevi sobre Edimburgo

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Atrações turísticas, Edimburgo, Escócia
Booking.com
  1. Bóia Paulistaa 29/11/2012 | 09:55

    Oi, Bruna. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

    • Bruna 30/11/2012 | 02:27

      Oi Natalie,

      Obrigada por lembrar do meu blog novamente!! =)))

  2. Roberta Cabral 27/12/2012 | 13:54

    Ola Bruna,
    Antes de tudo deixa lhe explicar que meu computador esta sem acento…kkkkkk
    continuando…
    Nao sei mais o que faco lendo seu blog, estou completamenta apaixonada por suas viagens.
    Estou fazendo intercambio na Irlanda, e me programei para ir a edimburgo em janeiro…ate deixei um comentario em outra post seu mas agora to querendo outra orientacao…kkkkk
    Irei c mais 2 amigos e queria muito fazer uma surpresa a eles, tipo colocar no nosso roteiro outro lugar pertinho que eles nao saibam…e organizar para ir…de trem…bem encantador como voce relata…
    Bom…irei passar 4 dias…o que me diria em sua opiniao?? ficaria so em Edimburgo e o Lago Ness…ou tbm faria outro lugar bacana??? proximo…?!
    me da sua dica!!!
    Abraco.

    • Bruna 28/12/2012 | 18:50

      Oi Roberta,

      Existem vários lugares legais pra ir, tanto na propria Escócia como no norte da Inglaterra.

      Mês passado eu estive em St Andrews (cidade relacionada ao golf e ao casamento real, pq foi onde o Principe William e Kate se conheceram). Eu ainda não escrevi aqui no blog sobre esse day trip, mas pretendo fazer isso mês que vem.. talvez seja uma boa opção!

      Nos também estivemos em York (norte da Inglaterra) e todo mundo aqui de casa adorou a cidade. Já escrevi sobre esse passeio.. não sei se vc já viu?!?!
      http://contandoashoras.com/2012/03/21/um-dia-em-york/

Deixe o seu comentário...