06.12
2012

É possível passar 30 dias na Europa com apenas uma bagagem de mão????

Pode parecer besteira, mas eu tinha sonhado duas vezes que minha mala tinha desaparecido em uma viagem. Achei que isso era um sinal e comecei a bolar uma estratégia pra fugir dessa possibilidade.

Foi quando um belo dia eu li no twitter, a Camila do Blog Viaggiando dizendo que ia viajar levando apenas uma mochilinha como bagagem. Ao ver a foto que ela postou (a mochilinha era realmente super “inha”), pensei: tá ai, vou levar pouca coisa e vou encarar esse desafio também.

mala 4

Ai começou o “stress” em pensar nas roupas, o que iria combinar melhor com o que, quantas peças de cada coisa eu iria levar, quantas botas/sapatos eu conseguiria colocar na mala e quais seriam as melhores opções de acessorios (cachecóis) pra levar. Nossa, abri meu guarda roupa mais de 1000 vezes e fiquei olhando por horas todas as minhas roupas e pensando o que seria melhor levar pra que de fato nada ficasse ocupando espaço atoa.

Depois comecei a pensar melhor e lembrei que pra que eu realmente conseguisse levar apenas uma bagagem de mão eu teria que levar, além das roupas, toalha de banho, pijama, chinelo e sapato, uma bolsa maior.

No tempo que fiz intercambio na Escócia, minha bolsa era de tamanho relativamente pequeno, ou seja, cabia apenas o essencial como documentos, dinheiro, cartão de credito, celular, carregador de celular e mais algumas coisinhas. Mas nessa viagem eu teria que levar uma bolsa maior, até pq eu teria que levar também o meu guarda-chuva, os adaptadores de tomada, os carregadores (das maquinas fotograficas e do celular) e as minhas duas maquinas fotograficas na bolsa. A minha bolsa ficou um pouco pesada, mas faz parte!

Então, o que eu levei basicamente foi: duas calças jeans, quatro camisetas, quatro blusas de lã, dois casacos, 5 cachecois e apenas 1 bota (além da minha toalha de banho, um par de chinelo, roupas intimas e meu pijama).

As coisas do banheiro também exigiram uma certa manobra, nada muito complicado, mas eu tive que fazer da seguinte forma: levei apenas sabonete, pasta de dente, escova de dente, desodorante, maquiagem e chapinha. O shampoo, que eu não encontrei em embalagem de 100 ml no mercado, eu deixei pra comprar lá mesmo no aeroporto de Londres.

bolsa 1

E se eu contar  que mesmo sendo uma mala de mão (minha velha e boa malinha roxa), todas essas coisas entraram e ainda sobrou espaço, alguém acredita? Tudo bem que o espaço não era gigaaante, mas pelo menos minha mala não saiu de casa praticamente estourando.

Agora que voltei de viagem, fiz uma avaliação e cheguei a seguinte conclusão:

→ Os prós:

– o fato de eu não precisar me preocupar em despachar e retirar a bagagem, sabendo que eu tinha duas conexões pela frente (Curitiba – São Paulo – Londres – Zurique), foi uma tranquilidade;

– pra andar de transporte público em geral foi uma excelente opção, já que a mala era relativamente pequena, então não era tão dificil de carregar e ela cabia em qualquer cantinho.

– estações de metro: algumas estações em Londres não tinham escada rolante na parte final que me levava até a plataforma, então como tinha que levar a mala na mão (literalmente), achei que foi muito pratico.

– dia de chuva: como a minha mala parece um plástico (não sei como explicar como é o material que ela é feita), ela não molhou nadica de nada as minhas coisas e em questão de minutos ela estava seca.

mala 2

→ Os contras

– não pude levar o tripé pra bater as minhas fotos, como eu já expliquei nesse post aqui;

– a minha mala só tem duas rodinhas, se ela tivesse 4 rodinhas de giro 360 graus teria sido muito melhor, com toda a certeza;

– a quantidade de coisas que coube dentro, claro que quando a viagem já estava quase chegando ao fim (lá pelo 16-20 dia) eu não aguentava mais ver as minhas roupas na frente;

– como a viagem teve duração de 30 dias, foi inevitável, repeti o modelito (dos pés a cabeça) algumas vezes, claro. Nem tinha como ser diferente.

Em resumo, a experiência foi ótima. Nas próximas viagens penso em repetir a dose. Somente vou levar mais acessórios (os cachecóis e lenços) pra ter como variar um pouco mais e voltar pra casa sem ter enjoado tanto das minhas roupas, a ponto de não querer mais ve-las por pelo menos uns 6 meses.

E respondendo a pergunta do título desse post… É possível passar 30 dias na Europa com apenas uma bagagem de mão???? Minha resposta é: Claro que sim!

Posts relacionados:

Lista com todos os posts com dicas práticas pra viajar

O que podemos levar como bagagem de mão?

O que levar na mala

Adaptadores e tomadas pelo mundo

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Dicas de Viagem
Booking.com
  1. turista ocasional 06/12/2012 | 07:31

    Olá Bruna!

    Possível pode até ser, mas eu admiro imenso quem consegue, ainda mais com a duração da viagem que fez, e na altura que a fez.. Inverno na Europa em geral e pelos países por onde andou em particular, é a valer e implica que a roupa em geral é bem mais volumosa do que se a viagem fosse no Verão.

    Resumindo, mala de mão, eu consigo vislumbrar essa possibilidade no meu horizonte, mas apenas se a viagem for de curta duração…

    Beijinho

    P.S. Como acabei por não ver o filme de animação Brave no cinema por causa do meu três palmos dizer que tinha medo, ontem, dia em que ficou cá disponível em DVD e Bluray, comprei o filme, e hoje ofereci-o ao meu três palmos como uma das lembranças que o S. Nicolau lhe deu. ;-) Afinal continuo ansiosa para ver o filme…

    • Bruna 07/12/2012 | 07:07

      Oi Turista,

      Eu tava super preocupada de como seria encarar esse desafio por tantos dias, mas foi uma maravilha, principalmente pra me locomover pela cidade ou em dia de chuva e tal.

      Você vai gostar do filme, é bem bonitinho. A história é legal, tirando a parte final onde os ursos brigam (que deve ser a parte que deve dá medo nas crianças), fora isso, é tudo bem tranquilo!

  2. Lillian Brandão 06/12/2012 | 14:30

    Ei Bruna,

    Muito legal o post! Parabéns pela compactação da mala! :) Um dia eu pretendo encarar esse desafio, mas antes vou ter que desapegar de alguns equipamentos fotográficos e gadgets. :P

    Beijos,
    Lillian.

    • Bruna 07/12/2012 | 07:03

      Oi Lillian,

      Ahhh, eu imagino que pra vc não vai ser fácil deixar boa parte dos equipamentos fotograficos em casa .. hehehe Não é muito fácil encarar esse desafio, mas tudo fica muito mais pratico, com certeza!

  3. Juliana 06/12/2012 | 15:30

    Esta aparecendo no seu blog uma propaganada de um medicamento chamado Cenaless”. Esse medicamento é ilegal e não é aprovado pela Anvisa.
    Na segunda vez que acessei o blog já não apareceu….. Achei estranho …. As vezes voce pode não saber que isto está acontecendo….

    • Bruna 07/12/2012 | 07:01

      Oi Juliana,

      Obrigada por avisar, eu não tava sabendo disso. Vou dar uma olhadinha pra ver se descubro o que pode ser isso! Muito estranho!

      Em que lugar tá aparecendo essa propaganda?? Na parte de cima, na lateral.. onde exatamente?

  4. Fernando braga 30/09/2013 | 14:21

    Como se repetir modelito fosse algum crime. Acorda muié! Não tá na novela não…

    • Contando as Horas 02/10/2013 | 06:15

      Oi, Fernando

      Eu tbm sou da opinião que repetir modelito não tem problema nenhum, tanto que foi bem isso que fiz! :D

  5. Thamara 03/12/2013 | 21:55

    Gostaria de saber qual o tamanho da sua mala… E qual o tamanho máximo pra levar como bagagem de mão… Obrigada!

    • Contando as Horas 05/12/2013 | 20:08

      Oi, Tamara

      A mala que levo como bagagem de mão é tamanho P (alguns chamam de mala tamanho cabine).

  6. Camila 03/05/2014 | 18:46

    Já paguei muito mico com mala tamanho G na Europa, dessa vez vou com uma P, com seu depoimento estou me sentindo muito mais segura para o desafio. Obrigada!!!!

    • Contando as Horas 04/05/2014 | 20:07

      Oi, Camila

      Parece até meio loucura viajar com uma mala de mão, mas vc vai ver que é a melhor coisa. Já viajei milhares de vezes depois dessa vez, e foi ótimo.

  7. Leandro Melo 06/05/2014 | 21:45

    Oi, Bruna. Tudo bem?

    Em dezembro estou indo passar dez dias na Europa: cinco dias em Zurique e cinco dias em Paris. Uma das coisas que me afligem, além da questão da imigração que vou enfrentar em Lisboa, já que meu voo é pela TAP, é a tal da bagagem. Comprei duas malas: uma de bordo, pra levar uma muda de roupa comigo e dois calçados, e uma média, pra colocar as roupas e a necessaire com os produtos de higiene pessoal. Mas, em se tratando de roupa, o que levar e quantas peças levar, pra esses dez dias, em pleno inverno?

    • Contando as Horas 08/05/2014 | 12:23

      Oi, Leandro

      Vc também vai passar pela imigração na Suíça, pois esse país não faz parte do acordo de schengen, que dá livre circulação no continente europeu.

      Como eu disse no post, se em 30 dias eu levei essas coisas, acho que pra 10 dias isso tbm pode se adequado. Por vc ir no inverno, vc vai ter que levar um casacão, mas isso vc tbm pode levar na mala de mão pra poupar espaço na tua mala (e peso tbm). Mas basicamente 2 calças, algumas blusas de lã ou moleton, umas 3 ou 4 camisetas, um tenis (e vc pode viajar usando um sapato), pois calçados normalmente ocupam bastante espaço.

  8. Marilei 05/06/2014 | 10:43

    Achei interessante o seu post, mas você não comprou nada lá? Se comprou, coube na mala?

  9. Marcela 13/07/2014 | 20:41

    Oi Bruna!
    Adorei esse post, mas tenho uma dúvida: não ultrapassou os 5 kg?? oO’
    Beijão, sucesso!

    • Contando as Horas 15/07/2014 | 14:53

      Oi, Marcela

      Passou um pouco dos 5kg, então em voos domésticos aqui no Brasil eu tive que despachar a mala, porém no trecho internacional o limite é 10 kg e foi tranquilo.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  10. Elisa 07/11/2014 | 17:37

    Descobri seu blog hoje e adorei!!!!
    O mais completo que já li sobre viagens pelo Reino Unido!!
    Tenho uma pergunta com relação a esse post: como você fazia para lavar roupa? Nem sempre encontramos lavanderias automáticas pelo caminho…

    • Contando as Horas 09/11/2014 | 23:06

      Oi, Elisa

      A gente se vira como pode, algumas coisas lava no hotel, outras coisas compra pelo caminho. O importante é aproveitar!

  11. Adriana Lopes 09/12/2014 | 00:45

    Oi de novo! Rs
    To devorando os posts, muito legal a forma como vc escreve.
    Queria te perguntar como faço para fazer um intercambio mais longo, tipo, 3 ou 6 meses.
    Vc foi por conta propria ou por alguma agencia?
    Como mencionei num outro post, irei em janeiro/2015( acho que nao coloquei que era janeiro/2015 no outro comentario…) e ficarei 23 dias, mas gostaria de poder ficar em alguma oportunidade por mais tempo, mas como sou caloura, nao sei NADA, NADINHA sobre intercambio, e viagens, estou procurando aprender, sou professora na area de moda, leciono Modelagem industrial e Costura, e tenho muita vontade de aprender e conhecer tecnicas diferentes em outros paises, quero conhecer o mundo, e me sentir preenchida por conhecimentos, culturas, palavras, jeitos de viver diferentes, acho que quando a gente consegue se planejar, vai com menos medo, e ansiedade. Confesso que me sinto insegura, mas como dizem: Se der medo, finge que tem coragem e vai com medo mesmo. E é isso que estou fazendo!
    Toda a ajuda é bem vinda!
    Um abraçø carinhoso, pois a cada leitura em seu blog, fico mais feliz!!!!
    Dri Lopes ( Rio de janeiro, Quintino)

    • Contando as Horas 10/12/2014 | 01:01

      Oi, Adriana

      Eu fui com uma agência, acho melhor pagar a taxa que eles cobram pra evitar problemas com a documentação. Tenho certeza que essas 3 semanas que vc vai ficar lá vão te deixar louca pra voltar hehehe Foi assim comigo!

      Não sei se vc já leu esse post aqui:
      http://contandoashoras.com/2010/09/01/intercambio-a-hora-das-escolhas/
      Mas foi por ele que me guiei pra iniciar as pesquisas pro meu intercâmbio. O visual do site da Belta não é mais esse que ilustra esse post, mas vc pode começar a pesquisar ali, eles reunem diversas agencias de intercambio, escolas e cursos.

      Na Europa, vc não vai ter nenhum problema. O continente, no geral, é muito seguro. Além disso, eles facilitam muito a vida dos turistas, muitas coisas vc já pode comprar pela internet, desde ingressos, shows, passagens de trem, reservar restaurantes, entre outros. Vc vai ver, é tudo muito simples e organizado.

Deixe o seu comentário...