16.05
2013

Chegando em Salzburgo

Salzburgo é a quarta maior cidade da Áustria e sua população não chega a 150 mil habitantes. Fazendo uma comparação com as cidades brasileiras, pode-se dizer que Salzburgo é minuscula. Mas isso é apenas um pequeno detalhe, pois a arte e a música clássica são abundantes por ali.

Quem nunca ouviu falar em Wolfgang Amadeus Mozart? Ou na família Von Trapp? Na Noviça Rebelde? Salzburgo tem muito orgulho desses residentes ilustres, tanto orgulho que a cidade praticamente respira 24 horas música por todos os lados.

DSC00831_1024x557

Salzburgo é dividida em duas partes pelo rio Salzach: a Cidade Antiga de Salzburgo, declarada Patrimônio da Humanidade desde 1996 e que concentra a maioria das atrações turísticas da cidade, e ainda, a Cidade Nova, onde ficam o Palácio Mirabel, a Estação Central de Trem de Salzburgo e o Hotel e Café Sacher.

Existem várias formas de chegar em Salzburgo: avião, ônibus, carro ou trem. Como nós estavamos em Zurique, acabamos optando por ir de trem. O trajeto não é dos mais curtos, já que o tempo de deslocamento fica em 5 horas. Sim, realmente é muito tempo para um deslocamento de trem, mas como nos ultimos dias a gente não tinha parado quieto um minuto sequer, essas 5 horas passaram voando, isso sem contar que foi um alivio para os nossos pés!

A1_1024x704

Nos desembarcamos na Estação Central de Trem de Salzburgo (Hauptbhnhof Salzburg), que na época estava passando por uma reforma, mas a parte que já estava pronta ficou muito bonita, funcional e moderna.

Logo em frente a estação de trem ficam os pontos para pegar o transporte público até a Cidade Antiga de Salzburgo. Nós optamos por pegar o Obus, uma mistura de ônibus/bondinho versão mais moderninha.

A2_1024x755

A3_1024x686

O ticket do Obus pode ser comprado de duas maneiras: nos quiosques chamados Trafiken ou diretamente com o motorista. Como nós chegamos em Salzburgo à noite, os quiosques não estavam mais funcionando, então só nos restou a opção de comprar diretamente com o motorista. Dois detalhes importantes: o valor do ticket quando comprado diretamente com o motorista é um pouco mais caro e é preciso validar o ticket dentro ônibus. Um vantagem de usar o Obus é que os seus ônibus passam a cada 10 minutos e o trajeto é super rapidinho, acho que não levamos nem 10 minutos pra chegar até o hotel.

As melhores opções de trajeto que iam da Estação Central de Trem até o Centro Antigo de Salzburgo eram as linhas do Obus 3 e 6, porém todas as vezes (por coincidência) nós sempre pegamos a linha 6. Tanto a linha Obus 3 ou 6 saem da plataforma C (Busleiste C), ou seja, o Obus vai chegar na plataforma vindo no sentido que está a Estação Central de Trem de Salzburgo.

A10_1024x760

A17_1024x687

Esses ônibus/bondinho Obus não entram na Cidade Antiga de Salzburgo, então, pra quem quiser pegar a mesma linha que nós pegamos (linha 6), a parada mais próxima a Getreidegasse (principal rua de comércio da cidade) é a parada chamada “Rathaus”.

A8_1024x727

Já para ir do Centro Antigo de Salzburgo para Estação de trem, praticamente todas as linhas passam por lá, mas a que foi mais recomendada pelo pessoal do hotel foi a linha 1 e o trajeto fica em aproximadamente uns 12 minutos.

A5_1024x697

Na verdade nós precisamos utilizar o transporte público apenas pra ir até a Estação Central pra pegar o trem rumo a Innsbruck em dois dias e voltar pro hotel. Todo o restante do passeio em Salzburgo nós fizemos a pé, já que a maioria das atrações turísticas ficam uma grudada na outra.

* Precisando de hospedagem em Salzburgo? Para iniciar as pesquisas no site Booking, é só clicar aqui. *

Posts relacionados:

Como andar de trem na Áustria e entre a Suíça e a Áustria

Lista com todos os posts sobre Salzburgo

Lista com todos os posts sobre Innsbruck

Lista com todos os posts sobre Viena

Lista com todos os posts sobre Wattens

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Áustria, Salzburgo
Booking.com
Deixe o seu comentário...