27.10
2013

Sereníssima República de San Marino – O país mais antigo do mundo!

Entre todas as coisas que uma viagem à Itália pode proporcionar, uma das mais curiosas é: conhecer mais dois países de uma vez só, San Marino e o Vaticano! Se o Vaticano leva o título de menor país do mundo, San Marino ficou conhecido como sendo o mais antigo. Isso mesmo. A Sereníssima República de San Marino foi fundada em 03 de setembro do ano de 301 por Saint Marinus enquanto fugia de perseguições Romanas. Além disso, San Marino ainda leva o título de ser o país com a constituição mais antiga do mundo ainda em exercício, ela foi promulgada no ano de 1600.

Apesar de ser um país minusculo, é impossível conhecer San Marino por completo. Na verdade, geralmente a maioria das pessoas, assim como eu, visitamos apenas a Città di San Marino, a capital do país. A lingua oficial de San Marino é o italiano também, mas é bem tranquilo encontrar pessoas que falem inglês. Mesmo não fazendo parte da União Européia, a sua moeda oficial é o euro. Ainda bem, né?!?! Assim facilita bastante a nossa vida!

Os únicos 5 minutos de sol que peguei em San Marino!

Os únicos 5 minutos de sol que peguei em San Marino!

Quem tiver interesse em conhecer San Marino, a melhor opção é se hospedar em Bolonha ou em Rimini. Como eu estava hospedada em Bolonha, eu tratei logo de incluir esse day trip no roteiro.

Para ir até San Marino, o trajeto é feito em duas partes: trem + ônibus. Para ir de Bolonha até Rimini, existem muitas opções de horários de trem. O trajeto é relativamente rápido e em menos de 1 hora eu desembarquei em Rimini. Saindo da estação de trem de Rimini, o segundo passo é procurar o local de onde partem os ônibus até San Marino.

sm28_1200x899

SONY DSC

Pra facilitar a vida de todo mundo, eu já vou dar as coordenadas: saindo da estação de trem, atravessar a rua. Vão existir diversos pontos de ônibus ali, o ponto do ônibus para San Marino fica um pouco mais adiante, quase em frente ao Albergo Moderno. Ali vão ter duas pessoas vendendo as passagens de ônibus e distribuindo mapas do país.

sm6_1200x819

Os ônibus pra San Marino partem a cada 1 hora e 15 minutos, então é bom não dar bobeira pra não ter que perdendo tempo lá esperando. O tempo da viagem fica em torno de 50 minutos, então quem não quiser viajar em pé, eu aconselho já chegar e ficar na fila.

Três dicas importantes:

– o ponto inicial desse trajeto de ônibus não é na estação de trem, então quando o ônibus estacionar ali já vão estar outras pessoas dentro obviamente;

sm7_1200x800

– sem saber desse detalhe, a tendencia é achar que quando o ônibus estacionar, o motorista vai abrir as duas portas para o embarque, certo? Nada disso! A entrada é feita somente pela porta da frente. É preciso entregar a passagem ao motorista antes de entrar no ônibus;

– meio sem querer eu sentei do “lado certo” do ônibus. Explico: ao sentar do lado esquerdo, vai ser possível ver o Monte Titano e as três torres símbolo de San Marino durante boa parte do caminho.

sm26_1200x705

San Marino tem investido bastante no turismo nesses últimos anos. Pelo que fiquei sabendo, por volta de 3 milhões de turistas tem visitado o país nesses últimos anos. A se a gente parar pra pensar, o Brasil com esse tamanho e diversidade toda, atrai um pouco mais de 6 milhões. Como pode uma coisas dessas?!?! Mas…

Toda a visita começa na Porta San Francesco, que é o único portão de acesso a cidade antiga de San Marino. Obrigatoriamente, quem vier de ônibus, a entrada vai ser por ali (uma outra opção para chegar a capital é através de um teleférico pra quem vem do Borgo Maggiore).

sm22_1200x795

SONY DSC

Como a cidade ainda é cercada por uma muralha, que está muito bem preservada, os carros não são permitidos (e acho que nem conseguiriam circular) lá dentro.

SONY DSC

Quando eu cheguei em San Marino, a primeira coisa que lembrei foram dos dias em que passei em Liechetenstein e Luxemburgo. Por serem países relativamente minúsculos, que nem sempre aparecem nos mapas da Europa, eles tem várias coisas em comum, mas a principal delas é a tranquilidade e a organização.

SONY DSC

A primeira impressão que a gente tem ao começar a subir as ruelas curvas de San Marino é que vai ser difícil conseguir se entender por ali e que a tarefa de voltar até a Porta San Francesco vai ser uma missão quase impossível. Muito pelo contrário, uma coisa que me chamou muito atenção em San Marino é que existem placas, muuuitas placas. É impossível se perder ou não achar alguma coisa por lá.

SONY DSC

Na minha opinião, o roteiro que eu organizei ficou excelente, eu pude conhecer tudo o que tinha programado com bastante calma.

SONY DSC

Depois de entrar na cidade, através da Porta San Francesco, a primeira parada que fiz foi na Piazza della Libertá. Além de ser a praça principal da Cidade de San Marino, é onde está localizado o Palazzo Pubblico. O Palazzo Pubblico, junto com as três torres, se tornaram símbolos do país. Quem vê aquele edifício por fora, não acredita que é ali onde fica a sede do governo de San Marino. Vai dizer que não é super bonitinho? Dá até a impressão de que é de brinquedo!

SONY DSC

SONY DSC

Logo na sequencia, em menos de dois minutos eu estava em frente a Basílica de San Marino, a principal igreja do país. Ali acontecem as principais celebrações e comemorações da nação. A arquitetura externa chama muito menos atenção do que a sua decoração interna. Os quadros e as capelas são super bonitas.

SONY DSC

SONY DSC

As Torres de San Marino são os cartão postal do país. Durante muitos anos, assim como em muitas outras cidades européias, elas serviram pra proteger a cidade dos ataques inimigos. Mas hoje em dia, algumas delas servem de mirante e museu.

SONY DSC

SONY DSC

A primeira torre que visitei foi a Torre Guaita, além de ser a maior torre, com 739 metros de altura,  ela é a mais antiga também. Essa torre fazia parte do Castelo de Guaita, onde antigamente chegou a ser usada como prisão. Essa é a única torre que tem uma capela, a Cappella di Santa Barbara. Mas o grande destaque, sem duvida, fica por conta da vista. Lá do alto é possível ver praticamente San Marino inteiro e também proporciona ótimas fotos da próxima torre que visitei.

IF

SONY DSC

SONY DSC

Pra ir de uma torre a outra, existe uma trilhazinha feita metade de degraus e a outra metade tipo uma rampa. Boa parte do trajeto também proporciona ótimas oportunidade de fotos.

SONY DSC

IF

A Torre Cesta é a segunda torre de proteção que encontramos no Monte Titano. Também é possível visitá-la. Pra quem gosta de armas antigas, essa torre tem um pequeno museu, o Museo delle Armi Antiche Di San Marino, com diversos exemplares de todos os tipos de armas e armaduras que dá pra imaginar.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Torre Guaita vista a partir da segunda torre

Torre Guaita vista a partir da segunda torre

O trajetinho entre essas duas torres é um pouco mais longo e é feito pelo meio de uma floresta, mas não é preciso se procupar, pq a estradinha é toda pavimentada boa parte em rampa e tambem em forma de escadinha.

SONY DSC

SONY DSC

A terceira e última torre é a Montale, porém essa torre não é possível visitar pelo simples fato de que ela não tem porta de acesso. Diz a lenda que ela tinha um sino, que era usado pra alertar a população de que poderia haver ataque dos inimigos. Enquanto eu tava fazendo a trilhazinha até lá, a maioria das pessoas resolviam não ir, mas pra quem já está com mais da metade do caminho percorrido, vale a pena ir até lá sim, pra ver essa torre de pertinho e fotografar mais um pouco a região, além do que, também é possível fotografar a segunda torre de outro ângulo.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Obs.: É possível comprar um ticket para visitar apenas uma torre que custa 3,00 euros ou ainda o ticket combinado, pra visitar as duas torres, que sai por 4,50 euros.

SONY DSC

Depois de visitar as principais atrações, na volta aproveitei pra caminhar com calma pelo centrinho da cidade. Fui parando de loja em loja. Existe bastante coisa legal por lá.

SONY DSC

SONY DSC

Duas coisas legais pra comprar, na minha opinião, são: a Torta di Tre Monti da confeitaria La Serenissima (que é tipo um wafferzão recheado, eu comprei um de chocolate. A torta é tão grande, que levei uns 3 dias pra comer tudo).

SONY DSC

E também comprei uma garrafa de vinho. Dizem que os vinhos de San Marino são tão bons quanto os Italianos. Realmente, eu tenho que concordar! Eu comprei um moscatel (Moscato di San Marino), excelente! E pasmem, paguei 5,00 euros a garrafa!

SONY DSC

SONY DSC

O souvenir mais importante que eu queria ter de recordação eu não consegui, que era um carimbo de San Marino no passaporte (mas eu já tenho um plano B pra resolver esse probleminha), pois quando eu estive lá no domingo de meio dia estava fechado.

SONY DSC

SONY DSC

Ainda parei pra fazer um lanchinho rapido (onde aproveitei pra provar a minha primeira piadina e um spritz) enquanto escrevia os cartões postais pra enviar pra familia, namorado e parentes. Na lojinha de souvenirs que comprei os cartões postais eles não vendiam os selos, então tive que procurar uma tabacchi.

sm12_1200x845

sm21_1200x900

Em mais uma ultima voltinha por San Marino, fui conhecer o Museo di Stato Repubblica di San Marino que mostra alguns achados arqueológicos (encontrados em San Marino ou doados por outros países), além de moedas, medalhas e algumas obras importantes do país. A entrada é gratuita.

SONY DSC

SONY DSC

E por fim, antes de ir embora, ainda pude conhecer a Chiesa di San Francesco..

sm16_1200x895

sm19_1200x900

Uma sugestão: na hora de voltar pra Rimini começou a chover. Tinha apenas um ônibus e muita gente. Obviamente um ônibus foi pouco pra todo mundo. Eu mesma tive que esperar o segundo ônibus (o ônibus extra) aparecer. Então, seria interessante ter mais opções de ônibus, pq ficar esperando o ônibus extra chegar naquele friozão (tava ventando muuuito), não foi uma boa idéia.

Ah, os cartões postais chegaram direitinho aqui em casa na semana passada!

** O transporte público e as entradas das atrações foram uma cortesia do órgão de Turismo de San Marino **

Posts relacionados:

Todos os posts de San Marino

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHora

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Itália, San Marino
Booking.com
  1. Ricardo Dellai 13/01/2014 | 01:57

    Excelente as informações sobre San Marino. Vou em maio, e não gostei de firenze, achei bagunçada, suja e lembra a pça da sé centro de são paulo.

    Irei ficar hospedado em bologna centrale quase em frente a estação, ai pensei vou a rimini que é melhor do que firenze.

    E lendo o seu site vou a San Marino que é melhor ainda.

    Em rimini vc sabe se é fácil, o acesso ao centro da cidade ou é preciso pegar ônibus também ?

    Pois, sou fã do fellini vou a mole antonelliana e cinecittà.

    Agora San Marino me deixou com água na boca cidade linda.

    Abcs.

    • Contando as Horas 13/01/2014 | 13:57

      Oi, Ricardo

      Eu não cheguei a dar uma voltinha por Rimini, pq gostei tanto de San Marino que acabei ficando o dia todo por lá mesmo. Mas pelo que eu lembre, a estação fica no centro da cidade, imagino que seja possível ir a pé por tudo, pois Rimini é uma cidade super pequena.

      Vc vai gostar muito de San Marino, é tudo muito organizado, com muitas placas, sem falar na vista que a gente tem lá do alto, perfeita!!

  2. Ricardo Dellai 13/01/2014 | 22:22

    Obrigado pela dica, já comprei todo os bilhetes de freccia agora só na ansiedade esperando o dia.

    Abcs.

  3. Ana 11/03/2015 | 10:18

    Olá! Vou visitar San Marino em Abril e também gostaria de carimbar o meu passaporte… Voce diz que não conseguiu porque era domingo e eu também vou só dormir lá de sábado para domingo…qual é a solução para isso?

    Obrigada!

    • Contando as Horas 11/03/2015 | 17:28

      Oi, Ana

      Não sei se isso tem solução! Talvez eles tenham mudado os horarios, teria que verificar. Se vc conseguir, tenta ir no Centro de Info no sábado ainda.

  4. Carlos Eduardo Amaral 16/03/2015 | 22:30

    Melhor post que encontrei sobre San Marino via Google. Muito boas as dicas.

    • Contando as Horas 16/03/2015 | 23:32

      Oi, Carlos

      Muito obrigada! Fico feliz em saber que o post te ajudou a programar uma viagem a San Marino. =DD

  5. Sandra Boritza 07/06/2015 | 01:30

    Oi Bruna,
    Ótimas dicas, lindas fotos.
    Irei a San Marino em agosto e estou suuuuper ansiosa.
    Por favor, você precisou do dia todo para realizar esse roteiro em San Marino? Ou eu poderia voltar à Bologna antes do anoitecer?
    Grata

    Sandra

    • Contando as Horas 07/06/2015 | 18:38

      Oi, Sandra

      O passeio leva o dia todo, mas se vc quiser voltar antes de anoitecer, é só se programar pra pegar o ônibus que fique melhor ao horário que vc tem em mente voltar a Bolonha. Eu quis caminhar por tudo e fiz questão de passar o dia todo lá, mas se vc quiser só ir direito as principais atrações e voltar a Bolonha, acho que dá pra fazer sim. Só leve em consideração o tempo do trajeto de ônibus até Rimini e o tempo do trem até Bolonha.

  6. Luiz Carlos Brasil 20/07/2015 | 09:33

    Oi Bruna
    Faço minhas as palavras do Carlos Eduardo Amaral.
    Eu e minha esposa estivemos em San Marino em maio de 2002; fomos de carro, a partir de Pesaro.
    No dia, tinha um nevoeiro muito denso e um vrnto muito forte. Não deu de apreciarmos a beleza do lugar. Compramos algumas lembrancinhas, pegamos o carro e fomos para o litoral, onde encontramos um sol agradável. Achamos San Marino muito bonitinha e, agóra após ler tuas informações e ver as fotos de lá; vamos incluir San Marino em alguma viagem nossa no futuro. Eu e minha esposa gostamos muito de viajar e temos acompanhado o ” Contando as Horas” avidamente.
    Já estamos com mais de quarenta paises visitados; mas, alguns deles temos repetido as visitas, pois são especiais. Este ano estivemos visitando a Gran Bretanha – gostamos muito. Estamos na melhor idade; mas pretendemos conhecer muito mais desse mundo espetacular que é o nosso planeta Terra.
    Um abraço e que Deus te dê muita saúde para viajares e nos contares depois as tuas aventuras
    Obrigado
    Luiz Carlos Brasil e Selma

    • Contando as Horas 30/07/2015 | 12:06

      Oi, Luiz Carlos e Selma

      Obrigada pelas palavras, fico feliz que gostaram desse post e do blog!!! :D

      Sabe que eu também tenho essa “mania” de voltar a alguns lugares, seja pq gostei muito ou por algum outro motivo, principalmente o clima. Esse ano mesmo, voltei a Colônia na Alemanha, pq na primeira vez que estive lá peguei uma enchente que não me permitiu conhecer nada direito.

      Grã-Bretanha ou Reino Unido como um todo são meus lugares preferidos nesse mundão, uma pena que agora o real esteja tão desvalorizado a ponto de ficar meio inviavel uma viagem pra lá nesse ano…

      Obrigada pela visita aqui no blog! E que vcs façam muitas outras viagens legais e sempre voltem aqui pra deixar uma mensagem! Um abraço a vcs dois!!

  7. […] ou a Caça ao Tesouro – o cenário certo para essas coisas eles já têm! Também vale ver o post detalhado que a Bruna, do blog Contando as Horas, escreveu sobre San […]

  8. kleber silva 01/05/2016 | 15:31

    execelente… estarei em roma / vaticano e quero ir a san marino …

    estarei tb em paris franca e quero vistar estes pequenos paises e pegar todos carimbos possiveis em meu passaporte.

    tem alguma ideia de quais posso ir ?

    vlw

    • Contando as Horas 06/05/2016 | 14:42

      Oi, Kleber

      De Paris vc pode tentar ir ao sul da França e visitar Monaco e ainda tem também Luxemburgo e Andorra. Na Itália, somente Vaticano e San Marino. Na fronteira com a Suíça tem Leichtenstein também.

  9. Ney Telles 03/06/2016 | 15:10

    Prezada Bruna,
    Muito obrigado pelas excelentes, detalhadas e descritivas dicas. Em outubro irei para Itália e Bologna será uma das cidades-sede, de onde partirei para one-day trips. Surgiu mais um dia para aproveitar a Itália, estava na dúvida entre Orvieto e qualquer outra, quando um amigo me sugeriu San Marino. Através do Google cheguei até o teu blog e já decidi: o dia adicional em solo italiano será, na verdade, “sanmarinense”, rs. Já visualizei tb o site da cia de ônibus de Rimini a SM, e já concatenei com chegadas e partidas desde Bologna. E pelo que tenho lido e pesquisado, toda a Região da Emília-Romagna é fantasticamente rica. Obrigado por seu trabalho de facilitar as vidas dos viajantes. Felicidades, tsnti auguri!

    • Contando as Horas 05/06/2016 | 14:33

      Oi, Ney

      Obrigada pelo comentário!! Vc vai adorar San Marino, um lugar que me surpreendeu muito. Adorei ter ido lá!

  10. Micha 06/06/2016 | 19:00

    Olá! Adorei o post sobre esse pequeno país. Tenho vontade de ir para morar um tempo por lá.Você sabe me informar algo sobre brasileiro trabalhar e morar por lá? Obrigada!

    • Contando as Horas 07/06/2016 | 00:34

      Oi, Micha

      Infelizmente não sei te dizer nada. Estive lá apenas a passeio. Vou ficar te devendo essa info.

Deixe o seu comentário...