10.02
2014

Uma visita ao The Shard, o edifício mais alto de Londres

Com 310 metros de altura, o The Shard leva o título de maior edificio de Londres. Fazia tempo que eu vinha observado a construção desse edificio mudar a paisagem da cidade, até que finalmente no inicio do ano passado ele foi inaugurado.

foto

O Shard tem uma ótima localização, fica na margem sul do tâmisa, bem perto da Tower Bridge, Tate Modern e Shakespeare Globe.

Esse edificio conta com andares onde estão alguns escritórios, outros andares foram transformados em apartamentos, tem até um hotel cinco estrelas da rede Shangri-La, além de três restaurantes (Oblix, Hutong e Aqua Shard) e o melhor de tudo: um terraço panorâmico onde é possível ter uma visão de 360 graus de Londres!

s3_1200x873

Londres tem essa fama maravilhosa que todos nos sabemos de sempre estar chovendo (ou na pior das hipoteses, ter neblina), então resolvemos deixar pra comprar o nosso ticket lá na hora mesmo (quem for comprar pela internet, os tickets estão a venda com 4 meses de antecedência). Pra isso, achamos que seria melhor ir cedo pra não correr o risco de ficar sem ingresso.

As 10:00 da manhã a gente já estava ali esperando abrirem as portas que dão acesso ao “The View from the Shard“. Compramos nossos ingressos ali mesmo na hora e não havia fila nenhuma.

s16_1200x884

Depois de passar por um controle de segurança estilo as que encontramos nos aeroportos, somos convidados a bater duas fotos-montagem (uma que vai ter fundo de dia e outra com fundo a noite). No final do tour, a gente pode comprar essas fotos, pagando algo em torno de 15,00 ou 20,00 libras.

SONY DSC

Torre de Londres

Mas vamos ao que interessa… O acesso ao deck panorâmico é feito em duas partes: na primeira parte o elevador nos leva direto ao 33 andar e lá, precisamos trocar de elevador para dar sequencia a subida até o 68 andar.

SONY DSC

Tower Bridge no centro da foto e ao fundo Canary Wharf

No total o Shard tem 87 andares, mas as plataformas de observação se encontram localizadas nos andares 68, 69 e 72. Do alto do 72 andar nos estamos a 244 metros de altura, Londres parece uma cidade miniatura lá do alto.

E a velocidade dos elevadores? Meu Deus, eu acho que em menos de 30 segundos a gente já está no topo do edificio.

IMG_8592_1200x802

O navio HMS Belfast

No horário que fomos haviam pouquíssimas pessoas (ou será que foi a impressão de estar num lugar enorme que fez com que a gente tivesse a impressão de quase não ter ninguém lá com nós?), enfim, deu pra aproveitar e tirar fotos com tranquilidade, sem precisar ficar esperando hoooras pra conseguir bater uma foto de determinado ângulo.

s7_1200x828

A esquerda e bem ao fundo está a London Eye, no meio da foto Tate Modern e a Ponte do Milênio.

SONY DSC

Parlamento Britânico ao fundo e a London Eye!

O deck panoramico do 68 andar é totalmente fechado, tem calefação nos dias de frio e também conta com sinalizadores indicando pra que lado estão as principais atrações caso alguém não consiga identificar e precise de uma “ajudinha”.

SONY DSC

s10_1200x767

Além disso, eles também tiveram uma boa idéia de incluir binóculos permitindo visualizar Londres em quatro situações: ao vivo (live), nascer do sol (sunrise), de dia (day) e durante a noite (night). Interessante, não?

Esses binóculos tem um excelente alcance, que é possível ver algum ponto turístico em específico ou qualquer outra coisa que quisermos como se estivessemos literalmente na frente, tamanho a proximidade que o binóculo alcança.

s15_1200x900

A subida ao 72 andar pode ser feita de elevador (que demora um pouco) ou de escada (muito mais rápido). Nesse andar a plataforma de observação é semi-aberta, então a temperatura na época que fomos estava super fria, isso sem falar no vento.

SONY DSC

s21_1200x866

The City e seu prédios, incluindo o Gherkin (lado direito) e o Walkie Talkie (em primeiro plano)

Uma das coisas que não gostei muito do Shard, claro que nem poderia ser diferente, é que como essa parte do prédio é totalmente feita de vidro, é bem dificil achar um angulo que os reflexos não interfiram na foto. Dá pra ver esse detalhe em todas as fotos, pode reparar!

s19_1200x837

IMG_8577_1200x769

Catedral de St Paul

Ah, existem duas lojinhas de souvenirs, uma pequena na plataforma do 68 andar e outra um bem maior (e com mais opções) no andar térreo. Eu comprei meu imã de geladeira na lojinha menor, pois não tinha fila nenhuma. Mas pra quem for comprar algo mais diferenciado e que só está a venda na loja maior, vai enfrentar uma filinha na hora de pagar.

SONY DSC

Os trilhos de trem e a Catedral de Southwark a esquerda

Obs.: quem comprar o ticket pela internet recebe um desconto de 1,00 libra (se a visita não for feita durante o verão ou em horários perto do por-do-sol, eu acho que dá pra deixar pra comprar lá na hora mesmo o ticket, pois além da diferença de preço ser praticamente irrelevante, dá pra escolher um dia bonito, ao invés de ter que correr o risco de ir em um dia que esteja com neblina.

SONY DSC

Região ao sul do rio Tâmisa

A entrada para ter acesso ao The View from the Shard é feita pela Joiner Street, que fica junto a uma das saidas da estação de trem/metro de London Bridge, na parte dos fundos do edifício. Importante: a entrada pra ir até o deck panoramico só deve ser feita por aqui, nenhuma das outras entradas do prédio dá acesso a esses andares de observação.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Atrações turísticas, Inglaterra, Londres
Booking.com
  1. Vane 12/02/2014 | 16:12

    Oi, Bruna

    Estou adorando o blog! No ano 2000 passei um mês em Londres estudando inglês e agora estou voltando a passeio. Como a cidade mudou, muitas atrações novas (como essa) pra conhecer. Estou acompanhando essa sua ultima viagem e anotando tudo. Lindas as fotos desse post. Os reflexos fazem parte, portanto não da bola.

    • Contando as Horas 13/02/2014 | 17:48

      Oi, Vane

      Obrigadaaa!!! :D

      Ah, se de um ano pro outro aparecem muitas coisas novas em Lindres, imagina de uma década para outra. Londres é uma daquelas cidades que a gente pode ir tds os anis, que sempre vai ter o q fazer. Obrigada pela visita aqui no blog!

  2. […] Leia também : Uma visita ao The Shard, o edifício mais alto de Londres […]

Deixe o seu comentário...