23.08
2014

Roteiro de 4 dias em Paris (com mapa)

Paris é um daqueles lugares onde seria possível passar uma vida inteira e ainda assim não conseguir conhecer tudo o que essa cidade oferece. Como poucas pessoas no mundo tem esse privilégio, a gente já se contenta com o que dá. Na verdade, é difícil definir quantos dias seria ideal reservar para um roteiro em Paris, pois tudo depende muito do interesse de cada um. Então, um roteiro bem basicão, incluindo todas as principais atrações de Paris, na minha opinião, deveria ter pelo menos 4 dias.

Mas antes de qualquer coisa, Paris é muito bem servida pelo transporte público, sendo possível se deslocar a praticamente qualquer lugar da cidade de forma rápida, seja de metro, ônibus ou RER. Particularmente, eu prefiro andar de metro, mas há quem ache mais vantagem se deslocar de ônibus ou RER. Cada um desses meios de transporte público tem suas particularidades e como nunca andei de ônibus ou RER, vou me limitar a falar apenas do metro de Paris.

IF

O metro de Paris, mais conhecido por Métropolitain, tem 16 linhas identificadas por cores diferentes com mais de 300 estações. Num primeiro momento, quando a gente olha o mapa do metro, parece que vai ser impossível conseguir sair do lugar. Não há necessidade de se preocupar, é muito simples. Muito simples mesmo. Quem optar por andar de metro, é interessante levar anotado a cor e o nome de todas as estações mais próximas das atrações que vão ser visitadas. Isso facilita muito. A grande maioria das estações de Paris não tem os mesmos nomes das atrações próximas.

O metro é dividido em oito zonas, sendo que na zona 1, 2 e 3 é onde estão a grande maioria das principais atrações da cidade. A existência dessas zonas se deve apenas por um motivo: o preço do bilhete, ou seja, dependendo de qual zona da cidade eu for, o preço da passagem pode ser mais barata ou mais cara.

DSC00697

Existem diversos tipos de bilhetes, mas particularmente eu indico a compra de quatro modalidades, dependendo da necessidade:

bilhete único ou single ticket ou ticket à l’unité: como o próprio nome já indica, o bilhete só pode ser usado uma única vez. É indicado pra quem vai usar transporte publico de vez enquanto. Esse ticket dá direito a andar de metro, na linha 1 do RER, ônibus, bondinhos e funicular de Montmartre. O valor desse ticket (agosto de 2014) é de 1,70 euros.

bilhete de 1 dia ou mobilis: como o próprio nome já indica, ele dá direito a andar e metro quantas vezes necessário durante 24 horas. Existe em quatro configurações e o preço varia de acordo com as zonas de deslocamento. Quem for a Versalhes, por exemplo, pode usar esse bilhete pois ele cobre a zona 4, onde o palácio está localizado.  O preço atual (agosto de 2014) varia de 6,80 euros a 16,10 euros.

edimbra-2011-082

carnê com 10 bilhetes ou carnet 10 voyages: ele é o mais indicado pra quem quer fazer o deslocamento maior com o metro e depois continua o passeio a pé por uma determinada região. Ele segue os mesmos moldes do bilhete único, porém a vantagem é que ao comprar 10 bilhetes juntos, o valor fica muito mais barato. As passagens do carnê podem ser divididas entre mais pessoas. O preço atual (agosto de 2014) é de 13,70 euros.

carte Paris Visite: esse passe existe nas configurações de 1, 2, 3 ou 5 dias consecutivos e o valor do ticket varia também de acordo com as zonas de deslocamentos, que são 1-3 ou 1-6. Esse bilhete é o ideal pra quem for ficar em Paris exatamente os mesmos dias das opções oferecidas, principalmente se for 3 ou 5 dias, pois ele é um passe mais completo. Além de andar de metro, ele cobre também os ônibus, o RER, bondinhos e funicular em Montmartre. O valor atual (Agosto de 2014) varia de 10,85 euros a 34,70 euros.

Obs.: Algumas linhas do metro também chegam em estações onde o RER e os trens da SNCF operam, facilitando o deslocamento para a periferia de Paris e outras cidades do país.

DSC02388

Definido qual o tipo de ticket, andar de metro em Paris exige um pouco de paciência, pois as estações estão sempre lo-ta-das. Mas tirando isso, o processo é bem simples. Lembram que eu disse que era importante anotar a cor e o nome da estação próxima aos pontos turísticos? Pois bem, nessa hora a cor da linha e a estação de metro de destino vão ser muito importantes, pois elas vão definir qual é a melhor opção de linha pegar. Algumas vezes vai ser necessário fazer alguma conexão pelo caminho, por isso é importante as cores da linhas, pra ajudar nesse sentido. Ai é só ver no mapa pra qual lado essa estação está e pegar o metro nessa direção. Fácil, né?

Dia 01

Praticamente 99% das pessoas sonham em um dia conhecer Paris. Pra não perder tempo, logo no primeiro dia eu já colocaria as principais atrações da cidade no roteiro.

Paris dia 01

Legenda Dia 01: (A) Museu do Louvre, (B) Jardin des Tuileries, (C) Place de la Concorde, (D) Ponte Alexandre III, (E) Champs Elysées e (F) Arco do Triunfo

O ideal é começar o dia no Museu do Louvre. O museu é gigante e por isso, é impossível conhece-lo totalmente. Por isso é interessante olhar o site e pra não perder tempo, já escolher o que visitar. Claro que nenhuma visita ao Louvre estaria completa, sem conhecer os apartamentos de Napoleão, ver a ala egípcia e a Monalisa.

IMG_1919

Saindo do Louvre, bem em frente está o Jardin des Tuileries, esse jardim além de ser muito bonito, ele liga o Museu do Louvre a Champs Elysées passando pela Place de la Concorde. Nessa altura do trajeto é interessante fazer um pequeno desvio, pra conhecer a Ponte Alexandre III, que na minha opinião, é a ponte mais bonita da cidade.

IMG_1200

IMG_5865

De volta a Place de la Concorde, logo em frente vai estar a avenida mais famosa do mundo: Champs Elysées. A rua não é muito grande, por isso vale a pena caminhar com tranquilidade, parar pra tomar um café e literalmente ver o mundo passar a nossa frente. Além disso, a rua tem diversas lojas, como Mont Blanc, Loja da Disney, Louis Vuitton, Ladurée, entre outras.

IMG_1758

No “final” da Champs Elysée fica o Arco do Triunfo. Vale a pena visitar, tanto pelo museu quanto pela vista. A vista da Champs Elysée lá do alto, das ruas que partem da praça onde ele está localizado a Place Charles de Gaulle e da Torre Eiffel são espetaculares.

IMG_1025

Quem tiver pique e interesse em bater perna em duas das ruas mais exclusivas de Paris, eu recomendo caminhar pela Avenue George V que é onde fica a Loja da Louis Vuitton na esquina com a Champs Elysée e também tem lojas como Hermès e alguns dos hotéis mais luxuosos de Paris como Plaza Athenée e Four Seasons  e ainda, a Avenue Montaigne, onde estão marcas como Chanel, Armani, Valentino, Prada, Dior, Bulgari, entre outros.

IMG_5882

Obs.: entre todas essas arações, eu aconselho comprar o ticket para o Louvre e para o Arco do Triunfo pela internet pra não perder tempo na fila, pois elas são enoooormes durante  o ano todo, faça chuva ou faça sol.

Dia 02

Quem acha que em Paris o único museu importante é o Louvre, está muito enganado. A cidade tem diversos museus, entre eles eu destaco o Museu Rodin e o Museu de Orsay.

Paris dia 02

Legenda Dia 02: (A) Museu Rodin, (B) Museu de Orsay, (C) Bateaux-Mouches, (D) Torre Eiffel e (E) Carette.

Devido a proximidade dos dois, eu começaria o roteiro do segundo dia pelo Museu Rodin. Ele é formado pelo Palácio Biron e os jardins. No palácio é onde estão grande parte de suas obras, mais de 300 no total, sendo a mais importante “O Beijo”. Já os jardins merecem uma visita, pois além de serem bem cuidados, é onde está outra grande obra de Rodin, o Pensador.

IMG_1007

IMG_1001

Seguindo passeio, a próxima parada é o Museu de Orsay, que está localizado em uma antiga estação de trem da cidade. A arquitetura do prédio por si só já vale a visita. Mas a sua coleção não deixa a desejar, pois estão em exibição obras como Van Gogh, Monet, Degas, Matisse, Cézanne, entre outros. Imperdível!

IMG_8679

Como o Museu de Orsay fica na margem esquerda do rio Sena, quem tiver interesse pode fazer um passeio de bateaux-mouches. Vale a pena! É uma ótima oportunidade de ver PAris de outro angulo. Os passeios de barco pelo rio sena existem em diversas configurações, podendo ser apenas um simples passeio ou até mesmo um almoço/jantar.

DSC01261

IMG_1012

E por fim, pq não terminar o dia no maior símbolo de Paris, a Torre Eifllel?!?!?! A torre dispensa apresentações, então vou deixar apenas duas dicas: comprar o ticket pela internet é praticamente obrigatório, pois a torre tá sempre lotada. Perto da Torre, mas do outro lado do rio, fica o Jardins du Trocadéro, de onde podemos tirar as melhores fotos com a torre ao fundo.

IMG_1037

IMG_1014

Pra terminar o dia com chave de ouro, pq não ir até a Carette, uma espécie de pâtisserie tão famosa quanto a Ladurée e provar croissants e macarons? Recomendo muito! Vale cada centavo.

IMG_5552

Dia 03

Uma ótima forma de começar o terceiro dia em Paris é conhecendo a região do Quartier Latin. Nessa região da cidade é onde está a Universidade de Sorbonne, uma das mais respeitadas da França e do mundo.

Paris dia 03

Legenda Dia 03: (A) Panthéon, (B) Jardim de Luxemburgo, (C) Igreja St Sulpice, na Île de la Cité ficam (D) Pont Neuf, (E) Sainte Chapelle, (F) Catedral de Notre-Dame e por fim, (G) Île St Louis.

Ali pertinho, fica o Panthéon, um monumento nacional onde estão os restos mortais de algumas das personalidades mais importantes do país. A sua arquitetura exterior já é um grande atrativo, mas a parte interna também não deixa nenhum pouco a desejar.

IMG_0804

Logo na entrada podemos ver o famoso pêndulo de Foucault, mostrando a rotação da terra. Além disso, também podemos ver o túmulo de 65 personalidades que fizeram parte da história do país, como Victor Hugo, Monet, Voltair, entre outros.

Bem próximo dali fica o famoso Jardim de Luxemburgo, local onde está o senado francês. Na verdade, os seus jardins são bem popular entre os locais e turistas, tanto pra conhecer as suas milhares de estátuas de rainhas francesas que estão espalhadas por lá, como pra sentar, fazer um lanche e apreciar o movimento.

IMG_0835

A uns 15 minutos de caminhada dali, está a Igreja de St Sulpice. Pra quem é fã de Dan Brown, é ali onde está o relógio solar que permite ver variações do sol durante o solstício de verão e de inverno, que ficou muito conhecido no livro e filme O Código da Vinci. Além disso, a igreja é cheia de capelas, uma mais bem decorada que a outra. Vale a pena caminhar pela cripta também.

IMG_5455

Bem em frente dessa igreja tem uma estação de metro. De metro podemos ir até a próxima atração: a Île de la Cité e a île St Louis.

O ideal é começar o passeio descendo na estação de metro chamada “pont neuf”, que fica em uma das extremidades da Pont Neuf, localizada na Île de la Cité. Essa ponte é considerada a primeira ponte de Paris. Repare nos diversos rostos esculpidos ao longo da ponte, imperdível!

IMG_1386

Ai é só caminhar sem rumo, seguindo até a Sainte Chapelle, uma das igrejas mais bonitas que já visitei até hoje. Dizem que ela foi construída para receber a coroa de espinhos de Cristo, mas na verdade, o que acaba chamando mais atenção é o seu altar, feito totalmente de ouro.

Obs.: Quem quiser ver um concerto de música clássica, praticamente todos os dias é feito alguma apresentação no final do dia. Fica a dica!

IMG_1429

Logo ao fundo da Saint Chapelle fica outra grande atração de Paris, a Catedral de Notre Dame. Essa igreja merece uma visita por dois motivos: é um ícone da cidade, e certamente está entre as igrejas mais bonitas e bem conservadas do mundo e além disso, também dá pra subir em uma de suas torres e ter uma visão única de Paris. Em frente a catedral, no chão, é onde está o marco zero da França, de onde são medidas todas as distancias no país.

E por fim, pra encerrar esse dia, é legal passear sem pressa pela Île de St Louis, que junto com a Île de la Cité são as duas ilhas que estão localizadas no rio Sena. Nessa ilha não existe nenhum grande monumento ou igreja imperdível, o legal mesmo é caminhar, tomar um sorvete em uma das sorveterias mais famosas de Paris, a Berthilon e também,  jantar por ali.

IF

Obs.: de todas essas atrações a única que eu recomendaria comprar ingresso pela internet é a Catedral de Notre-Dame, as outras são bem mais tranquilas e dá pra deixar pra comprar os tickets lá na hora.

Dia 04

No ultimo dia em Paris, um lugar legal pra conhecer é o bairro de Montmartre. A principal atração dessa área da cidade é a Basílica do Sacré-Coeur. Para chegar até lá no topo, existem duas opções: de escada ou de funicular. Eu subi de funicular e desci de escada. Foi bem tranquilo. A vista de Paris lá do alto é muito bonita. A igreja foi construída totalmente de mármore branco e pasmen, está muito bem conservada. Não deixe de visitar a catedral por dentro e ver um dos mosaicos mais bonitos do mundo.

Paris dia 04

Legenda Dia 04: (A) Basílica do Sacré-Coeur, (B) Moulin Rouge e (C) Café des 2 Moulin.

Ai é só caminhar pelas ruazinhas ao redor, ver de perto os quadros dos artistas de rua, sentar e tomar uma cerveja em um dos seus muitos bares.

IMG_1987

Quem assistiu o filme Amelie Poulain, pode fazer uma visita ao Café des 2 Moulin, que foi cenário do filme e local onde Amelie trabalhava. Ali pertinho também, fica o icônico Moulin Rouge.

Paris dia 04 - Parte 02

Legenda Dia 04: (A) Sephora, (B) Apple Store, (C) Ópera Garnier, (D) Galeria Lafayette e (E) Galeria Printemps.

E por fim, pra terminar o roteiro em Paris, quem quiser pode pegar o metro e ir até a região onde estão a Opera Garnier, a Galeria Lafayette, a Galeria Printemps e uma Sephora e uma Apple Store.

DSC01830

Outras informações:

– Voos diretos a Paris: A Air France e a TAM são as duas únicas cias aéreas que voam de forma direta a Paris.

– Visto: brasileiros que viajam a França a turismo não precisam de visto por até 90 dias. É só levar o passaporte válido (claro) e os demais documentos que comprovem que vai voltar ao Brasil, como passagem aérea, reserva de hospedagem, seguro viagem com cobertura de 30 mil euros, entre outros.

– Melhor época: eu (Bruna) já estive em Paris por 3 vezes, uma no inverno, outra no outono e a ultima vez na primavera. O Raul já foi duas vezes, uma no inicio do verão e outra na primavera e meus pais já foram três vezes, uma no outono, outra no inverno e a ultima vez na primavera. Pela nossa experiência, a melhor época pra visitar a cidade seria no inicio da primavera, inicio do verão e no outono. Motivo? Paris está sempre lotada, mas nessas épocas em especial o número de turistas costuma ser mais tranquilo.

– Aeroportos de Paris: a cidade é servida por três aeroportos, mas quem vai em um voo direito do Brasil a Paris, com toda a certeza a chegada vai ser no Aeroporto Charles de Gaulle (também conhecido por Roissy), o principal aeroporto do país. Quem fizer conexão em outros países pode desembarcar tanto no Charles de Gaulle como no Orly ou ainda, quem pegar voo com as cias aéreas de baixo custo, pode desembarcar no aeroporto de Beauvais. Para ir do Aeroporto Charles de Gaulle até o centro de Paris, existem 4 opções: táxi, ônibus, RER e o RoissyBus. Eu sempre dei preferencia, por pegar o RER linha B, ai é só desembarcar na estação mais central de Paris de acordo com a localização do hotel. A frequência do RER também é boa, a cada 10 a 15 minutos passa um trem.

foto

– Fuso horário: de maio a outubro a cidade entra no horário de verão, então a diferença com relação ao Brasil é de 5 horas. Já de novembro a abril, quando teoricamente nos aqui no Brasil estamos no horário de verão, a diferença cai para 3 horas.

– Tomadas: as tomas em Paris são iguais aos modelos de tomadas antigos aqui do Brasil, aquelas de dois pinos redondinhos. Quem tiver eletrônicos com tomadas assim, não precisa se preocupar com isso, mas caso contrário, é necessário um adaptador de tomadas. Um tempo atrás eu escrevi um post sobre esse assunto, quem quiser saber mais sobre o assunto, e só clicar aqui.

– Segurança: Paris tá longe de ser um lugar perigoso, mas sempre é bom ficar em alerta. Existem muitos golpes pela cidade, mas eu destaco dois: as ciganas querendo puxar conversa dizendo que vc perdeu um anel e ai outra pessoa vem te rouba, próximo as atrações turísticas existem algumas pessoas distribuindo coisas, principalmente flores, quando a pessoa pega o objeto em questão, os “vendedores” não descansam até que vc pague alguma coisa, geralmente algo em torno de 5,00 euros, pois eles não aceitam devolução. Então, pra ninguém passar por nenhum sufoco, é bom ficar ligado.

Posts relacionados:

Aeroporto Charles de Gaulle até o centro de Paris

Dica de hotel em Paris: Hotel Agora St Germain

Rio Sena e os Bateaux-mouches

Roteiro de 8 dias em Paris

Eixo histórico: do Louvre a La Defense (com uma paradinha na Île de la Cité e na Île St Louis)

Tour no Parc des Princes, o estádio do Paris St Germain

Show no Moulin Rouge

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em França, Paris
Booking.com
  1. Miguel Slaibi Filho 10/09/2014 | 09:22

    Parabéns pelas dicas, muito úteis, valeu!

  2. Miguel Slaibi Filho 11/09/2014 | 15:11

    Gostaria de saber qual o site pela internet que podemos comprar os tichets para os 4 pontos turísticos sugeridos no texto. Obrigado.

  3. pedro henrique 24/09/2014 | 15:40

    boa tarde, enviei um email pra tirar algumas duvidas de paris.. se pudesse me ajudar heheh obrigado.

    • Contando as Horas 25/09/2014 | 17:19

      Oi, Pedro Henrique

      Ah, legal! Vou ver! Em breve te respondo.

      Obrigada pela visita aqui no blog! :D

  4. luiz antonio 01/10/2014 | 21:30

    Eu e minha esposa estaremos viajando para Paris. Estamos preocupados com a comunicação. Qdo. chegar no aeroporto para pegar metro, onibus ou táxi, teremos dificuldades na comunicação ou preciso levar alguma cola para fazer a comunicação.
    Gostei pelas dicas no bloq.
    Abs.

    • Contando as Horas 02/10/2014 | 23:31

      Oi, Luiz

      Se vc se vira em inglês, vc não precisa se preocupar. Quase todo mundo, senão todo mundo, fala inglês por lá.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  5. Katiuscia 28/01/2015 | 13:13

    Olá. Adorei seu roteiro. Estava insegura para ir a Paris sem excursão, mas seu roteiro me encorajou. Parabéns! Gostaria de saber se o deslocamento em cada dia de roteiro de um ponto a outro é de metrô ou faz à pé? (Tipo: do Museu do Louvre ao Jardin des Tuileries…seria à pé ou metrô?)

    • Contando as Horas 29/01/2015 | 00:26

      Oi, Katiuscia

      Eu tentei reunir tudo o que fica mais próximo possível. A maioria das coisas vc pode ir a pé, pouquíssimas vc precisaria usar o metro pra seguir viagem. Mas como o legal é caminhar pra conhecer, as vezes é legal sair caminhando e conhecendo o que aparece pelo caminho. Nenhum desses lugares que listei dentro de cada dia fica assim tão super hiper longe que seja necessario usar metro, mas nada impede também, caso vc esteja cansada, ou esteja muito quente ou chovendo, por exemplo. Mas ai vc precisa estudar melhor o mapa do metro e levar o nome de todas as estações proximas de cada atração anotados (assim vc não perde tempo).

      Obrigada pela visita aqui no blog! =D

  6. Renato 06/02/2015 | 15:48

    Oi, Bruna! Uma dica bem legal é ir na Torre de Montparnasse à noite no final desse terceiro dia. Além de ser um rolê mais light depois de tanta caminhada, o 56° andar dá uma vista inesquecível e mostra o motivo de Paris ser a cidade luz. Já fui 3 vezes e vou usar seu guia na quarta vez pra mostrar a cidade pra minha esposa. Paris é demais! Parabéns pelo artigo!!

    • Contando as Horas 12/02/2015 | 23:50

      Oi, Renato

      Obrigada pela visita aqui no blog e pela dica. Meus pais já foram na Torre de Montparnasse e jantaram lá no Ciel de Paris. Falaram que é realmente muito lindo ver toda a cidade iluminada la do alto.

  7. Celio Faina 02/03/2015 | 10:17

    Antes demais nada parabens pelo blog, fenomenal! Faremos uma visita a França e em Paris ficaremos 4 dias inteiros, e esse seu roteiro é espetacular, mas tem mais algumas atrações que gostaria se possivel voce me dizer onde eu poderia incluir nesses 4 dias não dispensando as que já estão, seriam Centre Pompidou, Musée Grévin, Tour Montparnasse, Conciergerie! Muito obrigalo, viajar é o melhor investimento!

    • Contando as Horas 08/03/2015 | 20:50

      Oi, Celio

      Meu irmão já escreveu, de forma bem resumida, um roteiro de 8 dias em Paris, onde ele visitou algumas dessas atrações que vc tem interesse, como Musée Grévin e Conciergerie. Dá uma olhada aqui:
      http://contandoashoras.com/2012/11/04/roteiro-de-8-dias-em-paris/

      Já o Centre Pompidou, vc pode incluir quando for na região da Catedral de Notre Dame ou Museu do Louvre.

      Sobre a Tour Montparnasse, fica mais fora de mão, longe de todas as demais atrações. Se vc for lá pra ver Paris do mirante, vc pode incluir logo apos uma visita a Torre Eiffel. Se for pra jantar (existe um restaurante famoso lá), o Céu de Paris (Ciel de Paris), vc pode incluir em qualquer dia. Mas lembre-se, é necessario reservar mesa antecipadamente.

  8. Phillip 25/05/2015 | 06:58

    Muito interessante suas dicas!
    irei a Paris dia 15 de junho e ficarei 4 dias, exatamente os dias que você lista nas suas dicas. Gostei muito dos pontos turísticos destacados e mapas que foram ilustrados.
    Obrigado por disponibilizar sua experiência, ajudando assim outros viajantes.

    Abraço!

    • Contando as Horas 25/05/2015 | 11:32

      Oi, Phillip

      Legal!! Na minha opinião, 4 dias é minimo pra poder conhecer o principal de Paris. Semana que vem começo a publicar os posts com dicas da ultima viagem q fiz a Paris (abril/2015).

      Obrigada pela visita aqui no blog!!

  9. Vilson Oliviera 31/05/2015 | 22:21

    Boa noite, estou indo á Paris dia 25/07/2015, fico até 29/05, achei muito interessante tuas dicas, de-me uma visão bem bacana do meu roteiro na cidade, quero ir também ao famoso “mercado das pulgas”, como tenho pouco tempo, filtrarei algumas dicas suas, também irei á Barcelona, caso tenha alguns lugares indispensáveis, agradeço á dica.

    Vilson Oliveira

    • Contando as Horas 31/05/2015 | 23:02

      Oi, Vilson

      Legal!! Esse roteiro é bem basico e ajuda bastante a ter uma boa noção de onde ficam cada atração em Paris.

      Sobre Barcelona, eu já estive lá por 4 dias, mas ainda não escrevi nada aqui no blog. Nem sei quando vou escrever tbm. As vezes acho que não vou dar conta de colocar todas as viagens em dia aqui no blog (falta eu escrever ainda sobre a Espanha, Grécia e Holanda).

      De qualquer forma, obrigada pela visita aqui no blog!

  10. Marcella 05/06/2015 | 11:29

    Olá Bruna,

    Para os passeios que precisa comprar ingressos, você acha que compensa o Paris Museum Pass?

    • Contando as Horas 07/06/2015 | 18:30

      Oi, Marcella

      Então, nunca comprei o Paris Museum Pass. Mas assim, vc deve colocar no papel a lista das atrações pagas que te interessa e o valor de cada uma delas. Depois vc analisa com o numero de dias que vc vai ficar em Paris, se vc acha que financeiramente compensa, blz. Agora se vc nao achar que vale a pena nesse sentido, vc pode comprar os tickets das atrações que te interessam pela internet e assim vc evita fila do mesmo jeito e nao gasta a mais por isso.

  11. Flávia 05/06/2015 | 11:58

    Olá, estou fazendo praticamente o seu roteiro, e gostaria de saber sobre o Bateuax – Mouches (é o passeio de barco?) vc sabe a duração dele se eu quiser fazer um simples passeio? e eu tenho que comprar o ingresso antes? ou na hora é fácil?
    Obrigada!
    Flávia

    • Contando as Horas 07/06/2015 | 18:23

      Oi, Flávia

      Sim, Bateaux Mouches são os passeios de barco. Vc pode fazer o passeio simples ou com almoço ou jantar. Olha, dependendo da época que vc for, é recomendado comprar o quanto antes ou pelo pelos comprar pela internet, pq la na hora vc vai pegar fila. Então se vc comprar pela internet, evita perder um tempo precioso em filas e tal.

  12. Flávia 05/06/2015 | 12:06

    Gostaria de saber também à respeito do palácio de Versalhes, onde que eu incluiria no seu roteiro? esse passeio dura qto tempo em média?

    • Contando as Horas 07/06/2015 | 18:26

      Oi, Flávia

      O ideal é reservar um dia inteiro pra Versalhes, principalmente se vc quiser conhecer os jardins. Eu nunca fui lá, mas pelo que meu irmão e meus pais ja me falaram, vale a pena passar o dia todo lá. Pra isso, vc precisaria ter 5 dias inteiros no roteiro, ou deixar alguma coisa de fora pra incluir Versalhes. Talvez o dia de ir a Montmartre, se vc verificar o horário de fechamento da igreja, vc consegue incluir Versalhes e Montmartre no mesmo dia, fica corrido, mas ao meu ver, é o único jeito.

  13. Gilmar Antonio Tonin 18/10/2015 | 20:30

    Muito obrigado pelas dicas, elas me foram de grande valia. Vou para Paris em novembro/2015, e quando retornar prometo te escrever contando a experiencia. Parabéns pelo blog e pelas dicas.
    Gilmar Tonin
    Cuiaba – MT

    • Contando as Horas 22/10/2015 | 21:42

      Oi, Gilmar

      Obrigada pelo comentário! Aguardo seu comentário sobre sua experiência. Vc vai adorar!!

  14. RoChinarelo 24/10/2015 | 20:07

    Agradeço pelas informações.Estava muito confuso em como fazer o roteiro e tudo foi esclarecido pelo blog. Gostaria de saber qual o melhor local para se passar a virada de ano, Torre ou Arco do Triunfo ?

    • Contando as Horas 26/10/2015 | 20:51

      Oi, Ro

      Hummm.. nunca passei um ano novo em Paris, mas meus pais estiveram lá uma vez e deram uma passada na Champs Elysées. Eles falaram que preferiram ali, pq na Torre Eiffel geralmente tem muuuito mais gente (mas na Champs Elysées tbm é bem cheio). Independente de qual lugar vc escolher, vai estar lotado e frio.

  15. Ricardo Silva 20/09/2016 | 23:39

    ola
    muito legal o roteiro.

    vces teriam algum similar para veneza

  16. Maria Elisabete 24/09/2016 | 08:11

    Olá! Adorei as suas dicas. Vou a Paris no inverno. Vou com minha filha de 16 anos. Será que conseguiremos seguir esse roteiro? Vi que em Paris tem serviço de uber? Você indica?

    • Contando as Horas 02/10/2016 | 18:40

      Oi, Maria Elisabete

      Sim, da pra fazer. A unica coisa que vc precisa se preocupar é com o fato de que escuresce cedo, ai se vcs pretendem bater foto de algo durante o dia, é preciso dar uma adaptada no roteiro.

      Sim, eu usei pela primeira vez o Uber agora no mês passado na minha viagem a Rússia. Achei o serviço muito bom e o preço melhor ainda (tarifa bem mais barata do que os taxis). Na Russia nao tivemos nenhum problema, imagino que em Paris vc também não terá.

      Obrigada pela visita aqui no blog! :D

  17. Izadora simoni 09/11/2016 | 17:46

    Olá Bruna,tudo bem?
    Eu gostaria de poder conversar mais direto com você,se você puder me mandar seu e-mail eu adoraria,estou com umas dúvidas e eu vou ir para Paris e para Amsterdã.
    Aguardando sua resposta

    • Contando as Horas 09/11/2016 | 19:38

      Oi, Izadora

      Eu não entro em contato com nenhuma pessoa que comenta aqui no blog. Prefiro assim. Nem gosto de mexer com o email de outras pessoas.

      Caso você queira entrar em contato, meu email está na aba contato ou ainda, vc pode me enviar uma mensagem privada pela página do blog no Facebook.

      Espero que compreenda e obrigada pela visita aqui no blog!

  18. Gisele 16/11/2016 | 18:54

    Boa noite!
    Vamos pela primeira vez a paris em fevereiro, sim sei que é frio, mais optamos assim. Gostaria de saber se pra gente que não fala frances, é relativamente facil pegar transporte publico lá. E se na chegada ao aeroporto, o transfer aeroporto-hotel, comprado na Decolar é sério, não vão nos deixar na mão. Ou vale mais a pena pegar taxi?
    Muito obrigada!!

    • Contando as Horas 17/11/2016 | 19:10

      Oi, Gisele

      Sim, é tranquilo. Dá uma estudada antes em casa, com calma. Lê sites e blogs, vê fotos, assim vc já chega lá familiarizada com tudo.

      Não sei te dizer quanto ao transfer, nunca usei esse serviço. Os meios de transporte publico são bons em Paris, dá pra vc tentar pegar algum deles.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  19. Sofia Almeida 26/11/2016 | 14:07

    Adorei o seu Roteiro! Irei fazê lo exatamente como disse em Dezembro!

Deixe o seu comentário...