23.10
2014

Glasgow: Riverside Museum e Tall Ship

Na segunda metade de 2011, Glasgow ganhou mais uma grande atração, trata-se do Riverside Museum of Transport and Travel. Esse museu, obra da premiadíssima arquiteta iraniana Zaha Hadid, fica em um prédio super moderno as margens do rio Clyde.

SONY DSC

Uma visita pelos dois andares desse museu não leva mais do que umas 2 hora. Na verdade, a fachada do museu é bem imponente e logo que a gente entra, parece que o museu é gigante, mas não é. 

SONY DSC

Como o próprio nome sugere, o museu conta um pouco sobre a evolução de diversos meios de transporte, desde uma ala que fala somente sobre carrinhos de bebê, outra parte dedicada a bondes, metro e trens e ainda, tinha até ônibus (os de dois andares, típicos do Reino Unido), carros antigos (diversos modelos) e até navios.

SONY DSC

SONY DSC

É uma exposição bem completa sobre esse assunto e claro que eles não esqueceram das curiosidades. Como por exemplo, como e pq os airbags foram criados (tem vídeo mostrando alguns testes e como foi o processo de criação), tem uma ambulância com a porta traseira aberta pra gente ver como elas são por dentro, tem modelos de bicicletas mostrando o quanto elas evoluíram nas ultimas décadas, tem até um daqueles aparelhos de controle de segurança iguais aos de um aeroporto, contando um pouco mais sobre tudo o que envolve a segurança dos passageiros que viajam de avião,enfim… São diversas coisas interessantes!

SONY DSC

Além disso, eles fizeram uma reprodução perfeita de uma rua que poderia estar em Glasgow durante a década de 20, mais ou menos. Lá no museu, essa rua se chama Old Street e além de ter uma estação de metro (onde a gente pode até entrar em um vagão antigo pra ver a decoração internet mais rustica), tem alguns tipos de comércios com suas lojas reproduzidas, como o caso das lojas de chapéus, barbearia, lojas de roupas, restaurantes, um pub, entre outros.

IMG_1141

SONY DSC

SONY DSC

A gente pode entrar em todos esses lugares e alguns ainda oferecem a opção de colocar alguns acessórios para ficar parecido com a população da cidade no inicio do século passado. Sério, achei muito legal essa ruazinha, sem contar que a reprodução ficou perfeita e muuuito bonita. Não acham?!?!

SONY DSC

IMG_1129

No segundo andar além de ter a continuação do museu, um café e tem um janelão enorme de onde se tem uma boa visão da próxima atração, o Tall Ship.

SONY DSC

O Tall Ship foi construído no final do século 19 e é um dos únicos cinco navios que ainda restam no mundo que foram construídos nessa região da Escócia. Ele foi usado ao longo de diversas décadas como navio exclusivo para transporte de cargas. No seu histórico, pelo tanto de viagens que já fez, ele poderia ter dado a mais ou menos umas quatro voltas ao mundo.

SONY DSC

Antigamente ele se chamava Glenlee, mas em 2010 quando decidiram que ele passaria por um processo de restauração, resolveram mudar o seu nome também. Ele foi batizado de Tall Ship e o processo de restauro, limpeza e pintura, levou quase dois anos pra ficar pronto.

Hoje em dia, quem visita essa região de Glasgow vai poder ver com os seus próprios olhos como o trabalho ficou perfeito. Quem vê o navio, nem imagina que ele teve esse histórico e muito menos, que tava abandonado e precisando de uma reforma.

SONY DSC

Eu não visitei o museu, pq já tinha tido a experiência de visitar o HMS Belfast que esta ancorado no rio TAmisa em Londres e também pq já tinha decidido que iria conhecer o Royal Yacht Brittania em Edimburgo, ai acabei deixando esse de lado.

Pelo que me informei, a exposição interna é sobre o próprio navio, contando um pouco da sua história e da vida que os marinheiros levavam em alto mar.

IMG_1155

Para ir até lá, existem 3 opções a partir do centro de Glasgow: caminhando (mais ou menos uns 30 a 40 minutos), alugar uma bicicleta (a prefeitura disponibiliza em diversas partes da cidade) ou ainda, dá pra chegar de metro (as estações mais próximas são: Partick, que fica no mesmo lado do rio que está o museu e a Govan, mas ela fica do outro lado do rio e só é indicado descer nessa estação se for visitar a Igreja de Govan).

A entrada no Riverside Museum e no Tall Shipp é gratuita. Os horários de abertura e fechamento variam, então é bom olhar no site de cada atração.

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre as Highlands

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Escócia, Glasgow
Booking.com
Deixe o seu comentário...