07.11
2014

Scone Palace e Scone Abbey: Local das Coroações dos Reis Escoceses

Pra quem gosta de visitar castelos e palácios, a Escócia é um prato cheio. São diversas opções, indo desde castelo/palácios muito bem preservados até aqueles que estão em ruínas.

Como eu faço parte do time das pessoas que adooooram visitar um palácio, nessa viagem eu inclui no meu roteiro um day trip a Perth e assim, aproveitei pra visitar o Scone Palace.

SONY DSC

O Scone Palace está localizado entre o vilarejo de Scone e a cidade de Perth. Quem estiver em qualquer lugar da Escócia, deve ir primeiro até Perth de ônibus ou de trem e lá, pegar um ônibus da empresa Stagecoach número 3 que parte da South Street. É interessante saber que, as paradas de ônibus em Perth para serem melhor identificadas receberam letras. Então é só procurar pela parada “O”, que fica bem em frente a Books Oxfam Music, é o primeiro ponto de ônibus pra quem vem caminhando das margens do rio Tay.

O trajeto de ônibus é rapidíssimo, dura mais ou menos uns 10 minutos, acho que nem chega a dar isso. Quem não souber onde descer (tipo eu), é interessante sentar bem nas primeiras poltronas do ônibus e pedir pro motorista avisar quando for a hora de descer.

SONY DSC

Existem dois portões que dão acesso ao palácio, mas quem for de ônibus vai chegar pelo portão secundário. Com isso, vai ser necessário caminhar mais uns 5 minutos por uma trilha até de fato chegar ao palácio. Não tem erro, é só seguir a trilha principal.

Chegando no palácio, pro lado esquerdo, vai ter uma casinha azul onde são vendidos os tickets. É necessário ir até lá, pq não existe bilheteria dentro do palácio.

Bom, mas vamos ao que interessa…

SONY DSC

O Palácio de Scone e a Abadia de Scone ficaram conhecidos por terem sido o local onde aconteciam as coroações dos reis escocês sobre a Pedra do Destino durante o período da idade média.

SONY DSC

Pra ser mais exata, a coroação acontecia em uma pequena colina localizada entre o Palácio e a Abadia. Inclusive, hoje em dia existe uma replica da Pedra do Destino, que foi colocada exatamente no mesmo local onde costumavam acontecer as coroações.

SONY DSC

Pra quem não sabe o que é a Pedra do Destino, como o nome já indica, é literalmente um pedaço de pedra, onde os reis escoceses se ajoelhavam durante o processo de coroação.

SONY DSC

Em uma das diversas batalhas travadas entre Ingleses e Escoceses, o rei Edward I da Inglaterra roubou a Pedra do Destino e levou para a Inglaterra. Depois de muitos e muitos anos de posse dos ingleses, ela foi devolvida ao escoceses e hoje em dia, a verdadeira Pedra do Destino encontra-se no Castelo de Edimburgo.

SONY DSC

Na verdade, hoje em dia, o local onde está a replica da Pedra do Destino é mais simbólico do que qualquer outra coisa, já que não tem anda de especial lá.

SONY DSC

Durante a reforma religiosa iniciada na Escócia por John Knox no século 16, a grande maioria das abadias e igrejas do país foram atacadas, saqueadas e destruídas pelos reformistas. E a Abadia de Scone não foi exceção. Ela foi totalmente destruída e precisou ser reconstruída. Hoje em dia, ela está aberta a visitação e lá dentro tem um pequeno altar com algumas homenagens a esse período.

SONY DSC

E ai chegou a hora de conhecer o Palácio. Quem vê o palácio de fora tem a impressão de que ele é enorme, o que de fato ele até pode ser, mas nos só temos acesso a uma pequena ala. Acho que podemos visitar umas 15 salas apenas.

IMG_1301

Entre tudo o que podemos ver estão salas grandiosas, muito bem decoradas, com mobiliários clássicos e diversas esculturas e obras de arte. Também tem uma coleção de porcelanas enorme, com grande destaque para as porcelanas Sèvres.

SONY DSC

Além disso, tem uma pequena exposição com fotos da família que é dona do Scone Palace atualmente. Entre elas, existem fotos de membros da família real que já visitaram o local também.

Mas eu acho que os grandes destaques do palácio são: as cortinas da cama em que Queen Mary, a Rainha dos Escoceses bordou enquanto esteve presa em Loch Leven. E ainda, tem uma mesa em que Maria Antonieta escreveu suas cartas antes de ir pra guilhotina. E por fim, também temos acesso a ver os aposentos onde a Rainha Victoria ficou hospedada numa das primeiras viagens que ela vez as Highlands.

SONY DSC

Quase no fim da exposição, tem uma replica de um trono que pertenceu aos reis escoceses, assim como, as réplicas das jóias da coroa escocesa (as verdadeiras estão no Castelo de Edimburgo).

E pra terminar, ainda tem um pequeno vídeo contando um pouco da história do Scone Palace, com imagens muuuito bonitas (inclusive imagens aéreas). O vídeo é bem curtinho, tem no máximo uns 10 minutos de duração. Vale a pena assistir e descansar um pouco.

SONY DSC

Junto ao palácio, tem uma lojinha de souvenirs e um mercadinho que vende produtos escoceses (doces, bolachas, sorvetes, refrigerantes, cervejas, entre outros) e ainda, tem uma lanchonete e um restaurante.

Além disso, uma vez em Scone, todo mundo deve provar o autentico Scone, uma espécie de pão doce bem famoso na Escócia e servido também nos Chás da Tarde na Inglaterra. Dizem que esses pães foram criado nessa região, por isso receberam esse nome.

IMG_1332

Existem dois tipos de Scones servidos ali, mas eu preferi provar o tradicional. Quem quiser, pode pedir pra eles montarem o pão com a geléia, mas como no momento eu to usando aparelho e não consigo morder o pão, eu peguei tudo separado. Só pra constar, a forma original de se servir um Scone é dividindo o pão no meio e preenchendo com uma geléia de preferencia.

Depois do lanchinho e de descansar um pouco, ainda fui bater perna pelos jardins do palácio. Os jardins são enoooormes e com isso, pra facilitar a vida dos visitantes, eles dividiram em três trilhas.

SONY DSC

Eu optei por fazer uma parte da trilha chamada The 3rd Earls Walk (cor vermelha) que durou mais ou menos uns 30 minutos + o tempo que parei pra bater fotos e fazer vídeos. Acho que no geral eu levei mais ou menos 1 hora pra conhecer uma pequena parte do jardim.

SONY DSC

Entre os locais que eu passei foram: contornei a Abadia de Scone, visitei o cemitério, passei pelo labirinto e dei uma pequena volta até onde era permitido ao redor do palácio.

SONY DSC

Por fim, antes de ir embora, ainda parei pra ver as famosas vaquinhas cabeludas da Escócia, que estão localizadas perto da Bilheteria e da fachada lateral esquerda do palácio.

IMG_1309

IMG_1313

A visita ao palácio é bem tranquila, acho que levei mais ou menos uns 40 minutos. Já pra visitar a Abadia e parte dos jardins, eu levei mais ou menos 1 hora. Também parei pra fazer um lanchinho. No total, eu aconselho a reservar no mínimo umas 2 horas pra visitar tudo com calma.

IMG_1345

Como sempre me pedem e dessa vez eu anotei, o ticket de trem entre Glasgow e Perth eu paguei mais ou menos 15,00 libras (ida e volta), o ticket do ônibus eu paguei 3,40 libras (ida e volta) e a entrada para o palácio custou 10,50 libras (ticket palácio + jardim).

Dica: Todo mundo já sabe, mas não custa lembrar, ao comprar os ticket de trem e de ônibus ida e volta, o preço fica mais barato. ok??!?!

SONY DSC

Obs.: Esse palácio só abre nos meses de verão, de abril até outubro. Fotos dentro do palácio são proibidas, nem adianta tentar, pq em cada sala tem um funcionário de olho.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Escócia, Perth
Booking.com
Deixe o seu comentário...