08.01
2015

Ushuaia: Literalmente colocando os pés no “Fim do Mundo”

Ushuaia é considerada a cidade mais austral do mundo e também está mais próxima da Antartida do que qualquer outra grande cidade. Eles se auto definiram como sendo o “fim do mundo”, o que realmente não deixa de ser verdade.

A maior cidade e capital da Tierra del Fuego é uma cidade super pacata, com uma população super pequena, por volta de 60 mil habitantes, que vivem principalmente do setor publico, da industria e do turismo (nessa ordem! dá pra acreditar?).

SONY DSC

Ushuaia fica literalmente entre as montanhas (Cordilheira dos Andes) e a Baia de Ushuaia (Canal de Beagle). Devido ao pequeno espaço entre o mar e as montanha a cidade tem se espalhado para os lados, mas a parte mais turistica e onde estão a maioria dos restaurantes ficam na área bem central, próximo ao porto. 

A cidade tem uma história bem interessante. A Patagônia sempre foi uma região pouco povoada na Argentina e pra mudar esse cenário e não correr risco de perder território, Ushuaia foi criada para abrir um dos maiores presidios do país. Pra lá só iriam presos muito perigosos e que já tinham sido condenados. Como tarefa, os presos foram obrigados a colocar a mão na massa, construindo a linha de trem mais ao sul do mundo, estradas, casas, além de serem usados como mão de obra barata para fazer melhorias na cidade, fazendo instalações eletricas e telefonicas por exemplo.

SONY DSC

Quem chega a Ushuaia, quer logo ir direto a principal atração da cidade, a placa “Ushuaia – Fin del Mundo”. E com nós essa história não foi diferente. Logo no nosso primeiro dia na cidade, antes de fazer a navegação pelo Canal de Beagle, nós fomos até lá garantir a nossa foto.

Não sei pq motivo, mas eu imagina um lugar totalmente lo-ta-do de turistas, do tipo que seria necessario esperar milhões de pessoas baterem suas fotos pra que eu conseguisse espaço e pudesse garantir a minha.

SONY DSC

Já adianto, por sorte eu estava enganada. Muito enganada! A maior parte das vezes que estavamos ali no Porto, a placa estava sozinha. Pra ter uma idéia, todo santo dia a gente parava ali no final da tarde antes de voltar pro hotel pra fazer uma fotinhos (garanti fotos de tooodos os ângulos!!).

SONY DSC

SONY DSC

O Porto de Ushuaia é relativamente pequeno, é nele onde partem todos os tours de navegação pelo Canal de Beagle (seja o tour tradicional para ver cormoranes e leões marinho, seja o tour para ir até Puerto William, nas ilhas Navarino) e para a Antártida. No porto também ficam a maioria dos escritórios das empresas de turismo da cidade e claro, o escritório do Porto de Ushuaia, local onde a gente deve pagar a taxa portuária para qualquer tipo de tour de barco pelo Canal de Beagle.

SONY DSC

SONY DSC

Em frente aos escritorios das agências de turismo, fica o Centro de Informação Turístico de Ushuaia. É nesse lugar onde podemos pegar todos os tipos de informações e materiais (panfletos) sobre a provincia da Terra do Fogo, além é clao, dos carimbos no passaporte pra levar como lembrança dessa viagem. São quatro tipos de carimbos oferecidos e quem quiser, pode carimbar um de cada de graça!

SONY DSC

Ushuaia tem duas ruas principais, a Av Maipú (que fica de frente para o Canal de Beagle e é cheeeia de restaurantes, pubs e bares) e a Av San Martin (que é a primeira rua paralela e é onde estão diversos outros restaurantes, além de muuuitas lojas e algumas agências de viagens).

SONY DSC

A cidade tem três museus, o Museu do Fim do Mundo (conta um pouco da história da cidade e da região), Museu Yámanas (dedicado aos indios que habitavam a Terra del Fuego antigamente) e o Museu Maritímo e Presidio de Ushuaia. Nós optamos por conhecer somente o Museu Maritímo e o Presídio. Pelo que tinhamos pesquisado sobre esse museu, ele tinha sido o que mais tinha chamado atenção.

SONY DSC

O museu fica em uma das extremidades do Centro de Ushuaia, está localizado onde antigamente era o verdadeiro presidio da cidade e é formado por um complexo de diversos museus (museu maritimo, museu do presídio, museu antartico, museu marinho, uma galeria de arte e uma lojinha de souvernirs enorme). Pra quem quer entender um pouco mais sobre a história da cidade e dos criminosos mais perigosos da Argentina e seus crimes, eu recomendo muito a visita a esse museu, principalmente pq ele tem muitas fotos e é bem ilustrativo.

SONY DSC

SONY DSC

Outra parte que achei legal foi a que conta um pouco sobre as expedições mandada por diversos paises pra explorar a Antartida. Também gostei da parte que fala um pouco sobre os pinguins que procuram essa região pra se reproduzir nos meses de verão. E claro, pra sentir na pele todo o sofrimento que os presos que foram mandados a Ushuaia sentiram, achei interessante a visita a parte do presidio que preserva as celas exatamente como elas foram deixadas. É um clima bem sombrio e gelado, uma caminhada nada agradavel pra pensar em um tema menos agradavel ainda: o quanto essas pessoas sofreram pagando suas penas no Fim do Mundo. E por fim, na parte externa, tem a locomotiva original do Trem do Fim do Mundo.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Apesar de ter muitas coisas pra ver, o museu é pequeno. Acho que nos levamos umas 2 horas pra ver tudo. O museu é pago, quem quiser, tem tours guiados com horários pre determinados, mas nos visitamos por conta mesmo.

IMG_5243

Saindo do museu, uma ótima opção de passeio é percorrer a Av San Martin e ver um pouco do comércio local. Ushuaia é considerada uma zona franca, ou seja, todos os produtos vendidos são livres de impostos.

A maior parte das lojas são de materiais esportivos e de roupas de inverno (obviamente). Quem procura botas de trekking, mochilas, jaquetas impermeaveis, calças termicas, entre outros, facilmente encontra tudo lá. Existem também algumas lojas de souvenirs, restaurantes, lanchonetes, farmácias, entre outros.

SONY DSC

Mas quem tiver se perguntando sobre os preços, ja adianto, achei os preços bem melhores que aqui no Brasil, o que não é novidade. Acabei comprando um casaco (vou aparecer nas fotos de El Calafate usando ele) impermeavel, forrado, com tecido tecnologico termico da Burton (que segundo um atendente me falou é uma das melhores marcas de roupas de inverno) por menos de 130,00 dólares. Só comprei mesmo pq achei que o preço estava ótimo, ainda mais com o dólar valendo 13,00 pesos argentinos.

SONY DSC

No meio da Av San Martin fica a Iglesia Nuestra Señora de la Merced, uma igreja amarelinha com apenas uma torre, que é considerada a primeira igreja fundada na cidade. Ela pode ser vista de praticamente todos os lugares da cidade.

SONY DSC

Chegando ao final da Av San Martin, é interessante descer uma quadra (sentido Canal de Beagle) pra conhecer a principal praça da cidade, a Plaza de las Malvinas. Além de ser uma praça grande, onde todos os monumentos homenageiam os soldados argentinos que lugaram na Guerra das Malvinas.

SONY DSC

IMG_4858

Em frente a essa praça fica a Baia Encerrada. Ela é uma baia natural, que fazia parte do Canal de Beagle mas que foi fechada e foi transformada em uma lagoa. Apesar de ter um calçadão legal pra caminhar ou andar de bike, digamos que a lagoa nao tem um cheiro muito agradavel. É legal mesmo pra ir até lá e bater umas fotos da cidade, ver o Cerro Martial (que fica bem em frente) e só.

SONY DSC

Saindo dessa baia, existe um calçadão que acompanha toda a baia de Ushuaia e vai até o Porto da cidade. É legal caminhar por ali e fotografar os barcos ancorados e também ver os navios vindos do Chile e da Antartida chegarem e partirem.

SONY DSC

Obs. 1: Nos brasileiros pronunciamos o nome da cidade errado, o certo é “usuaia”.

SONY DSC

Obs. 2: Em Ushuaia existe dois supermercados da rede La Anonima, um próximo a Plaza de las Malvinas e outro próximo ao Museu Maritimo e Presidio. Nós fomos apenas no mercado que ficava proximo ao museu e gostamos bastante. Aproveitamos pra comprar alguns lanches pros passeios e também, pra comprar chocolate, alfajor e cervejas produzidas na patagônia. Ah, eles não fornecem sacolas, portanto leve algo pra colocar as compras dentro. Nos tivemos que entulhar tudo dentro da mochila.

Obs. 3: Outros blogs que me ajudaram a planejar essa viagem e que eu recomendo a leitura são: My Destination Anywhere e Viaje Sim.

SONY DSC

E antes de terminar esse post, só como curiosidade, Ushuaia fica a 880 km de El Calafate, 1.000 km da Antártida, 2.200 km de Bariloche e 3.071 km de Buenos Aires. Agora me diga, Ushuaia é ou não é literalmente o Fim do Mundo?!?!?

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando passeios em Ushuaia através de uma empresa parceira do blog, a Argentina 4u, para iniciar as pesquisas, é só clicar nos respectivos links em vermelho. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um passeio com empresa Argentina 4u através de algum link deste post, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site da Argentina 4u? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um passeio. **

** Precisando de hotel em Ushuaia? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Bariloche

Todos os posts sobre Buenos Aires

Todos os posts sobre El Calafate

Todos os posts sobre Ushuaia

Todos os posts sobre Villa La Angostura

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Ushuaia
Booking.com
  1. Bibiana 08/01/2015 | 10:42

    Oi Bruna,

    adorei o post. Ultimamente tenho estado com uma vontade enorme de conhecer mais da América do Sul. Gostaria de saber quantos dias tu ficou em Ushuaia?

    Obrigada!

    • Contando as Horas 08/01/2015 | 18:35

      Oi, Bibiana

      A América do Sul tem mesmo diversos lugares bonitos e interessantes. Também gostei bastante de voltar a viajar por aqui.

      Então, ficamos 5 dias inteiros em Ushuaia. Mas pra conhecer a cidade, reservamos apenas uma meia tarde pra ir ao Museu MAritimo e Presidio, o resto fomos conhecendo um pouco cada dia quando voltavamos dos passeios.

      Obrigada pela visita aqui no blog! Esse final de semana vou começar a publicar os posts sobre cada passeio. =DD

  2. Marilia 08/01/2015 | 14:55

    <3

    • Contando as Horas 08/01/2015 | 18:36

      Oi, Marilia

      Lindinha essa cidade, né?!?! Tbm adorei conhecer!
      Obrigada pela visita aqui no blog! =D

  3. Erick Stengrat 08/01/2015 | 18:14

    Olá Bruna, tudo bem?
    O seu post ficou ótimo e as fotos estão lindas ! Infelizmente não consegui ir no Museu Marítimo e Presídio de Ushuaia, mas parece ser bem legal mesmo !
    Obrigado por mencionar o blog my Destination Anywhere !
    Abraços

    • Contando as Horas 08/01/2015 | 18:44

      Oi, Erick

      Obrigada!! =DD

      Sabe que me surpreendi muito com Ushuaia?!?! Achei a cidade bem colorida e bem bonitinha. O museu é legal mesmo, eu gostei muito de ter conhecido, achei que valeu o passeio.

      Era o minimo que poderia fazer pra retribuir a ajuda que vc me deu durante a organização dessa minha viagem. Seus posts estão ótimos! Obrigada mais uma vez pela atenção.

      =D

  4. Ivan 13/01/2015 | 21:39

    Lugar bacaninha, tão pacato que acho que em um dia a gente vê bastante. É frio a beça mesmo?

    Deu vontade de ir, mais ainda após vc falar que a cidade não fica entupida de turistas. Odeio aglomerações estilo Times Square. KKKKK

    Blog sensacional. COntinuem assim!

    • Contando as Horas 15/01/2015 | 00:56

      Oi, Ivan

      Ushuaia é uma cidade minuscula, em uma tarde vc consegue fazer muuita coisa! Siiiim, é frio mesmo. Mesmo no verão, pegamos uma média de 4 a 8 graus. O problema lá, na verdade, é o vento, fazendo com que a sensação termica baixe bastante.

      Se vc não gosta de multidão, Ushuaia é um lugar perfeito pra vc visitar! É tudo bem tranquilo por lá, tranquilo até d+.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

Deixe o seu comentário...