09.01
2015

Ushuaia: Navegação pelo Canal de Beagle

O primeiro passeio que fizemos em Ushuaia foi a navegação pelo Canal de Beagle. Eu havia lido por ai que como esse passeio depende de condições climáticas favoráveis pra acontecer, o ideal era marcar logo no inicio pra não ter problema. Por sorte, o dia que nosso passeio estava agendado, amanheceu com um pouco de sol, tinha vento suportável e o mar estava calmo.

SONY DSC

O Canal de Beagle liga os oceanos Atlântico e Pacifico e separa a província da Tierra del Fuego (que pertence a Argentina) das ilhas Navarino (que pertence ao Chile). O canal recebeu esse nome em homenagem ao navio britânico HMS Beagle que fez parte de duas missões nessa região do mundo durante o século 19. Numa dessas missões estava a bordo Charles Darwin. 

SONY DSC

O Canal de Beagle, apesar de não parecer, é enooorme, tem aproximadamente 240 km de comprimento e uns 5 km de largura, mas claro, a gente não navega tudo isso nesse passeio e sim, apenas uma pequena parte.

Esse é um passeio extremamente procurado, então eu fortemente aconselho a reservar o quanto antes, de preferencia quando ainda estiver aqui no Brasil.

SONY DSC

Existem diversas empresas que oferecem esse passeio, mas a minha escolhida foi a Patagonia Adventure Explorer por três simples motivos: os barcos são menores e com isso, a capacidade de pessoas (apenas 26) também é infinitamente menor, o que garantiu melhor aproveitamento do passeio e ainda, por ser um barco menor, ele consegue se aproximar mais das ilhas para que a gente possa ver os animais mais de pertinho.

SONY DSC

Em verde, no alto de uma pequena montanha, o hotel em que estavamos hospedados

Eu fiz a reserva por email e o pagamento eu fiz lá mesmo em Ushuaia antes do passeio começar, no escritório deles que está localizado no Porto de Ushuaia. O pagamento pode ser feito em dinheiro (dólares ou pesos argentinos) e com cartão de crédito. Por ser um passeio mais “exclusivo” (poucas pessoas no barco), o valor é um pouco mais caro que nas outras empresas, algo em torno de 15,00 dólares.

SONY DSC

O roteiro de Navegação pelo Canal de Beagle era completo e ficou assim:

– Isla de los pájaros (Ilha dos pássaros);

– Isla de los lobos (Ilha dos leões marinho);

– Faro Les Eclaireurs (Farol Les Eclaireurs);

– Isla Bridges (Ilha Bridges).

SONY DSC

Antes do tour começar, eu tive que fazer o pagamento do passeio e ir até o escritório do Porto de Ushuaia pra fazer o pagamento da taxa portuária. Para ter acesso ao porto, é necessário apresentar o comprovante de pagamento do tour e o ticket referente a taxa portuária, pra que só assim, o tour de fato começasse.

IMG_5501

Foi mais ou menos uns 30 minutos de navegação pelo Canal de Beagle até a nossa primeira parada, a Ilha dos pássaros. Essa ilha recebeu esse nome devido a presença de aves cormoranes. Segundo a guia, existem dois tipos de cormoranes, os magalhanicos e os imperiais. Com o vento que tinha, eu mal pude perceber a diferença entre os dois, mas foi legal ver eles no seu habitat natural bem de pertinho. O tempo que a gente ficou aqui foi mais ou menos uns 10 a 15 minutos, tempo mais que suficiente para que todo mundo tirasse foto e pudesse observar essas aves.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Entre o trajeto da Ilha dos pássaros e a Ilha dos Leões Marinho, nos vimos alguns pinguins nadando nas águas super geladas do Canal de Beagle.

SONY DSC

Nossa próxima parada foi na Isla de los Lobos para ver leões marinho. Claro que a gente não desembarca, pq as ilhas são relativamente minusculas e como os bichos ocupam ela por completo, nem teria como.

SONY DSC

Conforme o barco foi se aproximando, vimos diversos leões marinhos tanto dentro da água como fora. Eles fazem um barulho meio estranho e sério, são muito fedidos. Por sorte, a maior parte do tempo que ficamos ali o vento nos ajudou, pq no tempo que ficamos com o vento contrario, o cheiro era insuportável.

SONY DSC

Segundo a nossa guia, os leões marinho machos são maiores que as fêmeas e também tem a cor dos pelos mais escuras. Os machos podem ter mais de uma mulher e é muito frequente ver os leões marinho brigando por território. As fêmeas se reproduzem apenas 1 vez por ano, pois a gestação dessa especie leva 11 meses. Elas ficam apenas alguns dias “livres” e logo voltam a engravidar novamente. Como eles não são bichos migratórios, eles permanecem ali o tempo todo, seja inverno ou verão.

SONY DSC

Seguindo o nosso passeio, nossa próxima aventura foi ir até a ilha onde está o Faro Les Eclaireurs, ou seja, o Farol Les Eclaireurs, que é erroneamente chamado de Farol do Fim do Mundo, pois o verdadeiro Farol do Fim do Mundo fica bem mais longe dali, na Isla de los Estados.

SONY DSC

A guia nos explicou que a existência de diversos faróis no Canal de Beagle tem um significado. No caso do Farol Les Eclaireurs, as cores vermelho – branco – vermelho indicam que o perigo de encontrar terras ou ilhas ou águas com pouca profundidade são maiores a oeste. Se as cores forem ao contrario, branco – vermelho – branco, o perigo passa a estar a leste. Ainda existem outras configurações que indicam quando o perigo esta ao norte ou ao sul, mas como não era o caso nesse passeio, não anotei.

SONY DSC

E por fim, nosso passeio terminou na Isla Bridges, que é uma das únicas ilhas do Canal de Beagle que permite o desembarque de turistas. Existe uma trilha a ser percorrida, onde podemos ver a flora unica daquele lugar mais de perto e claro, saber um pouco mais como era a vida dos índios Yámanas, que habitaram essas terras a muuuuitas décadas atrás.

SONY DSC

SONY DSC

O ponto alto da trilha, na minha opinião, foi que em uma das extremidades foi possivel avistar a Baia de Ushuaia e toda a cidade e as cadeias de montanhas nevadas que circundam a região. Espetacular!

SONY DSC

No trajeto de volta, foi servido um lanchinho (bolachas, chá, café e um licor). Enquanto a gente comia e bebia algo quente pra se esquentar a guia deu todas as explicações necessárias tanto em inglês como em espanhol.

O nosso tour não estava lotado, acho que eramos umas 20 pessoas, pessoas de todas as partes do mundo.

SONY DSC

Ah, e antes de desembarcar em Ushuaia, a guia fez um sorteio da bandeira da Argentina que fica na parte frontal do barco. Uns italianos de Florença foram os premiados. Segundo a guia, eles sorteiam a bandeira e pedem pra que os passageiros tirem uma foto em algum lugar super turístico em suas cidades e mandem a foto pra eles, pra que a bandeira da Argentina esteja em todos os lugares do mundo!

Ahhhh, esses argentinos.. =D

SONY DSC

Importante: Antes de embarcar no barco, é necessário se dirigir ao escritório do Porto de Ushuaia (Control de Pasajeros) para pagar a taxa portuária que é de 15,00 pesos argentinos. Eles só aceitam dinheiro e pesos argentino. Acho que por esse motivo, a empresa pede pra que todo mundo chegue com 30 minutos de antecedência pra pode providenciar esse pagamento. O tour é feito com o acompanhamento de uma guia (que explica tudo em espanhol e inglês), de um comandante e um ajudante.

SONY DSC

Ah, o horário marcado para encontro é as 09:30, mas o passeio começou só as 10:00 e teve duração de 4 horas.

Com certeza esse é um passeio que vale muito a pena, principalmente pq a gente consegue ver os animais em seu habitat natural, sem falar das paisagens, que são espetaculares!

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando passeios em Ushuaia (ou especificamente a Navegação pelo Canal de Beagle) através de uma empresa parceira do blog, a Argentina 4u, para iniciar as pesquisas, é só clicar nos respectivos links em vermelho. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um passeio com empresa Argentina 4u através de algum link deste post, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site da Argentina 4u? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um passeio. **

** Precisando de hotel em Ushuaia? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Bariloche

Todos os posts sobre Buenos Aires

Todos os posts sobre El Calafate

Todos os posts sobre Ushuaia

Todos os posts sobre Villa La Angostura

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Ushuaia
Booking.com
  1. Rakel 11/01/2015 | 18:18

    As fotos são lindas, e a natureza é um espetáculo nessa parte do mundo , mesmo um passeio a barco estando sujeito as condições climáticas , da para ver pelas fotos que esse passeio é lindo demais, uma ótima escolha parabéns!:))

    • Contando as Horas 12/01/2015 | 00:36

      Oi, Rakel

      As fotos na Patagônia ficam realmente muito bonitas, o que não seria surpresa, afinal, só vimos paisagens bonitas.

      Esse passeio é super legal, vale muito a pena fazer! Eu adorei!

  2. marcia antoinete de miranda 17/05/2015 | 12:40

    então,sou carioca mas moro no momento em Penha/SC.Recém cheguei dessa mesma viagem,fizemos o mesmo tour,e tenho o prazer de informar que dessa vez a bandeirinha sorteada veio para o Brasil.ah ah!!! É mesmo um lindo passeio,pretendo fazer muitos mais!!!

    • Contando as Horas 17/05/2015 | 20:42

      Oi, Marcia

      Ah é??!?! hhahaha Que legal!!
      No dia do sorteio eu queria ganhar tbm, mas infelizmente não foi dessa vez. Vc teve mais sorte que eu.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  3. Samara Fadigas 21/09/2016 | 20:46

    Olá! Farei essa viagem agora em dezembro e fiquei com uma dúvida, esse passeio passa na Ilha Martillo?
    obrigada

Deixe o seu comentário...