15.01
2015

Ushuaia: Passeio 4×4 pelo Lago Escondido e Lago Fagnano

Um dos ultimos passeios que eu reservei em Ushuaia foi esse, o passeio 4×4 pelo Lago Escondido e Lago Fagnano. Esse foi o passeio que mais demorei pra reservar, pois não achei informações ou relatos que tivessem me motivado tanto a ponto de achar que esse tour seria imperdível.

Chegando em Ushuaia, o número de brasileiros por lá é enorme, o que facilitou bastante a nossa vida na hora de decidir se iriamos ou não fazer esse passeio. Diversas pessoas tinham falando que era um passeio cheio de adrenalina e que valia muuito a pena.

SONY DSC

Eu tinha lido na internet relatos de pessoas que fizeram esse mesmo passeio com um ônibus convencional e também, pessoas que haviam feito o passeio de jipe com um pouco mais de adrenalina.

Com todos que conversamos, eles foram unanimes em garantir que o passeio de 4×4 era super legal, divertido e que a gente iria curtir muito. Resolvemos encarar o desafio e literalmente pagamos pra ver! 

SONY DSC

No dia que fomos fazer a trilha até a Laguna Esmeralda, aproveitamos pra reservar esse tour pro próximo dia com a mesma empresa, a Canal Fun. O legal de reservar mais de um passeio com a mesma empresa é que elas dão mais desconto por isso.

O guia passou nos pegar logo cedo e olhem só o que aconteceu: praticamente t-o-d-o-s os demais passageiros também eram brasileiros (exceto pela presença de uma argentina), inclusive encontramos um casal que tinhamos conhecido dias antes no tour da Pinguinera.

Mas voltando ao que interessa.. o tour começa seguindo em direção as montanhas, onde fizemos uma parada em um local muito bonito, com restaurante e ainda, com uma criação de cães rusky, aqueeeeles usados pra puxar trenós na neve. A parada foi breve, coisa de no máximo uns 20 minutos.

SONY DSC

Voltando a estrada, continuamos boa parte do passeio pela ruta 3, uma das principais estadas federais da Argentina. Quando estavamos próximo ao Lago Escondido, pegamos uma estrada secundária feita toda de terra, que literalmente atravessa a Cordilheira dos Andes.

Logo chegamos ao Paso Garibaldi, um mirante natural de onde dá pra ver os dois lagos destaques desse nosso roteiro: Lago Escondido em primeiro plano e Lago Fagnano ao fundo. Nesse momento, o guia nos dá 30 minutos para bater as fotos e descer uma boa parte do trajeto caminhando pela estrada que foi aberta literalmente no meio das montanhas pertencentes a Cordilheira dos Andes.

SONY DSC

Lago Escondido em primeiro plano, e ao fundo, uma pequena parte do Lago Fagnano

Na verdade, o Lago Escondido é o unico desses dois que fica bem no meio da Cordilheira. O lago não é tão grande e segundo nosso guia, ele foi formado e é mantido pelo derretimento da neve das montanhas nos seus arredores.

SONY DSC

A vista oferecida no mirante do Paso Garibaldi é realmente muito bonita! Ficamos uns 10 minutos ali batendo muuuuitas fotos!

SONY DSC

Depois de descer a estradinha de chão batido, voltamos ao jipe pra continuar o passeio por uma estrada de terra e totalmente esburacada (pra já ir entrando no clima do 4×4).

SONY DSC

Nesse pequeno percurso vimos castoreiras novamente, que são regiões que tiveram suas arvores totalmente depredadas pela ação dos castores que foram introduzidos nessa região da Patagônia a algumas decadas atrás.

SONY DSC

Um pouco mais adiante, logo o Lago Fagnano apareceu na nossa frente.

Na verdade, toda aquela ideia de que temos de lagos caiu por terra. O Lago Fagnano parecia uma praia com mar muito revolto. Se eu não soubesse que a gente tinha a recém cruzado a Cordilheira dos Andes em direção ao centro do região da Patagônia, eu jamais iria dizer que aquilo era um lago. Poderia jurar que o guia teria nos levado pro lugar errado.

SONY DSC

Mas eu tava enganada. Aquelas águas agitadas eram sim o Lago Fagnano. Um fator que ajudou muito o lago a ficar daquele jeito naquele dia era a presença de uma monstra de uma ventania.

O Lago Fagnano é um dos maiores e mais importantes lagos dessa região da Patagônia. Devido ao seu tamanho, ele é dividido entre o Chile e a Argentina, onde mais de 90% pertence aos Argentinos. E eles exploram turisticamente muito bem essa região!

SONY DSC

Logo que a gente chegou as margens do lago, o guia fez uma parada e a gente pode descer pra fotografar e dar uma caminhada pela região.

Realmente o lugar é espetacular. Paisagens incriveis. Um cenário digno de filme, rodeado de montanha com picos nevados e um lago de cor impressionante (que infelizmente a máquina não captou tão bem a beleza da cor das águas do Lago Fagnano).

SONY DSC

Depois dessa parada, a parte mais emocionante do tour começou. O trajetinho que acompanha toda a margem do Lago Fagnano é super estreito, o que garante diversos momentos com passagens onde a estrada tinha desaparecido por causa da agitação das águas do lago, garantindo os melhores momentos do passeio, quando literalmente metade do carro estava embaixo da água.

SONY DSC

O fato desse passeio ter dois jipes e o nosso ter ficado na frente o trajeto todo, nos tivemos a sorte de sentar na parte traseira do jipe e acompanhar de camarote todo o empenho que o jipe que vinha atras de nos fazia pra conseguir seguir caminho.

SONY DSC

Teve momentos bem legais, que parecia que o jipe não ia dar conta e que a qualquer momento a água iria invadir o carro. Felizmente isso não aconteceu, pois eu tive o prazer de colocar minhas mão na água e realmente, a água estava congelante.

SONY DSC

O passeio de 4×4 dura mais ou menos uns 30 a 40 minutos e logo a gente chega numa região onde o Lago Fagnano encontra outro lago. O jipe mais uma vez consegue atravessar o rio sem o menor problema.

SONY DSC

O guia nos larga nesse lugar e nos dá um tempo de uns 30 a 40 minutos pra fotografar e caminhar pelas margens do Lago Fagnano até chegar na Cabana onde eles estariam preparando nosso almoço.

SONY DSC

Como eu já disso mais no incio do post, aquele dia o vento estava cruel, apesar do sol, o vento tava suuuuper forte e bem gelado. Não poderia dizer que aquele passeio foi agradavel nesse sentido, mas né, com todo aquele cenário espetacular nos rodeando, era impossivel não caminhar devagar e fotografar tudo.

SONY DSC

Quando chegamos na Cabana, o almoço começou a ser servido. Primeiro veio um choripan (pão com linguiça) e logo na sequencia, um filé argentino espetacular. E pra acompanhar tudo isso e pra ajudar a esquentar, um vinho malbec nacional, que também estava ótimo. De sobremesa foi servido um bolo de chocolate acompanhado de café.

SONY DSC

No trajeto de volta, nos passamos mais um pouco pelas margens do lago, mas dessa vez, sem muita adrenalina. Logo encontramos uma estrada asfaltada, que nos levou direto ao centro de Ushuaia.

IMG_5231

Pra quem tem espirito de aventura e gosta desse tipo de passeio, eu recomendo fortemente. Foi um passeio que eu fiz meio sem ter uma grande motivação e voltei achando que foi um dos melhores passeios da viagem (depois da Pinguinera e do Big Ice!). Vale muito a pena!

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando passeios em Ushuaia (ou especificamente o Tour no Lago Escondido e Lago Fagnano) através de uma empresa parceira do blog, a Argentina 4u, para iniciar as pesquisas, é só clicar nos respectivos links em vermelho. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um passeio com empresa Argentina 4u através de algum link deste post, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site da Argentina 4u? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um passeio. **

** Precisando de hotel em Ushuaia? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Bariloche

Todos os posts sobre Buenos Aires

Todos os posts sobre El Calafate

Todos os posts sobre Ushuaia

Todos os posts sobre Villa La Angostura

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Ushuaia
Booking.com
  1. Celso Jr 01/03/2015 | 00:47

    Oi Bruna. Estou pensando em fazer este passeio no fim de abril. O que você acha desta época?
    Você pode informar o valor que pagou pelo passeio? Uma agência aqui no BR está cobrando 170 dolares, não sei se lá em Ushuaia consigo preços melhores.

    Abs

    • Contando as Horas 01/03/2015 | 20:48

      Oi, Celso

      Vc deve ver se as agencias fazem esse passeio nessa época ainda, cada passeio tem meses especificos de funcionamento.

      Eu fui olhar aqui no meu email se ainda tinha a confirmação, mas não tenho mais. Não lembro mais o valor pago. Mas vc pode entrar em contato direto com a empresa, eles te passam as informações mais certinhas. A empresa que fiz foi a Canal Fun. Mas eu acho que era menos que 170,00 dolares por pessoa. Esse passeio não era tão caro assim.

  2. Carlos 09/05/2015 | 19:00

    Que lugar maravilhoso! Quanto custa para fazer um passeio assim?

    • Contando as Horas 11/05/2015 | 19:34

      Oi, Carlos

      Os passeios na Patagônia nao sao muito baratos. Eu to em viagem agora e nao tenho essa info aqui comigo, mas era algo em torno de uns 100,00 e poucos dolares/pessoa.

  3. El Fagnano 04/11/2015 | 20:59

    Tua forma de narrar as viagens encanta o leitor.
    Conheço bem a região do Fagnano, e você a descreve maravilhosamente bem.
    Adorei.

    • Contando as Horas 05/11/2015 | 00:49

      Olá!

      Muito obrigada!! Região super bonita!! Foi um privilégio poder conhecer esse lugar! =DD

  4. Sandra Mara Wordell 21/07/2016 | 18:07

    Acabo de retornar de Ushuaia e também fizemos este passeio, porém em meio a muita neve e frio. Foi realmente emocionante e com muita adrenalina. Fizemos outros percursos de tirar o fôlego! Região linda!!
    Recomendo a quem puder ir!!!! Um abraço

    • Contando as Horas 24/07/2016 | 22:53

      Oi, Sandra

      Que legal!! Com neve deve ser muito bonito também!!
      Obrigada pelo comentário aqui no blog!

Deixe o seu comentário...