04.06
2015

Cinco museus imperdíveis em Paris

Paris oferece tantas coisas interessantes pra conhecer, principalmente quando o assunto são museus. Pra quem vai passar apenas pouquíssimos dias na cidade, a missão de conhecer todos os grandes museus é quase impossível.

SONY DSC

Lado esquerdo do rio Sena uma parte do Museu do Louvre e no lado direito do rio, o Museu de Orsay

Por isso eu fiz uma listinha dos 5 museus que considero imperdíveis em uma primeira viagem a Paris. 

1) Museu do Louvre

O Museu do Louvre está localizado no Palais du Louvre, antigo palácio onde moravam a realeza francesa e é considerado um dos maiores e mais famosos museus do mundo. O museu foi criado a partir da coleção de obras que pertenceram a família real e desde então, não parou mais de crescer. Esse museu tem quatro andares e é dividido em três grandes alas:

IMG_8373

IMG_8375

– Sully (ala nos arredores do Cour Carrée, é considerada a parte mais antiga do Louvre): é onde estão as esculturas, as obras egípcias, gregas e romanas.

SONY DSC

SONY DSC

– Richelieu (ala na lateral paralela a rue de Rivoli): aqui estão obras de pintores franceses, holandeses, alemães, entre outros. Mas o grande destaque são os aposentos de Napoleão Bonaparte.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

– Denon (ala que fica ao longo das margens do rio Sena): o grande destaque dessa sala é o quadro da Mona Lisa, obra de Leonardo da Vinci. Nessa região também estão as artes islâmicas, quadros de artistas italianos, franceses, espanhóis, entre outros.

SONY DSC

SONY DSC

O museu é bem democrático, então facilmente agrada todo mundo. O seu acervo tem mais de 380 mil itens, indo desde arte grega, romana, etrusca, egípcia, islâmica, pinturas, gravuras, esculturas, entre outros.

SONY DSC

Vale dizer que além da entrada pela Piramide, existe outras entradas que ficam nas laterais. No dia que estivemos lá, nos fomos entrar pelo acesso através do Carrusel du Louvre, mas uma funcionária nos mandou entrar pela Pirâmide, já que a gente já tinha os ingressos em mãos. Importantíssimo comprar os tickets pela internet, pois apesar de mesmo assim a gente ter pego uma filinha, certamente ela era muuuito menor do que a fila pra comprar os ingressos.

SONY DSC

O museu abre todos os dias, das 09:00 as 18:00, exceto nas terças-feiras. Na quarta-feira e na sexta-feira abre até mais tarde (21:45). Estação de metro mais próxima é a Palais Royal – Musée du Louvre.

2) Museu d’Orsay

Nas outras duas vezes que fui a Paris, eu não tinha visitado o Museu de Orsay, mas dessa vez eu não deixei passar a oportunidade. Comparado com Louvre, esse museu é minusculo. E apesar de ele ter três andares, é bem tranquilo pra conhecer.

SONY DSC

SONY DSC

Antigamente esse local onde está o Museu d’Orsay era uma estação de trem, chamada de Gare de Orsay, somente lá pela metade do século 20 deixou de ser uma estação para ser transformado em museu. Claro que alguns elementos da antiga estação de trem foram mantidos, como o famoso relógio, o que convenhamos, dá todo um charme especial ao museu.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Pra quem gosta de obras de artistas impressionistas e pós-impressionistas, esse museu é um prato cheio. Ali estão obras de artistas como Van Gogh, Monet, Degas, Cézanne, Delacroix, Matisse, Pissarro, Renoir, Rodin, Gauguin (meu preferido!!!), Manet, Munch, entre outros.

SONY DSC

SONY DSC

Na minha opinião, os três grandes destaques desse museu são: o hall principal (onde estão as esculturas e o grande relógio), a ala dos pintores pós-impressionistas (principalmente a ala onde estão os quadros de Van Gogh e Gauguin) e a maquete da Ópera Garnier (incrível!!).

SONY DSC

Entre as obras que estão em exibição, as que eu mais gosto são as pós-impressionistas. Achei bem legal ver todos aqueles quadros super famosos de Van Gogh, os quadros com as bailarinas de Degas, Femmes de Tahiti (que emoção!!! adoro essa fase que ele pintou quadros inspirados na Polinésia Francesa) do Gauguin, entre outros quadros.

SONY DSC

SONY DSC

IMG_8683

Vale a pena reservar pelos menos umas 2 horas pra essa visita. O Museu de Orsay abre de terça-feira a domingo, das 09:30 as 18:00. Fechado na segunda-feira. Na quinta-feira fica aberto até mais tarde, fechando somente as 21:45. A estação de metro mais próxima é a Assemblée Nationale ou Solférino.

SONY DSC

Importante: existem diversas portas de acesso ao museu, mas pra quem for visitante individual e já tiver comprado os tickets pela internet a entrada é feita pela Entrance C, a ultima bem lá no fundo. É preciso passar por um controle de segurança e quem tiver com mochilas ou bolsas muito grande precisa deixá-las no guarda-volumes.

SONY DSC

SONY DSC

** Quem tiver interesse em visitar o Museu d’Orsay e o Museu l’Orangerie, pode comprar um ticket combinado que dá acesso aos dois museus deixando o valor da entrada mais barata. O legal é que não há necessidade de visitar os dois juntos no mesmo dia, pois após fazer a primeira visita, a gente tem até 4 dias pra visitar o outro museu. **

3) Museu l’Orangerie

Outro museu que eu aproveitei pra conhecer nessa ultima viagem foi o Museu Orangerie. Na verdade, até o meu irmão ir pra Paris uns 2 ou 3 anos atrás, eu nunca tinha ouvido falar nesse museu. Mas quando fiquei sabendo que é lá onde estão as Ninféias de Monet, quis conhecer na hora!

SONY DSC

Esse museu está localizado na antiga estufa de laranjeiras que ficam no Jardim des Tuileries, pro lado onde fica a Place de la Concorde. Ali estão obras de arte impressionistas e pós-impressionistas de pintores como Matisse, Monet, Renoir, Cézanne, entre outros.

SONY DSC

Se comparado com os museus do Louvre e de Orsay, esse museu é minusculo. Ele tem apenas dois andares, onde no andar superior estão os 8 painéis das Ninféias de Monet, quadros que foram inspirados no Jardim de Monet, que ficam na cidadezinha de Giverny.

SONY DSC

** Eu estive em Giverny em 2011 e fui visitar esse jardins. Quem quiser ver o post, é só clicar aqui.

É interessante observar as cores usadas nesses painéis, quando as cores são mais fortes, indicam que foram pintados no final da tarde, já quando as cores são mais alegres, indicam que os painéis foram pintados de dia. Além disso, foi o próprio Monet quem escolheu esse museu pra abrigar essa obra quando ela tivesse pronta. Legal, né?!?

SONY DSC

Ja no andar inferior fica a ala chamada de Walter-Guillaume Collection, composta por mais de 100 obras, como por exemplo as Duas Jovens ao Piano, obra de Renoir, entre outras.

SONY DSC

SONY DSC

O museu abre todos os dias, das 09:00 as 18:00, exceto as terças-feiras. Estação de metro mais próxima é a Concorde. A entrada do museu parece um templo romano, fica bem no cantinho, pro lado do rio.

4) Museu Rodin

Pra quem gosta de Auguste Rodin e suas obras, esse museu é uma ótima opção pra incluir no roteiro. Desde o inicio do século 20, o Museu Rodin se encontra no edifício chamado L’Hotel Biron, um antigo palácio que pertencia ao Marechal de Biron. Além de ter algumas obras de Rodin, o museu conta com obras de Camille Claudel e Monet.

IMG_1007

Essas obras estão espalhadas tanto dentro do museu como em seus jardins. Entre as obras mais importantes estão:  “O Pensador”, “O Beijo” e os “Portões do Inferno” de Rodin.

IMG_1008

 

A visita a parte interna do museu é relativamente rápida, o que leva um pouco mais de tempo pra conhecer é o jardim, pois as obras estação espalhadas por todas as partes. No geral, em 1 hora e 30 minutos dá pra conhecer tudo com calma.

IMG_1003

IMG_5712

O museu todos os dias, das 10:00 as 17:45, exceto as segundas-feiras que está fechado. Na quarta-feira fica aberto até mais tarde, fechando as suas portas as 20:45. O ticket pode ser comprado no site do museu. Estação de metro mais próxima: Varenne.

5) Museu Centro Georges Pompidou

Beaubourg é como o Centro Pompidou é chamado pelos franceses. Esse centro é formado por uma biblioteca, um museu, um centro de pesquisa, restaurantes, lojas e um terraço panorâmico. Vale dizer que a arquitetura desse museu é bem diferente do que esperamos encontrar em Paris, isso pq ele se enquadra no tipo de arquitetura high-tech, com uma pegada meio “obra em andamento” com canos e tubulações a mostra.

SONY DSC

Igualmente diferente são as obras que ficam na praça em frente ao museu, que como dá pra imaginar, são bem estranhas, porém divertidas.

SONY DSC

Normalmente os turistas que vão até lá querem principalmente conhecer o seu terraço panorâmico e visitar o Museu Nacional de Arte Moderna. Ali estão obras de pintores como Picasso, Chagall, Pollock, Miró, Dali, Kandisnky, entre outros.

SONY DSC

Já pra ter acesso ao deck panorâmico View of Paris, é necessário comprar ingresso e subir pelas escadas rolantes externas. Esse mirante fica no mesmo andar de onde fica o restaurantes Georges.

SONY DSC

O museu abre todos os dias das 11:00 as 22:00, exceto terça-feira. Infelizmente quando eu estive lá o museu de arte moderna estava fechado temporariamente até o dia 27 de maio. As estações de metro mais próximas são a Rambuteau, Hôtel de Ville e Châtelet.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em França, Paris
Booking.com
  1. Fernanda Scafi 08/06/2015 | 02:20

    Adorei o D´Orsay, Louvre tb apesar do tamanho… Rodin é legal, mas o Pompidou sinceramente não é meu estilo… gosto só do prédio rs. L´Orangerie estava fechado para reforma quando fui, definitivamente na minha listinha pra quando voltar a Paris e o que eu mais gostei não está na lista – Museu Carnavalet, contando a história da cidade- simplesmente sensacional!!!

    • Contando as Horas 08/06/2015 | 21:18

      Oi, Fernanda

      O Pompidou tbm não faz meu estilo, de todos ainda gostei mais do Orsay e do Orangerie. Não conheço ainda esse Museu Carnavalet, mas né, sempre ficam motivos pra voltar a Paris!! Obrigada pela dica!! =DD

  2. Artur Ramalho 12/06/2015 | 15:46

    Olá Bruna, ótima dicas. Irei para Paris no próximo mês, e irei adquirir o Paris Museum Pass, já que só somanto o Louvre, Orsay, Rodin, Arco do Triunfo e Versailles já compensam o valor pago. As fotos no de Orsay que mostram a cidade, são do terraço do museu? É possivel acessa-lo? Estão lindas, parabéns.

    • Contando as Horas 16/06/2015 | 21:08

      Oi, Artur

      Isso, são do ultimo andar do Museu de Orsay. Você pode bater as fotos através de uns janelões, mas eles não liberam o acesso ao terraço.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  3. Roberto 07/02/2016 | 07:17

    Prezada Bruna. Está ótimo. Corrija apenas: D’Orsay é Rive Gauche e Louvre é Rive Droite.
    Abç
    RG

    • Contando as Horas 11/02/2016 | 21:39

      Oi, Roberto

      Vc se refere a legenda da primeira foto? Se for isso, eu escrevi o que se vê na foto, lado esquerdo Louvre e lado direito Orsay. Mas eu sei que para efeito de descrição no contexto de Paris, o certo é o contrario. Louvre fica na rive droite e Orsay fica na rive gauche.

      De qualquer forma, obrigada pelo lembrete. Talvez muitas pessoas possam se confundir com isso. Obrigada pela visita aqui no blog!

  4. Vhyrginia 19/05/2016 | 13:15

    Oi Bruna, haviam me falado que no interior do Museum D’Orsay nao poderíamos tirar fotos, mas parece que não! Por favor me confirme!

    • Contando as Horas 19/05/2016 | 13:27

      Oi, Vhyrginia

      Teoricamente não pode, mas todo mundo tira hehe Então, pq não aproveitar e tirar uma fotos, né? Os guardinhas nem reclamam, pq todo mundo tira foto.

  5. Camila 09/11/2016 | 21:09

    Olá Bruna. Ótimas dicas. Amei. Onde consigo comprar os tickets para os museus na internet?

    • Contando as Horas 09/11/2016 | 21:30

      Oi, Camila

      Você pode comprar nos sites oficiais de cada um desses museus. Se vc clicar no nome dos museus que estão em vermelho ao longo do texto, já vai abrir nas respectivos sites.

Deixe o seu comentário...