08.06
2015

Crazy Horse: Désirs, um espetáculo super sensual em um dos cabarés mais originais de Paris

Desde que li uma reportagem falando maravilhas do show apresentado no Crazy Horse, eu sempre quis ir. Nessa ultima viagem a Paris, eu verifiquei se haveria disponibilidade de ingressos e resolvi incluir no nosso roteiro.

IMG_8975

Mas antes de falar qual quer coisa sobre o lugar e o show, eu devo alertar para um detalhe: Não façam como nós! Esse não é um programa para a família! hahaha Apesar de todo mundo já ter idade suficiente pra ir nesse tipo de show, na minha opinião, o Crazy Horse é mais indicado pra casais (sejam namorados, recém casados, em lua de mel, qualquer coisa do tipo e não pra ir com o pai, mãe e o irmão)! Mais pra frente eu explico melhor o pq disso. 

Como o título do post já diz, o Crazy Horse é um dos cabarés mais originais de Paris. Apesar de ser um lugar turístico, a gente não vê excursões com 30 a 40 pessoas desembarcando ali. Na verdade, obviamente tinham alguns turistas, mas me pareceu ser um programa ainda que os franceses também frequentam.

IMG_8977

Pra quem nunca ouviu falar nesse lugar, depois do Moulin Rouge e do Lido, certamente o Crazy Horse é um dos cabarés mais famosos de Paris.

Ele fica em um dos endereços mais nobres da cidade, na Avenue George V, rua onde estão lojas como a Bulgari, Givenchy, Emenegildo Zenga, Brioni e hotéis como Four Seasons, por exemplo.

SONY DSC

Alain Bernardin tinha um desejo de juntar suas três grandes paixões: sensualidade, cabaré e Estados Unidos. Foi ai que surgiu a ideia de misturar tudo isso e criar um dos cabarés mais prestigiados de Paris, o Crazy Horse.

Mas ai todo mundo deve ta se perguntando pq desse nome, certo? Eu também tive essa curiosidade. Pelo que li na internet, Bernardin gostava muitos dos Estados Unidos e se inspirou nos saloons do oeste americano e pra deixar a coisa mais original, colocou o nome em inglês, obviamente.

IMG_8986

Hoje em dia o Crazy Horse não pertence mais a família Bernardin e desde então algumas coisas mudaram. Os seus novos donos quiseram dar uma renovada geral, tanto no espetáculo como no ambiente e o resultado é isso que vemos hoje em dia: um lugar super original, sensual e diferente (bem diferente de tudo que vi no Moulin Rouge e Lido).

O show é super sensual, as vezes com um apelo erótico discreto e bem elegante, indo desde cenas de strip tease,  danças bem sensuais (e não com cenas de malabarismo e mágicas como vi no Moulin Rouge e no Lido) e até jogo de luzes, sons e imagens, que deixou a apresentação muito mais interessante.

SONY DSC

Uma coisa que me chamou muito a atenção foi a diferença entre o padrão das dançarinas que se apresentam no Crazy Horse com as que se apresentam no Moulin Rouge e Lido, na minha opinião, é gritante. Sério mesmo!

Eu fiquei o show inteiro tentado achar um micro defeitinho em qualquer uma das dançarinas e não consegui! hahahah Seja no corpo (todos perfeitos!!) ou durante as apresentações (coreografia, figurino, tudo nota 10!!).

Dizem que o processo de seleção das dançarinas tem critérios super rígidos, além de estar em jogo a desenvoltura pra dança e tal, eles também analisam a altura, as proporções do corpo, entre outros. Deve ser um processo de seleção super disputado!

SONY DSC

O show que nos assistimos é o Désirs, que está em cartaz desde setembro de 2009. Quem quiser incluir no roteiro um programa diferente, certamente eu recomendo muito essa apresentação no Crazy Horse!!

Dicas práticas:

– é altamente recomendado comprar o ticket ainda aqui no Brasil, pois em Paris tudo esgota num piscar de olhos;

– é interessante chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência pra poder trocar o voucher enviado por email pelas entradas e ter tempo suficiente pra ir até a mesa antes do show começar.

– existem seis tipos de ingressos: apenas o show, show + champagne ou show + jantar. Obviamente os preços são diferentes, começando em 105,00 euros podendo chegar até 250,00 euros;

IMG_8980

– são feitas duas apresentações por dia, uma as 20:15 e outra as 22:45, exceto aos sábados, que tem três apresentações, a primeira as 19:00, a segunda as 21:30 e a ultima as 23:45;

– o show tem duração de 1 hora e 30 minutos, e ele é dividido em duas partes. A primeira parte é um pouco mais longa do que a segunda parte;

– quem estiver se perguntando sobre que tipo de roupa usar, não há necessidade de se preocupar com isso. É interessante manter o bom senso, então qualquer roupa mais arrumadinha já vale. Dá pra ir de calça jeans com uma blusa mais arrumadinha ou um blazer, por exemplo.

IMG_8994

Ah, nós assistimos o show das 20:15 no dia 01 de maio, feriado. Como o show tem uma duração relativamente curta, depois fomos jantar ali perto no restaurante Chez Andre e pegamos o metro na estação Alma-Marceau, que tem uma vista lindíssima da Torre Eiffel. Imperdível!

O Crazy Horse fica na 12, Av George V. A estação de metro mais próxima é a Alma-Marceau (mais próxima ao cabaré e perto do rio Sena), ou ainda, a estação George V que fica na Champs Élysées.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em França, Paris
Booking.com
Deixe o seu comentário...