08.09
2015

Como andar de metro em Berlim

As capitais europeias dão um banho no quesito opções de transporte público. Sempre que viajo pra algum destino novo, eu acabo achando mais simples organizar o meu roteiro baseado no metro como meio de transporte público. E assim como em outras cidades que já tive oportunidade de conhecer, em Berlim a coisa não foi diferente.

Quem estiver com viagem marcada para Berlim, vai poder escolher qual meio de transporte publico quer usar. As opções são: ônibus, bondes elétricos (também conhecidos por tram), metro (U-Bahn), trens suburbanos (S-Bahn) e até existe a possibilidade de usar ferry.

IMG_9314

Como a rede é totalmente integrada (exceto os ferries), todas as tarifas são únicas e o mesmo bilhete pode ser usado em todas as opções de transporte público. Facilita muito a nossa vida!

O metro de Berlim ou Berliner U-Bahn é administrado pela empresa Berliner Verkehrsbetriebe (BVG). Ele foi inaugurado em 1902, ou seja, já tem mais de 100 anos de existência! 

IMG_9345

No total, o metro de Berlim tem 10 linhas (U1, U2, U3, U4, U5, U55, U6, U7, U8 e U9, cada uma delas com uma cor especifica), 173 estações e uma malha ferroviária de quase 150 km de extensão.

Então vamos as informações práticas sobre o metro:

→ Zonas tarifarias

Assim como em Londres, em Berlim também existem zonas tarifárias em todos os meios de transporte. Essas zonas tarifárias são três no total: A, B e C. A zona A é a mais central e é onde estão a maioria das atrações de Berlim. Já a zona B é formada por pouquíssimas atrações e e onde está localizado o aeroporto de Tegel. E por fim, a zona C, que é onde fica o aeroporto de Schönefeld e a cidade de Potsdam.

SONY DSC

É bom ficar atento a qual zona uma determinada atração pertence, pois será necessário comprar o ticket correspondente pra não levar multa.

Então, por exemplo, quem chega a Berlim de trem ou pelo aeroporto de Tegel, devem providenciar um bilhete que cobre apenas as zonas AB e quem chegar ou for sair pelo aeroporto de Schönefeld precisará de um bilhete com cobertura para as zonas ABC.

→ Comprando o ticket

Nas principais estações de metro existem guichês de atendimento, porém em estações menores existe apenas a possibilidade de comprar os tickets nas máquinas. As máquinas tem a versão em inglês também, o que já ajuda muito.

IMG_9346

As máquinas são amarelas e brancas e são facilmente encontradas nas plataformas de diversas estações, ao menos nas poucas em que passamos tinha em todas. É interessante saber que as máquinas aceitam moedas e notas, mas nem todas aceitam cartão de crédito como pagamento. Então é bom ir prevenido!

→ Tipos de ticket

Pra quem vai a Berlim a passeio, os tipos de tickets que vão interessar são: o single ticket, o day ticket ou o 7 days ticket.

*** Importante: todos os tickets devem ser validados em uma máquina amarela e branca, que geralmente fica ao lado da máquina de se compra os bilhetes, localizadas nas plataformas ***

IMG_0205

Single ticket: pra quem se hospedar numa area bem central de Berlim e for usar transporte publico eventualmente, como foi o nosso caso, essa é a melhor opção de bilhete para comprar. Logo apos comprar esse ticket, ele é válido para uso por no máximo duas horas e da direito a fazer quantas trocas quiser pelo caminho. Nós compramos esse tipo de ticket para os meus pais quando fomos a Potsdam. Como Potsdam fica na zona C, nos precisamos comprar um Single Ticket para a Zona A, B e C. Nesse caso, como usamos o metro somente pra ir e voltar e depois a gente não usaria mais nesse dia, optamos por comprar duas vezes o single ticket (um pra ida e outro pra volta). Em maio de 2015, o valor apenas no trecho de ida ficava em 3,30 euros ou 6,60 euros para ida e volta.

Day ticket: como o próprio nome ja indica, ao comprar um ticket diário, é possível andar em qualquer meio de transporte publico, quantas vezes quiser sem precisar se preocupar. A validade desse ticket vai do momento que for feita a validação até as 03:00 da madrugada do dia seguinte. Esse ticket nos compramos apenas 1 vez para os meus pais, que foi usado no dia em que fomos na East Side Gallery, Palácio de Charlotenburg, no Centro de Documentação e Memorial do Muro de Berlim. Um day ticket para as zonas A e B em maio de 2015 saia por 6,90 euros.

IMG_9325

7 days ticket: Esse bilhete é mais indicado pra quem vai ficar em Berlim por 1 semana, mas vai estar hospedado longe do centro e das principais atrações da cidade. Como o próprio nome já indica, ao validar esse bilhete pela primeira vez, ele vai durar até o sétimo dia. Lembrando que esses sete dias são consecutivos. Não usamos essa opção nenhuma vez.

Todos esses bilhetes tem a opção de compra para as zonas AB, BC ou ABC. Pra ver os preços e outras variações desses tickets (tickets para um grupo de até 5 pessoas ou ticket para 4 viagens de metro), é só clicar aqui.

→ Comprando o Berlin Welcome Card

Se você leu esse post até aqui deve estar se perguntando: E vc e o teu irmão, usaram quais tickets? Nós ganhamos o Berlin Welcome Card do escritório de turismo da cidade, o Visit Berlin pra testar e vamos contar aqui como foi a nossa experiência.

O Berlin Welcome Card é um bilhete feito especialmente para quem estiver em Berlim a turismo. Esses cartões estão a venda nos guiches no aeroporto ou nas máquinas nas estações de metro.

IMG_9168

Existem 3 tipos: 48 horas, 72 horas e 5 dias e eles podem ser encontrados tanto nas configurações para as zonas AB ou zonas ABC.

Quem adquirir esse passe vai poder andar em qualquer um dos transportes públicos da cidade de forma ilimitada pelo pelo tempo de validade adquirido e além disso, vai ganhar desconto em uma série de atrações.

SONY DSC

Para usar esse passe é muito simples e existem duas formas de validá-lo:

1) A validação inicial pode ser feita nas máquinas nas estações de metro no primeiro dia. Depois é só carregar o passe na bolsa durante o seu período de validade.

2) A validação inicial também pode ser feita quando for pegar algum desconto em alguma das atrações participantes do Berlin Welcome Card. Ah, e esse cartão também garante a entrada rápida (fast track) em algumas atrações, mesmo que elas sejam gratuitas. Além disso, esse passe também garante alguns descontos em restaurantes e lojas.

IMG_9353

No nosso Berlin Welcome Card era valido por 5 dias e cobria as zonas ABC, o que nos permitiu também, alem de andar no transporte publico e conhecer algumas atrações mais afastadas de Berlin, ir até Potsdam (e se o nosso voo não tivesse saido super de madrugada, nos teriamos usado para ir até o aeroporto de Schönefeld também).

Junto com o cartão vem um livro guia com diversas informações importantes sobre todos os locais parceiros e ainda, todas as informações necessárias para usá-lo. Também vem um mapa do metro e da cidade junto.

→ As estações de metro 

As estações de metro de Berlim são facilmente identificadas por uma placa azul com a letra U em branco e mais o nome da estação. Geralmente é necessário descer escadas para ter acesso as plataformas. Somente as maiores estações tem a opção de elevador.

IMG_9344

No geral, as estações de metro de Berlim são bem organizadas, existem muitas placas informando tudo o que é necessário saber. Nas plataformas existem as máquinas pra comprar os tickets, as máquinas pra validar os tickets, alguns bancos pra descansar e máquinas que vende doces e bebidas.

Todas as plataformas são equipadas com um painel que informa quanto tempo falta para o próximo metro chegar.

IMG_9302

Para descobrir qual lado da plataforma ficar pra pegar o metro desejado, logo no inicio de cada plataforma tem uma placa de cada lado incicando quais as estações que aquela linha vai passar. É só procurar pela linha de destino e se dirigir a plataforma que está pro mesmo lado dessa placa.

→ Como andar no metro de Berlim

Enquanto estou montando o roteiro da viagem, eu sempre faço uma lista das atrações que me interessam, anoto algumas informações importantes sobre um determinado lugar e já aproveito pra pesquisar qual é o meio de transporte que pode ser usado até lá. Anoto o nome da estação de trem, já pesquiso no mapa qual é a cor da linha e levo tudo isso junto comigo todos os dias na viagem. Isso ajuda muito, facilita bastante a nossa vida, pode acreditar!

IMG_9298

Com o ticket validado e as anotações em mãos, é só procurar a estação de metro correspondente, olhar a placa próximo a plataforma onde estão as próximas estações que o metro vai percorrer, ver pra qual lado está a estação que eu preciso ir e ficar aguardando na plataforma até o metro chegar.

IMG_9297

Parece meio complicado, mas depois de andar umas 2 ou 3 vezes a gente pega o jeito. Não há motivos para se preocupar!

→ Segurança

Durante os 8 dias que ficamos em Berlim, poucas vezes usamos o metro. Mas em todas essas vezes nunca tivemos nenhum prolema. Chegamos a ficar literalmente sozinhos nas plataformas, pegamos vagões lotados e em momento algum tivemos algum problema.

IMG_9295

Obviamente, que é sempre bom ficar de olho nos seus pertences e não dar bobeira, mas né… Andar de metro em Berlim foi tão tranquilo, que não acho que ninguém precise ficar muuuuitissimo preocupado com isso.

Ah, todas as estações de metro tem diversas câmeras de segurança.

→ Outras informações

Não existe catraca nas estações de metro de Berlim. Essas estações são totalmente abertas, é só descer as escadas e a gente já está na plataforma de embarque. Apesar de não ter nenhuma fiscalização de compra de bilhete antecipada, existe uma fiscalização aleatória que pode acontecer dentro dos vagões do metro, quando ele já estiver em movimento. Quem não tiver com o bilhete válido em mão, leva multa na hora.

SONY DSC

Quem optar por andar de metro, eu já aviso, as portas não se abrem automaticamente, é necessário pressionar um botão que tem nas portas para que elas abram.

IMG_9350

Importante guardar o bilhete ate o final do trajeto, pois nunca se sabe quando um fiscal pode aparecer na nossa frente pedindo pra verificar o bilhete comprado.

** O Berlin Welcome Card foi uma cortesia do escritório de turismo Visit Berlin.

** Precisando de hotel em Berlim? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Alemanha

Todos os posts sobre Berlim

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Alemanha, Berlim
Booking.com
  1. Rodrigo Silva 08/09/2015 | 12:59

    Bem completo o post, gostei! Achei o metrô de Berlim bem parecido com o de Londres: o esquema de áreas da cidade, sinalização, a cara das estações e até a falta de elevadores, hehe. A única diferença parece ser mesmo o fato de não haver catracas e a necessidade de validar o bilhete.
    Uma curiosidade: as estações e os próprios trens têm sinalização/mensagens em inglês ou só alemão?
    Abraços!

    • Contando as Horas 09/09/2015 | 01:12

      Oi, Rodrigo

      Legal que você gostou! É meio difícil escrever esses posts, pq não dá pra querer explicar toooodos os detalhes, mas no geral, sempre tento colocar as infos mais importantes e dar alguns exemplos com o que fizemos.

      O fato de não ter catraca e nem ninguém cuidado, achei isso incrível. Mais incrível que isso, é só o pessoal realmente comprando o ticket.

      Tem uma sinalização interna no trem, onde ficam passando o nome das estações e as falas acho que são sempre em alemão. Como eu não entendo nada de alemão, o que eu fazia era o seguinte: eu baixei um aplicativo, ai eu contava o numero das estações e quando o metro tava chegando eu já ia olhando nas placas na própria estação e ai descia! =DD

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  2. Leila 19/06/2016 | 20:40

    Olá Bruna,

    Primeiramente quero te agradecer por todos os posts que você coloca sobre suas viagens, estou achando muito bom montar meu roteiro do Leste Europeu me baseando neles. Estou amando.
    Gostaria de sanar uma dúvida com você. Para visitar as principais atrações turísticas de Berlim basta cobrir zonas A e B certo?
    Quando se compra o Day-Ticket ou 7-Day Ticket é necessário validar apenas uma vez no primeiro uso?

    Muito obrigada!

    • Contando as Horas 27/06/2016 | 00:21

      Oi, Leila

      Obrigada!!! =DDD

      Isso, todas as atrações que estão listadas no post do Roteiro de 5 dias em Berlim ficam nas zonas A e B. Se vc quiser ir a Postdam, essa cidade fica na zona C.

      Isso ai, vc só valida a primeira vez que for usar. Essa validação vai indicar o dia e horário que vc começou a utilizar, caso algum funcionário queira conferir o teu ticket.

  3. Dário 11/08/2016 | 20:03

    Olá Bruna…vou estar em Bremerhaven e de lá consigo pegar o metrô para Berlim? Obrigado e parabéns pelo Blog…

    • Contando as Horas 11/08/2016 | 23:59

      Oi, Dario

      Vc precisa ir de trem. Muito provavelmente o trem vai chegar na estação de Berlin Hbf, de lá vc pode pegar um metro pra ir onde estará hospedado.

  4. ALLINE JAJAH FRANCO 04/09/2016 | 19:08

    bruna, valeu, seus posts estão me dando super segurança! Chego em Berlim em dois dias, vou usar o app CityMapper que tem me salvado aqui na Europa! Beijos

    • Contando as Horas 09/09/2016 | 17:52

      Oi, Alline

      Ah é? Que legal! Que bom que os posts estão te ajudando. Obrigada pela visita aqui no blog! Aproveite Berlim, essa cidade é sensacional!

Deixe o seu comentário...