27.09
2015

Circuito Chico: A vista mais bonita de Bariloche

Existem dois passeios super disputados pra quem vai a Bariloche, o Circuito Chico e o Circuito Grande. Mas pra fazer um desses passeios em específico é necessário levar em consideração a época do ano em que a viagem vai acontecer.

DSC_0459 (2)

Então por exemplo, o Circuito Chico é feito durante o ano todo e é a unica opção de circuito para quem viajar nos meses de inverno, ou seja, em junho, julho e agosto. No total são percorridos 65 km as margens do Lago Nahuel Huapi. Ele passa por diversos mirantes, que garantes vistas espetáculares da região. Esse passeio dura aproximadamente 4 horas. 

Já quem estiver indo a Bariloche no verão, vai poder fazer o Circuito Grande, que pelo que pesquisei na internet, só é feito de setembro a maio. No total, são percorridos 240 km, indo de Bariloche até Villa la Angostura, passando por alguns mirantes, pelo Vale Encantado com formações rochosas de origem vulcanica e pela Villa Traful. Esse é um passeio que dura o dia todo.

mapa-ajm

Como estivemos em Bariloche no mês de julho, a unica opção era fazer o Circuito Chico. Vale dizer que, esse passeio pode ser feito em dois horários (com saida as 09:00 e as 15:00), mas é altamente recomendado escolher ir de manhã, por conta da posição do sol (vai favorecer as fotos).

Ahhh.. Como nós estavamos em 12 pessoas, nós preferimos contratar um guia-motorista particular, assim a gente poderia ter mais flexibilidade no roteiro.

IMG_0710

Então basicamente o roteiro é assim:

Saímos do hotel e seguimos o trajeto beirando o Lago Nahuel Huapi até chegar no Cerro Campanário. Dizem que esse é um dos mirantes mais bonitos da região, e é verdade! Queria ficar o dia todo lá apreciando aquela vista espetacular e tirando foto até acabar a bateria da câmera! =DD

DSC_0356 (2)

DSC_0358 (2)

DSC_0373 (2)

IMG_7496

Ao chegar no Cerro Campanário, é necessário ir até o guichê de atendimento comprar o ticket (esse ticket não está incluído no valor do tour). A subida ao topo dos seus 1.049 metros de altura é feita através de um teleférico (aerosilla, em espanhol) que é apenas uma cadeirinha totalmente aberta. Cada cadeirinha cabem duas pessoas. A subida leva mais ou menos uns 10 minutos.

DSC_0383 (2)

DSC_0472 (2)

É interessante começar a visita pro lado direito, que é onde estão as melhores vistas da região. Inclusive é nesse lado onde podemos confirmar que é justamente ali onde está “a vista mais bonita de Bariloche”.

DSC_0450 (2)

DSC_0406 (2)

IMG_7590

Obviamente esse Cerro tem diversos mirantes, mas no dia que estivemos lá, havia muita neve lá no topo. E como tinha sol, imaginem, boa parte da neve tinha virado gelo e tava super perigoso de caminhar para conhecer os mirantes localizados no lado esquerdo.

DSC_0479 (2)

DSC_0484 (2)

IMG_7621

Pra subir tinha um pouco de fila, mas a volta foi bem tranquila. A altura do teleférico não é muito alta não e mesmo se tiver um pouco de vento como no dia em que nós subimos, é super tranquilo.

IMG_7628

A próxima parada é no mirante chamado Punto Panorâmico, onde dá pra ver o Hotel Llao Llao localizado bem no meio dos Lagos Moreno e Nahuel Huapi, além de todas as montanhas nevadas ao fundo.

Infelizmente nessa hora o céu já tinha nublado bastante, tapando o sol e consequentemente, atrapalhou um pouco as nossas fotos. Mas vale dizer que ao vivo, é tudo muito mais bonito!

IMG_7626

Depois seguimos para outro mirante. Na verdade, esse lugar é uma ponte que cruza um córrego, o Arroyo Lopez alimentado pelo degelo das montanhas e que desemboca no lago Moreno.

DSC_0562 (2)

DSC_0547 (2)

Através de uma trilhazinha curta (de uns 2 a 3 minutinhos, no máximo) a gente consegue chegar as margens do corrego e do Lago Moreno. As margens do lago é totalmente preenchida por pedrinhas. A profundidade é super pequena, quem tiver de galocha consegue quase atravessar o corrego e a água bate na metade da canela. Vale dizer que, mesmo de galocha, a gente não consegue ficar muito tempo com os pés embaixo da água, logo os pés começam a congelar.

IMG_7701

DSC_0541 (2)

IMG_7672

E por fim, chegamos a Capela San Eduardo, obra do arquiteto Alejandro Bustillo, o mesmo que projetou a Catedral de Bariloche e o Hotel Llao Llao. Essa capela tem uma localização ótima, fica pertinho do Porto Pañuelo e ao lado do Hotel Llao Llao.

DSC_0573

É impossível não perceber a sua existência, afinal, ela é feita totalmente de madeira, fica no alto de uma pequena colina, rodeada de montanhas nevadas, de frente pra o Lago Nahuel Huapi.

DSC_0567

DSC_0552

Quem quiser, ainda é possível fazer uma parada na Colônia Suíça para conhecer uma feira de artesanato, mas a gente preferiu não ir e gastar esse tempo pra ficar mais alguns minutos nos mirantes ao longo do Circuito Chico.

DSC_0561 (2)

O valor desse tour particular saiu por 45,00 dólares + 14,00 dólares subida do Cerro Campanário = 59,oo dólares/pessoa (Valor de julho de 2015). Se alguém tiver pensando em fazer esse passeio com uma agência, o valor fica na faixa de 30,00 dólares + subida ao Cerro Campanário. Pra ter mais flexibilidade, valeu a pena pagar essa pequena diferença, sem duvida alguma!

* Precisando de hospedagem na Argentina? Para iniciar as pesquisas no site do Booking, é só clicar aqui *

Posts relacionados:

Lista com todos os posts sobre Bariloche

Lista com todos os posts sobre Buenos Aires

Lista com todos os posts sobre El Calafate

Lista com todos os posts sobre Ushuaia

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Bariloche
Booking.com
  1. Lu 02/08/2016 | 13:02

    Olá Bruna,
    Estou indo para Bariloche no próximo dia 20/08….Será que vc poderia me informar o numero do tel e o nome do motorista que vc contratou.
    Estamos com muita dificuldade em conseguir tour particular para o nosso grupo.

    Obrigada, Lu

    • Contando as Horas 03/08/2016 | 09:43

      Oi, Lu

      Nos reservamos esse tour através do hotel, mas vou ver se o meu irmão por acaso tem o telefone dele.

Deixe o seu comentário...