04.10
2015

Bariloche: Passeio de barco ao Bosque de Arrayanes e a Isla Victoria

Quem estiver em Bariloche durante a temporada de inverno e quiser fazer um passeio diferente, um dos mais recomendados é o passeio de barco ao Bosque de Arrayanes e a Isla Victoria.

DSC_0392

Esse passeio começa no Porto Pañuelo, localizado as margens do lago Nahuel Huapi, que fica literalmente em frente ao Llao Llao Hotel & Resort. 

Existem duas empresas que fazem esse passeio: a Cau Cau e a Turisur. Como reservamos o passeio através do hotel, a empresa que fizemos o tour foi a Turisur.

DSC_0375

Esse passeio é feito em uma embarcação histórica chamada “La Modesta Victoria”, um barco construído na Holanda, transportado totalmente desmontado até chegar em Bariloche, onde foi montado pela população local e começou a navegar em 1938.

Devido a sua tecnologia, decoração luxuosa e conforto, em seus tempos áureos ele transportou diversas personalidades famosas do mundo todo.

DSC_0469

Quem fizer o passeio com esse barco, vai ver que ele ainda está muito bem preservado e em ótimo funcionamento.

IMG_0825

O pessoal da Turisur recomenda que a gente chegue no porto uns trinta minutos antes do passeio começar, pois é necessário trocar o voucher pelos tickets e ainda, precisamos ir até um guiche pagar a taxa de entrada no Parque Nacional Nahuel Huapi.

DSC_0467

Logo após fazer tudo isso, é interessante já ir se direcionando para o portão de embarque, pois logo um funcionário vem recolher os tickets e dizer qual “muelle” (local de embarque) precisamos nos dirigir.

IMG_0827

Esse é um passeio de meio dia, com inicio as 10:00 da manhã, onde a navegação é feita no Lago Nahuel Huapi com destino a nossa primeira parada: a península de Quetrihue, local onde está localizado o Bosque de Arrayanes.

DSC_0460

DSC_0229

DSC_0236

DSC_0240

DSC_0261

DSC_0220

O tempo de navegação entre o Porto Pañuelo até o Bosque é de 1 hora. Nesse tempo, uma funcionária do barco nos dá as boas vindas, explica um pouco como será o passeio, dá algumas dicas e informações importantes.

DSC_0226

Infelizmente o dia que escolhemos fazer o passeio tava chovendo, uma chuva fraquinha, é bem verdade, mas que atrapalhou um pouco os nossos planos.

DSC_0241

Mas o que não dá pra negar é que as paisagens são super bonitas.. Passamos por diversas montanhas nevadas. A cor da água do Lago Nahuel Huapi é impressionante, mesmo em um dia de chuva. Fico imaginando como deve ser em uma dia com sol, a cor da água deve ficar padrão azul das ilhas do Caribe!

DSC_0452

Ao desembarcar na península, tivemos 50 minutos pra explorar o Bosque de Arrayanes. Esse Bosque ficou famoso por ter sido o local que inspirou Walt Disney a produzir o filme Bambi.

DSC_0397

DSC_0267

O Bosque também é muito visitado por ser um lugar único e quase exclusivo, pois só existem dois lugares no mundo com florestas com arvores como essas, esse na Argentina e outro no Japão.

DSC_0269

DSC_0272

Esse Bosque de Arrayanes recebeu esse nome por causa dos arbustos chamados arrayan, que são essas árvores de cor canela com manchas brancas.

DSC_0298

DSC_0302

A estrutura do bosque é boa, existem duas opções de trilhas, uma mais curta (uns 20 minutos de caminhada) e outra mais longa (com 40 minutos de duração).

DSC_0326

DSC_0331

A caminhada é feita em passarelas de madeiras, então não tem erro, é só seguir o trajeto, não tem como se perder!

DSC_0316

DSC_0341

Logo no inicio do trajeto já tem um banheiro, caso alguém precise. E apenas no final da trilha tem uma Casa de Chá, onde é possível comprar algo pra comer ou beber ou apenas bater uma foto, pois essa casinha também é muito famosa.

DSC_0349

Voltando ao barco, o trajeto até a Isla Victoria tem duração de 30 minutos. Como no dia que fizemos esse passeio tava chovendo fraco quando começou o tour, mas depois a chuva ficou mais forte, nós decidimos não descer na Isla Victoria por um único motivo: o passeio nessa ilha não era tão rápido como no Bosque Arrayanes, então a gente tinha que ficar ali por 3 horas.

DSC_0418

A Isla Victoria não é um trecho obrigatório a se fazer nesse passeio, tanto que o barco para ali, as pessoas descem e quem não quiser ficar segue até o Porto Pañuelo.

DSC_0428

Eu queria muito ficar ali pra fazer as trilhas, ver mais das espécies nativas da ilha, conhecer a Playa del Toro para ver as pinturas rupestres, mas ficar 3 horas caminhando na chuva e no frio, com certeza não seria uma boa ideia.

DSC_0409

O trecho de volta entre a Isla Victoria ao Porto Pañuelo teve duração de 1 hora mais ou menos. Chegando lá, é só desembarcar e ir embora.

A estrutura do Porto Pañuelo é simples, mas bem confortável. Tem uma lanchonete, uma lojinha de souvenir, os guiches para pagar a taxa de entrada no Parque Nacional e os portões de embarque.

DSC_0431

Como abortamos o passeio na Isla Victoria, resolvemos aproveitar a proximidade do Porto Pañuelo com o Hotel Llao Llao e fomos lá almoçar e tomar o chá da tarde (tema para outros posts).

DSC_0451

O valor do passeio é de 580,00 pesos argentinos + 100,00 pesos argentinos da taxa de entrada no Parque Nacional Nahuel Huapi + 32,00 pesos argentinos de taxa de embarque = 712,00 pesos argentinos (mais ou menos 70,00 dólares) / pessoa. Valores de julho de 2015.

* Precisando de hospedagem em Bariloche? Para iniciar as pesquisas no site do Booking, é só clicar aqui *

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Bariloche

Todos os posts sobre Buenos Aires

Todos os posts sobre El Calafate

Todos os posts sobre Ushuaia

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Bariloche
Booking.com
Deixe o seu comentário...