26.10
2015

Intercâmbio: Qual a melhor idade?

Tenho 18 anos. Fiz 25 anos. Já passei dos 30. Logo to chegando nos 50. Não importa a idade, a duvida é a mesma: Qual a melhor idade pra fazer intercâmbio? Não sei, gente! Sinceramente eu não sei.

Mas se vc chegou até o segundo paragrafo desse texto, eu queria dizer que já recebi diversas duvidas sobre esse assunto. Eu não sei responder qual é a melhor idade para fazer um intercâmbio, mas pela minha experiência, eu posso contar um pouco do que vi por aí.

IMG_5102

Quando eu fiz meu intercâmbio, eu já estava quaaaaase chegando nos 30 anos. Sinceramente? Quando eu comecei a cogitar a ideia de estudar inglês fora do Brasil, eu ficava me perguntando: Será que não to muito velha pra encarar um desafio desses? Será que isso não é coisa de adolescente? Será que a minha fase de fazer esse tipo de coisa já não passou? Será.. ? Será… ? Eu também tinha essas mesmas duvidas, mas mesmo assim, resolvi arriscar. Ou eu ia naquele momento ou talvez a vida nunca mais me desse uma oportunidade daquelas. 

O que eu posso falar nesse texto é com relação a minha experiência e também de história de outras pessoas que convivi no tempo que morei em Edimburgo.

Se vc está muito preocupado com o assunto idade x intercâmbio, eu já adianto. Ninguém, absolutamente ninguém deveria deixar de ter uma experiencia dessas por conta da idade. Quer saber pq? Nos quase 2 anos que morei em Edimburgo, eu tive colegas de todas as idades, isso mesmo, de T-O-D-A-S  as idades. Tive colegas da Suíça de 16 anos, tive colegas da Turquia de 50 e poucos anos, tive colegas da Espanha com 20 e poucos, colegas do Irã com 30 e poucos anos, colegas da Arabia Saudita com quase 30 anos, colegas da França de 23 anos, colegas da Itália com mais de 40 anos…. Dá pra acreditar?

Hoje em dia, todas as vezes que recebo duvidas referente a intercâmbio, eu me pego pensando nessa minha duvida boba sobre se eu deveria ou não ter essa experiência (sensacional!!!) de vida!

Pra quem ainda não saiu do Brasil, eu queria deixar um recado: As pessoas de outros países não deixam de fazer qualquer coisa por medo ou por duvida. Nós brasileiros que temos a mania que se preocupar muito com diversas coisas, principalmente com a opinião dos outros e com isso, deixamos de fazer muitas coisas legais! Eu posso dizer que, essa objetividade, foco e determinação dos europeus foram uma das coisas que mais me impressionaram durante as conversas que tinha com meus colegas.

Lembro que sempre eu perguntava duas coisas pra qualquer colega: Vocês não tinham medo de vir estudar inglês em outro país? Vocês chegaram a procurar informação sobre a faixa etária de pessoas que mais vão estudar idioma fora do seu próprio país? Ninguém entendia muito bem essas minhas duvidas.

Para os europeus (a grande maioria dos colegas que tive eram do continente europeu, seguidos de asiáticos) eles só estavam preocupados em aprender outro idioma / conhecer outro país ou melhorar o nível de inglês pra conseguir um trabalho melhor, ter uma experiência de vida, aprender a se virar fora de casa ou até mesmo pra poder viajar pra outros continentes.

Cheguei a ter colegas da Espanha (eram 3 amigas!), que cada ano elas viajam nas férias (30 dias de férias) pra um país diferente pra aprender o básico de algum idioma qualquer. Essas minhas colegas já tinham passado as férias na Alemanha, na Itália, na França e aquele ano elas tinham ido pela primeira vez melhorar o seu inglês na Escócia.

Lembro que fiquei sem a menor reação quando elas me responderam isso. Fiquei pensando: Como que nós brasileiros nunca fizemos uma coisa dessas aqui na América Latina? A gente poderia aprender espanhol em diversos países vizinhos e todos os anos voltar pra aprender mais e conhecer novos países e culturas. Mas.. Pq ninguém faz isso, né?

Lembro também dos meus colegas turcos que foram passar dois meses em Edimburgo pra aprender inglês, pq a Turquia estava entrando na rota do turismo mundial e eles não queriam ficar sem atender um cliente estrangeiro por não saber um idioma mais universal. Sabe quantos anos eles tinham? Mais de 50 anos! Achei aquilo sensacional!!!

Lembro também de algumas histórias um pouco mais tristes, de colegas que tiveram que aprender um segundo idioma na marra, pois resolveram fugir das guerras ou conflitos que aconteciam em seus países.

Essas foram algumas histórias que eu quis contar pra encorajar todo mundo que anda sonhando em um dia ter uma experiência de vida, aprender um novo idioma, morar em outro país, aprender um pouco mais de uma nova cultura.. O mundo é muito maior do que os nossos medos e duvidas. Sério mesmo, não perca mais tempo!

** Precisando de hotel? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Edimburgo, Escócia, Intercâmbio, Intercâmbio, Intercâmbio na Escócia
Booking.com
  1. Fernanda Scafi 28/10/2015 | 20:02

    Quando eu fiz curso de espanhol em Granada tb tinha gente de todas as idades!! Já quando fiz de alemão em Berlim, era muuuito mais jovens então acho que tb ajuda o pessoal não tão novinho se forem para lugares menos óbvios (se eles quiserem uma diversidade maior de idade nos companheiros de sala…). Mas realmente, qq idade é idade! TODO MUNDO tem que fazer intercâmbio, é demais!

  2. Fernanda Scafi 28/10/2015 | 20:04

    PS: o da Espanha eu fiz com 23 (e tinha mta gente + nova do que eu e mta gente + velha), o da Alemanha, com + de 30 hehehe (e 99% do pessoal na escola tinha até uns 22 anos).

    • Contando as Horas 29/10/2015 | 12:23

      Oi, Fernanda

      Sério?? Nossa, em Berlim então só dá os suuuuper jovens e adolescentes. Engraçado, né!! Legal esse teu depoimento, pq é uma duvida super comum que todos nos temos e que se a gente parar pra pensar é uma duvida boba.

      Eu acompanhei tua série de posts sobre a Espanha, fiquei com mais vontade de conhecer outras partes de lá, além de Madri e Barcelona (a minha queridinha!).

  3. Giovania 04/11/2015 | 11:32

    Estou representada nesse post…Estão aí todas as minhas neuras sobre fazer intercâmbio, e qual idade para isso. É um pouco assustador pensar que apenas os brasileiros tem essas neuras de idade sobre fazer intercambio, ou sobre o medo de estudar um idioma em outro país, ou sobre a faixa etária de quem faz intercâmbio fora.
    Ai Ai Ai… penso nisso com muita freqüência.
    Nunca é tarde pra mudar alguns conceitos…
    Amo o Blog! Obrigada por existir!

    • Contando as Horas 04/11/2015 | 14:29

      Oi, Giovania

      Não digo que só os brasileiros tem essa neura, mas no geral, quase que 100% das pessoas aqui no Brasil tem essa duvida. Os Europeus são bem desencanados com isso, acho que é pq eles sempre viajam pelo continente e a cada pais é um novo idioma e cultura, que o processo pra eles acaba se tornando muito mais simples. Meus colegas europeus sempre viajaram pelo continente todo, aqui no Brasil, esse boom de ir pra Europa começou lá por 2008/2009. Naquela época não era comum encontrar pessoas que já tivessem viajado pra fora do Brasil com tanta freqüência, até pq, as conversões de moedas e as ofertas de voos não eram tão grandes como hoje em dia.

      Verdade!! Nunca é tarde pra fazer nada na vida. Essa é a principal mensagem que quis deixar com esse post. Se vc quer mesmo ter uma experiência dessas, não deixe de ir, é sensacional!

  4. Suellen 02/12/2015 | 11:52

    Oi Bruna, qual escola de ingles era a sua e voce foi por alguma agencia?

  5. Julia 15/07/2016 | 19:46

    Bruna,
    Parabéns pelo blog, muito detalhado, estou em um intensivo aqui lendo todos os seus posts da Escócia, pois vou para Edimburgo fazer 1 mês na Kaplan para melhorar o meu Inglês. Este post em especial tinha que comentar, pois antes de fechar ficava insegura com relação a idade tb, achava que só adolescentes e o pessoal de 20 e poucos fazia. Ah tenho 31 rs!

    • Contando as Horas 15/07/2016 | 23:07

      Oi, Julia

      Obrigadaaa!! =DD

      Ah, é? Que legalll!!! To louca pra ir novamente a Edinbrááá, ainda mais agora que a libra está baixando! Aproveite!! A idade é apenas um detalhe. Minha mãe sempre dizia, largue mão de ser boba e vai. Ainda bem que criei coragem e fui. Foi a melhor experiência que tive até hoje. Tenho certeza que vc vai adorar!

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  6. Francisco de Assis Monteiro 01/09/2016 | 13:58

    Hi, Bruna,
    adoro o seu blog, com suas dicas de viagens, os relatos de suas lindas experiências. Obrigado. Você me incentivou a ir para Edimburgo. Apaixonei-me pela cidade e já estou indo para lá pela terceira vez, em menos de dois anos.
    Permita-me compartilhar minha experiência sobre intercâmbio. Tenho 62 anos e provo que nunca é tarde para este desafio. Quando jovem fiquei 5 meses fazendo intercâmbio em Londres. E agora, aproveito a chegada à terceira idade não só para fazer turismo, mas enriquecer me com o aprendizado de outras línguas, conviver com jovens intercambistas do mundo inteiro. Neste ano de 2016 fiquei três meses, na mesma escola de inglês onde você estudou, na capital da Escócia. Volto novamente agora em dezembro para mais uma etapa do meu curso de inglês. Espero chegar aos 70 e 80 anos de idade cada vez mais animados com meus sonhos e ideais. E ainda pretendo fazer um intercâmbio na França. Os anos podem errugar a pele, mas não lutar por seus ideais erruga a alma.
    Obrigado. Continue aproveitando bem a vida.
    Francisco de Assis Monteiro

    • Contando as Horas 05/09/2016 | 17:29

      Oi, Francisco

      Ah é? Jura? Que legal! Edimburgo (e a Escócia em geral) é uma cidade fantástica.

      Certeza! Eu acho que fazer um intercambio é uma experiencia sensacional de vida. Todos deveriam ter uma oportunidade dessas na vida.

      Aproveite Edimburgo! Minha cidade preferida. Contando as horas pra voltar! :D

Deixe o seu comentário...