04.08
2016

Quais documentos são necessários para viajar a Europa?

Um dos continentes mais visitados por nós brasileiros é a Europa. São tantos países com idiomas e culturas diferentes lado a lado, impossível resistir.

Eu tive a sorte de poder morar por quase 2 anos em Edimburgo, na Escócia e mais sorte ainda, de poder conhecer muitos desses países.

Passaporte

Mas quais são os documentos necessários para visitar a Europa?

→ Passaporte

Quem sonha em viajar para fora do Brasil e alguns países vizinhos que não aceitam apenas o nosso RG, precisa fazer um passaporte. Desde que eu comecei a viajar, eu já estou no meu terceiro passaporte. E é muito simples conseguir um! 

Antes de qualquer coisa, desde julho de 2015, a validade dos passaportes brasileiros passaram de 5 anos para 10 anos (para pessoas com mais de 18 anos, com idade inferior a 18 anos a validade do passaporte é menor). Excelente! Mas adivinhem o que aumentou também? Sim, o preço! Atualmente o valor do passaporte é de 257,25 reais (valor referente a 2016).

Para ver os documentos necessários, clique aqui.

Para ver as duvidas mais frequentes, clique aqui.

Também fique atento a questão da validade do passaporte. Alguns países não permitem a entrada quando o prazo para vencer o passaporte for inferior a 6 meses. Exemplo: Passaporte vence em dezembro de 2016. A viagem vai acontecer outubro de 2016. É necessário tirar outro passaporte, pois a data de validade do passaporte é inferior aos 6 meses exigidos. Em outras palavras, o passaporte deve estar válido por no mínimo 6 meses contados a partir da data de entrada no país que vai ser visitado.

→ Visto

Eu não visitei todos os países da Europa, mas todos os que visitei, nenhum exigia visto de brasileiros. Quando estava morando na Escócia, o único país que deixei de visitar pq exigia visto foi a Sérvia, mas desde agosto de 2013, brasileiros não precisam mais de visto para visitar esse país.

Dos países europeus menos comuns de serem visitados, como o Azerbaijão, Belarus e Cazaquistão que tem parte Européia e Asiática, eles exigem visto de brasileiros.

→ Acordo de Schengen

Todo mundo que vai a Europa ouve falar no Acordo de Schengen. Esse acordo permite a livre circulação entre países Europeus, exceto: Irlanda, Reino Unido, Islândia, Noruega, Suíça e Liechtenstein. Ao entrar em todos esses países, brasileiros precisam passar na imigração, exceto quando se viaja de trem a Suíça e ao Liechtenstein.

Desde julho de 2013, os Países que fazem parte do Acordo de Schengen exigem que o passaporte tenha validade de 3 meses a mais da data final da viagem. Exemplo: A viagem vai ter duração de 17 dias. O passaporte precisa estar valido por esses 17 dias + os 3 meses mínimos exigidos.

→ Seguro Viagem

O Reino Unido não exige seguro viagem de turistas que visitem o país, por exemplo. Mas os países que fazem parte da União Européia exigem e esse seguro deve ter cobertura de 30 mil euros.

Todas as viagens que fiz no continente europeu, nunca, nunquinha mesmo, ninguém pediu pra ver meu seguro viagem, mas acho importante fazer. A gente nunca sabe quando vai precisar.

→ Passagem de volta ao Brasil ou Passagem para o próximo destino

Praticamente 90% das viagens que fiz na Europa, os oficiais de imigração pediram pra ver minha passagem de volta. Alguns lugares como a Suíça, por exemplo, pediram também pra ver todas as passagens de trens e passagens de avião até o destino final da minha viagem. Sempre leve junto com a passagem de volta ao Brasil todas as demais passagens caso sua viagem comece em um país, passe por vários outros e termine em outro diferente de todos esses.

No meu caso, a viagem começou na Suíça, de onde fui de trem para a Austria e segui viagem para o sul da Alemanha, onde peguei um voo para o Reino Unido, onde terminou a minha viagem. Leve todos os trecho e apresente tudo, apenas se for solicitado, senão mostre apenas a passagem de volta ao Brasil.

→ Reserva de Hospedagem

Sempre tenha com você na bagagem de mão todas as reservas de hotéis, apartamentos, hostels ou seja lá qual for o local onde você vai se hospedar. Não é sempre que é solicitado, mas é importante ter para apresentar ao oficial, caso necessário.

Entre todas as viagens que fiz, lembro que na Irlanda, na Noruega, na Suíça e algumas vezes no Reino Unido, eu precisei mostrar todas as reservas de todos os lugares que eu iria me hospedar na viagem em questão.

→ Dinheiro e Cartão de Crédito

Exceto quando fui fazer meu intercâmbio na Escócia, nenhuma vez ninguém me pediu comprovante de renda, extrato bancário ou qualquer coisa relacionada a comprovação financeira.

No tempo que fiz meu intercâmbio na Escócia, obviamente a minha primeira entrada no país o oficial de imigração pediu pra ver a comprovação financeira. Nas minhas famosas viagens de final de semana, quando ia conhecer outros países europeus, algumas vezes (acho que umas 3 ou 4 vezes apenas), na volta pra Edimburgo, o oficial pediu pra ver esses comprovantes novamente. Portanto, sempre tenha esses documentos em mãos.

→ Dicas

Apesar de eu já ter passado milhares de vezes na imigração de países europeus, eu sempre fico nervosa. Nem sei pq, mas sempre fico. O negocio é tentar manter a calma. Leve na bagagem de mão, seja na mochila, na bolsa ou na mala uma pastinha com todos esses documentos listados acima. A gente nunca sabe quando será necessário comprovar alguma coisa.

Deixe o oficial de imigração conduzir a entrevista. Responda apenas o que foi solicitado, sem muitos detalhes. Se ele quiser saber mais detalhes de alguma coisa, tenha certeza absoluta que ele vai te pedir maiores explicações. Se for algo relacionado a tudo que citei nesse post, se você tiver com tudo em mãos, será mais fácil comprovar qualquer coisa.

Fique atento a pegadinha das datas. Vários oficiais de imigração podem tentar abusar do nosso nervosismo. Quando for solicitada alguma informação com relação a datas, responda exatamente a data em números. Por exemplo: Quando você volta ao Brasil? No dia 25 de outubro. É melhor! Na Noruega eu passei por uma situação dessas de datas, que veio a se repetir depois mais uma ou duas vezes em outros países. Por sorte, eu sempre respondi a data exata que iria deixar o país. Na Noruega a oficial pediu: Você fica até quando na Noruega? (Detalhe: lembro até hoje da data exata, pq fiquei traumatizada com a pergunta hahaha) Dia 27 de setembro. Ai ela me perguntou mais algumas coisinhas e novamente: Então você vai embora na terça-feira? Não, vou embora no dia 27 de setembro, segunda-feira. É mais simples e evita dor de cabeça. Vai por mim!

E por fim, se possível, tente manter a calma. É difícil, especialmente nas primeiras viagens, mas se estiver com tudo certo e com os comprovantes em mãos, as chances de dar algo errado são baixíssimas!

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Dicas de Viagem

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Dicas de Viagem
Booking.com
  1. RAFAEL 03/09/2016 | 03:37

    Oi Bruna
    Como voce esta?Espero que bem.
    Tenho umas dúvidas. Eu vou para Portugal a primeira vez que faço uma viagem internacional. Estou reservando apenas os 3 primeiros dias no hotel em Lisboa,depois irei para outros países como Espanha e passar o ano novo na França,preciso já fazer a reserva nesses outros países? Não desejo fazer a reserva pois quero ir conhecendo aos poucos.E tenho muito medo de ser barrado na imigração, por qual país eu entro na Europa? E tenho em torno de 3,500 Euros mais cartões vou ficar uns 13 dias é suficiente? E preciso mais de algum documento, além da passagem de volta e reserva de 3 dias, no hotel em Lisboa?
    Desde já agradeço as informações logo acima.
    Obrigado.

    • Contando as Horas 05/09/2016 | 18:05

      Oi, Rafael

      O recomendado é vc fazer as reservas de hospedagem, pq se alguem te pedir na imigração pra comprovar algo que vc falou, vc vai mostrar o q? Eu sempre levo todas as reservas, tanto de hotel como de trem, onibus ou qualquer outra coisa, acho melhor.

      Vc pode entrar por qualquer país, alguns tem fama de ser mais rigidos do que outros, mas isso não é regra.

  2. JORGE CLAUDIO 07/09/2016 | 17:17

    Olá Bruna!
    Estou indo no final de outubro pra Suíça, ficaremos na Capital na casa da tia de minha esposa. Ou seja, não teremos comprovante de estadia, o que preciso solicitar a tia, para apresentar como comprovante de estadia? Vamos ficar de 27 OUT ATÉ 23 NOV 16, entrada e saída final será Zurich.
    Nesse período, pretendemos ir a outros países, como França, pelo menos 5 dias(tenho Amiga que mora lá a mais de trinta anos, e na casa dela que ficarei), Alicante-Espanha por uns 5 dias (onde ficarei na casa da tia da esposa), Barcelona, Madri, Alemanha, Itália, talvez Noruega e onde mais conseguir e a grana deixar, kkkk.
    É a primeira vez e queremos conhecer o máximo.
    Agradeço desde já a atenção e aguardo seu retorno.
    Abraços…
    Jorge Claudio.

    • Contando as Horas 09/09/2016 | 18:34

      Oi, Jorge

      Infelizmente não sei te dizer o que é necessario para ter a carta convite, nunca fiquei hospedada na casa de outra pessoa, todas as vezes fico em hotel ou apartamento alugado pelo AirBnB.

Deixe o seu comentário...