07.08
2016

Grécia: Informações práticas

Algum fenômeno inexplicável está perto de acontecer!! Depois de sééééculos, finalmente os posts sobre a Grécia (mais especificamente Atenas) vão sair!

Essa viagem a Grécia aconteceu já faz um bom tempo, mas é aquela coisa: antes tarde do que nunca, né!?

SONY DSC

Aproveitando que o assunto do momento são as Olimpíadas aqui no Brasil (e os Jogos Olímpicos foram criados na Grécia!), me empolguei e resolvi que agora era o momento pra colocar essa série de posts no ar. Vamos logo ao que interessa: 

→ Localização

A Grécia está localizada no sul da Europa e quaaaase lá na Ásia. Faz fronteira com a Albânia, Macedônia, Bulgária e Turquia. O país ocupa a ponta da península balcânica, chamada de Península do Peloponeso, cercada pelos mares Jônico, Mediterrâneo e Egeu.

Atenas, a capital da Grécia fica na parte do continente, mas como todo mundo bem sabe, o país tem diversas (muitas mesmo!) ilhas, onde um pouco mais de 200 (apenas) são habitadas.

mapa_grecia

Mapa retirado do site SuaPesquisa.com

→ Visto, Vacinas e Seguro Viagem

A Grécia faz parte da União Européia e do Acordo de Schengen. Brasileiros viajando pra lá a turismo não precisam de visto por até 90 dias. Devido as novas regras do Acordo de Schengen, em vigor desde 2013, a validade do passaporte deve ser superior a 3 meses a partir do momento de saída do Espaço Schengen.

Sobre vacinas, na época que fui, não precisava de nenhuma vacina e pelas pesquisas que fiz agora, continua não existindo nenhuma exigência.

É obrigatório ter um seguro viagem com cobertura de 30 mil euros para poder viajar para a Grécia.

DSC08769

→ Melhor época

Quem quiser aproveitar o verão grego, obviamente deve ir entre os meses de maio até final de setembro, porém esse é o período que o país fica mais lotado de turistas do mundo todo. Como eu fui passar meu aniversário lá, minha viagem aconteceu em novembro, era quase inverno, estava frio, mas nada muito exagerado e as atrações tinham poucos turistas. Achei ótimo!

SONY DSC

→ Como ir até a Grécia

Existem diversas formas de ir até a Grécia, seja de carro, trem, avião, ônibus, ferry ou fazendo um cruzeiro.

Não existem voos direto do Brasil até a Grécia, será necessário fazer conexão em algum país europeu antes de seguir viagem pra lá, como por exemplo, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, entre outros. É possível ir a Atenas ou diretamente a algumas ilhas. Para ver o mapa com as respectivas cias aéras que voam de países europeus até Atenas, é só clicar aqui. E para ver o mapa com os voos de Atenas para as ilhas gregas, clique aqui.

Na época, eu fui de Edimburgo, na Escócia até Atenas com a Easyjet. O tempo de voo era de aproximadamente 4 horas + a diferença de fuso horário. A Easyjet tem um voo por semana partindo de Edimburgo, indo na quarta-feira e voltando no sábado atualmente (mas quando eu fui, esse voo saia na quinta e volta no domingo), mas existem muitas outras opções de cidades na Europa com voos até Atenas.

Mesmo eu tendo voado com uma cia aérea de baixo custo, meu voo chegou no principal aeroporto do país, o Aeroporto Internacional Eleftherios Venizelos (IATA: ATH). Caso pegue um voo com outra cia aérea, é bom ficar atento até qual aeroporto esse voo acontece.

As principais cias aéreas gregas são: Aegean Airlines e Olympic Air.

DSC08771

→ Imigração

Eu cheguei e sai da Grécia através do Aeroporto de Atenas. A imigração foi muito tranquila. Não precisei mostrar nenhum documento, apenas me pediram onde eu estava indo e quanto tempo duraria a viagem.

SONY DSC

→ Chegando em Atenas – Aeroporto 

O principal aeroporto da Grécia é o Aeroporto Internacional Eleftherios Venizelos (IATA: ATH) localizado a 23 km do centro de Atenas. Esse aeroporto tem 2 terminais, é bem moderno e me pareceu bem organizado. Inclusive, não há motivos pra se preocupar com placas e o idioma grego, pois existem placas em inglês também.

Tem internet wifi gratuita por um tempo determinado, na época que fui era de 45 minutos com possibilidade de reconectar por mais 45 minutos.

DSC08859

→ Como ir do aeroporto até o centro de Atenas

Existem 4 formas de ir do aeroporto até o centro de Atenas: ônibus, metro, trem suburbano e táxi (valor é tabelado). Como eu sempre dou preferencia pra andar de metro (e no caso de Atenas, eu já iria usar esse meio de transporte pra me locomover até algumas outras atrações mais afastadas), essa foi a opção que eu escolhi.

DSC08625

Dentro do aeroporto existe uma estação de trem/metro que serve tanto o Athens Metro ou Μετρό Αθήνας como o trem Proastiakos. Tem que cuidar para pegar o meio de transporte certo, pq tanto o metro como o trem suburbano passam na mesma plataforma.

DSC08620

DSC08628

A linha do metro que passa pelo aeroporto é a linha 3 – cor azul e em algum ponto ao longo da sua extensão ela cruza com as outras duas linhas cores vermelha e verde.

DSC08856

Os tickets do metro podem ser comprados no guiche de atendimento ou em máquinas (com versão em inglês). Eu comprei meu ticket nas máquinas e foi super tranquilo. É necessário validar o ticket em umas máquinas amarelinhas ou cinzas que ficam no ticket hall. Se esquecer de validar e o fiscal passar conferindo, leva multa.

DSC08617

DSC08864

Valor da passagem (em julho de 2016) é de 10,00 euros/trecho (na época da minha viagem eu paguei 8,00 euros).

DSC08660

→ Idioma

Como todo mundo sabe, o idioma oficial do país é o grego. O alfabeto grego só é usado lá. E sinceramente? Nem tente entender!

Depois dos Jogos Olímpicos de 2004 que aconteceram em Atenas, o país se preparou melhor para receber os turistas. Eu estive apenas em Atenas e não tive nenhum problema com comunicação. O aeroporto, as estações de metro e as principais atrações tem placas nos dois idiomas.

Uma coisa que eu achei curiosa quando estava em Atenas era de que parecia que eu estava sempre escutando espanhol. A sonoridade dos idiomas são bem parecidas. Inclusive, no tempo que fiz meu intercâmbio na Escócia, tive alguns colegas gregos e muitos colegas espanhóis e pude comprovar essa semelhança sonora. Parece estranho, eu sei. Mas é verdade! Pode reparar!

DSC08742

→ Dinheiro

Até a Grécia adotar o euro (ou ευρώ em grego), em janeiro de 2001, a moeda oficial do país era o Dracma. Uma coisa que chama atenção nessas moedas é que “euro” está escrito tanto no alfabeto latino, como no alfabeto grego. Esses dias tava aqui arrumando algumas coisas e achei duas notas de euro grega. Ai lembrei de comentar esse detalhe.

DSC08813

→ Diferença de fuso horário

A diferença de fuso horário entre Brasil e Grécia é de 6 horas durante os meses de verão na Europa (que vai de final de março até final de outubro) e de 5 horas durante os meses de inverno na Europa.

Muito provavelmente, em qualquer viagem a Grécia, o dia de ida será perdido, devido a essa diferença de fuso horário. Leve isso em consideração!

SONY DSC

→ Tomadas

As tomadas na Grécia seguem o padrão europeu, que são aquelas tomadas com dois pinos redondinhos. Se os seus eletrônicos forem antigos, não será necessário adaptador. Agora se os eletronicos forem para essas novas tomadas brasileiras de 3 pinos, será necessário adaptador.

Eu já escrevi um post sobre esse assunto aqui no blog, se quiser saber mais e ver fotos de todas as tomadas do mundo, é só clicar aqui -> Adaptadores e tomadas pelo mundo.

SONY DSC

→ Os gregos

Sabe aquela fama dos franceses de serem antipáticos e mau educados? Pois bem, ao menos em Atenas, na minha opinião (e em diversas situações que eu vivi), a maioria dos gregos foram super ríspidos, antipáticos e alguns, mau educados. Pouquíssimas pessoas foram simpáticas e solicitas. Achei isso bem estranho!

Não sei se é o momento que o país está passando, não sei se isso é só em Atenas, não sei. Mas no geral, achei eles bem impacientes e muito mau educados.

DSC08770

→ Segurança

Eu viajei a Grécia na época da crise, no dia que cheguei a Atenas estava tendo um mega protesto na frente do Parlamento. A cidade tava meio tensa, mas felizmente, eu não tive nenhum problema.

Claro que como todo e qualquer destino, é sempre bom ficar em alerta, de olho nos pertences. Mas no geral, eu evitei ao máximo ficar ali pelos arredores do Parlamento, pq sempre tinha uma concentração muito grande de pessoas e muitos protestos.

Já nos pontos turísticos, metro e aeroporto, foi bem tranquilo. Eu viajei sozinha pra lá e não tive nenhum problema. Não fui abordada por ninguém, não passei por nenhuma situação que me deixasse desconfortável ou com medo.

Claro que devido aos protestos e ao clima tenso na cidade, eu não ficava até muito tarde na rua. Lá por umas 21:00 – 22:00 no máximo eu já estava de volta ao hotel.

DSC08705

** Reserve seu hotel na Grécia através do site Booking -> clicando aqui. **

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Atenas

Voando com as cias aéreas de baixo custo na Europa

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Atenas, Grécia
Booking.com
Deixe o seu comentário...