06.09
2016

Como tirar a Carteira de Motorista Internacional

Jamais imaginei que algum dia iria precisar fazer a carteira de motorista internacional pra usar em uma viagem a Europa.

Quem já leu meia duzia de posts aqui no blog, já sabe: eu sempre dou preferencia para viajar de transporte publico (ônibus ou trem) na Europa.

e37be2c6-69cc-444e-b478-d22747ccab30

Acontece que, ao começar a planejar o roteiro da primeira parte da próxima viagem, não tivemos muitas opções de transporte para ir até alguns lugares, e alugar um carro acabou se tornando a melhor opção. 

Uma duvida bastante frequente pra quem está com uma viagem marcada para outro país é sobre a necessidade de fazer ou não a Carteira de Motorista Internacional, também chamada de Permissão Internacional para Dirigir (PID) ou International Driving Permit (IDP). Em alguns países a lei é bem explicita e diz que é obrigatório ter a PID, já outros não. Na duvida, achei melhor fazer!

Esse documento nada mais é do que uma tradução da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para vários outros idiomas, como alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, português e russo, para poder ser usada em mais de 130 países.

Por ser apenas uma tradução da CNH, ela não possui uma validade especifica. Na verdade, o que acontece é o seguinte: a PID tem a mesma validade da CNH.

** Importante: Ao alugar um carro no exterior, é necessário ter a CNH e a PID para poder dirigir.

A PID é emitida pelo Departamento Estadual de Transito, o Detran do estado onde você mora. Eu fiz a minha PID aqui em Santa Catarina, então as informações que vou fornecer a seguir são referentes a minha experiência, que aconteceu no dia 01 de agosto de 2016.

No site tem uma lista de documentos exigidos, mas na prática, foi solicitado o seguinte:

– Uma cópia da CNH

– Uma cópia de um comprovante de residência (pode ser conta de luz, água, telefone) expedidas no prazo máximo de 3 meses.

– Os documentos originais também devem ser apresentados.

No site também pedia uma copia da Carteira de Identidade, eu levei, mas a funcionária disse que não era necessário. Na duvida, melhor levar!

Não é necessário levar foto e nem tirar nenhuma foto lá.

Chegando no Detran, tive que preencher um formulário com o meu nome, endereço completo, profissão, documentos (Identidade e CPF), grau de escolaridade, email, telefone e assinar.

A funcionária conferiu os dados com os documentos originais. Ela ficou com as cópias dos nossos documentos. E por fim, emitiu um comprovante de solicitação da PID, que tenho que apresentar na hora de retirar a carteira quando ela estiver pronta.

Ela nos pediu para ir no Banco Popular, que pelo que entendi, faz parte da rede do Banco do Brasil. No dia seguinte, a gente foi até o Banco Popular, só foi necessário fornecer o numero do CPF e o boleto foi emitido. Pagamos o boleto e foi só.  A taxa aqui em Santa Catarina é de 74,20 reais (valor de agosto de 2016).

Depois de feito tudo isso, a funcionária falou que enviariam um email ou ligariam dizendo quando era pra retirar a PID. Não recebemos nada. Então, no dia 24 de agosto eu resolvi passar lá pra ver se já estava pronta e estava. Só precisei apresentar a CNH original pra retirar a PID. Super tranquilo!

Obs. 1: A taxa da PID varia de estado para estado, é recomendado pesquisar no Detran do seu estado qual é o valor atual dessa taxa.

Obs. 2: Em alguns estados também é possível preencher o formulário e emitir o boleto online, diretamente no site do Detran, mas aqui em Santa Catarina a coisa ainda não evoluiu.

Muitos países da Europa a Permissão Internacional para Dirigir não é obrigatória, mas como já ouvi/li casos de pessoas que precisaram apresentar esse documento a policiais, achei mais sensato fazer. Prefiro gastar 74,20 reais com isso, do que me incomodar durante a viagem!

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Dicas de Viagem

Todos os posts sobre Aluguel de Carro

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Aluguel de Carro, Dicas de Viagem
Booking.com
Deixe o seu comentário...