23.09
2016

Medicamentos essenciais para levar em uma viagem

Depois de fazer algumas viagens (onde em algumas eu passei mal), resolvi escrever esse post para compartilhar minhas dicas e experiências.

A primeira vez que passei (muito) mal em uma viagem foi quando estive em Atenas. Eu passei super bem todos os dias e no final da tarde do meu ultimo dia, bem na hora de pegar o metro para ir ao aeroporto, eu quase desmaiei. Fiquei realmente muito mal, com tremedeira, suando frio e muito tonta. O voo até Edimburgo era de 4 horas, mas que parecia 4 meses, não chegava nunca. Graças a Deus não piorei dentro do avião, mas todos esses sintomas viajaram comigo aquele dia. Chegando em Edimburgo, no dia seguinte, levantei pior ainda, dessa vez com vômitos. Pra resumir a história, fiquei quase a semana inteira em casa, sem poder ir pra aula.

A outra vez que passei mal foi na viagem do ano passado, quando estávamos na França. Já era hora de voltar do bate-volta entre Paris e Epernay, quando comecei a me sentir estranha e dentro do trem passei muito mal. Fiquei palida, com tonturas, suando frio e passei a noite como uma rainha (se é que vocês me entendem! ahahha).

E como eu resolvi esses problemas? Simples! Com a minha Farmácia de viagem! 

Eu tenho costume de viajar sempre com uma mala pequena, dessas com tamanho ideal para levar como bagagem de mão, seja essa viagem nacional ou internacional. Pouquíssimas vezes levei mala grande.

Deixo aqui uma dica: leve sempre a sua farmácia de viagem na bagagem de mão (ou pelo menos os medicamentos mais importantes), afinal, a gente nunca sabe quando a bagagem despachada pode ser extraviada, certo?!?!

Importante: medicamentos em forma de comprimido pode ser levados na bagagem de mão sem problemas, assim como medicamentos líquidos até 100ml.

Pra quem viaja com malas maiores que precisam ser despachadas, o ideal é quando chegar no hotel, transferir a farmácia de viagem para a mala e levar na bolsa apenas alguns remédios mais importantes.

No meu caso, independente de fazer uma viagem mais longa ou um bate-volta, eu sempre levo na minha bolsa 3 coisinhas: antialérgico (ebastel), antibiótico (tipo keflex e cipro) e aqueles adesivos tipo band-aid para evitar bolhas e machucados nos pés (clique aqui pra entender do que eu estou falando). Eles vão comigo para todos os lugares, sempre!

Na mala eu carrego alguns outros medicamentos mais por insistência da minha mãe do que por qualquer outro motivo. Eu deveria levar sem ela precisar ficar insistindo, mas é que realmente eu não tenho costume de tomar remédios por qualquer probleminha. Por exemplo, se to com dor de cabeça, eu procuro comer alguma coisa ou até mesmo descansar um pouco, se não passar, ai sim eu tomo um remédio. Mas só se a dor de cabeça for muito forte, quase uma enxaqueca. Não tomo remédio por qualquer dorzinha de cabeça, não. E isso não é só em viagem, é no dia a dia também.

Nessa minha farmácia de viagem que eu deixo na mala, ainda tem: dorflex ou aspirina, dramin, tylenol e buscopan.

Mas se você achar pouco, ainda dá pra levar muito mais coisas, como antissépticos, algodão, gaze, estomazil, engov, colírio, luftal, plasil, soro fisiológico, entre outros.

Dois posts que eu recomendo sobre o assunto e que estão bem completinhos são: Farmacinha de viagem: o que levar, escrito pela Mari Campos do blog Pelo Mundo e Remédios essenciais para levar na viagem, escrito pela Priscila do blog Voali. Ou você pode mandar um comentário aqui no blog, que a minha mãe pode dar todas as dicas, afinal, a farmácia de viagem dela ocupa quase metade da mala! =D

Eu não tomo nenhum remédio controlado de tarja vermelha ou preta, mas quem toma, é bom levar uma quantidade suficiente para o período da viagem, junto com a receita médica.

E claro, não esqueça de fazer um seguro de saúde para viagem, afinal, se a farmácia de viagem não te salvar, você poderá acionar o seguro saúde se necessário consultar um médico ou ir a um hospital.

Posts relacionados:

Todos os post com Dicas de Viagem

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Dicas de Viagem
Booking.com
  1. Fernanda P 27/09/2016 | 08:42

    Oi, Bruna! Sempre bom levar tb saquinhos com sais para reidratação oral (vendidos em farmácia), para vc diluir em agua e tomar em casos de diarreia e vômitos por intoxicação alimentar ( o que parecia ser o seu caso, pelos sintomas…), pq nestas horas é importante não se desidratar! Bjs

    • Contando as Horas 02/10/2016 | 21:02

      Oi, Fernanda

      Verdade! Boa dica! Obrigada pelo comentário e visita aqui no blog. :D

Deixe o seu comentário...