09.10
2016

Rússia: Informações práticas

Organizar uma viagem a Rússia / Россия não é tão simples quanto eu imaginei. Faltam informações em inglês, sites oficiais são quase inexistente, os poucos que existem são em russo, pouquíssimos tem informações em inglês. Na prática, apesar dos pesares, eu achei bem mais fácil vivenciar a Rússia.

Nesse post eu vou compartilhar algumas informações importantes sobre o país, coisas práticas e úteis. Vamos as dicas?!?!?

russia (2)

Antes de ler esse post, eu recomendo ver outros três posts que escrevi pré-viagem: Organizando uma viagem para a RússiaPróxima viagem: Rússia – O maior país do mundo! e Passo a passo para comprar passagem do Sapsan, o trem de alta velocidade da Rússia

→ Localização

A Rússia é o maior país do mundo em área, seu território está espalhado em dois continentes, com uma parte localizada na Europa e outra parte na Ásia. Faz fronteira com 14 países, indo desde a Noruega até a Coréia do Norte. Em resumo, impossível não notar a Rússia ao olhar qualquer mapa.

russia (20)

→ Visto, Vacinas e Seguro Viagem

Uma das duvidas mais frequentes quando a gente começa a organizar uma viagem a Rússia é sobre a necessidade ou não de visto. Desde junho de 2010 brasileiros que viajam a turismo não precisam de visto para entrar na Rússia, apenas é necessário ter um passaporte válido por pelo menos 6 meses. Já quem for a Rússia a trabalho ou para estudar, precisa de um visto especifico.

Não é obrigatório tomar nenhuma vacina para viajar a Rússia. Não foi pedido nenhum comprovante de nenhuma vacina pra nós em momento algum.

Seguro viagem também não é obrigatório, mas é recomendado fazer. Eu sempre fiz e não seria nessa viagem que deixaria de fazer. Imagina precisar ir a um médico ou hospital na Rússia sem falar uma palavra de russo? É bom não arriscar! Nessa viagem eu fiz nossos seguros com a Real Seguros, uma empresa parceira aqui do blog. O seguro para a Rússia é o mesmo que para a Europa. Para fazer uma cotação, é só clicar aqui.

russia (19)

Kremlin de Moscou

→ Melhor época

Tá ai uma pergunta difícil de responder. No nosso caso,  inverno estava fora de cogitação, afinal, é muito frio na Rússia. O verão também estava fora dos nossos planos, pq os teatros Bolshoi e Mariinsky estão em recesso. Com isso, restava apenas a primavera e o outono.

Até antes de comprar a passagem, o outono parecia ser a melhor época para ir a Rússia. Escolhemos a dedo o mês de setembro, achando que seria a melhor opção. Já adianto, o mês de setembro não foi uma boa escolha, por N motivos: as premieres dos ballets que sempre aconteciam nesse mês, esse ano mudaram (algumas foram em junho e outras em outubro), apesar de não ter nenhum feriado ou grande comemoração, esse ano teve um evento de musica na Praça Vermelha bem no final de semana que chegamos em Moscou, imagina a raiva de ver uma arquibancada e um monte de grades delimitando o espaço central da Praça. Apesar dos pesares conseguimos fotografar a praça, mas o espaço estava reduzido.

A primavera também não é uma boa opção, pq dependendo da época as fontes do Peterhof ainda não foram ligadas, assim como existem diversos feriados nacionais com comemorações na Rússia (com arquibancada e bloqueios de praças e avenidas).

Em resumo, a conclusão que eu cheguei foi a seguinte: o jeito é arriscar e se conformar, sempre vai ter alguma coisa “atrapalhando” a viagem.

russia (10)

Praça da Revolução, em Moscou

→ Como ir até a Rússia

Se você não estiver em nenhum dos países que fazem fronteira com a Rússia (e olha que não são poucos), certamente a chegada será feita de avião.

As duas principais cias aéreas da Rússia são: a Aeroflot (a gente voou com eles no trecho de ida, entre Paris e Moscou) e a S7. Além dessa cia aérea, existem outras, como a Transaero, KrasAir, Rossiya, Sky Express e KD Avia, essas duas ultimas são cias aéreas de baixo custo. Para ver o post, é só clicar aqui -> Voando Aeroflot pela primeira vez.

É possível chegar de trem de alta velocidade Allegro, vindo da Finlândia, assim como também é possível chegar de trem ou ônibus vindo dos outros países que fazem fronteira com a Rússia.

russia (18)

Estação de Metro, em Moscou

→ Aeroporto Internacional de Sheremetyevo (IATA: SVO) em Moscou

É considerado o maior aeroporto da Rússia e está localizado no norte de Moscou. É o hub da cia aérea russa Aeroflot, empresa que voamos de Paris até Moscou. O aeroporto fica a 29 km do centro da cidade. Existem diversas formas de ir do aeroporto ao centro de Moscou e vice-versa, como: táxi, ônibus e trem. Nos optamos por pegar o trem AeroExpress. Se quiser saber mais detalhe sobre esse trem, é só clicar aqui: Rússia: Como ir do Aeroporto de Sheremetyevo ao centro de Moscou de trem.

russia (1)

→ Aeroporto de Pulkovo (IATA: LED) em São Petersburgo

É considerado o principal aeroporto de St Petersburgo e é o terceiro aeroporto mais movimentado da Rússia, ficando atras somente do Aeroportos de Sheremetyevo e Domodedovo, em Moscou. Esse aeroporto é o hub da cia aérea Russyia. O aeroporto fica a 23 km ao sul de St Petersburgo. Existem diversas opções pra ir até lá, como: táxi, uber e ônibus (pelo que li, esse ônibus é a melhor opção: Express City Bus 39Ex). Como a gente estava indo embora da Russia, resolvemos contratar uma van através do hotel. Foi a melhor opção, afinal, estávamos em 6 pessoas, cada uma com uma mala tamanho médio e mais uma bagagem de mão.

russia (15)

→ Imigração

Uma das coisas que a gente estava super apreensivo na Rússia era com a imigração. Nem tanto pela nossa viagem em si, a gente apenas iria visitar o país, não tinha intenção de ficar ilegal lá e nem nada do tipo, mas pela falta de informações claras e objetivas na internet.

Em resumo, a nossa experiência foi a seguinte:

Nos chegamos em Moscou de avião, no Aeroporto de Sheremetyevo. O saguão onde fica a imigração é pequeno, desorganizado e dividido em duas partes: uma parte para os cidadãos russos e outra parte para todos os outros visitantes. Como a gente é acostumado a ver em outros aeroportos da Europa, na Rússia a fila para a imigração não é unica. Então por exemplo, existem 10 guiches funcionando, cada guiche tem uma fila. Essas filas se misturam, sao confusas, as pessoas sempre tentam dar um jeito de furar a fila, em resumo, é tudo bagunçado. E quando um guiche resolve fechar do nada? Vira uma loucura total!

A imigração é feita de forma individual, ou seja, uma pessoa por vez se dirige ao guiche quando uma luz verde ascender indicando que você foi chamado. Antes disso não adianta ir lá, pq eles mandam você voltar pra fila (aconteceu isso com o Raul). Ninguém fala inglês direito e o pouco que eles falam é apenas pra dizer que você precisa apresentar o passaporte e a passagem do voo que você acabou de chegar. Ai é só esperar o Oficial de Imigração scanear o passaporte, preencher o formulário  e entregar o nosso comprovante do cartão de imigração, que deve ser guardado até o final da viagem. Ninguém pediu comprovante de reserva de hotel, nem passagem de volta, nem nada do tipo. No geral, achei a imigração bem simples e sem enrolação.

russia (17)

Mosteiro de Sergiev Posad, o Vaticano Russo, em Sergiev Posad

→ Cartão de Imigração ou Migration Card

Todas as pessoas que viajam a Rússia recebem o Cartão de Imigração. Esse cartão é composto de duas partes:

Parte 1: referente a entrada em território russo.

Parte 2: referente a saída do território russo.

A parte 1 fica com o oficial de imigração e a parte 2 fica com nós.

Esse Cartão de Imigração (parte 2) é entregue na hora que estamos fazendo a imigração. Esse cartão precisa ser muito bem guardado, leve sempre junto com o passaporte, pois precisará ser devolvido na hora de deixar o país.

Obs.: Quem perder ou não apresentar esse cartão de imigração na hora de deixar o país, alem de se explicar, vai ter que pagar uma multa de 5000 rublos (250,00 reais).

russia (12)

→ Registro no Hotel

Todas as pessoas que vão permanecer na Rússia por mais de 7 dias precisarão ser registrados pelo hotel junto as autoridades locais, o Federal Migration Service. Esse registro é bem simples de conseguir. Ao chegar no hotel, na hora do check-in, a funcionaria vai pedir o Passaporte e o Cartão de Imigração pra tirar xerox. Aguarde até esse procedimento ficar pronto, afinal, não é interessante deixar esses dois documentos nas mãos de outra pessoa, eles podem ser extraviados. Em resumo é só isso. Não há necessidade de preencher nada, nem de assinar nada. O hotel resolve tudo pra gente tendo em mãos a copia do nosso passaporte e cartão de imigração. Super tranquilo!

Vale ficar atento que alguns hotéis cobram pra fazer esse registro, outros não. Verifique com o hotel em que deseja se hospedar como é a politica deles pra esse assunto.

Em todos os hotéis que nos hospedamos nessa ultima viagem, o único hotel que cobrou uma taxa pra fazer esse registro foi o Hotel W St Peterburgo e o valor foi de 450 rublos (22,50 reais).

russia (14)

Museu Hermitage, em St Petersburgo

→ Idioma

Como todo mundo sabe, o russo (русский ou russkii) é o idioma oficial do país. Na prática, praticamente ninguém fala inglês, nem mesmo em atrações turisticas, nos guiches do metro ou qualquer outro lugar. Na verdade, apenas no hotel, em restaurantes e bares de hotéis e em restaurantes internacionais que fomos, encontramos pessoas que sabiam o minimo de inglês. Alguns lugares super turísticos tem placa em russo e em inglês, mas não são em todos.

Quase todos os blogs que li falavam pra decorar o alfabeto russo, que fica mais fácil se virar. Pode até ser, mas eu não decorei o alfabeto e no geral, não tive grandes problemas.

Eu baixei no celular um aplicativo com as principais frases e palavras que um turista precisa pra se virar na Rússia, então qualquer coisa era só mostrar o celular (pura precaução).

russia (22)

Catedral do Sangue Derramado, em St Petersburgo

→ Dinheiro: Moeda oficial e Qual a melhor moeda pra levar a Rússia?

A moeda oficial da Rússia é o Rublo ou em russo Pубль, abreviado de RUB ou руб. Vale dizer que é a única moeda aceita em qualquer estabelecimento em toda a Rússia. Não adianta chegar em um hotel, restaurante, loja ou qualquer outro lugar com dólar, euro ou libra, por exemplo, que não será aceito. Por lei, é obrigatório fazer qualquer pagamento em território russo em rublos, qualquer outra moeda é proibido. Nem adianta tentar, pq ninguém aceita.

É dificil conseguir comprar rublos aqui no Brasil, com isso, qual moeda é melhor levar para a Rússia? As duas moedas mais indicadas são o dólar e o euro. Qualquer outra moeda é difícil achar lugares que façam essa troca.

Nós optamos por levar dólar e foi bem fácil encontrar casas de cambio pra trocar dinheiro. Também é possível trocar dinheiro nos bancos ou em ATM. Importante: leve apenas notas de dólar recentes e de preferencia de 100,00 dólares, notas menores são bem difíceis de serem aceitas pelas casas de cambio.

Os cartões de crédito visa e mastercard são bem aceitos. Usamos pouco o cartão de crédito, mas sempre que usamos, ambos funcionaram bem. Não tivemos nenhum problema.

O rublo está passando pelo mesmo problema que o real, está muito desvalorizado. Está mais desvalorizado que o real, então imagine! Apesar disso, não se engane, a Rússia não é um país barato. Pode ser mais barato que viajar ao Reino Unido, Suíça, Países Nórdicos, por exemplo, mas está muito longe de ser uma pechincha.

Agora em setembro de 2016, a conversão era a seguinte:

1 real = 20 rublos.

1 dólar = 62 a 65 rublos (valores encontrados nas casas de cambio).

1 euro = 70 a 73 rublos (valores encontrados nas casas de cambio).

Se caso sobrar rublos, tente gastar tudo no Free Shop no aeroporto. Nós tínhamos uns 20 mil rublos ainda, gastamos tudo que deu e ainda sobrou uns 2 mil rublos. Não conseguimos trocar, então, trouxemos essas notas de recordação pra casa! haha :D

russia (6)

→ Gorjetas

Nos dois lugares onde já morei, no Brasil e no Reino Unido, não é comum deixar gorjeta em lugar nenhum. O mesmo não acontece na Rússia. Em restaurantes é comum deixar uns 10% do valor total como gorjeta pra o garçom. Mas só deixe se for bem atendido. Nós quase sempre deixamos por volta de 10%, algumas vezes um pouco menos (pra arredondar a conta), outras vezes um pouco mais (pra arredondar a conta também). Acho que teve umas duas ou três vezes que não deixamos gorjeta.

russia (21)

Palácio de Peterhof

→ Diferença de fuso horário

A Rússia tem 11 fusos horários, portanto, dependendo pra onde será a viagem, é importante ficar atento a diferença de fuso horário.

Quando viajamos em setembro, a diferença de fuso horário era de 6 horas na região onde estão localizados Moscou e St Peterburgo, ou seja, na Rússia eram 6 horas a mais que no Brasil. Quem estiver na Europa, a diferença de fuso horário é de apenas 1 hora a mais na Rússia e se estiver no UK e em Portugal, a diferença de fuso horário é de 2 horas a mais na Rússia.

Em setembro o sol nasce por volta das 06:30 e o por do sol acontece por volta das 19:00.

russia (23)

Palácio de Catarina

→ Tomadas e Adaptadores

Uma boa notícia! Se você tem eletrônicos com as tomadas antigas aqui do Brasil, aquelas de dois pinos redondinhos, você não precisará de adaptador de tomadas na Rússia. Minha chapinha de cabelo e celular tem essa configuração, portanto, nunca precisei de adaptador pra usar/carregar eles. Já os carregadores das minhas máquinas fotográficas tem aqueles dois pinos finos e quadradinhos, portanto, sempre precisei usar adaptador.

russia (13)

→ Chip de celular

As empresas de celular mais populares na Rússia são: a MTC (maior operadora de telefonia da Rússia) e a Megafon (segunda maior operadora de telefonia da Rússia). Existem outras como a Beeline, Tele2, Yota, Alt Telecom, Euroset, Svyaznoy, entre outras, mas a MTC (cor vermelha e branca) e a Megafon (cor verde e branca) são as mais faceis de serem encontradas, tem por todo o lugar.

russia (9)

Megafon

A gente ia comprar os nossos chips de celular na Megafon, no aeroporto de Sheremetyevo, mas a máquina de cartão de crédito não estava funcionando. Com isso, no outro dia, quando estávamos voltando pro hotel, passamos em um shopping localizado em frente a saída do metro na Praça da Revolução (Площадь Революции ou Ploshchad Revolyutsii), praticamente em frente ao Portão da Ressurreição, que dá acesso a Praça Vermelha e ali vimos uma loja da MTC (tá vendo a Prefeitura de Moscou no reflexo da porta da MTC?).

russia (11)

MTC

Por incrível que pareça, a atendente falava inglês super bem e conseguiu nos auxiliar a escolher o plano ideal pra nossa situação.

A MTC tem um plano perfeito pra quem vai ficar até 15 dias na Rússia e vai passar pelas cidades de Moscou e St Petersburgo, chamado de Smart. Nem sei quantos sms e minutos a gente tinha direito, mas quando ela disse que a internet era ilimitada por 15 dias, nem pensamos duas vezes e pegamos esse plano mesmo.

russia (5)

Pra conseguir comprar um chip de celular na Rússia, é necessário ter em mãos o passaporte apenas. A funcionária faz um contrato rápido e a gente só tem que assinar. Ai é só colocar o chip no celular, fazer alguns procedimentos (a funcionária nos auxiliou, pq vem tudo escrito em russo) e logo o celular começa a funcionar.

russia (3)

Plano Smart, o primeiro plano que aparece, tá rapiscado em vermelho!

Esse chip funcionou bem todos os dias que estivemos na Rússia. A conexão era excelente, era tão rápida, que dava pra atualizar os aplicativos do celular em questão de segundos, carregar fotos no instagram / facebook, ver emails, enfim, dava pra fazer tudo simultaneamente que a internet não ficava lenta. Recomendo muito!

russia (4)

Ai vc deve tá perguntando o preço desse chip de celular, certo? Nós compramos 5 chips e todos eles custaram 900,00 rublos (45,00 reais). Super barato!

→ Táxi x Uber

Um dos assuntos que mais estava nos preocupando na Russia era a questão de ter que pegar um táxi. A maioria dos relatos que li na internet diziam que ninguém falava inglês, que ninguém entendia o nome dos hotéis e coisas do tipo.

Na prática, todos os taxistas que pegamos (foram poucos, uns 2 ou 3) falavam inglês básico, aquele inglês necessário pra profissão deles. Todos conheciam os hotéis onde a gente estava hospedados, apenas em St Petersburgo precisamos confirmar o nome do hotel com o nome da rua, mas foi só lá mesmo.

russia (7)

Quanto ao Uber, recomendo MUITO. A melhor coisa que fizemos durante essa viagem foi usar o Uber quando necessário. O Uber funciona muito bem em todos os lugares que fomos na Rússia. É bem verdade que quase nenhum dos motoristas falava inglês (pegamos só dois que falavam um pouco de inglês), mas como a gente já resolve tudo pelo aplicativo, não há necessidade de falar uma palavra com o motorista.

Baixe o aplicativo do Uber no celular, configure tudo que for necessário, pq certamente vai ser uma boa opção durante uma viagem a Rússia.

russia (8)

Sem falar que o preço de uma corrida de Uber é infinitamente mais barata que a corrida do táxi. Só pra ter uma ideia, pra ir da Praça Vermelha até a Loja da Uniqlo, a corrida de Uber deu 189 rublos (9,45 reais) e a corrida de táxi 1500 rublos (75,00 reais).

→ Aplicativos para o celular

Quem estiver indo a Russia, eu recomendo baixar no celular 7 aplicativos. Eu baixei vários, mas esses foram os que eu mais usei e gostei.

AeroExpress é o aplicativo do trem que faz o percurso entre o Aeroporto de Sheremetyevo até o centro de Moscou. É legal ter pra ver o horário dos próximos trens e se tem algum atraso.

Rail Russia é o aplicativo das ferrovias russas, ideal pra pesquisar os horários dos trens caso vá fazer algum bate volta a partir de Moscou ou St Petersburgo.

Phrasebook Russian é um aplicativo com palavras e frases uteis pra turistas visitando a Rússia.

Moscow tem mapa da cidade e mapa do metro que funcionam offline. Esse foi o aplicativo que mais usei.

Moscow (M vermelho) só tem o mapa do metro, tem o nome das estações escrito em inglês e russo. Esse foi outro aplicativo que usei bastante.

St Petersburg City Walks tem mapa e informações sobre as atrações. Não usei tanto, mas se precisava consultar algo rápido, ele foi bastante útil.

iGinza é o aplicativo de uma rede de restaurantes da Rússia. Os melhores restaurantes fazem parte desse grupo e apesar do aplicativo ser todo em russo, dá pra ver o nome, endereço e as opções dos restaurantes que estão próximos de onde você estiver.

IMG_0941

→ Os russos

Tá ai um tópico difícil de escrever: como são os russos. No geral eu achei eles bem misteriosos, bem fechados e sérios. A maioria dão a impressão (ou são mesmo) mal educados e nada simpáticos, poucos são pacientes e simpáticos. Se vc tentar falar qualquer palavra em russo, tipo um oi, por favor, obrigado, sei lá, qualquer coisa desse tipo, eles melhoram um pouco o humor, digo isso por experiência própria.

russia (24)

Palácio de Constantino, em Strelna

→ Segurança

Uma das coisas que a gente estava mais apreensivo toda vez que falávamos em viajar pra Rússia era com a questão da segurança. Olha, o que posso dizer sobre esse assunto é o seguinte: não se preocupe com isso, sério mesmo. A Rússia, apesar de ser um país de terceiro mundo como nós, é bem segura.

Moscou é mega segura. Vi policiais por todas as partes, desde lugares mega turísticos como a Praça Vermelha, até regiões menos turísticas por onde passamos. Não vi ninguém atoa parado nas estações, atrações turísticas ou qualquer outro lugar. Não senti medo em nenhum momento, fosse de dia ou a noite em qualquer parte da cidade.

Já em São Petersburgo a coisa mudou um pouco de figura. A cidade é super segura também, mas vimos mais gente atoa nas estações de trem, metro e atrações turísticas. Vimos mendigos perto de estações e em parques também.

No geral, achei a Rússia tão segura quanto a Inglaterra, a Escócia, a Suíça ou qualquer outro país europeu que já conheci. Inclusive, cheguei a ficar me perguntando quando São Paulo, Rio de Janeiro ou quaisquer outras grandes cidades turísticas do Brasil vão ser assim tão seguras quanto essas cidades da Rússia que visitamos.

russia (25)

Jardins do Palácio de Constantino, em Strelna

→ Outras informações

Sempre ande com o passaporte original e a cópia do cartão de imigração. É obrigatório. Dizem que policiais podem parar pra verificar esses documentos. Felizmente não passamos por essa experiência, mas na duvida, sempre carregamos pra cima e pra baixo esses documentos com a gente, o tempo todo.

** Precisando de hotel na Rússia? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Rússia

Todos os posts sobre Moscou

Todos os posts sobre São Petersburgo

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Moscou, Peterhof, Rússia, Sergiev Posad, St Petersburgo, Strelna, Tsarskoye Selo
Booking.com
  1. Angela 09/10/2016 | 17:41

    Olá Bruna!
    Adoro o seu blog, é o melhor! Você explica tudo de forma bem detalhada e clara. Há informações muito importantes para o dia a dia, de caráter prático, que outros sites não explicam.
    Ainda não consegui ler tudo, tem bastante informação.
    Além disso, é educada e atenciosa.
    Você fez a viagem dos meus sonhos: para Moscou e São Petersburgo. Outra que adorei porque quero muito conhecer, foram as cidades mineiras, viajando sozinha e de ônibus.
    Você explicou que usaram pouco o cartão de crédito e até sobrou dinheiro que gastaram no free shop.
    Quanto em dinheiro é permitido entrar no pais, por pessoa?
    E se for possível dizer, quanto mais ou menos se gasta durante uma semana em Moscou e mais uma em São Petersburgo, incluindo passeios e tudo e, excluindo o gasto com hotel.
    Abraços!
    Angela

    • Contando as Horas 17/10/2016 | 00:30

      Oi, Angela

      Muito obrigada pelas palavras.. Fiquei bem feliz! :D

      Sabe que eu não cheguei a pesquisar isso? Mas a gnt se baseou no valor permitido pra deixar o Brasil e dividimos um determinado valor por 6 pessoas (estavamos em 6 pessoas no total), caso fossemos questionados sobre isso.

      Humm.. Com comida e passeios, eu reservaria ao menos uns 1500,00 a 2000,00 reais, mas isso depende muito do tipo de restaurante que vc vai. Pratos de massa, por exemplo, sao bem mais baratos do que qualquer prato com carne (a carne é super cara lá). Os passeios nao sao tao caros, a maioria e com valor simbolico.. Museus e palácios mais famosos sao mais caros, por volta de uns 20,00 dolares cada visita.

  2. Claudia D.H 14/10/2016 | 01:27

    Que incrível este post, fiquei com muita vontade de conhecer a Rússia

    Valeu por todas estas dicas

    • Contando as Horas 17/10/2016 | 00:33

      Oi, Claudia

      Se puder, vá o quanto antes. Nos ficamos muito impressionados com tudo que vimos la, especialmente em Moscou. Moscou é sensacional! Não perde em nada pra Roma, Paris ou Londres, por exemplo.

      Obrigada pela visita aqui no blog! :D

  3. Diógenes 13/11/2016 | 02:16

    Bruna, quase comprei passagem (por impulso) para Moscou para abril/2017. Viagem pela Turkish Airlines para o aeroporto Vnukovo (VKO). O preço POA-VKO tava muito bom (em torno de R$1900 ida e volta). O Melhores Destinos divulgou essa promoção. Enfim, “perdi” a chance. Na verdade, não comprei porque tenho outras prioridades. Li todos os posts sobre sua viagem e fiquei curioso para ver aquelas cúpulas coloridas ao vivo. Parabéns pelas informações disponibilizadas aqui no blog.

    Obs: na imigração não dá para passar a família junta, no mesmo guichê?

    • Contando as Horas 16/11/2016 | 00:32

      Oi, Diógenes

      Uau, realmente, esse preço tava suuuper barato mesmo! Não vi essa promoção!

      Não, não dá. Tem que ser um por vez. Acende uma luz verde que indica que vc pode ir. Se for mais pessoas junto, eles mandam voltar. Nem adianta tentar. Ficam falando um monte de coisa em russo e vc vai ficar com uma cara de paisagem, sem entender nada.

      Obrigada pelo comentário e visita aqui no blog! :D

  4. MARCOS CASTRO 06/12/2016 | 09:42

    Bom dia amigos do contandoashoras!

    Posso dizer que vocês estão de parabéns pelo posts, muito bem detalhado e explicado, muito bom mesmo, estou muito feliz pelos detalhes.
    Nunca viajei para fora do Brasil, e estou pretendendo ir a Russia na Copa de 2018, passar uns 10 dias.
    Estou fazendo pesquisas na internet, e de todos que vi, vocês são os melhores.
    Estou tentando aprender o alfabeto russo rsrs.

    Atenciosamente,

    Marcos Castro

    • Contando as Horas 08/12/2016 | 19:35

      Oi, Marcos

      Ah é??? hahaha Eu desisti de aprender o alfabeto russo, é muito complexo. Algumas palavras aprendi por osmoze, de tanto que vi enquanto organizava essa viagem. Algumas letras tbm acabei decorando meio sem querer, mas não sei o alfabeto todo não.

      Que bom que gostou dos posts, ficamos felizes! Tomara que de certo essa tua viagem a Rússia. Eu adorei essa viagem, especialmente Moscou, que achei sensacional.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

      Ah, e fica de olho, que nos próximos meses vem mais posts sobre essa viagem, eu ainda não publiquei nem metade de tudo o que fizemos lá em 16 dias.

  5. Alessandro 23/01/2017 | 22:10

    Olá, gostei muito sobre as explicações de você. Só queria fazer um pedido se não for muito encomodo, será que você não quer vender os rublos que você disse que sobrou não ?, eu estou com uma viagem programada para a Rússia é séria ótimo sair do Brasil já com uns rublos

    • Contando as Horas 27/01/2017 | 22:14

      Oi, Alexandre

      Nem sei que fim meu pai deu nesses rublos, mas vou perguntar. Qualquer coisa me manda um email, podemos conversar.

  6. Anne Caroline 26/03/2017 | 20:43

    Olá, adorei este post, confesso que quando li os anteriores fiquei com receio da viagem não ser como esperado. Afinal, achou que valeu a pena apesar das dificuldades encontradas? Estou cogitando a hipótese de ir para Saint Petersburgo e Moscou no mês de outubro, mas confesso que a língua me assusta um pouco. Tem indicação de hotéis nestas cidades? Apesar da passagem área não ser tão barata, você considera que esta seja uma viagem barata comparada as grandes cidades turísticas como Paris e Amsterdam? Ano passado viajei para alguns países europeus e confesso que o único lugar relativamente barato que encontrei foi em Praga. Parabéns pelo site e pelos comentários abundantes de informações. Abç.

  7. George Alberto Gassenferth 13/04/2017 | 16:49

    Boa tarde Bruna!

    Também sou catarinense, de Joinville. Estamos programando (minha esposa, filha e eu) para irmos a Russia no inicio do próximo ano, mesmo sendo inverno lá, pois é o período que podemos sair em função das atividades profissionais. Gostei muito das informações e dicas passadas, as quais nos ajudarão muito. Parabéns pelos post.

    • Contando as Horas 13/04/2017 | 19:54

      Oi, George

      Ah é? Que legal!! Estive no final de semana passado ai pertinho, em Pomerode.

      Obrigada pela visita aqui no blog! Se precisar de qualquer ajuda, é só me escrever.

  8. Waldir da Cunha Ramos Neto 15/05/2017 | 10:54

    Olá bom dia Bruna
    Muito boas suas dicas,

    Sei ler em russo e falar o basicão, estou me preparando para ir ano que vem mas bastante inseguro com a questão da moeda local. A gente não consegue comprar rublos no Brasil pelo visto, certo? Estou tentando descobrir que é fácil chegar no aeroporto Sheremetyevo ou outro e encontrar casas de câmbio para comprar rublos lá… Farei conexão em Lisboa mas não consegui descobrir se vendem rublos no aeroporto de Lisboa. Pode me ajudar? obrigado, parabéns pelo blog, excelente

    Waldir

    • Contando as Horas 15/05/2017 | 22:56

      Oi, Waldir

      Acho que não tem como comprar aqui no Brasil, não. Nunca ouvi ninguem falar que comprou.

      No aeroporto tem casa de cambio sim, no centro das cidades tbm tem varios lugares. Não se preocupe com isso, sério mesmo.

      Obrigada pela visita aqui no blog.

Deixe o seu comentário...