26.10
2016

Moscou: Um dia na Praça Vermelha

A Praça mais famosa do mundo fica em Moscou, a Praça Vermelha. Impossível chegar ali e não pensar: UAU! Sem duvida alguma, essa é uma das praças mais bonitas que já conheci até então.

Ficamos 7 dias em Moscou e somente no segundo dia colocamos nossos pés na Praça Vermelha. Não foi fácil avistar de longe as torres do Kremlin, as cúpulas da Catedral de São Basílio, mas a gente resistiu. Obviamente que depois da primeira visita, voltamos muitas outras vezes. É realmente impossível não ficar impressionado com esse lugar!

DSC_2536

Se você estiver montando um roteiro de viagem para Moscou, eu sugiro reservar um dia inteirinho pra ficar na Praça Vermelha. Ali estão diversas atrações, e inclusive, eu chegaria a dizer que elas são as mais imperdíveis da cidade. 

Na Praça Vermelha (Красная площадь / Krasnaya ploshchad) é onde ficam o Portão da Ressurreição, a Capela Ibérica, Museu Estatal de História Nacional, o Kremlin de Moscou, Mausoléu de Lênin, a Catedral de São Basílio, Loja de Departamento GUM, a Catedral de Kazan e a Prefeitura de Moscou. E ali do ladinho também fica o Jardim de Alexandre, local onde está localizado a Tumba do Soldado Desconhecido.

DSC_3596

Nesse post eu vou falar tudo o que você precisa saber sobre todas essas atrações. Preparados? Esse post vai ser looooongoooo.

DSC_2583

Praça da Revolução, Portão da Ressurreição e Museu Estatal de História Natural

2016-09-18 04.59.54

Prefeitura de Moscou

Existem diversas formas de entrar na Praça Vermelha, mas sem duvida alguma, a mais bonita é atravessar o Portão da Ressurreição (Воскресенские ворота), localizado literalmente entre a Prefeitura de Moscou e o Museu Estatal de História Nacional. Junto a esse portão ficam duas outras atrações: a Capela Ibérica (часовня иберийский), uma capelinha minuscula com cúpula azul (que pelo que deu pra ver ainda está em funcionamento, vi diversas pessoas entrando e saindo de lá) e bem em frente, o marco zero de todas as estradas da Rússia.

DSC_2585

DSC_2589

Depois de atravessas os portões, seus olhos vão como imã em direção a Catedral de São Basílio, mas tenha paciência, pq ao lado direito tem uma outra construção muito bonita, o Museu Estatal de História Natural (Государственный Исторический музей ou Gosudarstvenny Istoricheskiy Muzyey). Essa foi a unica atração da Praça Vermelha que não visitamos. Pelas poucas informações que encontrei na internet, o que está em exibição não nos interessou muito. Mas caso queira ir lá conferir, o acervo é gigantesco, com exibição de objetos pertencentes as primeiras tribos que habitaram o país, até objetos pertencentes aos Czares Russos.

DSC_2344

DSC_3597

2016-09-17 12.27.58

Praticamente em frente fica o Mausoléu de Lênin (Мавзолей Ленина ou Mavzolei Lenina), local onde está em exibição o corpo embalsamado de Vladimir Lenin, o fundador da União das Republicas Socialistas Soviéticas (URSS). É possível visitar, mas exige paciência, pois a gente fica mais tempo na fila do que lá dentro do mausoléu. O mausoléu abre somente terça, quarta, quinta e sábado, das 10:00 as 13:00 e a entrada é gratuita. Se não quiser perder muito tempo na fila, chegue com pelo menos 30 minutos de antecedência, as filas vão ser inexistentes ou muito pequenas ainda. Nós chegamos exatamente as 09:35 e fomos os primeiros da fila.

DSC_2599

Pra entrar no mausoléu é necessário passar por um controle de segurança e abrir a bolsa ou mochila para os guardas inspecionarem. Eu tinha lido na internet que não era possivel entrar lá com bolsas ou mochilas, mas eu perguntei aos guardinhas e eles falaram que podia entrar com elas sem problemas.

2016-09-14 04.04.24

No trajetinho entre o controle de segurança e a entrada do mausoléu, é onde fica a Necrópole da Muralha do Kremlin (Некро поль у Кремлёвской стены), local onde estão enterrados lideres soviéticos e personalidades russas, como por exemplo, Stalin, Yuri Gagarin (cosmonauta russo), entre outros. A gente não sabia bem ao certo se dava ou não pra fotografar nessa área, mas arriscamos. E deu tudo certo. Ali é possivel fotografar sem problema algum.

2016-09-14 04.04.38

Em compensação, ao entrar no mausoléu, guarde a câmera e o celular. É proibido filmar, fotografar e até mesmo falar lá dentro. Existe um guarda a cada dois passos que a gente dá e eles estão atentos a tudo. A visita é rapidíssima, acho que levamos menos de 2 minutos. O que a gente vê é o corpo de Vladimir Lenin deitado, em excelente estado de conservação. Essa manutenção do corpo em perfeito estado só foi possivel, devido a uma técnica especial desenvolvida por cientistas soviéticos, aliados a um controle rígido da temperatura e umidade interna do mausoléu.

2016-09-14 04.05.27

A próxima etapa do passeio é conhecer o Kremlin de Moscou (Моско вский Кремль ou Moskovskiy Kreml), um dos maiores símbolos da capital da Rússia. Antigamente essa fortaleza servia de proteção para a cidade, mas hoje em dia é a sede do governo e residencia oficial do Presidente da Rússia. Basicamente o Kremlin é formado por vários palácios, catedrais, museus, torres, um jardim e uma muralha.

DSC_2607

Quem tiver interesse em conhecer melhor o Kremlin, é possível visitar. E o melhor de tudo, os ingressos estão a venda pela internet e são bem fáceis de serem comprados. Apesar de ser um local gigante, turistas só podem conhecer algumas atrações, como: o Palácio do Arsenal, local onde está o Museu do Arsenal e o Complexo das Catedrais (formado por 4 igrejas). Todas todos os demais edifícios podem ser apenas fotografados por fora.

DSC_2359

Quem comprar os tickets pela internet, deve se dirigir ao Centro de Informações localizado dentro do Jardim de Alexandre. Ali é necessário trocar o voucher enviado por email pelos tickets (a gente recebe 2 tickets, um para o museu e outro para o complexo das igrejas). Se tiver com mochilas, é necessário deixá-las em um guarda volumes localizado em um outro local ali perto.

Depois de fazer tudo isso, siga até a ultima torre das muralhas do Kremlin que estão voltadas para o Jardim de Alexandre, é por essa torre que é feita a entrada no Kremlin. Antes de entrar no Kremlin propriamente dito, é necessário passar por um controle de segurança e os guardinhas revistam as bolsas. Importante: Compre os ingressos exatamente pro horário que você pensa em realmente visitar o Kremlin, os guardinhas não deixam você entrar antes ou depois daquele horário.

DSC_2362

Logo ao entrar no Kremlin a gente passa pelo primeiro controle de ticket, que é referente a visita ao Palácio do Arsenal, local onde está localizado o Museu do Arsenal (Оружейная палата ou Kremlin Armoury). Esse é o museu oficial do Kremlin, onde é possivel parte do gigantesco acervo de valor incalculável.

DSC_2365

Ele tem dois andares, um andar é totalmente dedicado a objetos de decoração, como: a maior coleção de pratarias do mundo, alguns exemplos originais de Ovos Fabergé, louças de porcelana, armarias, alem de peças vindas de diversas igrejas (ícones, bíblias, entre outros objetos). Já no ouro andar, o mais legal na minha opinião, é onde estão em exibição os tronos, as coroas e as roupas dos Czares e Czarinas. Tem uma ala voltada especificamente para as carruagens dos Czares, desde as mais simples construídas de madeira até as totalmente enfeitadas com ouro. A visita leva mais ou menos umas 2 horas e a gente sai de la embasbacado depois de ver tanta coisa bonita.

2016-09-13 04.28.30

2016-09-13 04.21.53

Antes de sair desse museu, é possivel visitar uma exposição especial chamada de Fundo de Diamantes do Estado. Ali estão em exibição diversas jóias e objetos feitos de diamante e de outras pedras preciosas, como Rubi, Esmeralda, Ouro, entre outros pertencentes aos Czares e Czarinas Russos. É ali onde está em exibição o Diamante Orlov, de 300 quilates, uma das maiores pedras de diamantes já lapidadas do mundo! Esse diamante enfeita o cetro que era usado por Catarina, a Grande. É impressionante! O ingresso para visitar essa exposição é pago ali na hora e a visita é rapidinha, não leva mais do que uns 40 minutos. Tem que passar por outro controle de segurança e os guardinhas também revistam as bolsas. É proibido fotografar e filmar, nem tente, pq a sala é cheia de seguranças que ficam conferindo tudo atentamente. A gente não sabia se devia ir ou não, mas no final das contas, valeu muito a pena! Tenho certeza absoluta que você jamais viu (ou verá) jóias tão bonitas como aquelas!

2016-09-13 05.27.14

2016-09-13 04.56.59

E por fim, você sairá nas lojinhas de souvenirs do Kremlin. A lojinha tem bastante coisa, mas esperava mais. Acabei comprando apenas alguns imãs de geladeira em formato de Matrioskas.

Continuando a visita no Kremlin, é hora de passar pelo 2 controle de tickets. Quem tiver comprado o ticket pra visitar o Complexo das Catedrais, além de poder visitar internamente as 4 igrejas, terá acesso a todas as demais áreas do Kremlin.

DSC_2420

Essa parte da visita começou na Praça das Catedrais (Соборная площадь ou Sobornaya ploshchad), local onde estão localizadas as 4 igrejas do Kremlin e o Campanário de Ivan. Essa praça tem uma importância histórica muito grande, afinal, era onde aconteciam as coroações e cortejos fúnebres dos Czares Russos e dos Patriarcas da Igreja Ortodoxa Russa. Atualmente é onde acontecem os discursos de posse do Presidente da Rússia.

DSC_2431

Importante: A Igreja Ortodoxa Russa exige que mulheres usem um lenço na cabeça, em sinal de respeito. Se você não estiver usando um, ninguém vai implicar ou proibir a entrada, mas não custa nada levar um lenço na bolsa e colocar na cabeça quando estiver visitando essas igrejas. Afinal, não é nada legal ver as russas olhando para as turistas mulheres com cara feia. É a tradição, então respeite!

DSC_2445

A primeira igreja que visitamos foi a Catedral da Anunciação (Благовещенский собор ou Blagovéschenski Sobor ou Annunciation Cathedral) construída durante o século 15, essa igreja ortodoxa russa é dedicada a Anunciação de Maria. Essa igreja era usada para confissões, casamentos e batizados da família imperial russa. É fácil de identificar, ela tem 9 cúpulas douradas, sendo que 8 são cúpulas pequenas e apenas uma é maiorzinha.

DSC_2377

DSC_2381

DSC_2386

DSC_2387

Bem em frente fica outra igreja, a Catedral do Arcanjo São Miguel (Архангельский собор ou Arkhangelsky Sobor ou Archangel Cathedral), construída durante o século 16 em homenagem ao Arcanjo Miguel, ela é considerada a maior igreja do Kremlin. É onde estão enterrados vários Czares russos, indo desde Ivan I até Pedro II, é ali onde está enterrado inclusive, Ivan, o Terrível. Ela é facilmente identificada, tem 4 cúpulas cinzas menores e um cúpula dourada maior no centro.

DSC_2370

DSC_2391

DSC_2433

DSC_2396

Do lado dessa igreja fica o Campanário de Ivan (Колокольня Ивана ou Kolokolya Ivana) construído durante o século 17, essa é a construção mais alta do Kremlin, medindo 81 metros de altura. Atualmente não dá pra visitar, mas dá pra ver que tem uma chama eterna sempre acendida.

DSC_2383

DSC_2384

E ali do lado é onde fica o Sino dos Czares (Царь-колокол ou Tsar Kolokol), considerado o maior sino do mundo, medindo mais de 6 metros de altura e pesando mais de 200 toneladas.

DSC_2403

IMG_8410

Quase ao lado fica o Canhão dos Czares (Царь-пушка ou Tsar Pushka) é um canhão enoooorme de 18 toneladas, construído durante o século 16 pra ser usado pra defender o Kremlin quando houvessem guerras. Nunca chegou a ser usado, levando pesquisadores a supor que ele foi construído com esse tamanhão todo apenas pra meter medo nos adversários.

DSC_2419

A penúltima igreja da Praça das Catedrais é a Catedral da Dormição (Успенский Собор ou Uspensky Sobor) construída durante o século 15 em homenagem a Dormição de Nossa Senhora, ela é considerada uma das principais catedrais de Moscou. Foi ali onde aconteceram 12 coroações, inclusive a coroação do Czar Ivan, o Terrível. Além disso, nessa igreja acontece alguns dos rituais de instalação dos Patriarcas da Igreja Ortodoxa Russa. Essa igreja também é facilmente identificada, ela tem cinco cúpulas douradas grandonas e a fachada, no arredor da porta principal tem um mosaico muito bonito.

DSC_2375

DSC_2440

Do lado dessa igreja, meio escondida, fica a ultima igreja do complexo, a Igreja da Deposição das Vestes da Virgem (Церковь Ризоположения ou Tzerkov Rizpolojenya ou Church of the Deposition of the Virgin’s Robe) construída durante o século 15 em homenagem a viagem das vestes de Nossa Senhora entre a Palestina e Constantinopla para proteger a cidade. Era usada como uma capela privada pelo Patriarca de Moscou e pela Família Imperial Russa. É fácil de identificar, ela tem apenas uma unica cúpula dourada.

IMG_8408

Bem ao lado dessa ultima igreja fica o Palácio das Facetas (Грановитая палата ou Granovitaya Palata), construído durante o período de reinado de Ivan III para ser usado em recepções, cerimonias de coroações, banquetes, entre outros eventos realizados pelos Czares. Atualmente ainda é usado para essas mesmas ocasiões, mas muito raramente. Não dá pra visitar.

DSC_2380

Dentro do Kremlin existe um jardim, o Jardim Taynitsky (Тайницкий сад ou Taynitsky Sad), é ali onde fica o heliponto usado pelo Presidente da Rússia.

DSC_2460

DSC_2456

Ainda existem muitas outras construções dentro do Kremlin, mas nenhuma delas é possível visitar, apenas tirar fotos do lado de fora, como por exemplo:

Palácio do Senado (Сенатский дворец ou Senatski dvorets) apesar de ter esse nome e ter sido construído para ser a sede do senado, atualmente serve de escritório da Presidência da Rússia. É fácil de achar esse palácio, ele tem uma cúpula verde e fica atras do Mausoléu do Lênin.

DSC_2385

DSC_2416

Grande Palácio do Kremlin (Большой Кремлёвский дворец ou Bolschoi Kremlyovski Dvoretz) é a residência oficial do Presidente da Rússia. É dificil de fotografar ele de dentro do Kremlin, os acessos até lá são bloqueados. A melhor opção para fotografá-lo é de uma das pontes que atravessa o rio Moscou.

DSC_2368

Palácio Estatal do Kremlin (Государственный Кремлёвский Дворец) fica bem no centro do Kremlin, ao lado da Praça das Catedrais. Ele é a construção mais recente, portanto, é o edifício com fachada mais moderna. Nesse local acontecem celebrações, reuniões, recepções, exposições, entre outros eventos. É fácil de identificar, no alto da entrada principal tem um Brasão de Armas da Rússia, com a águia bicéfala.

DSC_2472

DSC_2468

Do outro lado da rua fica o Arsenal do Kremlin (Арсенал Московского Кремля) foi construído para fabricar e depositar armas, mas atualmente é um edifício administrativo do Kremlin, responsável pela segurança do Presidente da Rússia. É dali que saem os guardinhas que estão indo para a cerimonia da Troca da Guarda. É bem fácil de achar esse lugar, pois ele tem diversos canhões na fachada.

DSC_2457

DSC_2477

DSC_2467

E por fim, antes de sair do Kremlin, eu ainda pude fotografar de longe o Palácio de Entretenimento (Потешный дворец ou Poteschny Dvorets), que como o próprio nome já indica, era usado para apresentações de ballet, peças de teatro, entre outros. É bem fácil de identificar também, tem a fachada colorida, com quatro cúpulas douradas, sendo que três delas estão lado a lado e a outra esta um pouco mais atras isolada.

DSC_2481

DSC_2480

Obs.: Existem faixas de pedestres por todo o Kremlin. Use elas quando quiser atravessar a rua, senão quiser tomar esporro dos guardinhas. Eu levei um e não foi nada legal! haha :D

DSC_2624

DSC_2618

DSC_2621

DSC_2609

DSC_2620

Não deixe de reparar nas Muralhas e Torres do Kremlin durante a visita. No total são 20 torres e a mais bonita e fotografada é a Torre Spassakaya (com 4 relógios e um estrela vermelha no topo). Pra conhecer e fotografar tudo de todos os ângulos, no dia que fomos até a Catedral de Cristo Salvador, tiramos as fotos da muralha que ficam voltadas para o rio.

DSC_2484

DSC_2490

DSC_2488

Jardins de Alexandre vistos do acesso a Torre Kutafya

Outras informações importantíssimas: O Kremlin não abre as quintas-feiras e em dias com eventos especiais. Não existe restaurantes ou cafés dentro do Kremlin, existe apenas uma barraquinha que vende água e salgadinhos, localizada ao lado do Palácio Estatal do Kremlin. A entrada no Kremlin é feita pela Torre Troitskaya (fica no final do Jardim de Alexandre, levando em consideração que você entrou no Jardim pelo portão principal, que fica na Praça da Revolução ou Площадь Революции ou Ploshchad Revolyutsii) e a saída é feita pela Torre Kutafya (tem uma construção branca meio arredondada junto a essa torre).

DSC_2491

DSC_2495

Se quiser ver a Troca da Guarda, ela acontece todos os dias, de hora em hora em frente a Tumba do Soldado Desconhecido (Могила Неизвестного Солдата), onde está localizada uma chama eterna, simbolizando os quase 30 milhões de russos que morreram durante a Grande Guerra Patriótica (que é como a Segunda Guerra Mundial é chamada na Russia).

DSC_2349

DSC_2515

DSC_2518

Esse Monumento ao Soldado Desconhecido fica dentro do Jardim de Alexandre (Александровский сад ou Aleksandrovsky Sad), considerado um dos primeiros parques públicos de Moscou e um dos melhores lugares pra tirar foto das muralhas e torres do Kremlin, além de ser uma ótima opção pra caminhar o trajeto de volta até a Praça Vermelha. Não deixe de reparar nas luminárias, nas estátuas e fontes que vão aparecer pelo caminho.

DSC_2352

DSC_2350

DSC_2354

DSC_2506

DSC_2513

De volta a Praça Vermelha, agora sim é hora de voltar toda a sua atenção para a grande estrela do pedaço: a Catedral de São Basílio.

DSC_3600

A Catedral de São Basílio (Собор Василия Блаженногo ou Sobor Vasiliya Blazhennogo) construida durante o século 16 por ordem de Ivan, o Terrível, é considerada uma das construções mais bonitas da Rússia e do mundo.

DSC_3567

Na verdade ela não é uma igreja propriamente dita, e sim, um local formado por varias capelas. Vale dizer que essas capelas não estão localizadas lado a lado e sim, quase como se fosse um labirinto, com diversas escadas e corredores super estreitos. Impossível escolher qual capelinha é a mais bonita, já que todas elas tem iconóstases (um paredão forrado de ícones) e o restante das paredes e tetos são totalmente pintados.

DSC_2541

Em uma das capelas é possível ouvir cantos tradicionais da religião ortodoxa russa. Vale a pena parar ali uns minutinhos pra prestigiar. É muito bonito!

DSC_2552

DSC_2544

Obs.: A igreja não abre as quartas-feiras. Além do valor da entrada, é necessário comprar uma permissão para fotos e videos.

DSC_2545

Ao sair da catedral, bem em frente, fica o Monumento a Minin-Pozharsky (Па мятник Ми нину и Пожа рскому).

DSC_2534

DSC_2567

Na sequencia, a próxima atração é a GUM (abreviação de Loja de Departamento do Estado em russo), que na época socialista era o principal local de distribuição de bens do governo, ou seja, era o local onde a população conseguia comida e bebida.

DSC_2598

DSC_2530

DSC_3602

DSC_2577

Quando o comunismo caiu, o local ficou abandonado por muitos anos, até que resolveram transformar em um shopping de luxo. Ali é possivel encontrar lojas como Versace, Burberry, Gucci, Max Mara, Dior, entre outras.

DSC_2571

E por fim, porém não menos importante, a ultima atração a ser visitada é a Catedral de Kazan (Казанский собор), uma igreja ortodoxa russa que ainda está em pleno funcionamento. Ela foi construída para homenagear a Virgem de Kazan, mas no século passado Stalin mantou destruí-la. A igreja que está ali atualmente foi reconstruída igualzinha a original. Quem quiser ver uma igreja ortodoxa russa por dentro, é uma boa oportunidade. A entrada é gratuita e aqui foi um dos poucos lugares turísticos onde as mulheres são obrigadas a usarem um lenço na cabeça.

DSC_2593

No dia que estivemos lá estava acontecendo uma celebração (não sei se tem um nome especifico, mas é quase uma missa), com rezas e cantos religiosos. É muito bonito, vale a pena ficar ali uns minutinhos pra ver.

DSC_2576

Como deu pra ver por esse post, a Praça Vermelha merece pelo menos um dia inteiro em qualquer roteiro de Moscou. Não é atoa que essa praça foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Depois de ter visto tudo isso de perto, eu só poderia terminar esse post da mesma forma que comecei: Sem duvida alguma, essa é a praça mais bonita que já conheci na vida!

2016-09-17 12.30.23

2016-09-12 13.53.36

2016-09-12 13.58.18

A estação de metro mais próxima da Praça Vermelha é a Okhonyy Ryad ou Охотный ряд linha vermelha, siga as placas nessa direção, você vai sair em frente ao Portão da Ressurreição.

** Precisando de hotel em Moscou? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Rússia

Todos os posts sobre Moscou

Todos os posts sobre St Petersburgo

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Moscou, Russia
Booking.com
Deixe o seu comentário...