23.02
2017

Roteiro de 1 dia em Bruxelas

Em setembro de 2016 eu estive pela terceira vez na Bélgica. Como foi uma passagem rápida pela cidade, eu aproveitei pra rever alguns lugares, mas claro, também inclui no roteiro algumas atrações que eu ainda não conhecia.

DSC_0493

Nesse post eu vou dar uma sugestão de roteiro para quem tem apenas um único dia para aproveitar Bruxelas. 

DSC_0510

Todo e qualquer roteiro em Bruxelas deve começar na Grand Place (Grote Markt), a principal praça da cidade. É ali onde ficam a Prefeitura, o Museu da Cerveja Belga, o Museu da Cidade de Bruxelas, o Museu com as Roupas do Manneken Pis e alguns restaurantes.

DSC_0519

DSC_0518

IMG_7481

Procure pela rua que passa pela lateral esquerda da Prefeitura e siga reto por umas 3 quadras, no final da terceira quadra está o Manneken Pis, o bonequinho mijão mais famoso do mundo. Prepare-se, pq a estátua é minuscula!

IMG_7534

DSC_0448

DSC_0446

Se quiser caminhar por uma região bem tradicional de Bruxelas, siga até a região conhecida Sablon (Zavel). As principais atrações desse lugar são as praças de Grande Sablon (Grote Zavel) e Petit Sablon (Kleine Zavel). Essas praças são separadas pela Église Notre-Dame du Sablon (Onze-Lieve-Vrouw ten Zavel).

DSC_0467

DSC_0427

Se você chegar nessa região vindo do Manneken Pis, a primeira praça a ser visitada será a Grand Sablon, rodeada por lojas de luxo, lojas de chocolate (certeza que essa é melhor região pra comprar chocolate de todas as principais marcas belgas, como: Neuhaus, Pierre Marcolini, Cote d’Or, Maison Dandoy, Godiva, Wittamer & Co, entre outras), lojas de antiquário e bons restaurantes.

DSC_0428

DSC_0431

DSC_0429

DSC_0439

DSC_0437

Aproveite pra visitar a Église Notre-Dame du Sablon. Não deixe de reparar nos seus vitrais, um mais bonito que o outro.

DSC_0415

DSC_0423

DSC_0418

DSC_0420

Do outro lado da rua fica uma das praças mais bonitas de Bruxelas, na minha opinião, a Place du Petit Sablon (Kleine Zavelsquare). Essa praça além de ter um pequeno jardim, é totalmente rodeada por 48 estátuas de bronze representando antigas guildas medievais existentes em Bruxelas. Além disso, no centro da praça tem várias outras estátuas, sendo que as que estão logo acima da fonte prestam uma homenagem aos Condes Egmont e Hoorn, dois importantes revolucionários que lutaram contra a invasões de países vizinhos e foram decapitados na Grand Place.

DSC_0398

DSC_0408

DSC_0411

Não muito longe dessa região ficam dois importantes museus de Bruxelas: o Museu de Belas Artes da Bélgica e o Museu Magritte.

DSC_0378

Museu de Belas Artes da Bélgica a direita

DSC_0505

IMG_7545

DSC_0498

Museu Magritte

Em frente a esses museus fica a Place Royale, onde está localizada a Église St Jacques sur Coudenberg, local onde aconteceu o juramento do primeiro rei belga, Leopold I, em 1831.

DSC_0488

DSC_0380

DSC_0382

Inclua uma visita ao Palácio Real (Palais Royal ou Koninklijk Paleis), local onde ficam os escritórios do atual rei da Bélgica, já que a família real mora no Castelo Real de Laeken (Château de Laeken ou Kasteel van Laken).

DSC_0330

DSC_0323

DSC_0329

DSC_0322

Se você, assim como eu, estiver em Bruxelas durante os meses de verão, poderá visitar o palácio. As visitas acontecem a partir de final de julho a inicio de setembro.

DSC_0267

DSC_0270

DSC_0284

DSC_0313

DSC_0289

DSC_0297

DSC_0301

A visita é relativamente curta, afinal, só temos passe livre para circular por 15 salas, onde os principais destaques ficam para a Sala dos Espelhos e para a Sala do Trono. Além de ver as decorações, mobiliários, obras de artes e peças importantes (pratarias, relógios, cristais, porcelanas, entre outros), no final da visita tem um pequeno vídeo de uns 10 minutos de duração contando um pouco sobre a história da família real belga e também, uma exposição temporária, que ano passado era sobre a Rainha Elizabeth da Baviera.

DSC_0305

DSC_0309

A entrada é gratuita. É só aparecer lá, passar pelo controle de segurança (eles revistam a bolsa) e entrar. Super tranquilo. Vale muito a pena!

E pra terminar o roteiro, ainda dá tempo de dar uma caminhada pelo Parque de Bruxelas (Parc de Bruxelles ou Warandepark), um parque relativamente grandinho, com um coreto localizado no centro e duas grandes fontes espalhadas pela área. Volta e meia a gente se depara com alguma estátua pelo caminho.

DSC_0353

DSC_0346

Então é isso. Certamente 1 dia não é a melhor opção, se puder separar 2 ou 3 dias para conhecer Bruxelas, é melhor. Como deu pra ver, esse um dia ficou cheio de atrações, mas ainda existem muitas outras que ficaram de fora, como: Parlamento Europeu, Atomium, Catedral de São Miguel e Santa Gudula, Parc du Cinquantenaire, Mini Europe, entre outros.

DSC_0370

Obs. 2: Eu já escrevi um post com outra sugestão de roteiro em Bruxelas. Para ver esse post, clique aqui -> Bélgica: Roteiro de 3 dias em Bruxelas.

Obs. 2:Eu também já falei aqui no blog sobre o Metro de Bruxelas. Se quiser ver esse post, clique aqui -> Andando no metro de Bruxelas.

** Precisando de hotel em Bruxelas? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Bélgica

Todos os posts sobre Bruxelas

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Bélgica, Bruxelas
Booking.com
Deixe o seu comentário...