16.04
2017

Pomerode: Rota do Enxaimel

Um dos passeios mais populares para se fazer em Pomerode é percorrer a Rota do Enxaimel, no bairro Testo Alto. A rota, criada em 2002, recebeu esse nome por causa da técnica usada para construir as casas, com vigas de madeiras expostas preenchidas por tijolos.

DSC_9113

O trajeto de 16 km  é repleto de casinhas com arquitetura enxaimel (diz ser onde estão a maior quantidade de construções enxaimel existentes fora da Alemanha, com aproximadamente 240 casas), onde a maioria delas é tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. Obviamente que ao percorrer essa rota, não é possivel passar por todas elas, mas eu acredito que dá pra ver pelo menos umas 30 casinhas. 

DSC_9066

Vale dizer que a rota inicia quase no fim da rua que corre paralela a rua 15 de Novembro (a rua que fica no lado esquerdo, não a rua que tem a rodoviária), um pouco antes de chegar no Portal Norte, onde fica a saída para Jaraguá do Sul.

DSC_9068

DSC_9071

O inicio da rota é bem sinalizado. Ao longo do trajeto existem algumas placas informando por onde seguir o que será visto logo adiante. Ande devagar, pq as casinhas vão aparecendo em ambos os lados da estrada. Além disso, ao longo da rota existem alguns pontos de vendas de produtos típicos.

DSC_9074

DSC_9075

DSC_9076

Cada casa tem o nome da família a qual pertence. Em frente a todas as casas tem uma placa com algumas informações, algumas em ótimo estado, já outras totalmente apagadas.

DSC_9080

DSC_9095

Algumas dessas casas estão abertas a visitação, como por exemplo a casa da Família Siewert. Nós paramos ali para uma visitinha rápida. Os filhos do Sr Siewert é quem acompanham a visita (que acontece por todo o terreno e contam um pouco da história da família que veio da Alemanha) e trabalham na lojinha que vendem produtos típicos (vendem mel, cervejas, doces, entre outros).

DSC_9089

DSC_9092

Além disso, na rota também fica a Casa do Imigrante Carl Weege, obviamente localizada em uma construção enxaimel. É uma especie de museu onde estão em exibição mobiliários antigos e objetos originais que pertenceram a Carl Weege, um imigrante que veio da região da Pomerania. Eu queria muito ter visitado, mas não encontrei o lugar. Acredita?!?!

Na rota também tem uma igrejinha, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana.

DSC_9120

DSC_9128

Não deixem de procurar pela rua Schmidt. Tem um morro ali perto onde dá pra subir de carro e tirar fotos bem legais da região. As paisagens são super bonitas!

DSC_9097

DSC_9109

DSC_9104

A Rota do Enxaimel pode ser percorrida de carro ou de bicicleta. Nós fomos de carro e achei que foi a melhor opção. A estrada é toda de terra batida e sei lá, não achei o trajeto tão amigável para um simples passeio de bicicleta.

DSC_9115

DSC_9081

DSC_9118

Se você quiser saber mais detalhes sobre a Rota do Enxaimel, a Lyara do blog Cade minha mala (clique aqui para ver o post) escreveu um post suuuper completinho. Espia lá!

DSC_9130

DSC_9129

** Reserve seu hotel em Pomerode aqui.

** Reserve seu seguro viagem aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Santa Catarina

Todos os posts sobre Pomerode

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Brasil, Pomerode, Santa Catarina
Booking.com
Deixe o seu comentário...