24.06
2017

Voando Lufthansa pela primeira vez

Quando eu comecei a organizar essa viagem a Europa, o meu principal destino era a Escócia. Mas como desde janeiro de 2017 eu abri a minha própria Agência de Viagens, eu achei que seria interessante aproveitar a oportunidade e fazer algo diferente no continente Europeu: um Cruzeiro Fluvial.

Para que esse meu roteiro com Cruzeiro Fluvial pelo Leste Europeu + Edimburgo fosse viável, a melhor opção (tanto em termos de horários como de preço) era voar com a Lufthansa.

Lufthansa 4

A Lufthansa faz parte da aliança Star Alliance, mesma que a Copa Airlines, Avianca, Brussels Airlines TAP, LOT Polish Airlines, SwissAir, só pra citar algumas que nós aqui em casa já tivemos oportunidade de voar.

Como todo mundo já sabe, a Lufthansa é a principal cia aérea da Alemanha e mesmo eu não ficando um dia sequer por lá nessa viagem, chegar no Aeroporto de Frankfurt (o maior do país) é uma ótima opção, pois eles tem vários voos diários para várias (senão todas) as capitais e principais cidades dos países do Leste Europeu. 

→ Os trechos voados com a Lufthansa

A melhor opção de cia aérea para essa minha viagem era a Lufthansa e os trechos que eu voei foram os seguintes:

– Ida: São Paulo – Frankfurt (conexão) – Bucareste

– Volta: Paris – Frankfurt (conexão) – São Paulo

Obs.: Os trechos internos de Budapeste para Edimburgo eu fiz com a cia aérea de baixo custo Jet2 e de Edimburgo para Paris com a Hop! a versão baixo custo da Air France para voos internos na Europa. Se quiserem review dessas cias aéreas de baixo custo, me avisem nos comentários. Elas tem várias regrinhas chatinhas e eu posso, com a minha experiencia, contar como foi voar com elas.

Lufthansa 10

→ Comprando a passagem

Eu comprei minha passagem com um pouco mais de 3 meses de antecedência (primeira vez na vida que comprei uma passagem tão encima da hora!!!!) no próprio site oficial da Lufthansa.

O site da Lufthansa é totalmente em português, o que facilita bastante. Além disso, o site é super didático, muito prático. Eu comprei minha passagem “múltiplos trechos”. Na hora de pagar, eu fiz o procedimento normal. Mas ao concluir a compra, veio uma mensagem dizendo: Por favor, entre em contato com nossa Central de Atendimento para finalizar o processo de pagamento parcelado dentro de 72 horas. Depois desse prazo, sua reserva será automaticamente cancelada. Eles também informam os números de telefones para ligar.

Na hora me deu um mega gelo. Pensei: Ih, ferrou! Já “vi esse filme antes”! Vai acontecer a mesma coisa que aconteceu com a Alitalia. Se você ainda não leu esse post, clique aqui: Voando Alitalia pela primeira vez.

Em resumo: Eu liguei lá, passei meu nome e código da reserva, confirmei os dados do pagamento e o numero de parcelas (dá pra parcelar em até no máximo 5x). E foi só. Como fiz isso na sexta a tarde, demorou até na segunda-feira pra vir a confirmação do pagamento por mensagem no celular. Ufa! Deu tudo certo! Graças a Deus! :D

Lufthansa 3

→ Check-in no Brasil

Quando eu cheguei em São Paulo no dia anterior a essa viagem internacional, eu até tentei ir no Terminal 3 fazer o check-in nas máquinas. Mas chegando lá, descobri que elas não existem para a Lufthansa.

O que eu resolvi fazer então, foi o seguinte: quando cheguei no hotel, baixei o app da Lufthansa e fiz o check-in por lá mesmo. Deu tudo certo.

No dia do embarque, cheguei em torno de umas 4 horas antes do horário do voo e apenas despachei minha mala e peguei o cartão de embarque. Super tranquilo!

Lufthansa 8

→ Check-in em Paris 

No voo da volta, eu deixei pra fazer meu check-in lá mesmo no aeroporto Charles de Gaulle. Os voos da Lufthansa partem do terminal 1 (terminal beeem mequetrefe, tem uma micro lojinha de Free Shop e duas lanchonetes apenas. Dá pra acreditar? Sorte que tinha wifi gratuito ilimitado, senão iria morrer de tédio! haha).

→ Aeroporto de Frankfurt

O aeroporto de Frankfurt (IATA: FRA) é considerado o terceiro maior aeroporto da Europa (ficando somente atras do Heathrow, em Londres e do Charles de Gaulle, em Paris) e hub da cia aérea alemã Lufthansa. Esse aeroporto tem 3 terminais, sendo que cada um deles tem subdivisões feitas por letras: A, B, C, D, E e Z.

Eu estive apenas no Terminal 1, onde na ida pra Romênia eu peguei o voo na subdivisão B e na volta, peguei o voo na subdivisão C.

Achei o Terminal 1 beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem fraquinho, pra não usar outro termo hahaha. Sério mesmo, achei muito pequeno, sem nada x nada pra fazer ou ver, exceto o wifi (de boa qualidade, diga-se de passagem) ilimitado e gratuito.

Lufthansa 5

Como não sai do aeroporto, na ida tive conexão de menos de 4 horas e na volta eram 5 horas, não sei falar nada sobre qual é a melhor opção para ir do aeroporto ao centro da cidade ou vice-versa. Nem cheguei a pesquisar!

Ah! Outra coisa que queria compartilhar aqui é o seguinte. No trecho da ida eu não precisei passar na imigração, apenas tive que passar no controle de segurança (detector de metais, scanner corporal e passaram uma vassourinha nas alças da minha bolsa). No trecho da volta passei no controle de passaporte (pois tava deixando a UE) e também tive que passar pelo controle de segurança (detector de metais e scanner corporal) antes de ter acesso a área de embarque.

→ Bagagem

Como eu voei de Classe Econômica, a Lufthansa permite despachar apenas 1 mala com até 23 kg. No trecho da ida, minha mala de tamanho médio saiu pesando quase 12 kg aqui do Brasil e voltou pesando praticamente 18 kg (culpa dos whiskys do meu pai!).

Quem for voar nas Classes Econômica Plus, Executiva ou Primeira classe, respectivamente tem direito a despachar 2 bagagens de 23 kg cada, 2 bagagens de 32 kg cada e 3 bagagens de 32 kg cada.

Já sobre as bagagens de mão, quem voa na Classe Econômica pode levar uma peça só e não pode passar dos 8 kg (o mesmo vale pra quem for viajar na Classe Econômica plus). Já quem viaja na classe executiva ou primeira classe, pode levar 2 bagagens de até 8 kg cada.

Lufthansa 13

→ Voando na Classe Econômica

Esse voo da Lufthasa que faz a rota para o Brasil é um 747 de 2 andares. Pelo que eu me lembre, essa foi a primeira vez que voei com esse tipo de avião. Pelo que pude perceber, no 2 andar fica a Primeira Classe e no 1 andar ficam as Classes Executiva, Econômica Plus e Classe Econômica.

Lufthansa 9

A Classe Econômica tem a configuração das poltronas: 3-4-3. Achei os bancos bem confortáveis, em ótimo estado de conservação (pareciam ser aviões super novinhos) e o espaço para as pernas eram bem ok. Tem tv touchscreen e local pra carregar eletrônicos embaixo do assento.

Lufthansa 11

Durante o voo foi servido duas refeições: janta e café da manhã. Além disso, ainda tinha lanchinho disponíveis durante a madrugada na cozinha.

Lufthansa 6

Ah!! Todos os trechos internacionais que compro, eu reservo meu assento. Tem um custo extra, na faixa de uns 15,00 euros, mais ou menos. Eu sei, é caro, mas prefiro pagar uns 100,00 e poucos reais a mais e ter certeza que vou sentar em uma janela. Afinal, é a única forma que eu consigo dormir, pq consigo encostar o travesseiro na janela.  Então, prefiro ter esse gasto e não me estressar no check-in!

→ Serviço de Bordo

O serviço de bordo da Lufthansa é bem legalzinho, mesmo pra quem viaja na classe econômica. Primeiro eles passam oferecendo lencinhos quentes pra limpar as mãos e em seguida é servido um lanchinho (mini-pretzels) com bebidas (sempre escolho água com vinho branco).

Lufthansa 1

Somente um tempinho depois é que a primeira refeição foi servida: a janta. Em ambos os trechos, haviam duas opções: carne ou massa. No voo da ida era carne de gado ou massa e na volta era frango ou massa, sempre acompanhados de uma salada, pão, sobremesa. Ja para o café da manha, só tinha uma unica opção, tanto na ida quanto na volta foi servido omelete (mas no trecho da volta o omelete era temperado, achei horrivel, não comi, essa foi a unica coisa que não gostei), acompanhado de pão, suco, iogurte e queijo.

Lufthansa 2

Além disso, ainda tinha lanchinho (mini-pretzels e cookies de chocolate) e bebidas (sucos e agua) disponiveis durante a madrugada na cozinha.

→ Entretenimento de Bordo

No voo da ida eu tava super descansada (tinha ganhado um late check-out no hotel), então aproveitei e dei uma olhadinha nos filmes, musicas e tudo mais. Além disso, ainda tem uma revista também. Achei ótimas opções e bem atualizadas!

Já no voo da volta, como tive que fazer uma mega manobra para estar lá pra pegar meu voo da Lufthansa com conexão em Frankfurt, eu tava literalmente morta a pau e não vi nada. So ouvi musica e dormi. Se a vôzona que tava do meu lado não me chamasse para jantar e tomar café da manha, tinha ficado sem comer! Obs.: Só pra esclarecer, eu iria ficar na França por 2 dias antes de seguir viagem pra Frankfurt pra vir embora pro Brasil. Mas acabou que perdi o prazo pra me inscrever em um negocio e tive que sair de Edimburgo no voo mais cedo possível, pra não perder meu voo no Aeroporto Charles de Gaulle.

Lufthansa 7

→ Considerações Finais

No geral, eu gostei bastante da experiência em voar com a Lufthansa. Achei os aviões novinhos, o atendimento (tanto no check-in como das aeromoças) suuuuper simpático e agradável. As comidas durante o voo estavam boas. O espaço dos bancos também achei ótimo. Enfim, gostei muito. Certeza que voltarei a voar com eles novamente!

Uma coisa que achei super estranho, que nunca tinha me acontecido até então, foi o seguinte: quando desembarquei na Alemanha (antes de pegar meu voo pra Romênia), na saida do finger, um senhor se apresentou dizendo ser da policia de imigração, pediu pra ver meu passaporte e pediu também o que eu estava indo fazer ali na Europa. Ele não usava nenhum uniforme ou crachá, achei bem estranho. Na duvida, mostrei o passaporte e apenas disse que iria para Romênia pegar um cruzeiro pelo rio Danubio e depois seguia viagem para o UK. Ele não disse nada, me devolveu o passaporte. Foi só isso! Alguém já passou por uma situação dessas?

Lufthansa 12

** Solicite um roteiro personalizado aqui.

** Reserve seu hotel no Booking aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Alemanha

Todos os posts sobre Dicas de Viagem

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Alemanha, Bucareste, Dicas de Viagem, França, Frankfurt, Paris, Romênia
Booking.com
  1. Raquel 25/06/2017 | 16:27

    Oi Bruna legal vc ter postado sua experiência de viagem, sempre com dicas boas e valiosas, mas quanto ao funcionário que abordou no aeroporto , mesmo a paisana ele deveria se identificar com um crachá, quando for solicitar os documentos de uma pessoa. Não ouvi ainda falar sobre isso, mas com esses tempos de segurança reforçada na Europa, tudo é possível né?! Bjs

    • Contando as Horas 25/06/2017 | 22:20

      Oi, Raquel

      Verdade! Achei muito estranho. Ate pensei em pedir uma identificação, mas fiquei com medo de dar algum rolo. Só entreguei meu passaporte pra ele olhar pq tava dentro do aeroporto, ele nao fugiria com ele hehe Se não, jamais teria entregue e teria pedido uma identificaçao. Mas bem lembrado, pode ser algo de policiamento reforçado, mas nao vejo onde eu, vindo do Brasil, poderia ser uma ameaça. Mas enfim.. fica o alerta!

Deixe o seu comentário...