10.01
2018

Roteiro de viagem no Inverno a Escócia 2017/2018

Em 2017 eu tive a oportunidade de estar por duas vezes na Escócia: a primeira viagem aconteceu em junho e a segunda viagem aconteceu agora em dezembro e inicio de janeiro de 2018. Como várias pessoas me pediram, aqui estou eu apresentando esse meu ultimo roteiro.

Escocia 1

Inverness

Se você quiser ver por onde eu passei durante a viagem realizada em junho de 2017, dá uma olhada nesse post aqui: Roteiro da viagem a Escócia em 2017.

Essa ultima viagem teve duração de exata de 17 dias. Além de revisitar diversas cidades, eu inclui no meu roteiro muitos lugares que eu ainda não conhecia. 

→ Chegando na Escócia

Eu cheguei na Escócia de avião, vindo de Nice, no sul da França, fazendo uma conexão em Amsterdã. Como a Air France e a KLM se juntaram, a primeira parte do voo entre Nice e Amsterdã eu voei com a Air France e de Amsterdã até Inverness eu fui de KLM. Super tranquilo! Recomendo essa opção pra quem quiser começar o roteiro pelas Highlands.

O horário do voo que peguei não era dos melhores, afinal, se eu quisesse chegar ainda com dia em Inverness, eu tive que madrugar em Nice. Meu voo saiu as 06:30 de Nice, fiz um conexão de 4 horas e pouco em Amsterdã (tempo na medida, pude comer alguma coisa com tranquilidade, dar uma olhada com calma no aeroporto de Schiphol, que é gigaaaante, ainda tive tempo pra enfrentar a fila de imigração de saída da Holanda – fiquei mais de 1 hora nessa fila e de chegar com tempo no meu portão de embarque).

Inverness 10

Meu voo chegou em Inverness por volta de 12:30. A imigração foi super tranquila. Como o aeroporto de Inverness é pequeno, haviam duas filas: para passaportes europeus e para outros passaportes. Eu era a única pessoa na fila “outros passaportes”. Em menos de 2 minutos eu já estava no saguão vendo de onde partiam os ônibus e taxis para o centro da cidade.

→ Inverness (Fort Augustus, Elgin, Dufftown e Culloden)

Eu cheguei em Inverness em um domingo, depois de deixar minha mala no B&B (adorei essa hospedagem, semana que vem vou publicar um post especifico), fui direto conhecer o Caledonian Canal. Eu já tinha estado na cidade em outra oportunidade, portanto, o roteiro básico eu já tinha feito. Dessa vez quis conhecer algo novo.

Eu fiquei mais quatro dias em Inverness, onde em cada um deles eu fiz um bate-volta. Como era inverno, o roteiro teve que ser assim mesmo, um dia pra cada lugar, mas se fosse no verão, por exemplo, daria pra juntar mais coisas em cada dia.

O primeiro dia eu fui até o vilarejo de Fort Augustus, localizado as margens do Loch Ness, lá, além de ver mais um pouco do Caledonian Canal e de conhecer a cidadezinha, eu também fiz um passeio de barco pelo lago.

Escocia 2

Fort Augustus

No segundo dia eu fui até Elgin, para conhecer a fabrica e a loja de cashmere da Johnstons of Elgin, uma das mais tradicionais da Escócia. São eles, por exemplo, que produzem os produtos de cashmere de marcas como Chanel, Burberry, Louis Vuitton, entre outros.

Escocia 3

Elgin

No terceiro dia eu fui até Dufftown, o principal vilarejo da Whisky Trail localizada na região de Speyside. Visitei uma destilaria de whisky famosa, almocei por lá mesmo (o restaurante dessa destilaria serve comida escocesa) e fiquei o resto da tarde andando pelo vilarejo, passeando por outras destilarias e atrações da cidade.

Escocia 5

Dufftown

No quarto dia eu fui até o vilarejo de Culloden, na verdade, pra ser mais exata, fui no Culloden Moor, local onde aconteceu a Batalha de Culloden. Fãs de Outlander sabem do que estou falando. Esse dia (e mais o dia 25 de dezembro) era o único dia que eu queria que não chovesse e adivinhem? Choveu o tempo todo que estive lá, quando tava indo embora parou hahaha Eu amo esse clima louco da Escócia! :D

Escocia 4

Culloden

No restante do dia fiquei em Inverness, dei uma voltinha geral pelo centro da cidade, antes de pegar meu trem para Edimburgo na metade da tarde (quando estava quase começando a escurecer). Não dá pra desperdiçar nenhum minuto da luz do dia, né?!?!

Escocia 6

Inverness

→ Edimburgo – Parte 01

Cheguei em Edimburgo com atraso, pq houve um acidente nos trilhos e todas as rotas que iam em direção a capital estavam sendo desviadas. Além de fazer uma conexão pelo caminho em Stirling (o trajeto original a conexão seria em Perth), eu tive que ficar um tempinho esperando o próximo trem em Stirling, que também estava atrasado, pelo mesmo motivo. É interessante notar que, até o trem sair estava tudo certo, esse acidente aconteceu no caminho e durante o trajeto, um funcionário foi dando as coordenadas do que fazer pra quem tinha conexão nesse trajeto.

Escocia 7

Mercadinho de Natal no Princes St Gardens

Com esse atraso, não tive tempo de dar uma olhadinha geral dos 2 mercadinhos de Natal de Edimburgo e tive que escolher um só: Fui direto ao Mercadinho de Natal do Princes Street Gardens.

Escocia 8

Mercadinho de Natal na George Street

Nos dias seguintes fiz uma programação somente em Edimburgo, fui com calma nos mercadinhos de Natal, conheci mais um Chá da Tarde, também aproveitei pra conhecer o outro castelo da cidade, o Craigmillar Castle, que também aparece em Outlander.

Escocia 10

Craigmillar Castle

Nessa parte da viagem eu aluguei um apartamento (mostrei no Stories). Adorei a localização e a estrutura do apto. Em breve, todos os detalhes no post especifico.

→ Blantyre e Glasgow

Comecei esse dia na adrenalina, isso pq, pela primeira vez na vida o transporte publico não estava funcionando no dia 26 de dezembro. Tive que refazer todo esse trajeto aos 47 minutos do segundo tempo. Peguei um onibus (que por sorte estavam operando com horário reduzido) e fui pra Glasgow. O dia amanheceu com neve, a paisagem pelo caminho estava lindissima. Nem vi o tempo passar. Afinal, quem vai de onibus leva quase o dobro de tempo do que se fosse de trem até Glasgow.

Escocia 11

Blantyre

Chegando em Glasgow, os trens que iam para a região metropolitana estavam funcionando (Graças a Deus!!!) e consegui chegar em Blantyre, onde fica a estação de trem mais proxima do Hotel em Castelo que me hospedei. Fiquei apenas 1 noite nesse hotel em castelo. No dia seguinte voltei para Glasgow na hora do almoço (que era o horario do check-out) e aproveitei pra dar uma voltinha por Glasgow até começar a escurecer.

Já escuro, peguei o trem em direção a Aberdeen, na costa leste da Escócia.

→ Aberdeen (Castle Trail e Dundee)

Montei base em Aberdeen pelos proximos dias. No dia seguinte fui conhecer o Crathes Castle, que ficou faltando conhecer na minha ultima viagem (dei um mal jeito no meu pé e abandonei o passeio) e ainda, fui até Ballater, o vilarejo do Royal Warrant.

Escocia 15

Crathes Castle, Banchory

Escocia 12

Ballater

No dia seguinte, queria ter ido para outros dois castelos, mas como estava chovendo muito, entrou em ação meu plano B e fui a Dundee. Dundee era a unica cidade propriamente dita da Escócia (pra quem não sabe, a Escócia tem apenas 7 cidades com o status de cidade propriamente dita) que estava faltando eu conhecer. Passei o dia todo lá. Fui de trem. O tempo de viagem entre Aberdeen e Dundee é de aproximadamente 1 hora. Se fosse verão, teria ido também a Arbroath, mas durante o inverno, com as horas de dias tão pequenas, achei melhor ficar só em Dundee mesmo.

Escocia 13

Dundee

De Aberdeen segui viagem para Edimburgo. Dessa vez, peguei o trem no finalzinho da manhã, pq queria chegar em Edimburgo com dia.

→ Edimburgo – Parte 02

A segunda parte da minha estadia em Edimburgo foi para participar do Hogmanay. Eu fui no Torchlight Procession (que é o evento que abre as comemorações), no Candlelit Concert e no Street Party (mais a lista de eventos tem mais opções). Como os eventos terminavam tarde e tal, acabei ficando só em Edimburgo mesmo. Fiz uma programação bem light. Conheci outro Chá da Tarde e aproveitei pra visitar o Castelo de Edimburgo de novo (a ultima vez que tinha ido lá tinha sido em novembro de 2011).

→ Loch Lomond, Luss e Inveraray

E antes de vir embora para o Brasil, peguei um tour de 1 dia para a costa oeste da Escócia. Esse roteiro incluía uma parada no vilarejo de Luss para ver o Loch Lomond. De lá seguimos para Inveraray, vilarejo localizado as margens do Loch Fyne e depois, bom, depois o tour foi horrível. O guia cortou todas as paradas no trajeto (fiquei m-o-r-r-e-n-d-o de ódio!!) até que chegamos em Stirling. Juro, se eu pudesse eu tinha esganado aquele guia hahaha Tinham várias paradas que eu queria ter visto e fotografado nesse tour, mas como estava chovendo muito e em alguns lugares tinha muita neve, o guia não parou pra gente tirar uma foto, vocês acreditam? Quando voltei a Edimburgo fiz uma mega reclamação no site da empresa (eu já tinha feito diversos outros tours com essa empresa e todos foram ótimos). Vamos ver qual a resposta que eles vão me dar. Mas enfim, independente do que eles me responderam, perdi de fotografar montanhas, lagos e castelos com neve. A paisagem estava surreal de linda e o palhaço do guia agindo como um idiota! Morro de raiva só de lembrar!

Escocia 16

Stirling

E foi assim, nesse clima de raiva mortal, que chegou ao fim minha viagem a Escócia. hahaha Tirando os dias de chuva em Culloden e Dundee e o tour no ultimo dia da viagem, eu não tenho do que reclamar. Eu queria neve, teve neve, eu não queira muito vento, não teve muito vento. Eu quis ver as decorações de Natal e ir nos Mercadinhos de Natal, eu consegui fazer tudo isso. Terminei e comecei o ano em grande estilo: em Edimburgo, na minha cidade preferida!!

Então, esse foi o meu roteiro dessa viagem. Nas próximas semanas tudo isso estará melhor explicado e apresentado nos posts específicos que farei (la coloco como fiz os deslocamentos e os valores de cada coisa). Ainda estou me organizando essa semana (vários emails, solicitações, pedidos de roteiro e coisas pra fazer), mas semana que vem já começo a publicar a primeira parte da viagem: tudo que fiz em Inverness e arredores! Fiquem ligados (as)!!!

→ Algumas considerações

– A primeira vez que me hospedei em um hotel em castelo na vida foi na viagem a Escócia em junho do ano passado. Gostei muito da experiência, quis repetir a dose. Algumas pessoas perguntaram se realmente vale a pena. Na minha opinião, vale sim! Mas não tire ou acelere o ritmo em outros destinos para ficar em um hotel desses. Se fizer muita questão de incluir no roteiro, coloque uma noite a mais no roteiro. Uma noite, desde que vc chegue no hotel na hora do check-in e saia no dia seguinte no horário limite do check-out, é tempo mais que suficiente pra aproveitar toda a estrutura desse tipo de hotel. Eu fiz isso as duas vezes e foi ótimo!

Escocia 9

Castelo de Edimburgo no Natal

– Como sempre, eu poderia melhorar um pouco esse roteiro. Ele teria ficado perfeito se eu tivesse colocado um dia a mais em Inverness, em Aberdeen e em Glasgow. Também queria muito ter me hospedado em Fort Augustus (tem uns dois ou três hotéis bem legais lá, mas achei muita mão de obra ir até lá com a mala só pra dormir uma noite, preferi fazer isso para me hospedar no hotel em castelo, sem contar que seguir viagem de lá até Edimburgo com transporte publico seria muito demorado e complicado).

Então é isso pessoal! Quem acompanhou a viagem viu como as coisas se desenrolaram, quem não viu, eu já liberei as principais postagens que fiz no Stories. Estou deixando lá nos destaques no Instagram. Ainda dá tempo de você rever as principais postagens dessa ultima viagem!!! Instagram: @helloescocia.

** Solicite um roteiro personalizado para Escócia aqui.

** Reserve seu hotel na Escócia aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre Stirling

Todos os posts sobre Aberdeen

Todos os posts sobre as Highlands

Todos os posts sobre Inverness

Todos os posts sobre a Ilha de Skye

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Aberdeen, Banchory, Culloden, Dufftown, Dundee, Edimburgo, Elgin, Escócia, Fort Augustus, Glasgow, Highlands, Hogmanay, Inveraray, Inverness, Loch Lomond, Luss, Natal
Booking.com
  1. Mario 31/01/2018 | 23:14

    Este site é rico em informações, parabens.
    Eu ainda nao consegui entender e com isto nao estou conseguindo formar esta parte do meu roteiro na Escocia, veja se podera me ajudar, pois ja fiz o roteiro para 3 dias em Edimburgo e agora me restou mais 3 dias que pretende fazer o trem Jacobit e Highlands, mas minha duvida é qual a diferença de highlands x inverness x isle skye ? as 2 ultimas faz parte da regiao da Highland ou sao coisas distintas ? é interessante ver todas mas como vai sobrar somente 2 dias entao fica muito puxado ? é esta parte que esta faltando fechar. obrigado pela ajuda antecipadamente

    • Contando as Horas 02/02/2018 | 00:12

      Oi, Mario

      Muito obrigada! :D

      Highlands é a região das Terras Altas da Escócia, a parte mais montanhosa do país. Inverness é a sua capital. A Ilha de Skye fica na costa oeste da Escócia. Como lá nao tem aeroporto, a melhor forma de ir até lá, geralmente, é via Inverness (mas tambem da pra ir de outras partes do país, obviamente).

      Fazendo o Jacobite, dois dias para Inverness e Skye ficaria muito corrido. Eu sugiro passar por Fort Augustus e ir a Inverness, será menos perrengue. Ou, vc pode ir somente a Skye, sem ir a Inverness. Se alugar um carro, vc ate consegue fazer tudo, mas sera muuuito corrido.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  2. Lucimara 04/04/2018 | 14:31

    dicas muito boas! parabéns.
    terei 8 dias com voo chegada e saída de Glasgow. qual sua sugestão de onde fazer a base (custo/benefício) e qual roteiro indica?
    Obrigada!

    • Contando as Horas 11/04/2018 | 09:20

      Oi, Lucimara

      Depende muito do que vc quer visitar. Posso ficar horas aqui escrevendo todas as opções.

Deixe o seu comentário...