23.01
2018

Dufftown: A capital do Whisky Single Malt

A Escócia tem muito mais a oferecer do que apenas visitar Edimburgo, Inverness e Ilha de Skye. Eu sei, esse é o roteiro mais popular, mas existem muitas outras boas opções a serem conhecidas.

Pra quem gosta de whisky, na minha opinião, vale muito a pena incluir pelo menos uma destilaria no roteiro. E quem quiser ir direto ao ponto, Dufftown ou em gaélico escocês Baile Bhainidh, é uma excelente opção, afinal, o vilarejo com menos de 2 mil habitantes carrega o titulo de “The Malt Whisky Capital”. 

Dufftown é bem fácil de ser encaixado no roteiro, a cidade está localizada entre os rios Fiddich e Dullan, aos pés do Conval Hills, na famosa região produtora de whisky de Speyside. Em outras palavras, esse vilarejo fica bem no meio do caminho entre Inverness e Aberdeen. Também fica pertinho de outra cidade legal pra conhecer, Elgin (para ver esse post, clique aqui -> Elgin: a cidade do cashmere escocês).

Quem resolver passar pela região produtora de whisky de Speyside, saiba que aqui é onde fica a maior concentração de destilarias de whisky da Escócia. Mas em Dufftown mesmo, existem apenas 6 destilarias: Balvenie, Dufftown, Glendullan, Glenfiddich, Kininvie e Mortlach. Mais adiante eu conto quais podem ser visitadas.

Mesmo sendo um vilarejo minúsculo, a cidade não faz feio no quesito atrações turísticas. Quer ver?

→ Dufftwon City Centre (onde ficam a Town Square, a Dufftown Clock Tower e o Whisky Museum)

A Town Square é considerada a principal praça de Dufftown, é aqui onde acontecem o encontro das 4 principais ruas da cidade. E bem no meio do encontro dessas quatro ruas, é onde fica um dos cartões postais da cidade, a Dufftown Clock Tower.

E ali pertinho, na Conval Street, está localizado o Whisky Museum. Como eu estive lá no inverno, infelizmente nessa epoca o museu não abre, mas pra quem for no verão (de abril a outubro), dá pra incluir no roteiro.

→ Glenfiddich Distillery

A Glenfiddich (pronuncia: Glenfidirrrr) é a maior e mais famosa destilaria de whisky da região de Speyside. Essa destilaria foi fundada em 1887 e pertence ao grupo William Grant & Sons. Aqui são produzidos apenas whisky single malt. E claro, faz parte da Whisky Trail.

Quem tiver interesse, dá pra visitar. É necessário reservar o tour por email com pelo menos umas 48 horas de antecedência. É importante saber que existem 3 tipos de tours: Explorers Tour (tem duração de 1 hora), Glenfiddich Solera (dura 2 horas e 30 minutos) e o Pioneers Tour (dura em torno de 4 horas).

Eu escolhi fazer o Explorers Tour. Esse tour é o mais básico, da apenas uma ideia geral de tudo relacionado a essa empresa e sua produção de whisky. Durante o passeio a guia foi contando a história da empresa e fomos passando por todas as etapas da produção de whisky. No final, ainda visitamos a ala onde são colocados manualmente os rótulos nas garrafas e ali também foi onde vi algumas das garrafas mais importantes da coleção (varias relíquias!).

E por fim, teve a degustação de 4 tipos de whisky (um de 12 anos, outro de 15 anos e outro de 18 anos, e ainda, um whisky especial, que naquela ocasião era um produzido com cerveja do tipo IPA).

Junto a destilaria tem um restaurante, o Malt Barn Bar (clique aqui para ver o menu e os preços), onde são servidos pratos escoceses. Eu almocei lá e recomendo. Existem varias opções no cardápio, mas eu escolhi as mais tradicionais: Cullen Skink e Haggis e pra acompanhar, uma sidra de maça escocesa.

Tem uma lojinha com diversos produtos a venda, além, é claro, das mais variadas classificações de whiskys.

A titulo de curiosidade, William Grant começou a trabalhar na Mortlach Distillery e mais tarde, quando resolveu abrir sua própria destilaria, a Glenfiddich, comprou os equipamentos dessa destilaria. O rio que fornece água para produção dos whiskys Glenfiddich é o rio Robbie Dhu. E esse é o único whisky escoces da região de Speyside que é totalmente produzido (destilado, envelhecido e engarrafado) em apenas uma unica destilaria.

→ Balvenie Castle

Pertinho da Glenfiddich Distillery fica o único castelo localizado em Dufftown, o Balvenie Castle, um castelo em ruínas construído durante o século 12 e que faz parte da Castle Trail. Foi construido a mando da família Comyn, Earls of Buchan, mas mais tarde virou residencia de John Stewart, Earl of Atholl. Aqui já foram recebidos como hospedes alguns reis e rainhas da Escócia, como por exemplo, Mary, Queen of Scots.

Da pra visitar, mas somente nos meses de verão (de abril a outubro). Eu estive lá no inverno e obviamente, o castelo estava fechado, mas mesmo assim dei uma passadinha lá pra garantir uma foto.

Ah! Ali junto ao castelo tem uma fazenda, onde vi algumas vaquinhas cabeludas da Escócia. Fique sempre atento, pq geralmente mais ao norte do país, é comum ver elas em qualquer canto.

→ Balvenie Distillery

A Balvenie Distillery foi fundada durante o século 19 e faz parte do grupo William Grant & Sons. Seus whiskys são produzidos seguindo os metodos tradicionais.

Quem tiver interesse, essa é a outra destilaria da cidade que abre as portas para visitantes. Como eu já tinha visitado a Glenfiddich, optei por não visitar essa destilaria. Caso opte por incluir no roteiro, os tours tem horários e capacidades limitados. Precisa reservar com antecedência.

→ Outras destilarias

Como já mencionei no inicio do post, existem ainda outras 4 destilarias de whisky na cidade, mas essas não podem ser visitadas. Mas achei interessante deixar registrado aqui que essas destilarias, todas pertencem a grandes grupos, como por exemplo: A Dufftown Distillery, a Glendullan Distillery e a Mortlach Distillery pertencem a Diageo. Já a Kininvie Distillery faze parte do grupo William Grant & Sons.

→ Como ir até lá

Existem duas opções: de carro ou com transporte publico. Eu estava em Inverness e fiz um bate-volta até lá. Primeiro peguei um trem até Elgin, esse trajeto leva uns 40 minutos e custou 18,10 libras ida e volta (valor referente a Dezembro de 2017). E em Elgin, fui até a rodoviária e peguei o ônibus 36 da empresa Stagecoach, esse trajeto levou mais ou menos uns 40 minutos também e custou 9,30 libras ida e volta (Valor referente a Dezembro de 2017). Existe uma parada de ônibus bem em frente as duas destilarias que podem ser visitadas e a parada final dessa linha é em frente a Dufftown Clock Tower. Super tranquilo!

Obs.: Se quiser ver um post de Introdução sobre o Whisky Escoces, clique aqui -> Escócia: Introdução ao Whisky (As regiões produtoras de whisky, Whisky Trail e Como é o processo de produção).

RESERVE PELO BLOG:

** Roteiro personalizado.

** Hotel na Escócia.

** Seguro Viagem.

** Carro no Brasil ou no exterior.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! 

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre Stirling

Todos os posts sobre Aberdeen

Todos os posts sobre as Highlands

Todos os posts sobre Inverness

Todos os posts sobre a Ilha de Skye

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Dufftown, Escócia - , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
4 comentários em "Dufftown: A capital do Whisky Single Malt"
  1. Diógenes   24/01/18 • 11h51

    Bruna, você fez o Whisky Tour Experience ali próximo ao Castelo de Edimburgo, onde a gente entra num carrinho em formato de barril, escuta uma narração contando sobre o produção do destilado e depois há uma degustação?

    • Contando as Horas   24/01/18 • 13h00

      Oi, Diógenes

      Fiz sim, mas isso foi na primeira vez que estive na Escócia, em 2008. Faz muito tempo! Uma hora dessas quero ir de novo, deve ter muita coisa diferente pra ver!! Obrigada pela visita aqui no blog! :D

  2. Carolina   06/09/19 • 08h13

    Bruna, olá!
    Parabéns pelo seu blog! Informações preciosíssimas!
    Uma dúvida: você acha que é possível fazer num mesmo dia, em Setembro, visita à Johnstons of Elgin e à destilaria Glenfiddich, com transporte público, a partir de Inverness?!
    Muito obrigada!

    • Contando as Horas   01/10/19 • 01h21

      Oi, Carolina

      Possível é, mas depende muito do que você vai conhecer em Elgin. Será apenas a loja? Se sim, ao meu ver, da pra fazer os dois no mesmo dia.

Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Edimburgo! 💛💛💛
.
Se quando eu estava no Brasil e precisava atravessar o Atlantico, eu sempre estava por aqui, agora morando em Portugal, eu vou aparecer com muito mais frequência.
.
Como sempre, foi pouco tempo, mas o suficiente pra amenizar a saudade.
.
Melhor presente de aniversário (antecipado) que eu poderia dar a mim mesma. 😁😁😁 (Olha que a conversão não ta nada favorável: 1,00 libra = 5,14 reais 🤯).
.
Em 2020, eeeuu volto! 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿💙☺️
.
📍Edimburgo, Escócia
.
#castelodeedimburgo #edinburghcastle #edimburgo #edinburgh #escocia #scotland #visitacotland #escocia2029 #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #proximaviagem #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaescocia #viagens #sourbbv #viajar #travel #picoftheday #helloescocia
#tbt Ano passado, exatamente nesse dia, eu chegava em Lisboa para colocar em prática tudo o que havia planejado nos meses anteriores.
.
Para quem tiver interesse em vir para Portugal com o visto D2 (visto de empreendedor), basicamente é necessário seguir os seguintes passos:
- Tirar o NIF (equivalente ao CPF no Brasil), nas Finanças ou na Loja do Cidadão. Precisa ir junto um cidadão português ou um estrangeiro, desde que possua a AR.
- Abrir uma conta pessoal (em pt-pt pessoa singular).
- Arrumar um contador (em pt-pt contabilista).
- Fazer a constituição da empresa no modelo “Empresa na Hora” na Loja do Cidadão (dar inicio na atividade, fazer a ata da empresa, assinar mil coisas, entre outros procedimentos).
- Abrir uma conta pessoa jurídica (pt-pt pessoa coletiva).
** Entre esses procedimentos, sao necessarios alguns dias. Se quiser aproveitar pra passear, é o momento. Eu fui a Rússia e a Escócia , enquanto aguardava ter tudo pronto para a Segurança Social.
- Fazer os procedimentos na Segurança Social.
** Nesse periodo, ja aproveite pra ir fazendo o plano de negócios (necessário para apresentar no Consulado no momento que for solicitar esse tipo de visto).
.
📍Azenhas do Mar, Portugal 🇵🇹
.
#azenhasdomar #oceanoatlantico #portugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #essemundoenosso #mulheresviajantes #brasileirosemlisboa #instaviagem #viagemeturismo #cahemportugal #mar #meusroteirosdeviagem #sourbbv #revistaqualviagem #amoviajar #viajar #brasileirosemportugal #trabalharemportugal #eurotrip2019 #portugalovers #moraremportugal #vistod2 #arportugal #vistod2portugal #vidaemportugal #instaportugal
Parece que foi ontem, mas hoje completa 6 meses desde que cheguei em Portugal. 🇵🇹
.
Eu poderia fazer uma lista (interminável) de tudo que já fiz nesse tempo, mas pensei melhor e resolvi falar sobre o idioma.
.
- Os portugueses atendem ao telemóvel falando “estou”, e nós atendemos o celular falando “oi”.
- Eles falam partilhar e nós falamos compartilhar.
- Eles dizem frigorífico, e nós geladeira.
- Os portugueses vão a casa de banho, os brasileiros vão ao banheiro.
- Eles atravessam a rua na passadeira, e nós na faixa de pedestres.
- Os portugueses compram sandes, gelado e sumo, e nós sanduiche, sorvete e suco.
- Eles tomam chá em uma chávena, nós tomamos chá em uma xícara.
- Eles dizem súshi e nos, sushí.
- Os portugueses são giros (estou fazendo uma moral 😅😅😅), os brasileiros são gatos.
- As portuguesas são fixes, as brasileiras são legais.
- As portuguesas usam cuecas (essa é difícil de acostumar hahaah), e as brasileiras usam calcinhas.
- Os portugueses dizem que fizemos perguntas parvas, e nós dizemos que eles respondem idiotices.
- Os portugueses dizem gajo e rapariga, e nós (no sul do Brasil) guri e guria.
- Eles andam de métro, autocarro, electrico e comboio, e nós de metrô, ônibus, bondinho e trem.
- Aqui as coisas são “sem piada”, no Brasil, as coisas são “sem graça”.
- Em Portugal existem jogadores chamados de guarda-redes e avançados, no Brasil são chamados de goleiros e atacantes.
- Em Portugal eles gritam golo, no Brasil gritamos gol.
- Em Portugal os jogadores usam camisola (ahahah essa tbm é dificil de acostumar), e no Brasil, camisa.
- Eles metem um “gosto” nas fotos do Ig e Facebook, nos colocamos um “curtir”.
.
Com certeza já aprendi muitas outras palavras, mas agora lembrei dessas.
.
Como dá pra perceber nessa listinha que vos (primeira vez que uso essa palavra na vida 🤣🤣🤣 nem sei se estou usando certo) escrevi, a língua portuguesa é igual, mas é diferente. 😅😅
.
Ah! E as despedidas: por email, sempre são com “melhores cumprimentos“, que substitui o famoso “atenciosamente” no Brasil, e por telefone (ainda tambem não me acostumei com essa) eles dizem: “com licença, beijinhos”.
.
Que venham os próximos 6 meses!
🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹
.
📍Portugal 🇵🇹
50 tons de verde! 💚
.
Parece que estou sozinha no parque, mas 20 segundos depois passou por aqui um milhão de chineses. 😅😅😅
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #nature #lakes #portugal #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes  #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #brasileirosnacroacia #viagens #travelphotography #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday #euamoviajar #trilhas
Minha primeira viagem depois de me mudar para Portugal é para... Croácia! 🇭🇷😁 Achei uma passagem com preço bom e resolvi comprar de última hora.
.
Esse voo de Lisboa para Zagreb (capital da Croácia) é recente, existe desde abril desse ano. De Zagreb até aqui, o trajeto de ônibus/autocarro é feito em mais ou menos 2 horas.
.
Essa é minha 3x na Croácia, e dessa vez vim conhecer uma das maiores atrações do país: o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice.
.
São 16 lagos e 4 tipos de trilhas, mas eu fiz as trilhas B e C (cor verde). Uma percorre os Lower Lakes e a outra, os Upper Lakes. Nem tudo fiz a pé, existe passeio de barco e ônibus/autocarro que percorrem algumas partes.
.
Dois dias são suficientes para conhecer as principais partes. E sééério, venham no outono. A cada 3 passos uma foto! 🍁🧡
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #nature #lakes #proximaviagem #portugal #lisboa #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #viagens #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday
No terceiro (e último dia) fizemos a trilha nos Passadiços do Paiva.
.
Essa trilha tem mais ou menos uns 8 km, e a maior parte do percurso é feita nessas estruturas de madeira que foram construídas ao longo da margem esquerda do rio Paiva.
.
Existem dois pontos de início: em Areinho e Espiunca. Nós optamos por começar em Areinho, pq apenas os primeiros 30 minutos são subida e o restante do trajeto é descida ou linha reta.
.
Pelo caminho encontramos cascatas, praias fluviais e falhas geológicas.
.
A entrada no parque é limitada e paga. Se comprar o bilhete pela internet sai mais barato (2,00 euros) e não corre o risco de ir até lá e não conseguir entrar no parque.
.
📍Passadiços do Paiva, Portugal 🇵🇹
.
#arouca #areinho #espiunca #passadiçosdopaiva #aroucageopark #turismocentrodeportugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #mulheresviajantes #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosemportugal #instaviagem #viagemeturismo #agenciadeviagem #amoviajar #viajar #summer #verao #veraoeuropeu #moraremportugal #viveremportugal #viajarfazbem #vamosviajar #travelphotography #portugaltrip #portugal2019
Contando as Horas