19.02
2018

Hungria: Informações práticas

A Hungria (em hungaro, Magyarország) sempre foi um dos países que sempre tive muita vontade de conhecer na Europa.

Apesar de atualmente ser um destino muito popular, na epoca que morei na Escocia, nao era tao facil ir até la.

Ano passado quando resolvi fazer um cruzeiro pelo rio Danubio, a oportunidade de conhecer esse país surgiu, e claro, eu nao deixei a chance passar. Se quiser ver como foi meu cruzeiro fluvial, clique aqui: Uniworld Boutique River Cruises: Cruzeiro de Luxo pelos rios da Europa.

O navio do meu cruzeiro pelo rio Danúbio, a esquerda – River Duchess

Se você tem curiosidade em conhecer esse país, eu recomendo muito. A Hungria já se tornou um dos destinos mais visitados do Leste Europeu, recebendo cerca de 4 milhões de turistas / ano. Incrível, né?

→ Localização

A Hungria está localizada no leste europeu, na região dos Cárpatos, portanto, nao tem saida para o mar. Faz fronteira com 7 países: Ucrania, Romênia, Sérvia, Croácia, Eslovenja, Áustria e Eslováquia. Tem cerca de 10 milhões de habitantes. Sua capital é Budapeste (a pronuncia é algo como Budapexxxt).

→ Visto, Vacina e Seguro Viagem

Brasileiros não precisam de visto quando estiverem viajando a Hungria a turismo por até 90 dias. Qualquer outra condição de entrada (estudo, trabalho, entre outros), é necessário ter um visto.

→ Melhor época

A Hungria pode ser visitada em qualquer época do ano. Apenas leve em consideração se a viagem for feita no verao (de junho a setembro) ou inverno (de novembro a março), pois as temperaturas costumam ser muito elevadas ou muito baixas, respectivamente.

→ Como ir até a Hungria

Existem diversas formas de ir até a Hungria: de avião, de carro alugado, de trem, de onibus ou fazendo um cruzeiro fluvial.

Eu cheguei em Budapeste por via fluvial, fazendo um cruzeiro pelo rio Danubio (meu cruzeiro começou na Romênia, passou pela Bulgária, Sérvia, Croácia e terminou na Hungria). E sai da Hungria  por via aerea, em um voo direto entre Budapeste e Edimburgo, com a cia aérea britânica de baixo custo Jet2.

→ Aeroporto Internacional de Budapeste Ferenc Liszt

O aeroporto de Budapeste (IATA: BUD) é o maior aeroporto do país, fica a 16km do centro de Budapeste. Tem esse nome como comemoração aos 200 anos do nadcimento do compositor de musica clássica Ferenc Liszt.

Tem 2 terminais: 2A (voos para fora da Europa) e 2B (voos dentro do continente europeu – meu voo saiu desse terminal). Além disso, tem um Sky Court, uma area com lojas, salas vips e restaurantes.

Eu sai de Budapeste voando com a cia aérea de baixo custo britânica Jet2 em direção a Edimburgo, a capital da Escócia. Caso esse nao seja o teu destino, esse aeroporto serve de base pra a Ryanair e é o hub da cia aérea Wizz Air.

 

→ Como ir do centro da cidade ao aeroporto ou vice-versa

Existem 3 opções para ir do aeroporto ao centro da cidade e vice-versa: de ônibus, de trem e de taxi. Quem optar por ir de ônibus, a linha 200E (Express) opera de dia e a linha 950 opera de madrugada). Os trens partem da estação de Nyugati e vão direto até o aeroporto, com tempo de viagem de 25 minutos. Já os táxis tem tarifa fixa, o valor em junho de 2017 ficou em 4.500 HUF.

Eu optei por ir de táxi do centro de Budapeste até o aeroporto. Meu voo saia no final da tarde, portanto, quando tive que me deslocar até lá era metade da tarde, sem muito transito. Levei uns 30 minutos para percorrer esse trajeto. Foi bem tranquilo!

→ Portos em Budapeste

Ao longo das margens do rio Danubio existem varios pontos para navios atracarem. O pier que o navio que eu estava atracou ficava bem em frente ao Monte Gellért, com vista também para o Castelo de Buda.

O acesso ao pier é livre, tem algumas lojinhas e uma escadaria que serve de bancos para as pessoas descansarem enquanto apreciam a vista maravilhosa do lado Buda, na margem direita do rio Danubio.

O navio do cruzeiro que fiz pelo rio Danubio em primeiro plano

Quem estiver em um cruzeiro apenas vai passar pelo controle de entrada do navio, afinal, todos os passageiros tem um cartão magnetico (tipo esses de quarto de hotel) que libera acesso ao navio (mas sempre tem também funcionários acompanhando a entrada e saida de passageiros do navio). É bem seguro!

→ Imigração

Como já mencionei anteriormente, minha entrada na Hungria foi feita por via fluvial. Como estava em um cruzeiro pelo rio Danubio, eu nao precisei me preocupar com esse procedimento, afinal, os funcionários do navio cuidaram de todo esse procedimento (eles ficam com os nossos passaportes, garantindo assim, que esse processo seja bem agilizado).

Na hora de deixar a Hungria em direção a Escócia, tive que passar pela imigração para dar baixa na minha saida. Se vc for sair do Espaço Schengen, recomendo adicionar pelo menos mais 1 hora no tempo que ficará no aeroporto, pq essas filas na imigraçao de saida do país sempre tem filas gigantescas (eu fiquei uns 30 minutos esperando até ser atendida).

→ Idioma

O idioma oficial da Hungria é o hungaro, uma lingua de origem fino-úgrica. Pra nos brasileiros é impossível de entender qualquer coisa, mas nao ha necessidade de se preocupar, é bem fácil encontrar pessoas que falem inglês. Eu nao tive nenhuma dificuldade em me comunicar por lá!

→ Dinheiro

A moeda oficial do país é o Florim Húngaro, chamado por la de Forint, abreviado por HUF. O país ja foi aprovado pela União Européia, mas por enquanto (até junho de 2017), o euro ainda não está sendo usado como moeda oficial.

→ Diferença de Fuso horário

Como a maioria dos países da União Européia, a Hungria tem 5 horas a mais de diferença com relaçao ao Brasil quando lá estiver em vigor o horario de verão (de março até outubro). No restante do ano a diferença é apenas de 3 horas a mais na Hungria, pois é quando nos aqui no Brasil estamos no horário de verão.

→ Tomadas e Adaptadores

As tomadas são iguais as antigas tomadas de dois pinos redondinhos que existem aqui no Brasil.

→ Táxi x Uber

Quem opta por se hospedar na parte mais turística da cidade, consegue fazer praticamente tudo a pé. Algumas pouquíssimas atrações serão necessário pegar metro (isso se você não for de caminhar muito, senão, é perfeitamente possível conhecer tudo a pé). Eu fiz todo o meu roteiro em Budapeste a pé, não peguei metro e uber nenhuma vez. Andei de taxi apenas uma vez, quando fui do centro da cidade até o aeroporto.

Os taxistas são bem tranquilos, não tive impressão de que eles tentam enganar turistas ou coisas do tipo. Inclusive, segundo os funcionários do hotel onde me hospedei, não me fizeram nenhum alerta sobre essa questão.

→ Os húngaros

Eu não sou daquele tipo de pessoa que ja chega em um novo destino com uma ideia pré formada sobre o que vai encontrar lá (como por exemplo, a maioria das pessoas com quem ja falei sobre Paris e a França em geral, ja dizem que os franceses sao muito estupidos, o que eu, sinceramente, nao achei). Os hungaros me pareceram ser bem tranquilos. No geral, a maioria é bem simpatica e ajuda os turistas com informações. Obviamente como em qualquer lugar do mundo, existem os que nao fazem questao de ser simpaticos, o que é muito normal.

 

Também me senti muito mais tranquila quando vi que é tudo muito bem sinalizado (com infos em hungaro e ingles) e que a maioria da população (ao menos nas partes turisticas) falam ingles muito bem.

→ Segurança

As pessoas que acompanham o blog devem pensar que eu acho que todos os lugares do mundo são muito seguros. A verdade sobre isso é que, realmente, levando em consideração qualquer uma das cidades europeias que ja visitei, incluindo Budapeste, eu sempre achei todas muito seguras mesmo. Em Budapeste mesmo, nunca precisei me preocupar muito por estar andando com a camera pendurada no pescoço, de pegar o celular pra mandar uma mensagem/tirar uma foto ou qualquer coisa do tipo. Ja aqui no Brasil, dependendo do lugar, é praticamente impossivel nao se preocupar com isso, né?

Portanto, até hoje, sempre achei a Europa muito segura, especialmente para mulheres que querem ter uma primeira experiência em viajar sozinhas.

Eu estive em Budapeste no primeiro dia acompanhada de outros passageiros do navios, mas os outros dois dias fiquei sozinha na cidade. Andei por todas as partes turisticas do lado Buda e do lado Peste e em momento algum senti medo ou tive a impressão de ter visto pessoas atoa querendo se aproveitar de algum descuido dos turistas para cometer algum furto.

** Solicite seu roteiro personalizado para a Hungria aqui.

** Reserve seu hotel na Hungria aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Budapeste

Todos os posts sobre Cruzeiro Fluvial no rio Danúbio

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Budapeste, Hungria - , , , , , , , , , , , , , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
2 comentários em "Hungria: Informações práticas"
  1. Nick   22/02/18 • 07h56

    Oi Bruna, tudo bem ?
    Adorei as informações sobre Budapeste. Em maio desembarco aí, para o início do meu tour pelo leste. Abraços !!!!

    • Contando as Horas   10/03/18 • 15h50

      Oi, Nick

      Estou super atrasada com as respostas dos comentários aqui no blog. Eu ainda vou escrever mais dois posts sobre a Hungria, vão ao ar agora no inicio de abril. Um deles sobre o lado Buda e outro sobre o lado Peste. Vai ser antes da tua viagem! Espero q te ajude em algo.
      Obrigada pela visita aqui no blog!

Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Essa manhã eu teria embarcado para o Brasil. Além das 18 mil coisas que tinha planejado fazer em 10 dias, a mais importante era conhecer minha sobrinha 🥰 (e também, rever meus sobrinhos de quatro patas 🐕🐕 - não esqueci de vcs, não sou uma tia desnaturada 😁). A gente já tinha até planejado um churras com camarão empanado de entrada, lembra @yasminbartolamei ? 😂Otimização de tempo é tudo numa viagem. Impossível comer todas as coisas que tenho saudades (e repetir algumas) em apenas 20 refeições. 🤰🏻😅😆
.
Enquanto isso, depois de 52 dias de quarentena, estou aqui acompanhando Portugal deixar o estado de emergência e passar para o estado de calamidade, situação onde as medidas de isolamento ficam um pouco mais brandas para facilitar esse período de transição para a normalidade.
.
Eu espero que as pessoas não sejam irresponsáveis e sem noção nesse momento, pq o isolamento obrigatório pode voltar.
.
Ontem qdo sai de casa para comprar máscara (a partir de hj o uso é obrigatório em todos os ambientes fechados, como por exemplo, mercado, lojas, bancos, transporte público, entre outros), por exemplo, já vi uma cena que prefiro nem comentar. Além de todas as incertezas que o momento já nos coloca, certamente vamos precisar de muito mais sorte para lidar com esses seres irresponsáveis do que com o vírus.
.
Não vou me alongar muito nesse blablabla, pq a loucura dessa nova realidade está só começando.
.
Mas voltando a minha viagem.. Eu sei que meu pai estava contando os segundos pra ter alguém em casa pra implicar 🤣 e minha mãe estava ansiosa pelos nossos lanchinhos e risadas na madrugada (sim, somos duas 🦉🦉). Véééiooo e Véééiaaa.. em 2021 estarei ai! 🇵🇹✈️🙏🏽🇧🇷🤩
.
Essas foram as últimas fotos que tirei lá em casa, no Brasil, em fevereiro de 2019. ☺️
18.04.2020: UM ANO EM PORTUGAL! 🥰🥰🥰
🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹
.
Queria escrever algo interessante sobre esse momento pra deixar aqui registrado, mas não ando muito inspirada. Como nessas últimas semanas tenho recebido algumas msgs relacionadas a pandemia/quarentena, vou falar sobre isso.
.
02 de março foram divulgados os primeiros casos de coronavírus em Portugal. Dia 11 de março a OMS declarou pandemia de coronavírus. Dito isso...
.
No inicio, o governo português declarou estado de alerta, logo na sequência foi declarado estado de emergência (já foi renovado 02 vezes).
.
Nos primeiros dias os mercados estavam um verdadeiro caos. Muitas pessoas. Muitas coisas faltando (principalmente papel higiênico, carnes, frutas e verduras). Nas últimas semanas a situação voltou a normalidade.
.
As atrações turísticas, lojas, restaurantes (seguem funcionando, mas no esquema de take away/entrega a domicílio), bares, academias, entre outros tipos de comércio fecharam suas portas e assim permanecem até então.
.
As Farmácias e os Mercados estão funcionando no esquema de sai 1 entra 1, portanto, exige paciência.
.
Os transportes públicos em Lisboa estão funcionando com horários reduzidos. Não andei mais de metro, mas li nos jornais que o acesso está liberado para todas as pessoas, as catracas estão livres. Também li que começaram a fazer controle de temperatura nas entradas das estações.
.
Os 3 principais aeroportos de Portugal (em Lisboa, no Porto e em Faro) fecharam durante o período de Páscoa. E nos demais dias estão operando apenas para pouquíssimos voos comerciais, mas principalmente para voos humanitários, de repatriação ou de transporte de mercadorias.
.
Lisboa está deserta. Se você sair de casa, independente do horário, parece sempre domingo 07:00 da manhã. Tudo vazio. Poucas pessoas nas ruas.
.
A maioria das pessoas tem usado luvas e máscaras. Eu não tenho usado, pq só tenho saido de casa para ir ao mercado e algumas vezes pra caminhar.
.
E pra todos que me mandaram msgs pedindo como eu estou: depois de 38 dias de quarentena, posso dizer que já ando um pouco entediada, mas estou bem. ☺️
.
Essas são algumas fotos que tirei ao longo desse ultimo ano. 😁
#tbt 2020, nós mal nos conhecemos e não estou gostando nada do que tem acontecido. 😰😰😰
.
2019 precisou de 12 meses pra ser ruinzinho. Já 2020, em apenas 3 meses, chegou metendo os dois pés nas costas. 😰😰😰 Meeedooo dos próximos 9 meses!!! 🤭
.
Se eu soubesse que 2020 seria assim, eu teria viajado o mês de janeiro inteiro pelas Arábias. 🤷🏻‍♀️😅😁
.
Eu sei que ninguém anda muito interessado em consumir dicas de viagens por esses dias, mas já vou deixar registrado aqui para os dias melhores que virão: Doha tem varios museus, mas sem dúvida, os 2 mais visitados, são: o Museu de Arte Islâmica (fotos) e o Museu Nacional do Catar. Se tiver que escolher apenas um pra visitar, eu recomendo o Museu Nacional do Catar, vale cada centavo (até pq, o valor dos bilhetes não são nada baratos). Já o Museu de Arte Islâmica vale mais pelo seu exterior.
.
📍Doha, Catar 🇶🇦
.
#museumofislamicart #doha #catar #qatar #orientemedio #middleeast #ficaemcasa #fiqueemcasa #stayhome #quarentenanaosaoferias #quarentena #quarentine #pandemia #seemydoha #mydoha #dohaqatar #dohainstagram #doha2020 #instadoha #qatar2022 #qatarphoto #essemundoenosso #travelgirl #mulheresviajantes #amoviajar #qatarairways #viajar #brasileirosnocatar #brasileirosnoqatar
Khor Al Abaid 🐪 🌵☀️⛺️
.
Existem diversos tours no deserto: para ver o sol nascer, dia todo (com almoço e algumas atividades), para passar a noite e para ver o por do sol (foi o que escolhi).
.
Água do mar é morninha e eu achei beeem mais salgada que o normal.
.
Nessa foto da pra ver as aguas do mar encontrando as areias do deserto. 💛
.
2 segundos antes dessa foto, enquanto eu me arrumava, esse camelo ousado tentou me dar um beijinho 😂😂😂 Quase morri do coração!! 😅
.
📍Catar 🇶🇦
.
#khoralabaid #catar #qatar #desertsafari #sunsetdesertsafari #alkhordesert #orientemedio #middleeast #essemundoenosso #travelgirl #mulheresviajantes #amoviajar #qatarairways #viajar #brasileirosnocatar #brasileirosnoqatar #viagemeturismo
Catar / Qatar 🇶🇦🇶🇦
.
Vim com expectativa altíssima e ainda assim me surpreendi com tudo que vi.
.
Amei a comida. Os árabes são muito de boa (só não da pra tirar foto haha). Quero comprar todos os caquedos que vejo nas lojas, acho tudo lindo. Temperatura sensacional nessa época.
.
Na foto: Deserto de Khor Al Abaid, localizado ao sul de Doha, na fronteira entre o Catar e a Arábia Saudita. É um dos poucos no mundo onde o mar invade as areias do deserto.
.
📍Catar 🇶🇦
.
#khoralabaid #catar #qatar #desertsafari #sunsetdesertsafari #alkhordesert #orientemedio #middleeast #essemundoenosso #travelgirl #mulheresviajantes #amoviajar #qatarairways #viajar #brasileirosnocatar #brasileirosnoqatar #viagemeturismo
2019 foi um ano com muitas coisas boas e algumas ruins, mas prefiro lembrar apenas dos melhores momentos. 😅☺️😁
.
Comecei o ano recebendo a notícia de que meu visto para morar em Portugal tinha sido concedido (sem necessidade de entrevista).
.
Coloquei a venda meu apartamento em Curitiba (já foi vendido).
.
Me mudei para Portugal (demorei mais do que o previsto para encontrar um apartamento como eu queria, mas valeu a espera, amo esse bairro onde eu vivo).
.
Estive na Croácia pela 3x (ainda quero ir mais uma).
.
Minha sobrinha nasceu (virei Dinda!!).
.
Voltei pela milésima vez a Escócia (Meu país preferido!!)
.
Voltei a Berlim (dessa vez para ver os mercadinhos de Natal).
.
E terminei o ano passando rapidamente por Londres (eu não queria, fui obrigada hahaha)
.
2019 me deu a oportunidade de viver esses bons momentos, mas sinceramente, não vou sentir saudade!
.
Seja muito bem-vindo 2020 (espero que esse ano seja muito melhor)!
.
Desejo a cada um de vocês um excelente ano de 2020, com muita saúde (o resto a gente sempre da um jeito)!!
.
🎊🥂🍾✈️💐💞
.
📍Lisboa, Portugal 🇵🇹
.
#felizanonovo #feliz2020 #lisboa #lisbon #lisboaportugal #lisbonportugal #portugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #woman #essemundoenosso #igportugal #viajar #mulheresviajantes #brasileirosemportugal #instagramcml #viagemeturismo #agenciadeviagem #travelphotography #cahemportugal #lookdodia #lisboalovers #lisboacool #visitlisboa #meusroteirosdeviagem #lisboa_pt
Contando as Horas