22.11
2018

Portugal: O que fazer em Vila Nova de Gaia, a cidade onde estão as Caves de Vinho do Porto

Eu não sei vocês, mas não faz muuuuito tempo que eu descobri que é em Vila Nova de Gaia onde estão localizadas as caves de Vinho do Porto. E como eu adoro vinho, é claro que não pensei duas vezes e resolvi incluir essa cidade no meu roteiro.

Vila Nova de Gaia é uma cidade localizada no norte de Portugal, que faz parte da região metropolitana da cidade do Porto e ela está separada do Porto pelo famoso rio Douro.

Reserve pelo menos um dia inteiro para conhecer essa cidade, pq além das caves de vinho do Porto, ainda existem algumas atrações que podem fazer parte do roteiro. 

** Clique aqui para ver onde me hospedei: Hospedagem em Vila Nova de Gaia: The House of Sandeman Hostel & Suites.

→ Cais de Gaia

O Cais de Gaia é aquela área localizada na margem esquerda do rio Douro. Ao longo desse cais estão diversos restaurantes, bares, lojinhas e pessoas vendendo artesanato. É uma area bem agradavel de caminhar ou de sentar para ver o movimento.

Porto do outro lado do rio Douro

E pra quem gosta de caminhar, aconselho a ir até onde tem um passadiço de madeira, de lá se tem otimas vistas das duas cidades, do rio Douro e da Ponte Luis I.

→ Teleférico de Gaia

O teleférico de Gaia foi inaugurado em abril de 2011, ligando o Cais de Gaia ao Jardim do Morro. As suas 14 cabines percorrem um pouco menos de 600 metros. A vista é super legal, vale a pena!

No dia que fui até a parte alta de Gaia, eu optei por ir (e voltar) com o teleférico. O ticket pode ser comprado ali mesmo, na base da estrutura do teleférico. Para ter acesso a cabine, é necessario passar o ticket em uma catraca. O trajeto é bem rapidinho, acho que não leva 3 minutos.

Na ida, procure sentar no lado esquerdo, se quiser fotografar a Ponte Luis I, principalmente se você pegar pessoas sem noção, que não dão espaço para os outros tirarem fotos. Para o trecho da volta, é necessario fazer o mesmo procedimento para ter acesso as cabines, mas as fotos não ficam tão boas, pq existem barras na lateral que impedem as fotos de ficarem legais.

Agora em outubro de 2018, os valores eram de 6,00 euros um sentido e 9,00 euros ida e volta. Com esses valores, compensa mais comprar ida e volta, que foi o que eu fiz.

→ Jardim do Morro

Chegando lá na parte alta da cidade, bem em frente a saida do teleférico, mas do outro lado da rua, fica o Jardim do Morro. É um jardim pequeno, com algumas atrações. É legal caminhar por ali. Na parte mais alta do jardim tem (mais) uma vista legal da cidade do Porto e do rio Douro.

→ Miradouro, Mosteiro e Igreja da Serra do Pilar

Logo em frente, mas do outro lado da rua, fica a rampa de acesso ao Miradouro (mirante), Mosteiro e Igreja da Serra do Pilar. Eu optei por não visitar o Mosteiro e a Igreja (unica igreja circular de Portugal), apenas visitei o mirante.

Sem duvida, é a partir desse mirante que você vai conseguir tirar as melhores fotos, aquelas digna de cartão postal, da cidade do Porto e da Ponte Luis I. Vale a pena ficar um tempinho lá apreciando a vista, que é espetacular!

Se for possivel, deixe pra ir até lá no final da tarde, pq o por do sol é super bonito!

→ Caves de Vinho do Porto

O Vinho do Porto é um vinho produzido exclusivamente a partir de uvas da região do Vale do Douro, uma região montanhosa e protegida pela Serra do Marão. Por ter um clima diferenciado por conta disso, os vinho produzidos aqui tem caracteristicas unicas.

Essa area foi demarcada para produção de vinho por Marques de Pombal, em 1756, durante o reinado de Dom José I. Para ter ideia da importancia dessa região, ela também foi declarada Patrimonio da Unesco em 2001, com o nome de Região Vinhateira do Alto Douro. E desde entao, foi dividida em três partes: Douro Superior (fica na divisa com a Espanha), Cima Corgo (parte mais central) e Baixo Corgo (parte mais proxima da cidade do Porto), onde são cultivadas mais de 100 tipos de uvas que são usadas na produção do Vinho do Porto.

As primeiras noticias que se tem sobre a existencia do Vinho do Porto datam do século 17. Os vinhos eram produzidos na região do Douro, seguiam de barco até a cidade do Porto e de lá iam para outras partes do mundo, principalmente o UK. Segundo uma das guias de um tour que eu fiz, acredita-se que o vinho do Porto ficou famoso por causa de uma guerra que não tinha nada a ver com Portugal. A Inglaterra estava em guerra com a França, e por esse motivo os ingleses trocaram os vinhos franceses pelos vinhos portugueses. Por isso é comum ver muitas vinicolas de vinho do Porto com nomes em ingles.

Como é feito o Vinho do Porto: O processo de fermentação do vinho é interrompido logo no inicio, atraves da adição de uma aguardente vinica. Parando a fermentação nesse momento, faz com que sobre açucar natural que vieram das uvas, por isso esse vinho acaba sendo mais doce, tipo licoroso.

Se você ainda não provou um Vinho do Porto, eu recomendo, eles são ótimos. Mas saiba que ele tem um alto teor alcoolico, mas costumam ser mais docinho. Ah! Prove todos os tipos de vinho do Porto, o branco, ruby e o tawny.

Quem quiser saber mais, existem muitas caves de Vinho do Porto em Vila Nova de Gaia, mas entre todas as opções, eu escolhi visitar essas:

– Cave Cálem (não precisa reservar o tour com antecedência)

A Cálem, fundada em 1859, é uma das vinicolas mais conhecidas da região. Essa foi a primeira cave que visitei. Ela tem localização otima, é a que fica mais pertinho da Ponte Luis I. O ticket pode ser comprado ali mesmo, na hora. As visitas são guiadas e tem opções em vários idiomas. Por sorte, eu cheguei faltando uns 10 minutos para começar o tour em português.

Tive tempo de ver bem rapidamente o museu, que é pequeno, mas achei bem bonito e interativo. O museu é visitado sozinho, sem o guia. Quando o guia chama para o inicio do tour, ele explica como é a visita. Durante a visita, ele conta um pouco da história da empresa, da parte histórica de como o Vinho do Porto surgiu, de como ele é produzido, armazenado e vendido. E no final tem a degustação de dois Vinhos do Porto, um branco e um tinto. E claro, antes de ir embora, você passa pela lojinha.

Achei o guia beeem fraquinho (comparado com os guias das outras visitas que fiz), mas pra quem quer saber apenas as informações bem principais, é uma boa opção. O tour é bem rapidinho, acho que não durou mais do que 40 minutos. Agora em outubro de 2018 haviam duas opções de tours:

1) clássico: está incluido visita e degustação. Esse tour é subdividido em standard (2 vinhos do porto para degustação) e premium (3 vinhos do Porto para degustação).

2) completo: inclui visita, degustação e apresentação de fado, essa opção só tem no final do dia.

Eu optei pelo tour clássico com degustação de 2 vinhos e o valor pago foi de 12,00 euros (valor referente a outubro de 2018).

A Cálem fica na Av. Diogo Leite, 344, em Vila Nova de Gaia.

– Cave House of  Sandeman (não precisa reservar o tour com antecedência)

A House of Sandeman foi fundada em 1790 por George Sandeman, um escoces que decidiu investir no Vinho do Porto e de Jerez. A Sandeman tem fama de sempre inovar, como por exemplo: foi a primeira vinicola a marcar uma pipa com seu nome a fogo, foram eles que rotularam seus vinhos pela primeira vez e também foram eles que criaram uma imagem para a sua marca (Sandeman Don usa uma capa negra que remete aos estudantes de Coimbra, um sombrero tipico de Jerez e carrega uma taça de Vinho do Porto) e por fim, eles inauguraram agora nesse ano de 2018 um hotel/hostel junto as caves dos vinhos do Porto, em Vila Nova de Gaia (esse foi o hotel que me hospedei, o link para ver como foi minha hospedagem lá está no inicio do post).

Como eu estava hospedada em uma das suites do hotel, eu fiz a reserva para o tour pelas caves no momento que fiz o check-in. Agendei a visita para o dia seguinte e já deixei pago. Existem 2 tipos de tour: clássico (com degustação de 2 vinhos) e o premium (com degustação de 3 vinhos), além de outros tours mais especificos e especializados. Eu optei pela visita premium e o valor que paguei foi de 15,00 euros. Não precisa reservar o tour com muita antecedência, você pode aparecer lá na hora ou reservar de um dia para o outro.

O tour começa em um pequeno museu onde a guia trajada como Don (de capa preta e chapeu) conta um pouco sobre a história de George Sandeman, da empresa e da imagem da empresa, o misterioso Don. Logo na sequencia visitamos as caves (conforme vamos caminhando, podemos ver em exibição pipas, barris de vinhos, antigas garrafas usadas ao longo dos séculos), assitimos um videozinho sobre a vinicola (achei bem legal e muito bem produzido) e por fim, a degustação dos vinhos (repare nas paredes, aqui é possivel ver as campanhas publicitarias que já foram feitas pela marca).

A Sandeman fica no Largo Miguel Bombarda, 3, em Vila Nova de Gaia.

– Cave Ferreira (precisa reservar o tour com antecedência)

A Ferreira foi fundada em 1751, mas apenas quando Antonia Adelaide Ferreira este a frente da empresa que as coisas começaram a dar muito certo. A Ferreira é uma das poucas vinicolas que foi fundada e se manteve em mãos portuguesas.

Se você já reservou o tour por email com antecedência, é só pagar o tour e logo os funcionarios dão as instruções de como a visita acontece.

O tour começa em uma sala com maquinas antigas relacionadas a produção de vinho e objetos históricos que pertenceram a Antonia Adelaide Ferreira. Aqui também tem alguns mapas e é onde a guia começa a contar sobre a história da marca, da região do Vale do Douro, entre outros assuntos. Logo seguimos para as caves. A visita passa por vários prédios e ao longo do trajeto podemos ver objetos relacionados com a produção de vinho (equipamentos usados na produção de vinho, fotos antigas,e exibição de rotulos antigos da marca). Também passamos por um pequeno jardim, onde está uma estátua do simbolo da marca e por fim, terminamos a visita em outro prédio, onde fica a sala de degustação e a lojinha.

Existem vários tipos de visitas, mas a mais simples é a Classica, com direito a visita as caves, museu e degustação de dois vinhos. Valor de 12,00 euros (referente a outubro de 2018).

A Cave Ferreira fica na Av. Ramos Pinto, 70, em Vila Nova de Gaia.

Minha opinião sobre as visitas nas Caves Cálem, Sandeman e Ferreira

Entre todas essas opções, eu tinha selecionado conhecer apenas a Sandeman (pq era onde ia ficar hospedada) e a Ferreira (por sua história estar ligada a uma mulher que empreendeu no ramo dos vinhos de forma brilhante), mas de ultima hora resolvi ir na Cálem também (era a unica produtora de vinho do Porto que eu conhecia antes de começar minhas pesquisas, eu não havia pesquisado nada sobre ela, simplesmente aparecei lá na hora para visita).

Mural do artista português Bordalo II, em Vila Nova de Gaia

Levando em consideração essas 3 opções de caves que eu visitei, eu gostei mais da explicação da guia na Sandeman (ela era muito boa, explicava de uma forma simples, com detalhes, mas sem ser chata), mas gostei mais do tour na Ferreira (achei super completo, nos passamos por varios lugares, por um jardim, mudamos de edificio, tem varios objetos decorando o ambiente durante a visita, enfim, achei visualmente mais bonita e interessante) e gostei mais da lojinha da Cálem (devido a variedade de coisas para comprar).

RESERVE PELO BLOG:

** Roteiro personalizado.

** Hotel em Vila Nova de Gaia.

** Seguro Viagem.

** Carro no Brasil ou no Exterior.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Muito obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Portugal

Todos os posts sobre Lisboa

Todos os posts sobre Porto

Todos os posts sobre Vila Nova de Gaia

Todos os posts sobre hospedagem

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Portugal, Vila Nova de Gaia - , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Edimburgo! 💛💛💛
.
Se quando eu estava no Brasil e precisava atravessar o Atlantico, eu sempre estava por aqui, agora morando em Portugal, eu vou aparecer com muito mais frequência.
.
Como sempre, foi pouco tempo, mas o suficiente pra amenizar a saudade.
.
Melhor presente de aniversário (antecipado) que eu poderia dar a mim mesma. 😁😁😁 (Olha que a conversão não ta nada favorável: 1,00 libra = 5,14 reais 🤯).
.
Em 2020, eeeuu volto! 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿💙☺️
.
📍Edimburgo, Escócia
.
#castelodeedimburgo #edinburghcastle #edimburgo #edinburgh #escocia #scotland #visitacotland #escocia2029 #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #proximaviagem #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaescocia #viagens #sourbbv #viajar #travel #picoftheday #helloescocia
#tbt Ano passado, exatamente nesse dia, eu chegava em Lisboa para colocar em prática tudo o que havia planejado nos meses anteriores.
.
Para quem tiver interesse em vir para Portugal com o visto D2 (visto de empreendedor), basicamente é necessário seguir os seguintes passos:
- Tirar o NIF (equivalente ao CPF no Brasil), nas Finanças ou na Loja do Cidadão. Precisa ir junto um cidadão português ou um estrangeiro, desde que possua a AR.
- Abrir uma conta pessoal (em pt-pt pessoa singular).
- Arrumar um contador (em pt-pt contabilista).
- Fazer a constituição da empresa no modelo “Empresa na Hora” na Loja do Cidadão (dar inicio na atividade, fazer a ata da empresa, assinar mil coisas, entre outros procedimentos).
- Abrir uma conta pessoa jurídica (pt-pt pessoa coletiva).
** Entre esses procedimentos, sao necessarios alguns dias. Se quiser aproveitar pra passear, é o momento. Eu fui a Rússia e a Escócia , enquanto aguardava ter tudo pronto para a Segurança Social.
- Fazer os procedimentos na Segurança Social.
** Nesse periodo, ja aproveite pra ir fazendo o plano de negócios (necessário para apresentar no Consulado no momento que for solicitar esse tipo de visto).
.
📍Azenhas do Mar, Portugal 🇵🇹
.
#azenhasdomar #oceanoatlantico #portugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #essemundoenosso #mulheresviajantes #brasileirosemlisboa #instaviagem #viagemeturismo #cahemportugal #mar #meusroteirosdeviagem #sourbbv #revistaqualviagem #amoviajar #viajar #brasileirosemportugal #trabalharemportugal #eurotrip2019 #portugalovers #moraremportugal #vistod2 #arportugal #vistod2portugal #vidaemportugal #instaportugal
Parece que foi ontem, mas hoje completa 6 meses desde que cheguei em Portugal. 🇵🇹
.
Eu poderia fazer uma lista (interminável) de tudo que já fiz nesse tempo, mas pensei melhor e resolvi falar sobre o idioma.
.
- Os portugueses atendem ao telemóvel falando “estou”, e nós atendemos o celular falando “oi”.
- Eles falam partilhar e nós falamos compartilhar.
- Eles dizem frigorífico, e nós geladeira.
- Os portugueses vão a casa de banho, os brasileiros vão ao banheiro.
- Eles atravessam a rua na passadeira, e nós na faixa de pedestres.
- Os portugueses compram sandes, gelado e sumo, e nós sanduiche, sorvete e suco.
- Eles tomam chá em uma chávena, nós tomamos chá em uma xícara.
- Eles dizem súshi e nos, sushí.
- Os portugueses são giros (estou fazendo uma moral 😅😅😅), os brasileiros são gatos.
- As portuguesas são fixes, as brasileiras são legais.
- As portuguesas usam cuecas (essa é difícil de acostumar hahaah), e as brasileiras usam calcinhas.
- Os portugueses dizem que fizemos perguntas parvas, e nós dizemos que eles respondem idiotices.
- Os portugueses dizem gajo e rapariga, e nós (no sul do Brasil) guri e guria.
- Eles andam de métro, autocarro, electrico e comboio, e nós de metrô, ônibus, bondinho e trem.
- Aqui as coisas são “sem piada”, no Brasil, as coisas são “sem graça”.
- Em Portugal existem jogadores chamados de guarda-redes e avançados, no Brasil são chamados de goleiros e atacantes.
- Em Portugal eles gritam golo, no Brasil gritamos gol.
- Em Portugal os jogadores usam camisola (ahahah essa tbm é dificil de acostumar), e no Brasil, camisa.
- Eles metem um “gosto” nas fotos do Ig e Facebook, nos colocamos um “curtir”.
.
Com certeza já aprendi muitas outras palavras, mas agora lembrei dessas.
.
Como dá pra perceber nessa listinha que vos (primeira vez que uso essa palavra na vida 🤣🤣🤣 nem sei se estou usando certo) escrevi, a língua portuguesa é igual, mas é diferente. 😅😅
.
Ah! E as despedidas: por email, sempre são com “melhores cumprimentos“, que substitui o famoso “atenciosamente” no Brasil, e por telefone (ainda tambem não me acostumei com essa) eles dizem: “com licença, beijinhos”.
.
Que venham os próximos 6 meses!
🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹
.
📍Portugal 🇵🇹
50 tons de verde! 💚
.
Parece que estou sozinha no parque, mas 20 segundos depois passou por aqui um milhão de chineses. 😅😅😅
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #nature #lakes #portugal #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes  #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #brasileirosnacroacia #viagens #travelphotography #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday #euamoviajar #trilhas
Minha primeira viagem depois de me mudar para Portugal é para... Croácia! 🇭🇷😁 Achei uma passagem com preço bom e resolvi comprar de última hora.
.
Esse voo de Lisboa para Zagreb (capital da Croácia) é recente, existe desde abril desse ano. De Zagreb até aqui, o trajeto de ônibus/autocarro é feito em mais ou menos 2 horas.
.
Essa é minha 3x na Croácia, e dessa vez vim conhecer uma das maiores atrações do país: o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice.
.
São 16 lagos e 4 tipos de trilhas, mas eu fiz as trilhas B e C (cor verde). Uma percorre os Lower Lakes e a outra, os Upper Lakes. Nem tudo fiz a pé, existe passeio de barco e ônibus/autocarro que percorrem algumas partes.
.
Dois dias são suficientes para conhecer as principais partes. E sééério, venham no outono. A cada 3 passos uma foto! 🍁🧡
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #nature #lakes #proximaviagem #portugal #lisboa #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #viagens #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday
No terceiro (e último dia) fizemos a trilha nos Passadiços do Paiva.
.
Essa trilha tem mais ou menos uns 8 km, e a maior parte do percurso é feita nessas estruturas de madeira que foram construídas ao longo da margem esquerda do rio Paiva.
.
Existem dois pontos de início: em Areinho e Espiunca. Nós optamos por começar em Areinho, pq apenas os primeiros 30 minutos são subida e o restante do trajeto é descida ou linha reta.
.
Pelo caminho encontramos cascatas, praias fluviais e falhas geológicas.
.
A entrada no parque é limitada e paga. Se comprar o bilhete pela internet sai mais barato (2,00 euros) e não corre o risco de ir até lá e não conseguir entrar no parque.
.
📍Passadiços do Paiva, Portugal 🇵🇹
.
#arouca #areinho #espiunca #passadiçosdopaiva #aroucageopark #turismocentrodeportugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #mulheresviajantes #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosemportugal #instaviagem #viagemeturismo #agenciadeviagem #amoviajar #viajar #summer #verao #veraoeuropeu #moraremportugal #viveremportugal #viajarfazbem #vamosviajar #travelphotography #portugaltrip #portugal2019
Contando as Horas