20.06
2013

Londres: 15 bate-voltas de trem!

Normalmente quando eu viajo pra alguma capital da Europa ou até mesmo pra alguma cidade maiorzinha que seja rodeada por outras cidades menores interessantes, eu sempre coloco no roteiro pelo menos um bate-volta pra poder conhecer um pouco do interior daquele país.

Londres oferece uma gama enorme de bate-voltas que podem ser feitos usando tanto trem como os ônibus. Sempre que possível eu dou preferencia pra utilizar o trem, já que no UK eles geralmente são super pontuais e cobrem praticamente o país todo.

Aqui nesse post estão listados todos os bate-voltas que eu já fiz partindo de Londres, onde apenas 3 desses eu fiz partindo de Edimburgo (Manchester, Blackpool e York), mas não precisa se preocupar, é totalmente possível fazer a partir de Londres também.

Parliament Square - Londres

Parliament Square – Londres

Ainda existem muitos destinos que eu gostaria de conhecer, mas enquanto eu não risco todos da minha listinha interminável, aqui vão algumas sugestões: Continue Lendo…

Postado em Bath, Blackpool, Brighton, Dover, Hampton Court, Inglaterra, Liverpool, Londres, Manchester, Norwich, Oxford, Stonehenge, Stratford, Stratford upon Avon, Transporte público, Warwick, Windsor, York
Booking.com
14.09
2011

Brighton

Não poderia deixar de visitar uma das cidades mais importantes do litoral sul da Inglaterra: Brighton!! A cidade fica na região de East Sussex e é bem pequena, tem uma população de apenas 155 mil habitantes.

Royal Pavilion

A cidade se tornou muito popular  a partir de 1783, quando o então Príncipe Regente ou mais tarde Rei George IV visitou a cidade pela primeira vez. Brighton cresceu rapidamente e logo ganhou fama de de um dos mais sofisticados e elegantes destinos da Inglaterra. Mas o grande “boom” turístico aconteceu mesmo a partir de 1841, quando os trens ligando Londres a Brighton começaram a operar.

Praça que fica entre a praia e o Royal Pavilion

Como o dia amanhaceu com sol, eu resolvi aproveitar, sai cedo de Londres e optei por pegar o trem na Estação de London Bridge.

Clock Tower

A cidade é relativamente compacta e dá pra percorrer facilmente a pé. Uma das principais ruas (pra facilitar o deslocamento pela cidade) é a Queen’s Road/West Street. Saindo da estação, já é possível ver a Clock Tower (que fica no meio da Queen’s Road e é um ponto de referência), que foi construída para comemorar o Jubileu de Ouro da Rainha Victoria.

Pra se situar no calçadão a beira-mar

A partir do Clock Tower são duas as opções, seguir reto em direção a praia ou dobrar a esquerda em sentido ao Royal Pavilion. Eu fui direto pra praia aproveitar o solzinho…

A praia em Brighton não tem areia, tem pedras!

Varias lojinhas e restaurantes no calçadão

A praia é completamente atípica pra nós brasileiros, pois ao invés de ter areia, normalmente as praias aqui no Reino Unido tem pedras. E não é atoa que todas as pessoas estavam usando chinelo ou sandálias pra entrar na água.

Calçadão a beira-mar

Brighton concorre diretamente com Blackpool (no litoral norte) como cidade litorânea preferida dos Ingleses. Elas tem praticamente o mesmo estilo, porém eu achei Brighton mais bonita e o estilo indiano do Royal Pavillion é visto em muitas outras partes da cidade, como por exemplo, nos pontos de ônibus ou em quiosques à beira mar.

West Pier ou o que restou dele!

A cidade tem dois piers, o West Pier é o mais antigo pier da cidade, porém não está mais em “funcionamento”. A alguns anos atrás houve um incêndio que destruiu ele por completo, sua passarela caiu e só restou mesmo o seu esqueleto no meio do mar.

West Pier

Mas o pier, mesmo em estado de deterioração e má conservação, se tornou um dos principais cartões postais da cidade e aparece em quase todos os lugares com um bonito pôr do sol ao fundo.

Brighton Pier

A vista

Já o Brighton Pier que é um dos piers mais antigos e maiores do mundo, com 524 metros.. tem estilo victoriano e foi inaugurado em 1899. Do pier se tem uma boa visão da costa Francesa, dos White Cliffs e de todo calçadão a beira mar! A entrada é gratuita e o pier é lotado de restaurantes e barzinhos e tem até um mini parque de diversões no final.

Ao longo do Pier, muitas lojinhas e restaurantes

Detalhes no Brighton Pier

Bem próximo dali fica o Royal Pavilion que é sem dúvida alguma, a principal atração da cidade. Vendo o Palácio ao vivo, nem parece que estamos na Inglaterra, tive a impressão de estar na Índia por alguns minutos.

Estátua em homenagem ao Rei George IV que trouxe prosperidade a cidade de Brighton

O Palácio antigamente era uma casa de campo e foi comprada pelo Principe Regente anos mais tarde. A casa era relativamente simples para abrigar um Monarca do Reino Unido e foi assim que surgiu a ideia de contratar um arquiteto para transformar o simples casarão em um Palácio.

Royal Pavilion, um dos palácios mais atipicos do Reino Unido

O arquiteto responsável pela transformação foi John Nash e sua inspiração veio de Palácio construidos em estilo Indo-Sarraceno que predominavam na Índia durante o século XIX, com muitos domos e minaretes. A decoração interna do Palácio não fica devendo em nada pro estilo externo, e foi todo decorado em estilo chines, com moveis  e peças de decoração chineses, muitos dragões e cobras em dourado.

E não é só por fora que esse palácio é diferente, por dentro também!

A visita é rápida, em torno de 1 hora. E o que é possível visitar no Palácio são: Music Room, Banqueting Room, Royal Bedrooms, Great Kitchen, Royal reception Rooms, Indian Military Hospital Gallery e os jardins (onde fica a Royal Chapel, uma igrejinha anglicana com estilo indiano).

Uma das coisas que mais me chamou a atenção foram os lustres com estilo bem tropical, com muitas colunas em forma de palmeiras e sem duvida a escada principal feita toda com bambu.. compeltamente diferente de todos os Palácios e Castelos que já visitei aqui no Reino Unido.

The Lanes

Muitos antiguários nessa região

Outra área da cidade que gostei bastante foi a região chamada The Lanes que não passa de vielas, muito pequenas mesmo, mantendo o padrão das ruas da vila pesqueira orginal da região.. e é cheia de lojas de antiquário, restaurantes, bares, cafés e lojinhas de souvenirs.

A principal estação de trem da cidade é a Brighton Railway Station (BTN) que é até bem grandinh, com 8 plataformas. Para ir de Londres até Brighton são 76 km e a viagem de trem dura aproximadamente 1 hora. Partindo de Londres, é possível pegar o trem da First Capital Connect, na estação de London Bridge.

Postado em Brighton, Inglaterra
Booking.com
11.09
2011

Roteiro: Inglaterra, Croácia, Bósnia e Herzegovina e Montenegro

(Vou fazer mais uma pausa na sequência dos relatos das minhas viagens para escrever sobre os últimos lugares que visitei!!!)

Essa viagem aconteceu semana passada, durante a segunda semana de férias que tive do curso de inglês, esse mês ainda.. de 02 a 11 de setembro de 2011!!

Brighton

A principio a viagem seria Bratislava, Budapeste, Zagreb e Liubliana.. mas a medida que fui tentar organizar a viagem principalmente envolvendo os meios de transporte, a “dor de cabeça” começou e tive que mudar os planos!!!

Procurei por empresas aereas que fizessem o trecho Escócia – Croácia direto, e só encontrei a Jet2, porém eles só operam voo 1 vez por semana, no domingo e somente para Dubrovnik, tanto pra ir como pra voltar.. no inicio achei que uma semana inteirinha na Croácia seria muito.. mas conforme comecei a pesquisar e vi que era possível ir até a Bósnia ou até Montenegro ou até mesmo até a Albania.. deixei os outros países de lado e escolhi a Croácia como destino principal.  Continue Lendo…

Postado em Bósnia e Herzegovina, Brighton, Croácia, Dubrovnik, Inglaterra, Londres, Montenegro, Split, Zadar
Booking.com