25.07
2013

Dachau – O primeiro Campo de Concentração Nazista da Alemanha

Desde a viagem que eu fiz a Polônia que eu to criando coragem em visitar um campo de concentração. Eu não tive coragem de ir no Auschwitz-Birkenau, que fica relativamente perto da Cracóvia, mas nessa viagem tomei coragem e fui.

SONY DSC

O Campo de Concentração de Dachau fica bem próximo à cidade de Dachau e apenas 20 km de distância de Munique. Para ir até lá é muito simples,  é só pegar um trem regional (s-bahn) em direção a Petershausen – linha S2 na Estação Central de Trem de Munique. Esse trem faz esse percuso beeeem lentamente (pq vai parando em toooodas as estações pelo caminho), levando mais ou menos uns 20 minutos pra chegar até Dachau.

dachau 2_1200x821

Chegando em Dachau, ao sair da estação, quase em frente fica um ponto de ônibus, onde podemos pegar tanto o 722, 724 ou 726, todos esses ônibus vão até o Campo de Concentração (KZ-Gedenkstatte). Mas também é só seguir a multidão, pois a grande maioria tem esse mesmo destino, então não tem erro.

dachau 3_1200x860

Dois detalhes importantes: Dachau é servida por duas estações de trem, mas é melhor descer na Dachau Bahnhof (Dachau Bf). E quanto ao ticket para o transporte, é melhor comprar o ticket chamado “single all day ticket München XXL”. Esse ticket cobre desde a estação de Munique até a estação de Dachau e o ônibus que leva até o Campo de Concentração, ou seja, o transporte está todo incluido nesse mesmo bilhete.

dachau 5_1200x887

Chegando na entrada do Campo de Concentração, vamos encontrar uma lojinha/cafeteria e mais pra frente, em uma caminhada de mais ou menos 5 minutos, chegamos a entrada principal do Campo de Concentração, aquele com o famoso escrito: “Arbeit Macht Frei” (O trabalho liberta)!

dachau 14_1200x838

dachau 13_1200x866

Dachau tem uma história triste e claro, nem poderia ser diferente. Em março de 1933 estava sendo criado o primeiro campo de concentração pelos Nazista no sul da Alemanha, mais precisamente em Dachau.

SONY DSC

SONY DSC

Primeiramente Dachau só era usado para prender prisioneiros politicos, mas com o passar dos anos, os judeus perseguidos também eram trazidos pra cá. Dachau serviu de modelo para todos os outros campos de concentração que surgiram de norte a sul da Alemanha.

Olha quantos campos de concentração existiram!

Olha quantos campos de concentração existiram!

O primeiro pensamento ao olhar tudo aquilo ali, apesar de ser um belíssimo dia de sol e céu azul, é que é impossível acreditar que um dia tantos horrores já aconteceram por ali. E o negócio é ir se preparando pscicologicamente para encarar a triste história que está por vir ao andar por aqueles painéis, corredores do museu e galpões.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

O museu é um passeio interessante, com breves explicações e muitas fotos que mostram tudo o que aconteceu ali naqueles galpões em cada etapa, desde  o di-a-dia até as torturas fisicas e pscicologicas sofridas pelos presos.

SONY DSC

SONY DSC

Também temos acesso a visitar as celas onde ficavam os prisioneiros especiais, que não passavam de celas em péssimo estado de conservação e super geladas. Imagino o frio que essas pessoas não passaram ali. Muito triste!

SONY DSC

SONY DSC

Ainda tem outro galpão (Bunkers) onde ficavam os prisioneiros comuns (os judeus), onde eles tomavam banho todos juntos em um banheiro minusculo e dormiam amontoados em beliches insuficientes.

dachau 7_1200x853

Também passamos pelas camaras de gás, onde alguns prisioneiros achavam que estava indo tomar um simples banho, mas na verdade, estavam se encaminhando para a morte asfixiados pela liberação do ácido prússico. Dali, os mortos eram jogados dentro dos fornos do crematório ou em valas comuns.

SONY DSC

Claro que quando os presos chegavam nesse estágio de serem encaminhados para a morte nas camaras de gás disfarçadas de banheiro, eles já estavam quase morrendo de desnutrição. Estavam esqueléticos e mal conseguiam se aguentar nas próprias pernas. Mas nada justifica tamanha brutalidade. Nossa, até onde vai a crueldade das pessoas, hein!

SONY DSC

Eu sei que essa foi uma das manhãs mais estranhas dessa viagem, apesar de ver de perto uma parte triste da história da Alemanha, que não faz tanto tempo assim que aconteceu, isso faz a gente parar e refletir sobre tantas coisas com esse mesmo grau de brutalidade que ainda acontecem hoje em dia. Parece que as pessoas não aprendem!

SONY DSC

Dachau ficou ativo por 12 anos e somente em 1945 as tropas americanas conseguiram libertar os sobreviventes. Mais de 43 mil pessoas morreram ali.

Obs.: O nome Dachau em alemão, tem a seguinte pronuncia: “Darrau”, ok? E a entrada é gratuita.

* Precisando de hospedagem em Dachau? Para iniciar as pesquisas no site do Booking, é só clicar aqui. *

Posts relacionados:

Lista com todos os posts sobre Berlim

Lista com todos os posts sobre Colônia

Lista com todos os posts sobre Munique

Lista com todos os posts sobre Nuremberg

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Alemanha, Dachau
Booking.com
  1. Fernanda Scafi 25/07/2013 | 18:45

    Eu visitei Dachau tb, Um clima pesado no ar… Ainda não fui para a Polônia, mas quando for, certeza que vou visitar Auschwitz.

    • Bruna Bartolamei 29/07/2013 | 08:45

      Oi, Fernanda!

      Tbm achei um clima um pouco estranho.. Mas principalmente por ver as fotos de maus tratos e testes que fizeram com aquele pessoal.

      Sempre tive curiosidade de “ver mais de perto” essa historia, sempre me interessei. Mas realmente, tem q ter coragem!

      Tem um museu em Varsovia (nesse estilo) que vale muito a pena a visita. Espero escrever sobre a Polonia ainda esse ano, pois foi um dos paises que mais gostei de conhecer. Me surpreendi!

  2. turista ocasional 30/07/2013 | 18:35

    Olá Bruna!

    Já visitei duas vezes o campo de concentração de Dachau, em ambos os casos, a acompanhar amigos que o tinham interesse em fazê-lo, não por interesse próprio.

    Nunca saí de lá “com o astral em cima”, muito pelo contrário, como seria expectável.

    Talvez também por isso, nunca me consegui sentar em frente ao computador e escrever um artigo sobre o local, pois o artigo acabaria sempre com uma carga depressiva e pesada, que evito transmitir.

    Reconheço, no entanto, que evitar escrever sobre o assunto, não o apaga da memória, da historia traumatizante do mundo e, sobretudo dos anais da Alemanha. É não deixando esquecer esses períodos da história que se evita que a mesma se repita no futuro.

    Beijinhos

    P.S.: Se tiver oportunidade e disponibilidade, gostaria que aceitasse o convite/ desafio que deixei no artigo que publiquei hoje.

    • Bruna Bartolamei 30/07/2013 | 19:59

      Oi, Turista

      Esse post ficou muito resumido, acho que os detalhes sordidos todo mundo conhece bem, entao achei desnecessario detalhar muito sobre o assunto.

      Acho que é interessante conhecer ao menos um campo de concentração, mas não por causa das desgraças ou pra se sentir mal com o ar pesado do lugar, mas sim, pra refletir sobre todos os tipos de atrocidades que ainda vemos hj em dia.

      Opa! Vou ver o teu post, fiquei curiosa pra saber do q se trata. Recebi o email de um novo post no teu blog, porem ainda não li.

      Obrigada pela visita!! :D

  3. karolina 26/03/2014 | 20:06

    nossa, eu acho isso desumano

    • Contando as Horas 27/03/2014 | 08:54

      Oi, Karolina

      Verdade, totalmente sem explicação. Uma fase negra da história desse nosso mundão.

  4. Jorge 07/05/2014 | 15:55

    Visitei este campo há alguns anos e fiquei impressionado.
    Os portugueses parece que já esqueceram os Campos de Prisioneiro da India,
    E os portuguese que foram prisioneiros dos países vizinhos de Angola. Moçambique e Guiné.

    • Contando as Horas 08/05/2014 | 13:22

      Oi, Jorge

      Campos de concentração, de longe, foram uma das piores coisas que existiram nesse mundo. Total falta de respeiro com as pessoas. É um passeio interessante, mas a gente fica meio revoltado no final. Impossível entender um absurdo desses seja onde for.

  5. Ivy Nunes 30/06/2014 | 13:40

    A respeito do ticket, esse Munich XXL, dá o direito de usar o transporte em Dachau? Ou devo comprar o Entire Network? Post bacana, tudo bem explicadinho. :)

    • Contando as Horas 30/06/2014 | 20:22

      Oi, Ivy

      Eu não sei se vc pode pegar outros ônibus em Dachau, mas o ticket XXL da direito a pegar o ônibus que para em frente ao campo de concentração.

  6. Mayra B. 28/07/2014 | 10:32

    Oi Bruna, tudo bem?
    Minha pergunta é o seguinte, esse passeio seria de um dia inteiro ou apenas metade?
    Muito obrigada!

    • Contando as Horas 28/07/2014 | 18:55

      Oi, Mayra

      Esse passeio pode ser feito tranquila,ente em meio dia. O trajeto entre Munique e Dachau é curtíssimo e a visita não leva mais de que 2 a 3 horas no total (dependendo do teu interesse, claro).

      • Mayra B. 05/08/2014 | 08:38

        Muito obrigada Bruna!

  7. andre 24/08/2014 | 22:41

    gostaria muito de conhecer dachau e munique gostara que mandasse email pra mim sobre as duas cidades
    obrigado

  8. andre 24/08/2014 | 22:43

    fale tambem sobre valores preços de passagens se é facil comprar o ticket entre as cidades da alemanha preço tambem sobre alimentação desdee ja agradeço

    • Contando as Horas 24/08/2014 | 23:05

      Oi, André

      O que sei sobre esses dois lugares é o que escrevi aqui no blog. Para ir entre as duas cidades é bem fácil, como descrevi ali no post. Não tem mistério. Sobre comida, não achei tão caro. Os preços são meio o padrão que encontramos em outros lugares da Europa (exceto Suíça e países escandinavos).

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  9. Ivy Nunes 15/09/2014 | 12:25

    Pra fazer o caminho de volta pra estação, é só pegar o ônibus 726 novamente? No mesmo ponto? Desde já obrigada pela informação. :)

    • Contando as Horas 17/09/2014 | 19:37

      Oi, Ivy

      Isso mesmo, o onibus parte em frente a entrada do campo de concentração, porém vc pega no sentido contrario da ida, claro. :D

  10. Paula Montenegro 28/12/2014 | 12:37

    Olá… primeiramente parabens pelo seu blog, muito legal.
    Falando sobre Dachau… eu já sabia a história da 2GM, já havia visitado a Berlin.. mas nada tão forte como ver aquele lugar… as fotos, as histórias nos paineis… a camara de gas… todos aqueles lugares onde tanta gente sofreu… meu coração ficou apertado e os olhos em lágrimas.:/

    • Contando as Horas 01/01/2015 | 22:36

      Oi, Paula

      Obrigada! =D

      Verdade, esse é um tipo de visita necessária, mas muito triste realmente. Impossivel acreditar e de se conformar que isso tenha acontecido, um absurdo total.

      Feliz 2015 pra ti! Obrigada pela visita aqui no blog!

  11. jose eduardo 27/03/2015 | 23:03

    é o inferno

    • Contando as Horas 29/03/2015 | 23:29

      Oi, Jose

      Mais ou menos por ai. Esse é um daqueles lugares que indo lá pra acreditar que tudo isso realmente aconteceu.

  12. Mayra 20/05/2015 | 11:45

    Oi, Bruna!

    Muito informativo o seu post, conseguiu passar a energia do local sem ficar muito pesado…

    Vou passar dois dias em Munique agora em junho, chegando por volta das 6h no primeiro e partindo para Frankfurt no segundo por volta das 17h. Você acha que daria tempo de conhecer Dachau, além de Munique em si e o castelo de Neuschwanstein? Meu plano inicial era ir pra Neuschwanstein no primeiro dia e deixar pra conhecer Dachau e Munique no segundo, o que você acha? Qual dessas duas visitas você acha que toma mais tempo?

    Abraços e sucesso com o blog! :D

    • Contando as Horas 20/05/2015 | 21:26

      Oi, Mayra

      Vc vai levar um dia inteiro pra ir até o Castelo de Neuschwanstein, Munique vc até consegue conhecer em um dia, mas se incluir Dachau, pode ficar meio apertado, principalmente pq vc diz que vai embora as 17 horas. Eu deixaria algo de fora desse roteiro, assim vc consegue aproveitar mais.

  13. Alfredo 15/09/2015 | 19:49

    Ola Bruna. Parabens pelo Blog. Qto custa a passagem de trem para ir ate Dachau. No site da DB Bahn nao informa. E facil comprar a passagem? Compra em maquinas ou em guiche com uma pessoa atendendo?
    Esse passe que vc falou vemos onde?No site? Aguardo. Obrigado

    • Contando as Horas 15/09/2015 | 22:22

      Oi, Alfredo

      Humm.. não lembro.. mas acho que não passa de uns 11,00 euros, talvez seja menos até, não lembro mais mesmo quanto eu paguei.

      Sim, é fácil comprar a passagem. Existem máquinas no saguão da estação e também tem os guiches de atendimento. Só um detalhe, esse ticket para ir a Dachau vc tem que comprar no dia que vai até lá, não dá pra comprar no dia anterior.

      Esse passe aparece como opção na máquina, logo após vc escolher o destino, vai aparecer os tipos de tickets e passes que vc pode comprar. Ai é só escolher, pagar e retirar o bilhete. É bem simples!

  14. Priscila 10/04/2016 | 17:42

    Oi Bruna, tudo bem?
    Queria tirar uma dúvida com você, é possível ir de bike até Dachau, saindo de Munique? Tem ciclovia na estrada que leva até Dachau e chegando lá eu tenho lugar para deixar a bicicleta? Muito Obrigada. bjos

    • Contando as Horas 13/04/2016 | 00:13

      Oi, Priscila

      Bah.. Nao sei te dizer. Eu fui de trem até lá e não reparei nesse detalhe. Vou ficar te devendo essa info!

  15. Biah Morais 20/04/2016 | 14:11

    Oi Bruna, td bom? A passagem de Munique para Dachau eu posso comprar 1 dia antes ou até mesmo na hora, ou é aconselhável comprar mais antecedência?

    • Contando as Horas 30/04/2016 | 15:58

      Oi, Biah

      Vc pode comprar na hora mesmo. Se vc comprar antes, vc vai ter o mesmo problema que eu tive. É melhor deixar pra comprar na hora, um pouco antes do embarque.

  16. Sérgio Murilo 28/04/2016 | 07:02

    Dessa vez acabei vindo pro norte da Alemanha, meio longe de Dachau, mas da próxima vez pretende fazer uma visita. Acho importante conhecermos essas coisas para entender melhor a história toda.

    • Contando as Horas 30/04/2016 | 15:59

      Oi, Sérgio

      Eu também gosto bastante de conhecer esses lugares históricos, por mais triste que sejam suas histórias. A gente sempre aprende muito e serve pra refletir.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  17. GEORGIA 31/05/2016 | 01:21

    Olá! Gostaria de tirar uma dúvida….Para fazer a visita é preciso marcar horário?

    • Contando as Horas 31/05/2016 | 13:05

      Oi, Georgia

      Não precisa marcar horário, é só chegar lá. Apenas fique atenta aos dias e horários que o campo de concentração abre.

  18. Gustavo Lucena 26/09/2016 | 09:12

    Oi, Sera que ainda é do mesmo jeito a ida de Munique para Dachau? pois ja se passarm algum tempo desde do post.

  19. christiane 09/10/2016 | 22:10

    Vc aconselha essa visita no inverno? Estarei em Munique na primeira semana de dezembro com minha filha de 7 anos e minha mãe, estou com receio de ser algo muito tocante paar elas. Vc aconselha?

    • Contando as Horas 17/10/2016 | 00:40

      Oi, Christiane

      Teoricamente não vejo problema, exceto se estiver nevando e vcs acharem que pode ser complicado caminhar na neve.

      É um lugar triste sim, uma história pesada, fotos marcantes, mas é interessante. É uma parte da história da Alemanha. Acho que vale o passeio, sim.

  20. Natacha 06/11/2016 | 15:25

    Sei que faz tempo mas vc sabe sobre o valor do passe diario???

    • Contando as Horas 08/11/2016 | 22:46

      Oi, Natacha

      O valor atual eu infelizmente não sei. Vou ficar te devendo essa info!

  21. Douglas Dos Santos Bini 22/11/2016 | 18:40

    olá
    voce pode me passar o horario de funcionamento do campo , pra visitacao?
    obrigado

  22. […] Claro que quando os presos chegavam nesse estágio de serem encaminhados para a morte nas camaras de gás disfarçadas de banheiro, eles já estavam quase morrendo de desnutrição. Estavam esqueléticos e mal conseguiam se aguentar nas próprias pernas. Mas nada justifica tamanha brutalidade. Imagem do site:http://contandoashoras.com/2013/07/25/dachau-o-primeiro-campo-de-concentracao-nazista-da-alemanha/ […]

Deixe o seu comentário...