01.12
2016

Bélgica: Waterloo, uma visita ao local onde aconteceu a Batalha de Waterloo

Nossa ultima parada pela região da Valônia, na parte francesa, sul da Bélgica foi na cidadezinha de Waterloo. Essa cidade fica super perto de Bruxelas, apenas 20 km de distância. Quem tiver interesse, pode fazer um bate-volta até lá tranquilamente.

Durante o tempo que morei na Escócia, diversas vezes vi monumentos, ruas, praças, estações com nome de Duque de Wellington e Waterloo. Na época, li muito sobre diversas coisas a respeito e claro, nessa viagem já que teriamos que passar por Waterloo pra devolver o carro em Bruxelas, aproveitei pra conhecer esse lugar.

DSC_1326

Na verdade, o que nos levou até lá não foi nenhuma grande atração localizada na cidade em si, mas nos seus arredores, numa área que ficou conhecida por ter sido o local onde aconteceu a Batalha de Waterloo

Em resumo, foi nesse lugar onde tropas Inglesas comandadas pelo Duque de Wellington, da Prússia comandada pelo General von Blucher e da Holanda (naquela época a Bélgica fazia parte da Holanda) sob liderança do Principe William II de Orange, lutaram contra Napoleão, decretando o fim da era napoleônica na Europa em 1815.

Mas vamos ao que interessa, a parte prática da visita.

DSC_1325

O local onde aconteceu a Batalha de Waterloo é formado pelo: Memorial 1815, Panorama, Montanha do Leão e o Campo de Batalha. Além disso, tem um estacionamento gratuito e um restaurante.

Independente do que você quiser visitar, é necessário ir ao Memorial 1815. A entrada desse memorial parece um estacionamento subterrâneo, mas ao chegar ali pertinho, a gente vê uma escadona que leva até ele. É ali onde fica a bilheteria.Nos optamos por comprar o ticket pra visitar o complexo todo, chamado de Pass 1815, que não é nada barato (acho que pagamos algo em torno de 17,00 euros, se não me falha a memória), mas vale cada centavo!

1) Memorial 1815 é um museu que conta toda a história da Batalha de Waterloo, com um breve histórico sobre os principais personagens dessa história, fala um pouco das tropas de cada um dos países integrantes, tem quadros que retratam algumas cenas desse dia histórico, além de um painel cronologico falando passo a passo os acontecimentos finais dessa batalha. Além disso, tem dois videos sobre a batalha.

DSC_1270

Esse museu foi inaugurado alguns dias antes da comemoração do Bicentenário dessa Batalha, que aconteceu em 1815.

DSC_1271

DSC_1276

A visita dura mais ou menos um pouco mais de 1 hora e existe uma ordem a ser percorrida, portanto, a gente passa por todas as partes do museu.

DSC_1279

2) Panoramas Waterloo XXL é uma exposição temporaria, localizada dentro do Memorial 1815, pertinho da lojinha de souvenirs. Ali tem alguns painéis que reproduzem a Batalha de Waterloo, que foram feitos durante as comemorações do bicentenário que aconteceu no ano anterior. As imagens são impressionantes! Vale a pena entrar e dar uma olhadinha!

DSC_1287

DSC_1286

DSC_1285

A visita aqui é super rapidinha, acho que não levamos nem uns 15 minutos.

3) Panorama fica dentro de uma rotunda, onde fica um mural panorâmico gigantesco que retrata a Batalha de Waterloo. Além disso, há reprodução de alguns sons, dando a impressão de que a gente está literalmente no meio da batalha.

DSC_1268

DSC_1267

Para conseguir ver esse painel gigantesco, existe uma plataforma bem no centro, que é acessado por uma escada.

DSC_1290

DSC_1288

A visita aqui também é relativamente rápida, acho que levamos menos de 30 minutos.

4) Monte do Leão é uma colina construída artificialmente, onde no topo tem um leão olhando em direção a França. Essa colina tem 40 metros de altura e pra chegar la no topo, é necessário subir 226 degraus. É puxando, mas vale a pena! A vista 360 graus do campo de batalha é impressionante!

DSC_1293

DSC_1292

DSC_1300

5) Campo da Batalha de Waterloo lá do alto do Monte do Leão se tem uma vista privilégiada do local onde aconteceu a Batalha de Waterloo. Inclusive, tem uma placa que indica mais ou menos o local onde estavam as tropas dos aliados do Duque de Wellington e o exercito de Napoleão, dando uma real ideia do plano estratégico de cada uma das partes pra tentar vencer essa batalha.

DSC_1308

DSC_1302

DSC_1306

DSC_1309

DSC_1312

Essas duas ultimas atrações nos ficamos um pouco mais de tempo, além de conhecer, poder fotografar. Acho que ficamos uns 30 a 40 minutos por aqui.

Outras atrações

Se você ainda não se deu por satisfeito com essa visita, ainda é possivel conhecer outros lugares que estão relacionados a Batalha de Waterloo, mas todos eles ficam no centro da cidade, como por exemplo: Museu de Wellington (foi o QG do Duque de Wellington e local onde ele traçou toda a estratégia dessa vitória) e a Igreja de St Joseph (ficou famosa por ter sido a igreja onde o Duque de Wellington frequentou antes da Batalha). Além disso, ainda é possivel visitar o Quartel General de Napoleão (local onde ele passou a ultima noite antes de perder a batalha) e a Fazenda Hougumont (local exato onde aconteceu os momentos mais sangretos dessa batalha, tem um museu lá que conta melhor sobre isso). E ainda, tem o Museu de Cera de Waterloo, que fica junto ao Complexo do Campos de Batalha.

DSC_1322

O restaurante

Teoricamente a gente teria tempo pra visitar essas outras atrações, mas como teríamos que abastecer e devolver o carro e não sabíamos ao certo se seria tranquilo ou não, preferimos não arriscar e nos contentamos de ver apenas isso que relatei nesse post.

Como ir até lá

A gente estava em Chimay e como tínhamos que devolver o carro em Bruxelas até as 18:00, resolvemos fazer essa parada no caminho. Se você estiver em Bruxelas, dá pra ir até lá de trem até o centro da cidade de Waterloo e lá pegar um ônibus até o Campo de Batalha.

** Precisando de hotel em Waterloo? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Bélgica

Todos os posts sobre Bruxelas

Todos os posts sobre Waterloo

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Bélgica, Bruxelas, Waterloo
Booking.com
Deixe o seu comentário...