26.01
2018

Outlander: Campo de Batalha de Culloden

Pertinho de Inverness está localizado o vilarejo de Culloden ou em gaélico escocês Cùl Lodain. Nos arredores desse vilarejo fica o Culloden Moor, o famoso campo pantanoso onde aconteceu uma das piores batalhas já vistas em território escocês: a Batalha de Culloden.

Se você já viu a série Outlander ou já parou pra pesquisar um pouco sobre as intermináveis batalhas travadas entre ingleses e escoceses, sabe do que eu estou falando. 

Em Outlander, logo na primeira temporada, no episódio 5, já se tem uma previa do que é essa batalha. Na segunda temporada, em especial a partir do 8 episódio da pra ver todos os detalhes dos “bastidores” desse dia. E na terceira temporada (eu ainda não viiii!!! só vi fotos e videos no youtube), da pra ver de fato como a Batalha de Culloden aconteceu.

No tempo que fiz meu intercâmbio em Edimburgo, eu tive aulas sobre Cultura Escocesa. Numa dessas aulas, lembro do meu professor falar sobre algumas batalhas importantes. Uma delas foi justamente essa, a Batalha de Culloden.

O que aconteceu em Culloden no dia 16 de abril de 1746 foi a batalha final do Jacobite Rising, um grande movimento que estava acontecendo em terras escocesas para fazer com que o Principe Charles Edward Stuart, mais conhecido como Bonnie Prince Charlie, voltasse a assumir o trono britânico. Essa batalha aconteceu em Culloden Moor, localizado junto ao Culloden Battlefield and Visitor Centre.

Nesse museu, inaugurado em 2007, a história começa a ser contada algumas batalhas antes da própria Batalha de Culloden (se quiser ir direto ao ponto, pule para o segundo corredor, onde tem essa placa abaixo “Night Before Battle”). Através de painéis interativos, imagens, gráficos, mapas e objetos encontrados ali, da pra entender melhor como as coisas aconteceram naquele dia.

A Batalha de Culloden foi travada entre os jacobitas, escoceses das Terras Altas, que defendiam Bonnie Prince Charlie contra o exercito britânico, que naquela ocasião era comandado pelo Duque de Cumberland, filho mais novo do rei George II, que era quem ocupava o trono britânico naquele período.

O exercito escoces era muito inferior ao exercito britânico. Eram cerca de 9 mil britanicos contra “meia duzia” de escoceses. Isso sem falar que os ingleses se posicionaram melhor e tinham canhões e armas, enquanto os escoceses chegam para a luta com fome, frio e portando apenas espadas.

O resultado disso todo mundo já sabe. Esse foi o massacre mais sangrento que já aconteceu em solo britânico até hoje.

E por esse motivo, existe um memorial, o Memorial Cairn, com mais de 6 metros de altura, no campo de Culloden Moor. Esse memorial presta uma homenagem a todos os escoceses que morreram lutando por seus clãs, sua cultura e seus ideais.

Além disso, junto a esse memorial estão as sepulturas de alguns dos principais clãs que estiveram presentes nessa batalha (entre eles, o clã Fraser, que remete a familia de Jamie Fraser, em Outlander).

E também, não deixe de reparar que em todas as partes do campo existem bandeiras vermelhas e azuis. Elas indicam as posições onde estava o exercito britânico (bandeiras vermelhas) e os escoceses (bandeiras azuis).

Com a derrota sofrida pelos escoceses nesse dia, Bonnie Prince Charlie precisou fugir as pressas para a França, com a ajuda de Flora MacDonald (tem uma estátua dela em frente ao Castelo de Inverness).

Obviamente que apos essa derrota, a vida dos escoceses ficou muito dificil. Além de perseguições, a derrota nessa batalha trouxe mudanças drásticas as Terras Altas Escocesas. Através de alguns atos, os ingleses proibiram tudo relacionado a cultura escocesa. Os clãs não podiam mais existir (pra ter uma ideia, o sistema de clã era o principal sistema político na Escócia até a Batalha de Culloden. Os clãs eram redes de famílias, onde o chefe desses clãs eram vistos como “reis”), o uso do tartan e dos kilts foi proibido, as pessoas não podiam mais tocar gaitas de fole e falar gaélico, a religião católica também foi proibida, entre outras coisas. A vida por lá foi assim por mais de 100 anos!!!!

Com isso, muitos escoceses começaram a fugir para o “Novo Mundo” em busca de melhores condições de vida. Muitos escoceses colonizaram países como Estados Unidos, Canadá, Australia, Nova Zelandia, entre outros lugares.

Muitas décadas depois, principalmente por meio de Sir Walter Scott (um escritor escocês que escreveu Waverley, um romance que se passa nas Highlands), a visita do rei George IV a Escócia em 1822 usando kilt (tem uma estátua dele na George Street, em Edimburgo) e as inúmeras visitas da Rainha Victoria (que adorava a Escócia e comprou o Castelo Balmoral), a cultura escocesa começou a ressurgir.

O Campo de Batalha está sempre aberto todos os dias, o ano inteiro. Dependendo da época da visita, os dias e horários de visita ao museu variam, sugiro que confira no site oficial (link em vermelho está no primeiro parágrafo desse post). O museu não abre de 24 a 26 de dezembro e em 01 e 02 de janeiro. Valor agora em dezembro de 2017 era de 11,00 libras. Junto ao museu tem um restaurante, uma lojinha e banheiros.

Para ir até lá: Como eu estava em Inverness, eu fiz um bate-volta. Dá pra ir de ônibus da empresa Stagecoach numero 5. Esse ônibus sai da parada localizada na rua Queensgate, em frente ao Post Office. Valor do ticket 4,60 libras ida e volta (valor referente a dezembro de 2017).

Obs.: Reserve pelo menos umas 2 a 3 horas para conhecer tudo com calma. Não deixe de visitar o museu, lá dá pra entender melhor como tudo aconteceu. Tem até um videozinho bem curto, com uns 5 minutos de duração, onde dá pra ter uma melhor noção da Batalha. Depois siga para o Culloden Moor, existem várias trilhas que passam pelos principais pontos, entre eles, o Memorial Cairn, as sepulturas dos clãs e pelas bandeiras vermelhas e azuis.

** Solicite um roteiro personalizado para Escócia aqui.

** Reserve seu hotel na Escócia aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Escócia

Todos os posts sobre Edimburgo

Todos os posts sobre Glasgow

Todos os posts sobre Stirling

Todos os posts sobre Aberdeen

Todos os posts sobre as Highlands

Todos os posts sobre Inverness

Todos os posts sobre a Ilha de Skye

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Culloden, Escócia, Highlands, Inverness, Outlander - , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
18 comentários em "Outlander: Campo de Batalha de Culloden"
  1. Raquel   28/01/18 • 05h04

    Adorei esse post , obrigada Bruna!;))

  2. Andreia Mariane De Deus   05/06/18 • 17h58

    Oi Bruna parabéns pelo Blog sensacional!!!
    Gostaria de algumas dicas vou passar alguns dias na escócia ficando 3 dias em edimburgo indo em direção as higtlands fazendo uma parada para dormir em fortwillians e potree. vou seguir para inverness e tenho duvida se fico 1 ou 2 dias la seguirei para aberdeen e dundee ( vale a pena dormir nessas duas cidades?) antes de voltar para edimburgo .
    se puder me dar algumas dicas agradeço

    • Contando as Horas   07/06/18 • 23h12

      Oi, Andreia

      Depende do que vc for conhecer a partir de Inverness. Se vc for ao Lago Ness e ao Campo de Batalha, acho q dois dias é ok la. Vc faz isso com calma.

      Sobre Aberdeen e Dundee, eu achei que Aberdeen tem melhores opçoes de hospedagens. Dundee sou suspeita em falar algo, pq – por incrivel q pareça – nao gostei muito dessa cidade hehe

      Vc vai alugar carro ou vai usar transporte publico? Pergunto isso por causa de Inverness.

      Obrigada pela mensagem e visita aqui no blog :D

  3. Ana Cecilia   05/08/18 • 13h49

    Oi, Bruna! Estou super aproveitando seu site para aprimorar meu roteiro à Grã-Bretanha – é muuuuuito bom!!! . Embarco para Londres dia 14/09 e vou fazer o seguinte roteiro: Londres –> Cardiff –> Liverpool –> York –> Edimburgo –> Inverness –> Londres e finalmente, Paris.
    A minha dúvida é: qual a melhor forma de chegar a Paris? A ideia inicial é pegar o trem de Londres para Paris. A viagem à Grã Bretanha termina em Inverrness. Pego um trem até Edimburgo e de lá um avião para Londres? Há voos de Inverness direto para Londres? Trem? Oh, dúvida cruel…rssrs..
    Se puder nos ajudar, SUPER agradeço.

    Ana C.

    • Contando as Horas   13/08/18 • 18h09

      Oi, Ana Cecilia

      Obrigada!!! :D

      Então, é melhor ir direto de Inverness para Londres de avião, economiza tempo, de trem é muuuito demorado.

      De Londres para Paris vc pode ir de trem (Eurostar), acho uma das melhores opções.

      Obrigada pela visita aqui no blog!!

  4. Maria Bartollo   11/09/18 • 16h25

    Vc teve sorte de andar por esses lugares mágicos.

    • Contando as Horas   19/11/18 • 20h11

      Oi, Maria

      Sim, muita sorte! A Escócia é realmente lugar sensacional. Sempre me sinto muito sortuda de por ir la muitas vezes!

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  5. Cybele   30/09/18 • 22h53

    Muito bom, Bruna!
    Tenho muita vontade de visitar a Escócia, ainda mais depois de conhecer e assistir à série Outlander! Acabou servindo como um incentivo a mais pra conhecer essa cultura!
    Parabéns pelo blog! Siga escrevendo, pois é muito legal interagir e fazer fluir essas informações!
    Abraço!
    Cybele.

    • Contando as Horas   19/11/18 • 20h14

      Oi, Cybele

      Obrigada pelas palavras! Eu adoro escrever aqui no blog, principalmente sobre a Escócia. Infelizmente nesses ultimos meses tive um bloqueio criativo, sentava pra escrever e demorava seculos pra conseguir formular um paragrafo. Acabei achando melhor respeitar esse momento. Mas agora já estou voltando aos poucos a colocar o blog em dia!

      Outlander tem sido um grande sucesso em todo o mundo. Felizmente as pessoas estão podendo conhecer um pouquinho mais da história da Escocia, que apesar de ser muito triste em determinados momentos, é uma história muito intrigante e interessante.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  6. Ib lima   16/11/18 • 10h19

    Olá Bruna,
    Adorei seu blog. Você é privilegiada por ter andado em lugares tão singulares. A história dos Highlanders é intrigante,
    e você instiga qualquer um a conhecer melhor. Parabéns. Não conheço a Escócia, infelizmente, mas nutro um desejo imenso de estar naquele lugar.

    • Contando as Horas   19/11/18 • 20h18

      Olá!

      Obrigada pelas palavras!

      A historia da Escócia é mesmo muito interessante. Fico muito feliz em ver que cada vez mais brasileiros estao tendo interesse em viajar para lá!

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  7. Luciene Fernandes   28/01/19 • 19h48

    Oi Bruna!Amei tudo isso,gostaria de saber mais sobre a Guerra de Cullodem.Existem livros específicos?
    Grata

    • Contando as Horas   29/01/19 • 14h53

      Oi, Luciene

      Existem sim, eu não tenho agora aqui comigo algumas indicações, mas quando estiver no meu laptop, posso olhar e volto a escrever.
      Obrigada pela visita aqui no blog!

  8. Rafael   24/06/19 • 16h05

    Sensacional o que vc escreveu, será de muita ajuda para muitas pessoas! Acredito que p mim tb !

    Bruna, Vc sabe se o romance Waverley que vc citou apresenta narrativa em/de Culloden?
    Interessante demais isso!

    Obrigado!

    • Contando as Horas   17/07/19 • 09h42

      Oi, Rafael

      Obrigada pelo comentário. Então, não lembro dos detalhes, mas lembro de ter ouvido sobre isso pela primeira vez em uma aula de Cultura Escocesa e depois, li coisas gerais na internet, quando pesquisava algumas coisas para esse post.

  9. Moadia Bayma   15/10/19 • 00h18

    Boa noite. Acompanho sempre as suas postagens, pois gosto muito de viajar, elas me ajudam muito. Vou para a Escócia em maio/2020, pretendo passar em Fort August e gostaria de saber se na estação de ônibus dessa cidade tem local para guardar bagagem. Desde já agradeço. Moadia

    • Contando as Horas   17/10/19 • 12h34

      Oi, Moadia

      Não tem rodoviária em Fort Augustus. Tem apenas uma parada de ônibus, uma em cada lado da rua.

      Obrigada pela visita aqui no blog! :D

Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Edimburgo! 💛💛💛
.
Se quando eu estava no Brasil e precisava atravessar o Atlantico, eu sempre estava por aqui, agora morando em Portugal, eu vou aparecer com muito mais frequência.
.
Como sempre, foi pouco tempo, mas o suficiente pra amenizar a saudade.
.
Melhor presente de aniversário (antecipado) que eu poderia dar a mim mesma. 😁😁😁 (Olha que a conversão não ta nada favorável: 1,00 libra = 5,14 reais 🤯).
.
Em 2020, eeeuu volto! 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿💙☺️
.
📍Edimburgo, Escócia
.
#castelodeedimburgo #edinburghcastle #edimburgo #edinburgh #escocia #scotland #visitacotland #escocia2029 #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #proximaviagem #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaescocia #viagens #sourbbv #viajar #travel #picoftheday #helloescocia
#tbt Ano passado, exatamente nesse dia, eu chegava em Lisboa para colocar em prática tudo o que havia planejado nos meses anteriores.
.
Para quem tiver interesse em vir para Portugal com o visto D2 (visto de empreendedor), basicamente é necessário seguir os seguintes passos:
- Tirar o NIF (equivalente ao CPF no Brasil), nas Finanças ou na Loja do Cidadão. Precisa ir junto um cidadão português ou um estrangeiro, desde que possua a AR.
- Abrir uma conta pessoal (em pt-pt pessoa singular).
- Arrumar um contador (em pt-pt contabilista).
- Fazer a constituição da empresa no modelo “Empresa na Hora” na Loja do Cidadão (dar inicio na atividade, fazer a ata da empresa, assinar mil coisas, entre outros procedimentos).
- Abrir uma conta pessoa jurídica (pt-pt pessoa coletiva).
** Entre esses procedimentos, sao necessarios alguns dias. Se quiser aproveitar pra passear, é o momento. Eu fui a Rússia e a Escócia , enquanto aguardava ter tudo pronto para a Segurança Social.
- Fazer os procedimentos na Segurança Social.
** Nesse periodo, ja aproveite pra ir fazendo o plano de negócios (necessário para apresentar no Consulado no momento que for solicitar esse tipo de visto).
.
📍Azenhas do Mar, Portugal 🇵🇹
.
#azenhasdomar #oceanoatlantico #portugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #essemundoenosso #mulheresviajantes #brasileirosemlisboa #instaviagem #viagemeturismo #cahemportugal #mar #meusroteirosdeviagem #sourbbv #revistaqualviagem #amoviajar #viajar #brasileirosemportugal #trabalharemportugal #eurotrip2019 #portugalovers #moraremportugal #vistod2 #arportugal #vistod2portugal #vidaemportugal #instaportugal
Parece que foi ontem, mas hoje completa 6 meses desde que cheguei em Portugal. 🇵🇹
.
Eu poderia fazer uma lista (interminável) de tudo que já fiz nesse tempo, mas pensei melhor e resolvi falar sobre o idioma.
.
- Os portugueses atendem ao telemóvel falando “estou”, e nós atendemos o celular falando “oi”.
- Eles falam partilhar e nós falamos compartilhar.
- Eles dizem frigorífico, e nós geladeira.
- Os portugueses vão a casa de banho, os brasileiros vão ao banheiro.
- Eles atravessam a rua na passadeira, e nós na faixa de pedestres.
- Os portugueses compram sandes, gelado e sumo, e nós sanduiche, sorvete e suco.
- Eles tomam chá em uma chávena, nós tomamos chá em uma xícara.
- Eles dizem súshi e nos, sushí.
- Os portugueses são giros (estou fazendo uma moral 😅😅😅), os brasileiros são gatos.
- As portuguesas são fixes, as brasileiras são legais.
- As portuguesas usam cuecas (essa é difícil de acostumar hahaah), e as brasileiras usam calcinhas.
- Os portugueses dizem que fizemos perguntas parvas, e nós dizemos que eles respondem idiotices.
- Os portugueses dizem gajo e rapariga, e nós (no sul do Brasil) guri e guria.
- Eles andam de métro, autocarro, electrico e comboio, e nós de metrô, ônibus, bondinho e trem.
- Aqui as coisas são “sem piada”, no Brasil, as coisas são “sem graça”.
- Em Portugal existem jogadores chamados de guarda-redes e avançados, no Brasil são chamados de goleiros e atacantes.
- Em Portugal eles gritam golo, no Brasil gritamos gol.
- Em Portugal os jogadores usam camisola (ahahah essa tbm é dificil de acostumar), e no Brasil, camisa.
- Eles metem um “gosto” nas fotos do Ig e Facebook, nos colocamos um “curtir”.
.
Com certeza já aprendi muitas outras palavras, mas agora lembrei dessas.
.
Como dá pra perceber nessa listinha que vos (primeira vez que uso essa palavra na vida 🤣🤣🤣 nem sei se estou usando certo) escrevi, a língua portuguesa é igual, mas é diferente. 😅😅
.
Ah! E as despedidas: por email, sempre são com “melhores cumprimentos“, que substitui o famoso “atenciosamente” no Brasil, e por telefone (ainda tambem não me acostumei com essa) eles dizem: “com licença, beijinhos”.
.
Que venham os próximos 6 meses!
🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹🇵🇹
.
📍Portugal 🇵🇹
50 tons de verde! 💚
.
Parece que estou sozinha no parque, mas 20 segundos depois passou por aqui um milhão de chineses. 😅😅😅
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #nature #lakes #portugal #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes  #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #brasileirosnacroacia #viagens #travelphotography #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday #euamoviajar #trilhas
Minha primeira viagem depois de me mudar para Portugal é para... Croácia! 🇭🇷😁 Achei uma passagem com preço bom e resolvi comprar de última hora.
.
Esse voo de Lisboa para Zagreb (capital da Croácia) é recente, existe desde abril desse ano. De Zagreb até aqui, o trajeto de ônibus/autocarro é feito em mais ou menos 2 horas.
.
Essa é minha 3x na Croácia, e dessa vez vim conhecer uma das maiores atrações do país: o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice.
.
São 16 lagos e 4 tipos de trilhas, mas eu fiz as trilhas B e C (cor verde). Uma percorre os Lower Lakes e a outra, os Upper Lakes. Nem tudo fiz a pé, existe passeio de barco e ônibus/autocarro que percorrem algumas partes.
.
Dois dias são suficientes para conhecer as principais partes. E sééério, venham no outono. A cada 3 passos uma foto! 🍁🧡
.
📍Plitvice, Croácia 🇭🇷
.
#plitvice #plitvicelakes #lagosplitvice #plitvickajezera #croacia #croatia #eurotrip #outono #fall #autumn #loveautumn #nature #lakes #proximaviagem #portugal #lisboa #tapportugal #croatiaairlines #amoviajar #mulheresviajantes #travelgirl #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosnaeuropa #viagens #sourbbv #viajar #travel #europa #picoftheday
No terceiro (e último dia) fizemos a trilha nos Passadiços do Paiva.
.
Essa trilha tem mais ou menos uns 8 km, e a maior parte do percurso é feita nessas estruturas de madeira que foram construídas ao longo da margem esquerda do rio Paiva.
.
Existem dois pontos de início: em Areinho e Espiunca. Nós optamos por começar em Areinho, pq apenas os primeiros 30 minutos são subida e o restante do trajeto é descida ou linha reta.
.
Pelo caminho encontramos cascatas, praias fluviais e falhas geológicas.
.
A entrada no parque é limitada e paga. Se comprar o bilhete pela internet sai mais barato (2,00 euros) e não corre o risco de ir até lá e não conseguir entrar no parque.
.
📍Passadiços do Paiva, Portugal 🇵🇹
.
#arouca #areinho #espiunca #passadiçosdopaiva #aroucageopark #turismocentrodeportugal #turismodeportugal #visitportugal #vidaemportugal #travelgirl #viajemais #mulheresviajantes #essemundoenosso #meusroteirosdeviagem #brasileirosemportugal #instaviagem #viagemeturismo #agenciadeviagem #amoviajar #viajar #summer #verao #veraoeuropeu #moraremportugal #viveremportugal #viajarfazbem #vamosviajar #travelphotography #portugaltrip #portugal2019
Contando as Horas