13.08
2014

Tour pelas ilhas de Veneza: San Giorgio Maggiore, Murano, Burano e Torcello

por Raul Bartolamei

Nessa última viagem a Itália, nós reservamos quatro dias para conhecer Veneza. Um roteiro na medida para a cidade, na minha opinião, poderia ter apenas três dias. Um dia para conhecer as atrações na Piazza San Marco, outro dia pra explorar outros museus e andar de gôndola e um terceiro dia para conhecer algumas de suas ilhas.

Veneza é formada por diversas ilhas, sendo que as mais procuradas pelos turistas são: San Giorgio Maggiore, Murano, Burano e Torcello. Essas quatro ilhas fizeram parte do nosso roteiro.

IMG_3883

A ilha de San Giorgio Maggiore é a primeira ilha que vemos quando estamos na Piazza San Marco. Por ser uma ilha pequena, tranquilamente dá pra visita-la em uma hora mais ou menos. A melhor forma para ir até lá é ir com o vaporetto número 2, que parte da estação de barcos chamada de “San Zaccaria”. O trajeto é rapidíssimo, pois é só atravessar o Grande Canal e em menos de 5 minutos estamos desembarcando lá.

IMG_4087

As principais atrações da ilha são: o mosteiro de San Giorgio Maggiore, a Basílica de San Giorgio Maggiore e um pequeno porto. Quem quiser ter uma boa visão da Piazza San Marco, a melhor forma é subir a Torre do Campanário.

IMG_4044

IMG_4032xx

DSC03163

As outras três ilhas, nos conhecemos através de um tour com duração de meio dia com a empresa Viator. Compramos o tour com cerca de um mês de antecedência, pela internet, através do site dessa empresa. Terminado o processo de compra do tour, recebemos o voucher por email.

IMG_0992

IMG_0993

No dia agendado para fazer o tour, chegamos com uns 30 minutos de antecedência, pois precisávamos trocar o voucher pelos ingressos. O guichê ficava no píer da Alilaguna, em frente do Giardinetti Reali, que fica ao lado da Piazza San Marcos. Foi bem tranquilo de achar.

IMG_0991

Após receber nossos ingressos, ficamos aguardando o barco no píer. Quando o tour começou, durante o deslocamento até a nossa primeira parada, a guia ia explicando tudo o que estávamos vendo no caminho e sempre em três idiomas: inglês, espanhol e italiano.

A menos de 1 km de distância do centro de Veneza está a ilha de Murano, nossa primeira parada. Como o próprio nome da ilha já indica, tudo por lá gira em torno da produção de vidros coloridos de Murano.

IMG_4285

Antigamente, por volta do século 13, praticamente todas as casas do centro de Veneza eram de madeira. As fábricas de vidro de murano estavam espalhadas por toda a parte e o risco de incêndios eram altos devido as altas temperaturas das fornalhas. Para evitar incêndios, chegou-se a conclusão de que seria melhor mudar o local das fabricas de produção desses vidros para um outro lugar. Hoje em dia, praticamente toda a produção dos vidros de murano são feitos na Ilha de Murano.

IMG_4265

IMG_4269

Começamos o passeio visitando uma fábrica de vidro de murano. A apresentação de como é feito o vidro foi bem rápida, algo em torno de uns 10 a 15 minutos. E além disso, o guia explicou as principais diferenças entre as duas técnicas de produção de vidros existentes e sobre a criação de uma marca chamada de Vetro Murano Artistico, que certificam que os vidros foram mesmos produzidos na ilha de Murano, evitando assim as falsificações.

IMG_4277

IMG_4275

Depois disso, tivemos um tempinho pra visitar a Basílica dei Santi Maria e Donato, que é famosa por seus mosaicos bizantinos. E por fim, uma rápida caminhada pela ilha.

IMG_4274

IMG_4280

A ilha de Murano é a maior de todas as ilhas que visitamos e a única coisa que não gostamos nesse tour foi o tempo total dado para a visita que foi algo em torno de 1 hora. Se tivéssemos uns 30 a 40 minutos a mais, daria pra ver tudo com mais calma e comprar alguma coisa, pois existem muitas lojas com milhares de opções de coisas feitas de murano e como as opções eram tantas, não conseguimos comprar nada.

IMG_4296

DSC03315

De volta ao barco, seguimos o tour a caminho da ilha de Burano. Essa ilha fica a 11 km do centro de Veneza e a uns 10 km da ilha de Murano. O trajeto de barco até lá é de uns 20 a 30 minutos, mais ou menos.

DSC03340

IMG_4329

Essa é a ilha mais colorida e também a mais bonita, na nossa opinião. Não é atoa que ela ficou conhecida como a “Ilha colorida”. Além das casinhas coloridas as longo de seus canais, outra grande atração da ilha é a produção de renda.

DSC03330

IMG_4327

No dia que tivemos lá, a guia nos levou até uma loja chamada Merletti dalla Olga e enquanto vimos uma mulher fazendo as rendas, a guia foi explicando as curiosidades relacionadas a sua produção. Essa renda é produzida em Burano desde o século 16 e recebe o nome de merletto buranese. Dizem que ela tem uma técnica mais simples do que outros tipos de produção desse produto.

IMG_4368

Depois tivemos um tempo relativamente bom pra explorar o restante da ilha por nossa conta. Aproveitamos pra comer alguma coisa e caminhar sem pressa pela rua principal da ilha, a Via Baldassare Galuppi. Essa rua é cheia de lojinhas, tem vários restaurantes, enfim, é o lugar mais movimentado.

IMG_4326

IMG_4376

E por fim, nosso tour terminou na Ilha de Torcello, a mais longe de todas as ilhas. De Burano até lá o trajeto foi rapidinho e em menos de 10 minutos chegamos. Essa é uma ilha mais medieval e desabitada. As principais atrações dessa ilha são: a Catedral de Santa Maria dell’ Assunta, fundada no ano de 639 e assim é considerada a construção mais antiga de Veneza e a Igreja Santa Fosca, famosa por seus arcos externos e seu interior de estilo bizantino. Além disso, a guia nos disse que numa pousada/restaurante era onde Ernest Hemingway tirava férias e escrevia seus livros. O que mais me chamou atenção por aqui era de que tudo estava muito bem preservado.

IMG_4427

IMG_4429

Nessa ilha, o tempo de visita poderia ter sido um pouco maior, algo em torno de uns 20 a 30 minutos, assim daria pra ver tudo com mais calma.

IMG_4434

IMG_4430

Depois disso, levamos uns 40 minutos pra voltar ao píer em frente ao mesmo local de onde saímos, perto da Piazza San Marco.

IMG_4435

IMG_4439

Em resumo: esse tour é indicado apenas pra quem quer for ficar pouco tempo em Veneza e quiser ter apenas uma idéia de como são as ilhas. No total, nosso tour durou umas 4 horas, mas se tivéssemos ido por conta, poderíamos ter tido mais tempo pra explorar as atrações de cada uma das ilhas com mais calma. Pra quem for ficar mais tempo, eu aconselho a ir por conta e risco com o vaporetto de linha normal, vai valer mais a pena. Evidente que não vai ter a história e as curiosidades que a guia nos contou, porém isso pode ser facilmente achado em livros ou até mesmo na internet.

Obs.: A ilha de San Giorgio Maggiore nos visitamos sozinhos, sem tour. Somente as ilhas de Murano, Burano e Torcello que fizemos o tour com guia.

Raul Bartolamei
Siga-me

Raul Bartolamei

Catarinense, formado em Administração e Direito. Eventualmente escreve no blog sobre suas viagens, tours em estádios e jogos de futebol. E agora, também, sobre seu intercâmbio na França.
Raul Bartolamei
Siga-me
Postado em Itália, Veneza - , , , , , , , , ,
Compartilhe
Deixe um Comentário
4 comentários em "Tour pelas ilhas de Veneza: San Giorgio Maggiore, Murano, Burano e Torcello"
  1. Leidiane Marinho   24/04/16 • 16h14

    Olá! você sabe me dizer quais são os vaporettos que podemos pegar pra fazer esse passeio pelas ilhas por conta própria? abs,

    • Contando as Horas   30/04/16 • 16h11

      Oi, Leidiane

      Infelizmente não sei te dizer. Vou ficar te devendo essa info!

  2. Ricardo Silva   15/09/16 • 23h46

    Ola tudo bem

    Achei muito interessante o roteiro de 4 dias em Paris

    Gostaria de saber se tem algum roteiro parecido para veneza.

    grande abraço

  3. Contando as Horas   18/09/16 • 11h02

    Oi, Ricardo

    Não tenho roteiro de 4 dias, mas escrevi um roteirinho que fiz em um dia em Veneza, mas qdo fiz um bate-volta a partir de Bolonha. Vc pode ver o post aqui: http://contandoashoras.com/2013/10/24/roteiro-de-um-dia-em-veneza/

Blog Membro RBBV
Contando as Horas
Nesse mesmo dia, mas em 2010, eu desembarcava em Edimburgo, na Escócia para iniciar meu intercâmbio. 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿💙
.
Além de aprender inglês em um país sensacional, foi muito bom aproveitar aquele momento para descobrir um “mundo muito maior” que Chapecó/Curitiba.
.
Mesmo faltando conhecer alguns outros continentes aindaaa, todas as culturas e paises que conheci e tudo que aprendi com meus colegas de todas as partes do mundo, com toda a certeza, tornaram essa experiência muito mais interessante.
.
Melhor experiência de vida!
.
🌎 Banchory, Escócia 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿
.
#escocia #scotland #castletrail #visitabdn #visitaberdeenshire #uk #intercambio #intercambionaescocia #intercambiofotos #visitscotland #ciintercambio #eurotrip #uktrip #essemundoenosso #travelgirl #viajantesolo #solotrip #agenciadeviagem #scotlandisnow #englishtips #missaovt #revistaviajar #saudade #helloescocia #cahnaescocia
Um outro jeito de viajar pela Europa: fazendo um cruzeiro fluvial.
.
Quem quiser saber mais detalhes, estou falando mais sobre isso no stories.
.
Se quiser saber os roteiros, datas e valores, meu email para contato esta no perfil!
.
🌏Em algum lugar no rio Danubio, Leste Europeu
.
#lesteeuropeu #europa #cruzeirofluvial #rivercruise #riodanubio #danuberiver #uniworld #exploreuniworld #essemundoenosso #viajoteca #revistaadv #meusroteirosdeviagem #travelgirl #amoviajar #missaovt #eurotrip #europa #followyourdream #picoftheday #hotelinspectors #sourbbv #viajar #missãovt #revistaviajar #riverduchess #qualitours #rivercruising #summer #veraoeuropeu #eurotrip2018
Chegando em Budapeste!🇭🇺 Esse é o Monte Gellért passando pela janelinha da minha cabine!
.
No ultimo verão europeu eu fiz um cruzeiro fluvial pelo rio Danúbio (segundo maior rio da Europa).
.
Meu cruzeiro começou na Romênia, passou pela Bulgária, Sérvia, Croácia e terminou na Hungria.
.
Foram 7 dias a bordo do navio River Duchess, da empresa @uniworldcruises ! Uma experiência sensacional (ainda quero repetir, fazendo uma das rotas que passam pelos mercadinhos de Natal)!!
.
🌏Budapeste, Hungria
.
#budapeste #budapest #hungria #hungary #cruzeirofluvial #rivercruise #riodanubio #danuberiver #uniworld #exploreuniworld #essemundoenosso #revistaadv #meusroteirosdeviagem #travelgirl #amoviajar #missaovt #eurotrip #europa #followyourdream #picoftheday #hotelinspectors #sourbbv #viajar #missãovt #revistaviajar #riverduchess #qualitours #rivercruising #summer #veraoeuropeu
Kremlin de Moscou 🇷🇺🇷🇺
.
Antigamente essa fortaleza servia de proteção para a cidade, mas hoje em dia é a sede do governo e residencia oficial do Presidente da Rússia.
.
Ele é formado por vários palácios, catedrais, museus, um jardim, as torres e a muralha.
.
Quem estiver em Moscou pode incluir uma visita ao Kremlin no roteiro.
.
É possível conhecer algumas atrações, como: o Palácio do Arsenal, local onde está o Museu do Arsenal e o Complexo das Catedrais (formado por 4 igrejas). Todas todos os demais edifícios podem ser fotografados apenas por fora.
.
⚠️O Kremlin não abre as quintas-feiras. Para visitar o Museu (700 rublos) e o Complexo das catedrais (800 rublos) o valor total é de 1500 rublos (95,00 reais).
.
🌏Moscou, Rússia
.
#praçavermelha #redsquare #redsquaremoscow #kremlin #kremlindemoscou #moscou #moscow #russia #copadomundo2018 #missãovt #sourbbv #instaviagem #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #eurotrip2018 #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #brasilnacopa #visitrussia
Existem diversas formas de entrar na Praça Vermelha, em Moscou, mas sem duvida alguma, a mais bonita é atravessando o Portão da Ressurreição, localizado literalmente entre a Prefeitura de Moscou (lado esquerdo) e o Museu Estatal de História Nacional (essa construção a direita).
.
Nessa foto também da pra ver a Capela Ibérica e o Marco Zero da Russia.
.
🌏Moscou, Rússia
.
#praçavermelha #redsquare #redsquaremoscow #moscou  #moscow #russia #copadomundo2018 #kempinski #missãovt #sourbbv #instaviagem #hotelinspectors #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #visitrussia #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #jogosdobrasilnacopa2018 #brasilnacopa
Parque da Vitoria é onde está localizado o Museu da Grande Guerra Patriótica, que é como os russos chamam a Segunda Guerra Mundial. Obviamente, esse museu conta toooooda a historia dessa guerra (com muitas fotos, documentos, objetos, entre outros - tem legendas em inglês).
.
Além disso, também destaco: O Hall dos Heróis (foto 3) que presta uma bela homenagem a todos os russos que morreram nessa guerra, mais de 20 milhões de pessoas, o Hall das Lagrimas (foto 4) que simboliza as lagrimas de quem perdeu filhos, pais, irmãos e maridos durante essa guerra e por fim, os Dioramas de Guerra (foto 5), esses paines gigantes que retratam algumas cenas de momentos importantes dessa guerra.
.
O parque é gigante e o Museu é enorme, portanto, vá com muito tempo (tempo minimo de 3 - 4 horas).
.
Dica: Para chegar aqui, o acesso é feito pela estaçao de metro Парк Победы, aquela que tem as escadas rolantes mais profundas de todas as estações de metro de Moscou, sao quase 3 minutos andando nessa escada. 😱
.
🌏Moscou, Rússia
.
#parquedavitoria #moscou #moscow #russia #copadomundo2018 #missãovt #sourbbv #instaviagem #meusroteirosdeviagem #essemundoenosso #queroviajarmais #revistaviajar #blogdeviagem #cahnarússia #amoviajar #eurotrip #travelgirl #viajarmais #viajar #visitrussia #viajandosozinha #viajarmais #viagemeturismo #worldcup2018 #russiaworldcup2018 #russia2018 #jogosdobrasilnacopa2018 #brasilnacopa
Contando as Horas