24.10
2013

Veneza: onde a singularidade, a beleza e o caos se encontram

Há quem ame Veneza, assim como há quem odeie essa cidade. Esses dois sentimentos andaram lado a lado comigo no dia em que passei lá. Explico: com toda a certeza essa foi a cidade mais diferente que visitei até hoje, achei ela suuuper bonita, muito bonita mesmo! Porém, o maior problema de Veneza, na minha opinião, é que todas as principais atrações da cidade ficam todas em um mesmo lugar, na Piazza San Marco. Ai é só somar o verão italiano + milhões de turistas, pra ter uma idéia do que foi que eu encontrei por lá = Muita gente! E muita Fila! Fila pra tudo!

SONY DSC

Além de estar localizada na Lagoa Veneziana e de ser banhada pelo Mar Adriático, a cidade ainda é dividida em duas parte: o “Centro Storico” (a Veneza que todo mundo conhece) e a “Terraferma” (a parte da cidade que fica no continente).

Eu estava hospedada em Bolonha e resolvi meio que de ultima hora fazer um bate-volta de trem até lá. É importante saber que a cidade é servida por duas estações de trem: a Veneza Mestre e a Veneza Santa Lucia. É sempre bom dar preferencia para embarcar/desembarcar na estação de Veneza Santa Lucia, que fica as margens do Grande Canal.

Vaporetto

Vaporetto

Saindo da estação de trem a melhor forma de dar uma voltinha pelo Grande Canal até chegar a Piazza San Marco é pegar o vaporetto, o ônibus aquático de Veneza. O ticket pode ser comprado em um ponto de venda localizado a esquerda de quem sai da estação de trem, bem em frente a uma das vááárias paradas (ou “fermattas” em italiano) para embarque e desembarque nos vaporettos.

veneza 2x_1200x900

As opções pra comprar o ticket são: guichê de atendimento ou nas máquinas. Como eu não achei as máquinas, eu acabei entrando na fila e comprei o meu ticket, o “travelcard 12 horas” (mas também existe em outras configurações), que me permitia andar de vaporetto pelo período máximo de 12 horas. Ah, é necessário validar o ticket nas máquinas que estão localizadas antes da plataforma de embarque do vaporetto.

Travelcard 12 horas

Travelcard 12 horas

Máquina pra validar o ticket, é só encostar.

Máquina pra validar o ticket, é só encostar.

Existem diversas linhas que levam a vários lugares, mas como meu objetivo era passear pelo Grande Canal e conhecer a Piazza San Marco e suas principais atrações, eu optei por pegar a linha 2 no trecho da ida (dei a volta completa por todo o Grande Canal e por mais alguns lugares) e na volta, sem querer, acabei pegando a linha 1. A linha 1 e a linha 2 fazem praticamente o mesmo trajeto, só que 1 é a mais lenta, ela para em praticamente toooooooodas as fermattas que encontrar pelo caminho (nem preciso dizer que cheguei correndo na estação pra pegar o meu trem, que era o ultimo do dia, de volta pra Bolonha).

veneza 5x_1200x786

veneza 3x_1192x900

A primeira grande atração de Veneza que eu vi (nem tive coragem de desembarcar do vaporetto pra conhecer – eu tava agoniada no trajeto, pq relmente eles deixam muitas pessoas entrarem e é impossivel se mexer, quem dirá ficar subindo e descendo a cada parada) foi a Ponte di Rialto. Essa ponte se tornou importante pq, além de ter sido a primeira ponte de pedra a ser construída na cidade, ela também tinha o objetivo de encurtar as distancias, e permitia as pessoas caminharem da estação de trem até a Piazza San Marco em linha reta.

SONY DSC

veneza 32_1200x753

Achei essa área da cidade bem bonita, as varandas dos prédios e os restaurantes todos enfeitados com flores. Sem falar que tem um ponto de gondola bem ali do ladinho, então rende boas fotos do pessoal fazendo o seu passeio.

SONY DSC

Seguindo o passeio com o vaporetto pelo Grande Canal, é impossível deixar de reparar a porta de entrada dos prédios e principalmente nas lanchas/barcos estacionados em frente.

Além disso, pelo caminho que fiz passei pelo Cassino de Veneza, Ca d’Oro e pela Galeria dell’Academia.

SONY DSC

Ainda vi a Basílica Santa Maria della Salute, que junto com a Basílica de San Marco, são as igrejas mais visitadas da cidade. Como ela fica quase de frente pra Piazza San Marco, em um outra ilha, do outro lado do canal, na região do Dorsoduro. Quando a gente passou por ela, o vaporetto literalmente entrou em ebulição. Todo mundo começou a fotografar sem parar essa parte da cidade.

SONY DSC

Lembram que no começo do post eu disse que tinha dado uma volta completa de vaporetto antes de desembarcar na Piazza San Marco? Pois então, o tour continuou.

SONY DSC

A gente fez uma boa parte do trajeto de volta pelo Grande Canal, até que o barco fez um desvio e passamos pelo porto da cidade, onde os navios de cruzeiros atracam. Ainda passamos pelo Museu Peggy Guggenheim e seguimos caminho até a ilha de de San Giorgio Maggiore.

E ai sim, chegou a hora de desembarcar na Piazza San Marco.

SONY DSC

A visão que tive de Veneza esse momento, tenho certeza que não vou esquecer nunca mais. Belíssima!

A Piazza San Marco reune praticamente todas as principais atrações de Veneza (a Basílica de São Marco, o Campanile di San Marco e o Palazzo Ducale). Muito provavelmente vai ser possível reconhecer diversas pessoas que já foram vistas anteriormente, seja no trem, no vaporetto ou enquanto esperava na fila pra comprar o ticket do vaporetto. Isso aconteceu comigo!

SONY DSC

A primeira coisa que fiz foi conhecer a Basílica de San Marco por dentro. Tenho uma boa notícia, mesmo essa visita sendo gratuita, é possível comprar uma especie de permissão que permite “furar a fila”. Essa permissão custa 1,50 euros e eu achei que valeu muuuito a pena. A fila tava de dobrar a esquina. Com o ticket impresso, é só se dirigir a porta que fica pro lado esquerdo da porta principal e passar a catraca.

SONY DSC

Na minha opinião, três coisas são imperdíveis: os mosaícos dourados com passagens bíblicas nas paredes internas da basílica, o seu estilo bizantino na parte exterior e suas cúpulas e os Quatro Cavalos de Bronze que ficam bem no alto da porta principal.

SONY DSC

SONY DSC

A visita no interior da basílica é bem rapidinha, uns 20 minutos dá pra ver tudo tranquilamente. Existem algumas exibições e outras partes que podem ser visitadas, mas eu resolvi não visitar e fiquei o tempo todo admirando os mosaicos. Um trabalho mais bonito que o outro!

SONY DSC

Tive um bom tempo pra caminhar pelos porticos que circundam a Piazza San Marco e observar o movimento.

E por fim, fui visitar o Palazzo Ducale (que também pode ser chamado de Palácio dos Doges). Antes de escrever qualquer coisa, eu tenho que fazer um elogio. Esse foi o palácio com arquitetura mais bonita que vi em Veneza, achei que o mix de estilo bizantino, gótico e renascentista ficou perfeito! Achei que ficou bem a altura de ter sido residencia dos Doges, os governantes de Veneza por volta do século 9.

SONY DSC

SONY DSC

O maior destaque do palácio é a Sala Del Maggior Consiglio, que é onde está o gigantesco quadro de Tintoretto, o “Paraíso” e eu também gostei muito de ver a Salla dello Scudo, com exposição de vários mapas históricos e achei legal percorrer o mesmo trajetinho que os presos faziam em direção a prisão, passando pela Ponte dos Suspiros (de onde dá pra ver o aglomero de pessoas batendo fotos por entre as grades da janela).

SONY DSC

Eu levei umas 2 horas pra visitar tudo com calma. Uma coisa que não gostei muito foi o fato de eu ter comprado o ingresso antecipado pela internet e na hora tive que entrar na mesma fila que os que ainda não tinham ingresso, pra que só assim eu pudesse retirar o meu. Não entendi muito a logica e questionei o pessoal. Mas ninguém me deu uma boa explicação. Então, não aconselho a comprar o ticket antes, pq não resolve nada. Por sorte, na hora que fui, por volta das 14:00, a fila estava bem pequena, acho que tinha apenas umas 20 ou 30 pessoas na minha frente (de manha tinha pelo menos umas 3 ou 4 vezes mais gente!).

veneza 24_1200x899

Ahhh, mas ai todo mundo deve tá se perguntando.. “Foi em Veneza e não deu nenhuma voltinha de gôndola? Não! Eu bem que gostaria de me aventurar pelos canais menores, mas sem companhia achei que não seria uma boa idéia. Preferi ficar apenas olhando (e fotografando) de longe.

veneza 31_1200x888

Esse meu roteiro foi bem basicão, não fiz nada além do circuito turistão básico. O fato de eu ter feito um bate-volta a partir de Bolonha não atrapalhou em nada, muito pelo contrário, tive tempo pra fazer esse roteiro com bastante calma. Inclusive fiquei sentada mais de uma hora ali na praça olhando o movimento e sentindo o clima do lugar. Se eu tivesse mais um dia em Veneza, certamente eu iria conhecer a ilha de Murano e Burano. Mas isso fica pra próxima, assim como o passeio de gôndola!

* Precisando de hospedagem em Veneza? Para iniciar as pesquisas pelo site do Booking, é só clicar aqui. *

Posts relacionados:

Lista com todos os posts sobre Veneza

Dica de Hotel em Veneza: Hotel Savoia & Jolanda

Tour pelas Ilhas de Veneza: San Giorgio Maggiore, Murano, Burano e Torcello

Italo: O mais novo trem de alta velocidade da Itália

Trenitalia: A principal companhia ferroviária da Itália

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Itália, Veneza
Booking.com
  1. Luffi 26/10/2013 | 02:07

    É assim mesmo, Veneza é um mundo à parte e quem nunca visitou a cidade pode crer que vai encontrar a cidade mais diferente que alguma vez viu na vida. Não concordo quando vc diz que as atracções da cidade se encontram quase todas na Praça de S. Marcos. Na verdade as mais visitadas estão aí mesmo mas a cidade tem outros palácios, igrejas e praças maravilhosas ao longo dos seus milhares de canais, para isso é só uma pessoa se perder pelo labirinto. Quanto aos milhões de turistas… bem é uma coisa inexplicavel, em especial na zona de S. Marcos dá a impressão que não cabe mais gente naquele espaço e que a cidade vai afundar de vez! Em contrapartida se voce se perder pelas ruas em buscas de outros locais para visitar vai descobrir lugares LINDOS e acredite DESERTOS!!! Gostei muito das suas fotos, parabens

    • Contando as Horas 27/10/2013 | 18:59

      Oi, Luffi

      Como meu roteiro foi bem basicão e eu só pretendia conhecer o principal, tudo o que eu queria visitar estava na Piazza San Marco, por isso disse que tudo fica nessa praça. Mas claro que existem outros museus e palácios em outras partes e também as outras ilhas, como Torcello, Murano e Burano. Mas pra um dia em Veneza, não tinha como conhecer tudo, então priorizei o que tinha na Piazza San Marco.

      Quanto as fotos, os créditos ficam totalmente por conta de Veneza, a cidade é muuuito fotogenica e ainda quando tem sol, impossível as fotos não ficarem legais!

      Obrigada pela visita aqui no blog!! =DD

  2. Marcelo 18/05/2014 | 11:32

    Bruna, vou a Itália em agosto e estou adorando e copiando, rs os posts. O blog é lindo visualmente e o conteúdo muito bom. Parabéns pra vocês!!

    • Contando as Horas 19/05/2014 | 00:56

      Oi, Marcelo

      Muito obrigada!! Fico feliz que o blog tá te ajudando e também que tenha gostado! Muito obrigada mesmo! =D

  3. Mariana G. 24/07/2014 | 13:59

    Olá, estou adorando as dicas da Itália aqui do seu blog :)Vou pra lá em setembro ficar por 20 dias e sozinha, por isso estou um pouco apreensiva, rs..
    Vc saberia me dizer se é possível chegar tranquilamente na Piazza San Marco a pé? Estarei sem malas pq vou fazer um bate e volta de Padova.
    Agradeço desde já!

    • Contando as Horas 24/07/2014 | 15:30

      Oi, Mariana

      Obrigada!! =DD

      Pode ir bem tranquila, eu fiquei boa parte do tempo sozinha e não tive nenhum problema. Claro, não dá pra dar bobeira, mas tbm não é nada que exija ir pro hotel quando escurece pq vai ser perigoso.

      Tranquilamente, não. Pq se vc for da estação central até lá caminhando, vc vai demorar pra chegar, pq aquelas ruas são um labirinto sem fim, tudo meio confuso e tudo meio igual, fácil de confundir. Se vc vai fazer um bate-volta como eu fiz, o ideal é vc ir e voltar de vaporetto, é mais garantido. Assim vc não perde tempo.

  4. Neusa 29/07/2014 | 16:28

    JA ESTIVE EM outubro 2009, em um excursão promovida por uma agência de turismo, onde além de visitar a Piazza San Marco e seus arredores, no qual fiquei encantada, fui as ilhas de Murano e Burano. Em um só dia, podemos conhecer a parte segundo meu ver, é a mais bela e cultural, seguidos que fomos de dois guias muito inteligentes que souberam nos passar informações deste belo lugar.

    • Contando as Horas 30/07/2014 | 12:35

      Oi, Neusa

      No dia que fui, não daria tempo de ver tudo com calma, por isso exclui do meu roteiro as ilhas de Murano e Burano. Meu irmão foi nessa ultima viagem, e esses passeios vem em um próximo post.

      Obrigada pela visita aqui no blog! =D

  5. Enezilda 02/10/2014 | 22:15

    Estou indo para Itália esse mês, fiquei feliz de conhecer seu blog, é lindo e explica de uma forma fantástica os roteiros, tenho certeza vai me ajudar muito. Parabéns e continue fazendo viajens lindas.

    • Contando as Horas 02/10/2014 | 23:51

      Oi, Enezilda

      Muito obrigada pelo elogio, fico muito feliz!!
      Aproveite muito essa viagem! Espero que Veneza não esteja tão lotada como quando eu fui.

      Obrigada pela visita aqui no blog! =D

  6. vera 15/10/2014 | 14:32

    Gostei do seu post. é a 1 primeira vez que vou a italia e fico olhando dicas gostei das suas. Olha vou ficar 6 noites em Florença e gostaria que me ajudasse quero ir um dia a veneza como vc fez só praça . e um outro a verona ´. Meus filhos vão ficar só na redondeza indo a vinhedos… San geminiano… Ah gosto de andar já fui outras vezes europa . agora italia primeira. depois vamos amsterda mais 5 dias. abraço.

  7. vera 16/10/2014 | 12:19

    Obrigada e anotei todas suas dicas qdo for mais perto acerto o seguro viagem que vc indicou tbm. Vou comprar o bilhete trem em dezembro então consigo ir de manha saindo florença e voltar a noite. Porque vi em outro blog falando se for pra veneza tem que ficar perto é muito deslocamento vai fazer maratona kkk. nem me atrevi a perguntar ai vi que vc foi. Tenho muitos amigos Catarinense e qdo fui a São Lourenço do Oeste passei por Chapecó.

    • Contando as Horas 20/10/2014 | 16:26

      Oi, Vera

      Se vc pretende ir com os trens Italo, eu aconselho vc a ficar de olho quando abrirem as passagens e garantir o quanto antes, pq na Itália sempre tá tudo lotado. Eu já escrevi um post completo sobre como andar com essa empresa:
      http://contandoashoras.com/2013/10/18/italo-novo-trem-alta-velocidade-italia/
      e ainda, existe a Trenitalia, que é a outra empresa que percorre esses trajetos, caso queira mais detalhes sobre como comprar ticket, os detalhes estão nesse post:
      http://contandoashoras.com/2013/11/04/trenitalia-principal-companhia-ferrovia

      Veneza é isso mesmo, a cidade é meio que um labirinto, meio dificil de se locomover a pé, o melhor mesmo, pra ganhar tempo é ir de vaporetto direito na Piazza San Marco.

      É bom também a senhora cuidar os horários, pois não são muitas opções e em dezembro começa a escurecer mais cedo.

      Ah, que legal. São Lourenço é bem aqui pertinho mesmo..

      Bom, qualquer coisa que precisar, é só me escrever. Se eu souber, respondo sem problemas.

  8. vera 10/12/2014 | 10:53

    Bruna Bom dia! Vendo suas dicas vi ja comecei ver passagens trens bate volta firenze a veneza dia 20 de março por enquanto nada menos que 29 euros . Minha duvida vi que o ultimo tren volta da trenitalia e 19 horas. e italo e 18 horas e devido ao frio nessa espoca? Italo parece ser melhor rs.
    Até mais

    • Contando as Horas 10/12/2014 | 22:25

      Oi, Vera

      Em Março é inverno, escurece um pouco mais cedo que o normal (acredito que na Itália deve escurecer antes das 18:00). Vc deve levar em consideração tudo o que vc quer fazer, se for algo parecido com o que eu fiz, até as 18:00 vc consegue fazer tudo.

      As duas empresas são boas, tanto a Italo como a Trenitalia, porém vc deve levar em consideração o tempo do deslocamento, quanto mais rapido, melhor, pois assim vc tem mais tempo pra aproveitar, claro! =D

  9. Lucia Castelucci 23/04/2015 | 18:47

    Otimo seu blog. Vou levar suas dicas comigo, na viagem.
    Uma duvida: onde se compra a entrada de 1 Euro e cinquenta pra visitar a Basilica San Marco sem fila?
    Obrigada

    • Contando as Horas 24/04/2015 | 23:08

      Oi, Lucia

      Eu comprei no site oficial da Basilica de Sao Marcos mesmo. Ai levei o comprovante que foi enviado por email. A entrada é feita por uma porta diferente e nao tem nadinha de fila. Vale a pena!

  10. vera 27/04/2015 | 15:41

    Bruna obrigada pelas dicas deu tudo certo : Olha peguei um frio gostoso e nenhuma chuva nesses 18 dias de viagem . sucesso vou continuar acompanhando pois seus post são faceis…

    • Contando as Horas 02/05/2015 | 09:19

      Oi, Vera

      Legal! Apesar de Veneza ser meio caotica, vale a pena conhecer. :D
      Que bom que deu td certo na sua viagem. Obrigada pela visita aqui no blog!

  11. geraldo 29/09/2015 | 21:31

    Bruna

    Chego em Veneza de trem. Atraves de Roma. Terei tres horas para desfrutar da cidade.

    Pensei pegar um Vaporeto e ir ate a Plaza San Marco.

    O que voce recomenda? Qual a linha melhor do vaporetto? Consigo voltar no Vaporeto do mesmo lado que desembarquei?

    • Contando as Horas 30/09/2015 | 00:55

      Oi, Geraldo

      Vc tem que ser muito objetivo nesse teu passeio. Os vaporettos estão sempre LOTADOS! Vc pode pegar qualquer uma dessas linhas que citei no post, mas tem uma delas que faz menos paradas. O desembarque e o embarque não são feitos pelo mesmo lugar, mas eles ficam beem próximos. O desembarque fica perto da Ponte dos Suspiros e o embarque é feito nesse mesmo calçadão, porém pro outro lado da Piazza San Marco. É bem tranquilo, se tiver duvida, é só perguntar em algum comercio que o pessoal te ajuda.

Deixe o seu comentário...