30.07
2017

Rússia: Três bate-voltas a partir de São Petersburgo: Peterhof, Palácio de Catarina e Palácio de Constantino

Todo mundo que vai a São Petersburgo inclui no roteiro dois bate-voltas considerados quase que obrigatórios: Peterhof e Palácio de Catarina. Nós também fizemos esses passeios! E ainda, incluímos mais um bate-volta: uma visita ao Palácio de Constantino.

DSC_4183_Fotor

Nesse post eu vou compartilhar os detalhes de como foram esses passeios e como minha mãe (sempre ela! haha) descobriu esse Palácio de Constantino, que até ano passado, eu jamais tinha ouvido falar! 

→ Peterhof ou em russo Петергоф

Um dos bate-voltas mais populares a partir de São Petersburgo é visitar o Peterhof, o palácio de verão do Czar Pedro, o Grande (foi ele quem fundou São Petersburgo, lembra?).

DSC_4202_Fotor

Esse lugar está localizado na cidadezinha de Peterhof, a 30 km de São Petersburgo e fica de frente para o Golfo da Finlândia.

Esse palácio foi construido durante o século 18 como uma simples e humilde residencia de verão para o Czar Pedro, o grande. Com o passar do tempo, ele foi sendo ampliado por outros Czares e Czarinas e se transformou no que vemos hoje, um complexo com palácios, igrejas e jardins.

DSC_4078_Fotor

Entre as principais atrações estão:

Grande Palácio ou em russo Большой Дворец é a principal atração de Peterhof. Esse palácio tem uma localização estratégica, fica no alto de uma colina, entre os jardins (Jardim Superior e Jardim Inferior). É possivel visitar algumas salas do palácio, começando com as escadarias, a Sala dos Espelhos, a Sala do Trono,  a Sala de Chesma, entre outras. A visita é livre e quem quiser pode pegar um audio guide (nos idiomas inglês, alemão, francês e russo). A visita não é muito demorada não, algo em torno de 1 hora, talvez um pouquinho mais.

DSC_4144_Fotor

DSC_4064_Fotor

Igreja de São Pedro e São Paulo fica ao lado do Grande Palácio (lado esquerdo de quem sobre as escadarias, da pra identificar facilmente, ela tem 5 domos pequenos dourados), era onde aconteciam as principais comemorações dos Czares e Czarinas russos, como batizados, casamentos, entre outros eventos. A visita nessa igreja é rapidíssima, uns 15 a 20 minutos. Vale a pena! Ela é toda de ouro e tem vários ícones de santos russos.

DSC_4142_Fotor

DSC_4070_Fotor

DSC_4071_Fotor

DSC_4072_Fotor

Os jardins do Peterhof são divididos em: Jardins Superiores ou em russo Верхний Парк é menor e quase nunca são visitados, pq o sistema de ingressos é meio estranho. Nós não visitamos. Mas pelo que fiquei sabendo, existem apenas algumas estátuas e fontes espalhadas pelo jardim, sendo que a mais bonita é a Fonte de Netuno.

DSC_4076_Fotor

DSC_4080_Fotor

DSC_4093_Fotor

Os Jardins Inferiores ou em russo Нижний Парк é beeem maior e provavelmente depois de visitar o Grande Palácio, você vai passar a maior parte do tempo aqui. Por esse jardim estão espalhadas todas as demais atrações do complexo, como Grande Cascata (uma fonte inspirada em uma já existente no Château de Marly, que corre pelo Canal Marítimo, seguindo em direção ao Mar Báltico, ligada apenas nos meses de verão, sempre as 11:00 da manhã. Imperdível!), além de outras fontes menos famosas mais nem por isso menos bonitas, como Chessboard Hill Cascade, Roman Fountains, Lion Fountains, entre outras.

DSC_4089_Fotor

Anota ai: As fontes funcionam apenas de maio até outubro, todos os dias, entre as 11:00 e 17:00. Faz toda a diferença visitar o palácio com as fontes ligadas. Quando chegamos lá, ainda era cedo, e confesso que até elas serem ligadas, parecia que o palácio não tinha muita graça!

DSC_4164_Fotor

DSC_4169_Fotor

Além de todas essas atrações que já listei, existem outros lugares que podem ser visitados, como o Palácio Monplaisir (onde ficava o estúdio marítimo de Pedro, o Grande), Palácio Marly (onde tem uma exposição sobre a vida de Pedro, o Grande), Palácio Hermitage (é uma pinacoteca, mas também pode ser usado para eventos), entre outras atrações menores.

DSC_4125_Fotor

IMG_9937_Fotor

Vale a pena separar pelo menos umas 3 ou 4 horas pra caminhar pelos jardins. Não deixe de caminhar a beira do Golfo da Finlândia, tem um calçadão bem legal pra isso.

DSC_4121_Fotor

Existem 2 formas de ir até Peterhof: ônibus (a mais barata e leva em torno de 2 horas) ou de barco (mais rápida e leva em torno de 45 minutos). Nos fizemos essa viagem em setembro de 2016 e como ainda era verão, optamos por ir de barco (essa opção de transporte só funciona nos meses de verão). Os barcos partem do pier em frente ao Palácio de Inverno, os barcos partem a cada 30 minutos. Procure pegar uma janela, de preferencia na ida de um lado e na volta do outro, pra ter uma visão legal das atrações de São Peters pelo caminho. O trajeto do barco passa pelo rio Neva, pelo Golfo da Finlândia e chega no Canal Marítimo. É um passeio super legal! A gente nem vê os 45 minutos passarem!

DSC_4032_Fotor

IMG_9956_Fotor

IMG_9958_Fotor

A vista na volta para São Petersburgo

Ingressos: Apesar de ter a opção de comprar o ticket pela internet, nao vale a pena por uma série de fatores. Portanto, eu recomendo deixar pra comprar lá mesmo. Tem uma fila pequena, coisa de uns 5 ou 10 minutos, mas poupa banstante stress. Uma coisa que não dá pra entender muito é que não existe um ticket que dê permissão para todos os lugares, então, cada atração a ser visitada exige que você compre um ingresso. Tirando o ingresso de entrada no complexo, que no nosso caso, dava direito ao Grande Palácio e ao Jardim Inferior, nós só compramos o ingresso extra pra visitar a Igreja de São Pedro e São Paulo. Prepare o bolso, o ingresso para o Grande Palácio custa 600 RUB (30,00 reais), o Jardim Inferior (onde está a Grande Cascata) custa 700 RUB (35,00 reais) e a Igreja de São Pedro e São Paulo 500 RUB (25,00 reais). Esses valores correspondem a setembro de 2016.

IMG_9965_Fotor

Obs.: Eu sei que não parece, mas essas fotos foram todas tiradas no mesmo dia. Nós saimos de SPB com garoa, o tempo ficou nublado de manhã e só a tarde saiu o sol.

→ Palácio de Catarina ou Екатерининский дворец

Outro bate-volta suuuuper popular fica a 26 km de São Petersburgo, na cidade de Pushkin, onde está localizada a Tsarkoye Selo, a Vila dos Czares. Nesse local se encontram dois palácios, o Palácio de Catarina e o Palácio de Alexandre. Nós visitamos só o Palácio de Catarina, mas fomos dar uma voltinha nos arredores do Palácio de Alexandre (mesmo ele estando fechado para reparos).

palacio de catarina (1)

O Palácio de Catarina era outra residência de verão da família imperial russa. Ele tem esse nome pq foi um presente do Czar Pedro, o Grande a sua mulher, a Czarina Catarina I.

palacio de catarina (3)

palacio de catarina (20)

Atualmente apenas umas 20 salas podem ser visitadas, pois todas as demais alas ainda estão sendo reformadas. Entre as principais atrações desse palácio, eu destaco: a Sala Agata (onde ficam os aposentos de Catarina), Sala dos Retratos (onde estão alguns retratos de algumas Czarinas russas) e a Sala Âmbar (como o próprio nome sugere, ela é toda decorada em tons de amarelo/laranja desse mineral precioso. Essa sala foi um presente do Imperador da Prussia ao Czar Pedro, o Grande, que viu uma sala parecida no Palácio de Charlottenburg, em Berlim. Infelizmente os painéis que vemos ali hoje em dia não são os originais, pois durante a ocupação nazista os painéis de âmbar foram roubados pelos alemães).

palacio de catarina (2)

palacio de catarina (19)

O tour interno no palácio é relativamente rápido, dependendo da quantidade de grupos de chineses (sério, tem muuuuito!!!). O trajetinho é todo pré-definido, então é só subir a grande escadaria e seguir o fluxo. Uma coisa que achei suuuper estranha é que, não existem audio guias em outros idiomas que não sejam russo e chinês, da pra acreditar? Então, você só passa e olha!

palacio de catarina (5)

palacio de catarina (4)

Nos jardins do palácio existem algumas construções espalhadas, mas não visitamos nenhuma em especifico. Apenas caminhamos pelo jardim, que é super bem cuidado, com algumas pontes perto de um lago e sem falar que as cores do outono estavam começando dar as caras, deixando tudo ainda mais bonito!

palacio de catarina (7)

palacio de catarina (8)

palacio de catarina (6)

E se o tempo permitir, coisa que não foi possível no dia que estivemos lá, da pra caminhar pelo Parque Catarina, onde dá pra ver algumas construções e monumentos.

palacio de catarina (18)

palacio de catarina (10)

palacio de catarina (9)

palacio de catarina (11)

palacio de catarina (14)

Existem várias formas de ir até lá, como: metro + ônibus, apenas ônibus ou de barco. Mas nós não escolhemos nenhuma dessas opções. Preferimos ir de Uber até a estação de metro mais proxima do Palácio de Catarina e de lá seguimos de metro até o centro de São Petersburgo. Foi super baratinho e chegamos lá em menos de 10 minutos, mais o tempo de deslocamento do metro.

palacio de catarina (15)

palacio de catarina (21)

palacio de catarina (16)

palacio de catarina (17)

Ingressos: O palácio abre apenas no verão, de abril até outubro e não abre as terças-feiras. O ticket pode ser comprado pela internet (recomendado), pq tem um numero limitado. Enquanto um vai trocar o voucher pelo ticket, os outros podem pegando a fila, que é sempre gigaaaante. A gente não sabia disso e perdemos mais ou menos uns 40 a 50 minutos com isso. Valor de 1000 RUB (50,00 reais, valor referente a julho de 2017).

palacio de catarina (13)

palacio de catarina (22)

palacio de catarina (12)

→ Palácio de Constantino ou em russo Константиновский дворец

Um outro bate-volta legal de fazer a partir de São Petersburgo é ir até a cidade de Strelna, de frente para o Golfo da Finlândia, onde está localizado outro palácio imperial russo, o Palácio de Constantino.

palacio de constantino (13)

palacio de constantino (9)

Se você nunca ouviu falar nesse palácio até então, eu explico um pouco mais sobre ele. Ele também tinha sido construído para ser uma residência de verão do Czar Pedro, o Grande. Com o passar dos anos ele se tornou residência de Constantino Pavlovich, filho do Czar Paulo I até cair em desuso. Em 2011, por ordem de Vladimir Putin, o palácio foi totalmente reformado e transformado em uma residência oficial para os Presidentes da Rússia.

palacio de constantino (11)

Além de ser uma espécie de residência de verão do Presidente da Rússia, esse palácio também recebe alguns lideres mundiais sempre quando tem algum encontro importante no país, como encontro dos Lideres do G8.

palacio de constantino (10)

É possível visitar várias partes do palácio, a ala publica e a ala privada. A visita começa pela ala publica, onde são feitas as recepções, jantares, bailes e reuniões e segue para a ala privada, onde é possível visitar toda a ala privada do Presidente da Russia. Um detalhe importante: a gente tem acesso até a parte dos guarda-roupas e uma salinha que ficam junto ao quarto (só não é permitido entrar no quarto propriamente dito), mas pra isso, precisamos deixar todas as câmeras e celulares com o guardinha na porta.

palacio de constantino (1)

palacio de constantino (5)

palacio de constantino (4)

E por fim, o tour termina nos jardins super bem cuidados (e coisa mais linda! tirei 18 mil fotos!) localizados de frente para o Golfo da Finlândia.

palacio de constantino (3)

palacio de constantino (2)

Existe apenas tour em inglês e russo e tem duração de 1 hora e 30 minutos (com visita ao palácio e aos jardins). Nós compramos o tour em inglês pela internet e chegando lá, como éramos os únicos estrangeiros interessados, eles cancelaram o tour e nos colocaram em um tour em russo. Dá pra acreditar? Fiquei morrendo de raiva!!! Nossa sorte foi que havia uma japonesa/chinesa que falava russo annnd inglês e nos ajudou (ela foi traduzindo algumas partes importantes pra nós).

palacio de constantino (12)

palacio de constantino (6)

Para ir até lá devem existir algumas formas de ir com transporte publico, mas nem pesquisamos muito. Andar de Uber é super confiável e barato. Optamos novamente nos deslocar usando Uber. Foi super tranquilo. Nos deixaram e depois nos buscaram no mesmo portão de acesso. O trajeto leva uns 30 minutos mais ou menos.

palacio de constantino (8)

palacio de constantino (7)

Os tickets devem ser comprados pela internet, no site oficial. O numero de pessoas por tour é limitado. Não abre as quartas-feiras.

** Solicite seu roteiro personalizado para a Rússia aqui.

** Reserve seu hotel na Rússia aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem e seguro viagem aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Rússia

Todos os posts sobre Moscou

Todos os posts sobre St Petersburgo

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Peterhof, Rússia, St Petersburgo, Strelna, Tsarskoye Selo
Booking.com
  1. simone 03/08/2017 | 14:56

    Bom dia Bruna. Excelente post. Estou me preparando para ir á S. Petersburgo em meados do ano que vem e gostaria de saber se os motoristas do UBER de lá falam, ou ao menos conseguem entender um pouco de inglês; pois, como você mencionou, pretendemos utilizar esse transporte para visitar os palácios referidos neste post. Parabéns pelo blog e obrigado.

    • Contando as Horas 04/08/2017 | 00:05

      Oi, Simone

      Como eu disse, alguns (muito poucos) entendem alguma coisa, mas a maioria não fala uma palavra em outro idioma que não seja russo.

      A questão do idioma não é tão relevante, pq vc já determina o trajeto pelo app, não há necessidade de falar com o motorista.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

Deixe o seu comentário...