04.10
2017

Uruguai: Um dia nas vinícolas perto de Montevidéu

Quem estiver com viagem marcada para o Uruguai deve separar um dia pra conhecer as vinícolas, que por lá são chamadas de bodegas, perto de Montevidéu.

O Uruguai sempre foi conhecido por ser a terra da uva Tannat, mas se você achar esse vinho forte, existem muitos outros ótimos tipos produzidos no país também, como por exemplo viognier, shiraz, pinot noir, chardonnay, entre outros.

bodega bouza (11)

O Uruguai basicamente se divide em 4 regiões de produção de vinho: Canelones (que é a que fica mais proxima de Montevidéu), San José, Colônia (onde fica Carmelo) e Maldonado. 

A região onde estão concentradas boa parte das vinicolas proximas ao Uruguai fica na divisa dos departamentos de Montevideu e Canelones, principalmente em Canelones. O jeito mais fácil de ir até lá é seguindo pela ruta 5.

bodega bouza (10)

O Uruguai conta com cerca de 200 vinicolas, a maioria de origem familiar e com produção artesanal. Mas com o aumento do interesse pelo enoturismo no país, recentemente foi criado um projeto chamado de “Los Caminos del Vino” composto pelas 21 principais vinícolas uruguaias, entre elas a Bodega Bouza e a Bodega Juanicó, as duas vinicolas que eu escolhi conhecer nessa viagem.

→ Bodega Bouza

A Bodega Bouza, inaugurada em 2003, fica a 15 km de Montevidéu, é a vinicola mais proxima da capital do Uruguai e por esse motivo, acaba sendo uma das mais visitadas.

bodega bouza (14)

bodega bouza (6)

bodega bouza (13)

bodega bouza (7)

Eu escolhi visitar essa vinicola logo no primeiro horário, as 10:30 e no geral, gostei bastante. A visita começa com uma caminhada pelos vinhedos (nesse dia a caminhada foi super rapida, tava chovendo), depois segue para a cava onde os vinhos são produzidos (ali é onde a guia explica como é o processo de seleção e fermentação das uvas, como é feito o armazenamento nos tanques e o estoque em barris de carvalho), segue para um galpão onde tem uma coleção de carros antigos (coleção é composta de carros e motocicletas que datam da década de 20 e 30) e termina no restaurante, onde pode ser feito a degustação e onde é servido o almoço. Junto ao restaurante fica uma lojinha (se quiser comprar os melhores vinhos produzidos, procure pelos parcelas unicas, eles são feitos com as melhores uvas).

bodega bouza (12)

bodega bouza (8)

bodega bouza (1)

bodega bouza (2)

bodega bouza (3)

bodega bouza (5)

bodega bouza (4)

Na degustação são servidos 4 tipos de vinhos, 3 tintos e 1 branco. Pra acompanhar vem pães quentinhos e uma tabua de frios. Cada vinho servido, é combinado com algum tipo de frio (queijos ou embutidos). A explicação é meio mecanica, parece coisa decorada pelos garçons, mas ajuda a contestualizar a situação. Eu apenas fiz a degustação, não fiquei pra almoçar lá (o almoço é servido a la carte).

bodega bouza (16)

Essa vinicola é considerada uma bodega boutique, pq sua produção é pequena, mas com qualidade alto padrão. Eles trabalham com apenas 5 tipos de uvas: tannat, merlot, tempranillo e chardonnay e albariño. A produção dos vinhos é totalmente feita com uvas cultivadas por eles proprios.

bodega bouza (17)

bodega bouza (19)

Visita: De segunda a sábado, veja os horarios no site oficial. Precisa agendar a visita, degustação, almoço e transfer. Domingo a vinicola está fechada!

bodega bouza (18)

Transfer: Quem for visitar a vinicola e não quiser alugar um carro, a Bouza oferece um transfer com custo de 200,00 pesos uruguaios cada cada trecho. Eles passam buscar no hotel. É super organizado! Eu peguei o transfer apenas pra ir e gostei do serviço. O motorista era super gente boa, durante o trajeto ele fez um trabalho de guia super legal, contou um pouco da história de Montevidéu e foi mostrando tudo o que estavamos vendo pelo caminho. Recomendo!

bodega bouza (9)

bodega bouza (15)

→ Bodega Juanicó

A Bodega Juanicó, considerada uma das maiores e mais antigas e tradicionais do Uruguai (atualmente pertence a familia Deicas), existe desde 1830 e está localizada a 38 km de Montevidéu.

bodega juanico (1)

bodega juanico (2)

Depois de visitar e fazer a degustação na Bodega Bouza, eu segui com um transfer particular até a Bodega Juanicó. Como eu optei por almoçar lá e reservei o ultimo horário disponivel, as 13:30, meu tour foi todo ao contrario. A sequencia ficou assim: almoço, degustação, caminhada pelos vinhedos, visita ao local de produção e por fim, visita a cava subterranea.

bodega juanico (3)

bodega juanico (10)

Logo que cheguei, fui encaminhada pra o restaurante. O almoço é servido a la carte e tem duas opções: Menu com 3 etapas (60,00 dólares) ou Menu com 2 etapas (50,00 dolares). Eu escolhi o menu com 2 etapas (prato principal e sobremesa). Além disso, logo na chegada, é servido uma tábua com frios e pães (por esse motivo eu preferi pular a entrada, pq como estava sozinha e a tábua de frios com pães foi servido pra todo mundo, achei que seria muita comida).

bodega juanico (9)

bodega juanico (12)

bodega juanico (11)

Mas antes de começar o almoço propriamente dito, nos somos levados até a Adega historica da Juanicó e podemos escolher uma garrafa de vinho. Essa garrafa vai fazer parte da degustação junto com as outras 4 opções que foram servidas (2 tintos, 1 branco e o licor de Tannat). Como todo mundo no meu grupo escolheu vinho Tannat, eu optei por escolher um vinho Shiraz, que é super levinho (geralmente é um tipo que todas as mulheres gostam).

bodega juanico (13)

bodega juanico (14)

Voltamos para o restaurante e logo o vinho escolhido foi servido em cada mesa pra acompanhar a tabua de frios e os pães (não deixe de provar o salame, muito bom, queria trazer pra casa!). Na sequencia os pratos começaram a ser servidos. Eu escolhi ossobuco com massa, que estava ótimo e veio na medida. E na sequencia a sobremesa, pedi um trio variado com dulce de leche, claro. Cada etapa do almoço é servido um vinho e no final, depois da sobremesa foi servido um licor de Tannat (É mais suave que o vinho de Tannat e se tornou um dos meus preferidos. Gostei tanto que comprei uma garrafa pra trazer pra casa).

bodega juanico (16)

bodega juanico (15)

Tem uma lojinha localizada junto ao restaurante. Se quiser comprar o melhor vinho da casa, escolha o Dom Pascual.

bodega juanico (5)

bodega juanico (6)

Visitas: Todos os dias, mas tem poucas opções de horários (de segunda a sabado apenas 2 horarios e aos domingos 3 opções de horários), veja no site oficial os horários. Precisa agendar por email o almoço, a visita e a degustação. Existem 4 tipos de opções de tours, 2 com almoço e 2 com degustação. O atendimento por email é super agilizado e simpático. O atendimento na vinicola é espetacular. Preciso também elogiar o atendimento no restaurante, nem uma vez precisei chamar a garçonete pra pedir qualquer coisa que fosse, ela esta sempre SUPER atenta. Recomendo muito um almoço (e a visita e degustação) por lá!

bodega juanico (7)

bodega juanico (8)

Transfer: Não tem transfer incluido. Quem não estiver de carro precisa contratar um transfer particular. O valor de ida e volta é de 80,00 dólares.

bodega juanico (17)

→ Outras informações

– O clima é um fator favorável na produção de vinhos no Uruguai, o país se localiza entre os paralelos 30 e 35 graus do hemisfério sul, mesma localização geográfica de outros grandes produtores de vinhos como Argentina, África do Sul, Australia e Chile.

– A melhor forma de conhecer as vínicolas perto de Montevideu é alugando um carro ou contratando um transfer. Eu preferi a segunda opção.

– Quem resolver alugar um carro deve ficar atento a tolerância zero que existe nas estradas no país com relação a alcool e direção. É necessário ter um motorista da vez.

– Essa viagem eu fiz em agosto, durante o inverno, por esse motivo as vinhas estavam depenadas, mas quem quiser ver florescendo, deve ir a partir do mês de outubro. A vindima acontece entre fevereiro e março.

– Diz que o Uruguai exporta apenas 10% de sua produção, todo o restante da produção é consumido lá mesmo. Incrivel, né?!

bodega juanico (4)

** Solicite seu roteiro personalizado para o Uruguai aqui.

** Reserve seu hotel no Uruguai aqui.

** Reserve seu Seguro Viagem com a Seguros Promo aqui.

** Alugue seu carro no Brasil ou no exterior aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre Montevidéu

Todos os posts sobre Punta del Este

Todos os posts sobre Carmelo

Todos os posts sobre Colônia do Sacramento

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas já morou em Curitiba (8 anos) e em Edimburgo, a capital da Escócia (quase 2 anos). Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Montevideu, Uruguai
Booking.com
Deixe o seu comentário...