12.08
2015

Roteiro de 1 dia em Buenos Aires (Puerto Madero e Centro)

Buenos Aires, assim como qualquer outra capital, merece mais do que 1 dia de visita. Porém nessa ultima viagem, não tivemos opção e devido a um cancelamento de voo de ultima hora, tivemos que ficar um dia em Buenos Aires.

DSC_0206 (2)

Mas e ai, o que fazer na cidade em apenas poucas horas? Não pensei nem meia vez e montei um roteiro rapinho pra que a gente percorresse a área mais central da cidade e o Puerto Madero. Na verdade, minha intenção era apenas revisitar alguns dos lugares mais importantes e famosos da cidade. 

DSC_0262 (2)

DSC_0197 (2)

O Puerto Madero dispensa maiores apresentações, todo mundo que vai a Buenos Aires sempre dá um jeito de incluir essa região no roteiro.

DSC_0277 (2)

Imaginem uma área abandonada por completo em um lugar privilegiado de Buenos Aires?!?! Pois assim era a região do Puerto Madero. No total, Puerto Madero tem 4 diques e diversos armazéns foram reformados, dando espaço a residencias, hotéis, escritórios, universidade e muitos restaurantes.

DSC_0274 (2)

DSC_0258 (2)

Quem leu os outros posts sobre Buenos Aires, já sabe que a gente optou por se hospedar em Puerto Madero (pra ver o post sobre o hotel escolhido, é só clicar aqui -> Dica de Hotel em Buenos Aires: Hotel Madero Buenos Aires).

DSC_0237 (2)

DSC_0235 (2)

Nosso hotel ficava pertíssimo do Dique 1, local muito próximo de uma das atrações mais inusitadas de Buenos Aires, um cassino flutuante, ou seja, um cassino dentro de um barco ancorado no porto. Particularmente eu não vejo a menor graça, mas pra quem quiser conhecer um e ver de perto como funcionam os jogos ou quiser brincar um pouco nas máquinas caça níquel, acho interessante incluir no roteiro.

DSC_0265 (2)

Outra atração muito perto do hotel era a Reserva Ecológica Costanera Sur, considerado uma das maiores áreas ao ar livre de Buenos Aires. Pra quem se interessar, dizem que esse lugar é muito procurado pelos argentinos para praticar exercícios, caminhar, correr ou andar de bicicleta. Ah, uma das maiores atrações dessa região verde de Buenos Aires é a Fuente Las Nereidas, obra da escultora argentina Lola Mora. Super bonita, vale o passeio!

IMG_0283

Caminhar pelos calçadões em ótimo estado do Puerto Madero por si só já é um grande programa. A região está tão bem conservada que pra quem gosta de fotografar, é impossivel largar a máquina fotografica.

DSC_0041 (2)

Em questão de poucos minutos de caminhada, chegamos a atração turística mais famosa do Puerto Madero, a Puente de la Mujer, única obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava na América Latina. É uma ponte só para pedestres e foi projetada de tal forma que, quando necessário, ela pode girar permitindo que barcos e pequenas embarcações passem por ali.

IMG_0286

Eu não sei vocês, mas essa ponte é super elegante. E também pudera, dizem que o seu desenho foi inspirado em um casal dançando tango. Se é verdade ou não, não sei, mas achei que ficou super bonita e diferente!

IMG_0297

Pertinho da ponte fica o navio Fragata ARA Presidente Sarmiento, que hoje em dia esta atracado em Puerto Madero e foi transformado em um museu. Apesar de eu nunca ter visitado, pra quem gosta desse tipo de coisa, vale a pena conhecer, pois dizem que a decoração e mobiliário são originais.

IMG_0292

E claro, eu não poderia deixar de mencionar os restaurantes, bares, lanchonetes e sorveterias de Puerto Madero. Não vou dar nenhuma dica inédita, mas certeza que vale a pena conhecer é o restaurante Cabaña Las Lilas, Parolaccia e sorveteria Freddo. Sem falar nas lojinhas que vendem alfajores (Havanna, Jorgito, Cachafaz, entre outros). Ah, um restaurante que eu tava louca pra conhecer era o Osaka, mas acabou ficando pra próxima, pois todo mundo quis ir no Cabaña Las Lilas (de meio dia) e no Bice (a noite).

IMG_0291

IMG_0305

IMG_0301

IMG_0294

IMG_0308

Depois do almoço, seguimos caminhando pelo Puerto Madero, mas pela parte externa (não a parte onde estão os diques) até chegar na Avenida Corrientes. A poucas quadras dali fica uma das galerias mais famosas da Argentina, a Galerias Pacifico.

DSC_0054 (2)

A Galerias Pacífico, além de ser um dos shoppings mais frequentados da cidade, é uma verdadeira obra de arte. Não deixe de reparar nos afrescos no teto.

DSC_0062 (2)

A galeria tem 3 andares e lá estão algumas das principais marcas mundiais como Lacoste, Timberland, Adidas, Biotherm, entre outras. No andar inferior estão algumas lojas de alfajores que se transformaram em verdadeiras lanchonetes, como Cachafaz, Abuela Goye, entre outras.

É um lugar legal pra conhecer, mas pra comprar é bom pesquisar um pouco, pois os preços costumam ser um pouco mais caros do que a média.

DSC_0063 (2)

Outra coisa legal de se fazer é caminhar pela Calle Floria, uma das principais ruas de compras de Buenos Aires. Ali estão diversas lojas de calçados, roupas (roupas de couro), farmácias, lojas de souvenirs, entre outros.

Não se espante se a cada dois passos alguém vier pedir se você tem interesse em trocar dólares ou reais por pesos argentinos, é super normal. É só demonstrar que não tem interesse e seguir em frente.

Particularmente, nós preferimos não trocar os dólares e nem os reais que levamos, pois sempre é mais fácil negociar o valor de algum produtos ou passeio pagando em dolar. Quando a cotação usada por um determinado estabelecimento era a oficial, ou seja, pouco vantajosa, usavamos os poucos pesos argentinos que levamos ou simplesmente deixávamos de comprar alguma coisa naquele lugar.

DSC_0071

Quem não tiver empolgado para as compras (essa cotação do dolar atualmente não tá muito vantajosa pra isso), pode seguir até a Av 9 de Julio (uma homenagem ao dia da independência da Argentina, que aconteceu exatamente nessa data, mas em 1816), considerada uma das avenidas mais largas do mundo, com 140 metros de largura entre as calçadas. É ali onde está outra atração bem famosa de Buenos Aires, o Obelisco de Buenos Aires, construído para comemorar os 400 anos da fundação de Buenos Aires.

Quem quiser caminhar um pouco por essa avenida enoooorme e muito movimentada, se prepare para a muvuca, principalmente em dia da semana.

DSC_0072 (2)

Descendo 5 quadras por essa avenida, ao chegar na Av. de Mayo, de um lado fica o Congresso de la Nación Argentina e do outro lado a Casa Rosada.

Quem quiser conhecer o Congresso da Argentina, a sede do orgão legislativo e é onde estão os deputados e senadores do país, é muito fácil identificá-lo, pois ele tem uma cúpula verde enorme, que dizem ter mais de 80 metros de altura.

DSC_0080 (2)

Já quem optar por seguir pela Av de Mayo sentido Casa Rosada, deve ficar atento que no caminho está um dos lugares mais famosos de Buenos Aires: o Café Tortoni. Esse local era ponto de encontro de famosos como Gardel, Garcia Lorca, entre outros. O lugar se preservou exatamente como era quando foi inaugurado, mantendo a decoração clássica e moveis originais. Esse é o lugar ideal para fazer um lanchinho!

DSC_0094 (2)

A poucos minutos dali está a principal praça de Buenos Aires, a Plaza de Mayo, que recebeu esse nome como forma de comemorar a Revolução de Maio de 1810, momento em que teve inicio o processo de independência da Argentina.

IMG_0313

Nessa praça ficam as algumas das principais atrações da cidade, como a Casa Rosada, o Cabildo, a Catedral Metropolitana, a sede do Banco de la Nación, entre outros.

DSC_0077 (2)

No centro da praça ficam o monumento Piramide de Maio, construído para comemorar um ano da Revolução de maio e uma estátua equestre de Manuel Belgrano, o criador da bandeira da Argentina. É ali onde está também uma bandeira enooorme da Argentina. Todo final de tarde acontece uma cerimônia de recolhimento da bandeira. Quem estiver pela redondeza, vale a pena dar um pulinho até ali pra assistir. Achei bem legal!

DSC_0091 (2)

E claro, essa praça é onde acontecem diversas manifestações e comemorações em Buenos Aires. É sempre bom visitar essa região bem cedo ou mais pro final da tarde, assim as chances de encontra-la mais vazia são maiores.

DSC_0097 (2)

A Casa Rosada dispensa qualquer apresentação. A sede do governo argentino, é onde fica o escritório da presidente da Argentina, atualmente Cristina Kirchner.

DSC_0103 (2)

Ai todo mundo fica se perguntando do motivo do palácio ter a cor rosa, certo? Pelo que pesquisei na internet, dizem que essa cor vem da mistura das cores branca e vermelha, as principais cores dos dois partidos políticos mais populares da Argentina.

Repare na sacadinha frontal, local onde acontecem discursos e pronunciamentos importantes.

DSC_0112 (2)

E claro, quem estiver na cidade durante o final de semana, vai poder visitar o palácio. As visitas guiadas acontecem das 10:00 as 18:00. Mais infos aqui. Como estivemos lá numa segunda-feira, não foi possível visitar, alias, até hoje nunca estive em um final de semana em Buenos Aires, portanto, ainda não consegui fazer esse passeio.

DSC_0122 (2)

Depois do tour, quem tiver interesse, pode visitar o Museu do Bicentenario, que conta um pouco mais sobre a história dos ex-presidentes da Argentina.

DSC_0141 (2)

E por fim, numa das laterais da praça fica a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, considerada a principal igreja católica da cidade. Não estranhe ao ver essa catedral, ela tem um estilo que nada lembra uma igreja, de fora mais parece um templo romano. Internamente a catedral é super bonita, vale a visita. Não deixe de visitar também o mausoléu onde estão os restos mortais do General San Martín, uma das principais figuras na liderança pela independência da Argentina.

DSC_0084 (2)

E apesar de eu não ter tido tempo pra visitar, desde 2013, logo após o Papa Francisco ser o escolhido, foi inaugurado junto a essa catedral um museu em dua homenagem, o Museu Cardenal Jorge Mario Bergoglio. Adorei a ideia da criação desse museu, afinal, esse Papa é incrível!!

DSC_0160 (2)

DSC_0167 (2)

DSC_0174 (2)

E antes de voltar pro hotel pra se arrumar pra jantar ali mesmo no Puerto Madero, tive que aproveitar pra tirar umas fotos. Lugar super fotogênico!

DSC_0178 (2)

DSC_0190 (2)

DSC_0181 (2)

Como deu pra notar, o passeio foi rápido. To precisando voltar urgentemente a Buenos Aires e revisitar tudo com muita calma! Mas pra quem tiver pouco tempo como eu tive, esse roteiro de 1 dia faz milagre. Dá pra conhecer muita coisa em pouco tempo!

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Argentina, Buenos Aires
Booking.com
  1. Rosildo 09/02/2016 | 19:05

    Oi Bruna, foi muito útil a mim, as dicas que apesentastes.
    Estou visitando Buenos Aires por dois dias, e tenho a certeza de ter pego boas dicas.
    VLW.

  2. Grasielle 21/06/2016 | 22:07

    Oi Bruna
    Terei uma tarde e uma noite em buenos aires, por conta de uma conexão, adorei suas dicas!!
    Em relação a esse passeio noturno em puerto madero, vc se sentiu segura para andar à pé na região??
    Obrigada

    • Contando as Horas 27/06/2016 | 00:54

      Oi, Grasielle

      Sim, me senti segura. Não tive nenhum problema. Claro que não dei bobeira e também não fiquei ali até tarde da noite, mas acho que até umas 23:00 ou meia noite é tranquilo.

  3. fabio 27/09/2016 | 18:36

    Adorei o roteiro! devo fazer um passeio de um dia em buenos aires, durante minha estada em colonia del sacramento -UR. achou fez tudo apé ou andou de taxi? como se locomoveu lá?

    • Contando as Horas 02/10/2016 | 21:06

      Oi, Fabio

      Do aeroporto até o hotel fomos de taxi e o restante fizemos tudo a pé.

      Obrigada pela visita aqui no blog! :D

Deixe o seu comentário...